História Eu odeio, amar. - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V
Tags Chanbaek, Crise Familiar, Huhunie, Jikook, Loucuras, Namjin, Problemas, Romance, Vhope
Visualizações 52
Palavras 1.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoas... bom, desculpa não postar ontemmm... hihi... amo tus tá?

CONSELHO:
*A parte que o Suga tá nervoso eu fiz escutando Agust D e ficou bem legal* 😙🙈😝

Capítulo 26 - Vamos criar esse bebê.


Fanfic / Fanfiction Eu odeio, amar. - Capítulo 26 - Vamos criar esse bebê.

      _Suga On_

Como assim vou ser pai? Nem tem base uma coisa desse tipo. Nem idade nem responsabilidade eu tenho para isso. Tá loko?

Suga - Como assim? S/n? Isso não tem graça. - Olhei sério pra ela, e ela me encarou mais seria ainda. _Okay por que esse olhos me diz que você não tá de brincadeira S/n_

S/n - Não tem graça mesmo não Suga.. nem um pouquinho, encontrei Boh Na chorando muito lá no campus de artes e ela me contou que fez o teste e está grávida. E é melhor vc ir lá e conversar direito com ela, já que as ideia dela sobre a criança não é boa, ela está seriamente decidida a abortar. - Me assustei com as palavras. _Abortar? Tá loko? Eu sei que agora não é a hora certa pra ter um filho, mas não é por causa de um erro nosso que eu vou matar uma vida_

Suga - Não ela não vai matar essa criança. Eu sempre tive a vontade de ser pai, não esperava que fosse agora, mas mesmo assim, se é meu eu vou assumir, é minha responsabilidade criar; mesmo que tenha ser sozinho. - Disse nervoso já indo em direção ao campus em que Boh Na se encontrava. Até lembrar o que minha mãe tinha me dito "Se tu fizer mais uma burrada, tu tá expulso de casa"... parei, pensando em como eu ia falar isso pra minha mãe e onde eu ia ficar quando ela me espulsasse, por que é óbvio que ela iria fazer isso. - Droga - Falei ainda parado sem perceber que S/n estava logo atrás de mim.

S/n - Que foi Suga? Por que não está indo? - Ela disse se aproximando mais.

Suga - Eu vou ser expulso de casa, com certeza. Já aprontei muito desde que nos separamos e minha já prometeu me expulsar de casa.

S/n - Fica calmo, Suga. Vamos falar com Boh Na e decidimos isso depois. Não importa o que aconteça eu vou estar do seu lado. - Ela disse me tranquilizando e funcionou, e de repente todos os meus sentimentos foram misturados. - Vamos. - fiquei estático ainda por um tempo e ela me abraçou - Estou aqui, vou te ajudar Suga. - Por um estante eu senti vontade de não sair mais dali, senti vontade de colar meu lábio no dela e não deixar esse momento acabar nunca. Mas ela me soltou me puxando ao campus do lado. Assim que chegamos, pude ver de relance todo mundo reunido numa mesa, como nos velhos tempos, fiquei feliz. Fui até lá me sentando e S/n ao meu lado.

Boh Na- Suga!! Desculpa... não queria que ela te contasse isso.

Suga- E por que não? O filho,ou filha é minha então eu vou assumir. Mesmo que eu tenha que parar a faculdade por um tempo e começar a trabalhar ou coisa desse tipo,vou cria-lo.

Boh Na- Yoongi você não tem noção de situação né? Não vamos poder só parar a faculdade por um tempo, vamos ter que parar por um longo tempo. Não foi isso que eu desejei pra mim, eu tenho um sonho sabia? Quero ser modelo. Não vou desistir disso por causa de uma coisinha. - Ele disse apontando incrédula pra barriga, e eu não pude acreditar no que ela havia dito.

Suga- Você está louca? Isso que está dentro de você não é uma coisa, é uma criança, tem vida, tem alma, se você não sabe? Ficou louca? Se você pensa que vai abortar essa criança voce está enganada. EU SOU O PAI E TENHO MEUS DIREITOS, MESMO QUE AINDA NÃO TENHA NASCIDO EU POSSO ESCOLHER, E EU ESCOLHO CRIA-LÁ - Gritei a última parte, assustando um pouco quem estava na nossa mesa.

Baek- Suga, se acalme. - Ele disse segurando forte a mão de Chanyeol, ele provavelmente se assustou com o meu jeito.

Boh Na- Isso não é nada que você possa decidir. O corpo é meu, e eu sou a dona dele. Você é idiota? Não tem direito sobre mim.

Suga- Não vou deixar que aborte. - Eu disse mais calmo a encarando.

_S/n On_

Os dois estavam discutindo e parece que não ia levar a lugar nenhum. Nunca esperei que Boh Na fosse agir dessa maneira, e ao mesmo tempo estou orgulhosa que Suga esteja disposto a cancelar seu futuro pelo bebê.

Boh Na- Vou te avisar então... assim que nascer darei pra adoção. Já que eu não vou assumir e você não pode assumir sozinho sem uma mãe. - Ela disse vencedora. - Eu não vou criar por que se eu criar, vou jogar na cara dela que ela foi um erro, não quero um erro dentro da minha casa. - As palavras pareciam ser pra mim, mas não poderiam ser ora mim já que ela não sabia sobre isso. - Ela vai ser como uma criança que nasceu de um estupro, já que eu não amo o pai dela e nem o pai dela me ama. - Agora sim me atingiu, eu era a criança que tinha sido fruto de um estupro, eu era o erro presente na mesa. Não pude conter minhas lágrimas.

S/n - Não é culpa da criança isso. Se uma criança nasceu de um estupro não é culpa dela. Se você está grávida não é culpa do bebê. Ok? Não quer criar? Eu vou criar, por que eu sei o que é ser uma criança que não tem amor, que é tratada como um erro e isso eu não quero pra ninguém. Então... para de dizer o que você não sabe, com sua família perfeitinha e abre a boca pra falar dos outros. Fica quieta por favor. - Solucei algumas vezes antes de continuar e olhei para o Suga. - Ela vai ter a criança e eu vou assumir a criança. Se a sua mãe e a mãe dela não aceitarem vocês em casa, os dois vai pra minha casa. - Disse e por fim cai na mesa de cabeça baixa chorando muito. E senti Baekhyun vir me consolar com um abraço.

Suga- Então está decidido! Essa criança nascerá. Vou ligar pra minha mãe e dizer que precisamos conversar com ela, aconselho que você ligue tbm pra sua mãe, dizendo que vamos lá mais tarde. E S/n... - Ele falou me olhando (Ft de capa) - Você vai junto conosco, preciso conversar e dizer quem vai assumir, já quero esclarecer tudo com nossas famílias hoje mesmo. - Eu assenti. 


Notas Finais


Bom.... gentiii... espero que tenham gostado ne... e ate o próximo... beijão...

COMENTEM O QUE ESTÃO ACHANDO E NÃO SE ESQUEÇA DE FAVORITAR PRA NÃO PERDER CAPÍTULO.

Beijo ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...