História Eu odeio ama você "Elena e Damon" - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Vampire Diaries
Personagens Damon Salvatore, Elena Gilbert, Giuseppe Salvatore, Jeremy Gilbert
Tags Damon, Delena, Diário De Um Vampiro Amor, Elena, Romance
Visualizações 50
Palavras 1.208
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite a todos, bom desculpa pela demora em posta capitulos para vocês, pois ando muito ocupada.. Por favo não abandonem a historia.

Espero que gostem bjs

Capítulo 24 - Vick beija o Damon



Cheguei à empresa no dia seguinte e tudo que se falava era da festa do Alaric na boate. Eu já tinha combinado de ir no dia seguinte ao shopping com Bonnie escolher uma roupa.


- Você vai me deixar ir? – Jeremy se aproximou da minha mesa segurando o convite dele.


- Claro que vou. – falei desviando a atenção do notebook. – Você vai ser o meu motorista.


- Você vai beber? – ele fechou rapidamente a expressão. – Já se esqueceu da festa de formatura da faculdade que você bebeu tanto que ficou três dias de ressaca? E depois jurou que nunca mais iria beber!


- Ah, calma! – levantei as mãos na defensiva. – Eu não vou beber, só não quero dirigir de salto alto.


- Acho bom mesmo.


- E você pode levar a Anna. – eu segurei um sorriso. – Afinal, ela é sua namorada. – disse pra irritá-lo.


- Ela não é minha namorada. – ele falou com raiva. – Eu só saio com ela algumas vezes e... Eu sou jovem tenho que aproveitar a vida. – ele disse me fazendo girar os olhos. – Contrataram duas estagiarias para o departamento de produção e eu estou a fim de conhecê-las melhor.


- Já mudei de ideia, não quero que você vá à festa! – falei com ciúmes.


- Elena! – ele protestou.


- Shhh! – eu pedi pra ele se calar. – Não vai e pronto!


- Me deixa adivinhar... Eu só vou se eu levar a Anna? – ele cerrou os olhos.


- Exato.


- Dela você não tem ciúmes. – ele bufou.


- Não, porque eu a conheço faz anos, e ela é a sua namorada. – falei para irritá-lo de novo.


- Você venceu, eu vou levá-la – ele apontou o dedo pra mim. – Mas ela não é minha namorada.


- Depois são as garotas que são doidas! – olhei feio pra ele.


- HEY! – Matt apareceu no corredor. – Chegaram os produtos da empresa de cosméticos, não querem se divertir?


Steven estava na sala dele com o contador. E a reunião deles sempre demorava.


- Claro, tenho um tempo livre. – fechei o notebook.


- Se a minha irmã não quiser tentar usar o rímel em mim de novo. – Jeremy falou chateado. – E me fazer passar vergonha na frente de todo mundo... Eu vou.


- Se eu tivesse passado teria ficado ótimo! – falei humorada me levantando.


- Sabia que meu sonho era ter uma irmã? – Matt disse nos olhando. – Mas depois que conheci vocês dois vi que ser filho único foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida!


- Pode ter certeza cara. – Jeremy concordou rindo.


- Que absurdo! – me indignei dando a volta na mesa.


- Não se preocupe amor. – Matt passou a mão por minhas costas. – Como minha namorada, tenho certeza que você será maravilhosa. – ele se curvou me dando um beijo estalado na bochecha.


- Pena que você nunca vai chegar a saber. – brinquei e ele riu.


- É tanto amor que eu fico ainda mais apaixonado!


Matt gostava de me cantar só pra ouvir meus foras. Já tinha me acostumado com isso. Ele era um rapaz legal, mas nunca ia acontecer, ele realmente eu só queria como amigo.


Nos três seguimos para a sala de criação no terceiro andar.


A sala de criação estava lotada e as mesas cheias de cosméticos. Sempre era divertido conhecer os produtos novos, e pessoas de vários setores da empresa se encontravam ali. Fiquei surpresa ao ver Damon perto de uma das mesas com Bonnie Tyler e... Vick? Argh, essa vadia não vai desistir até levá-lo pra cama. Torcia pra que Damon não fosse esse tipo de homem que ‘vai’ com qualquer uma.


E Damon... Oh. Eu só pensava que precisava saber a versão dele da história com a Rebecca, mas até agora eu não tinha o encontrado sozinho.


- Elena! – Bonnie gritou animada a me ver.


- O que é isso? – eu me aproximei segurando o riso ao ver que uma bochecha dela estava com blush vermelho e a outra com um rosa.


- Quero ver qual combina melhor com meu tom de pele. – ela olhou o espelho em sua mão. – O que acha?


- O vermelho ficou mais natural.


- Eu também achei! – Bonnie dançou animada. – Por isso somos amigas!


- Você é linda de qualquer maneira. – tyler falou apaixonado dando um rápido beijo na boca dela, provocando alguns ‘Awn’.


- Ah, os pombinhos – vick disse rindo. – Deviam tentar esse... – ela mostrou o batom em sua mão. – Dizem que esquenta o beijo. – ela o passou nos lábios, e ele tinha um tom vermelho vivo.


- Até parece. – ouvi Damon sussurrar dando um fraco sorriso, olhando um desodorante masculino.


- Está duvidando? – vick o olhou com o sorriso desinibido. – Então vamos ver! – ela disse rápido e o agarrou pela camisa o colocando de frente pra ela.


OH MEU DEUS! Damon estava distraído e ficou sem ação, e vick uniu os lábios dela com força contra os dele. VADIA!


Senti meu sangue ferver e minha vontade foi de matá-la ali na frente de todo mundo, mas eu estava chocada demais para me mover.


Damon pegou os braços dela e a empurrou, mas ela investiu novamente e ele retribuiu o beijo. O-QUÊ? O QUE ESSE IDIOTA ESTÁ FAZENDO?


Só entendi o que ele pretendia quando na hora de continuar o movimento os lábios deles se separaram milímetros, e ele aproveitou pra empurrá-la com mais força. E o beijo se separou.


- E então? – ela perguntou se divertindo, com os lábios borrados de batom.


- Algo esquentou, mas não teve nada haver com o batom. – ele disse com raiva passando a mão com força nos lábios.


Não tive condições de ficar ali. Juntei todas as forças que eu tinha para mover meus pés e sair o mais rápido possível de perto deles.


Eu fui até o corredor sentindo todo meu corpo tremer, mal consegui tirar o copo do suporte.


A água desceu com força afastando o nó que tinha se fixado na minha garganta. Naquele momento descobri que uma das piores dores do mundo é ver o homem que você ama beijando outra (mesmo sem que ele quisesse).


Meus olhos arderam, só então percebi que estava prestes a chorar, mas consegui manter o controle quando matt apareceu do meu lado no bebedor. Ele tinha uma expressão de raiva no rosto. Ele se serviu de água e tomou um longo gole.


- Essa vick não tem nenhuma noção. – Matt murmurou.


Eu sabia por que eu estava assim, mas e ele?


- Você sabe que ela nunca teve noção. – eu o observei.


- Não sei por que Steven não a demitiu ainda. – ele disse com rancor. – A promiscuidade dela vai acabar afetando a empresa. Se eu fosse o dono já tinha coloca na rua, mesmo sendo minha irmã


- Ela é boa em atrair os clientes. – eu disse ainda curiosa da reação dele. – Matt... – o chamei fazendo ele me olhar. – Como você consegui ‘SER IRMA DELA ASSIM’?


- Eu tenho que consegui . – ela é minha irmã


-Mais ninguém saber que ela é minha irmã.


- Por favor, não conta pra ninguém. – ele respirou 

pesado.


- Eu não vou. – eu o tranquilizei. – Como a vick escondeu isso? – perguntei assustada. – Ela adora contar pra todo mundo As coisas.


- Ela teve consideração comigo, porque eu fui o único burro em ser o único que gosta dela. – ele bebeu mais um gole de água. – Como se isso fosse fazê-la ter um pouco mais de coração. – ele riu sem humor. – Mesmo sendo minha irmã Ela não vale nada.


Eu me senti mal pelo Matt. Como alguém tão legal como ele foi capaz de atura alguém como ela? Mesmo sendo meia irmã.


Notas Finais


Comentem por favor.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...