História False Incest - Diabolik Lovers - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Kanato Sakamaki, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Richter, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz"
Tags Ação, Comedia, Diabolik Lovers, Drama, Hentai, Revelaçoes, Romance, Sadomasoquismo, Sexo, Suspense, Violencia
Visualizações 124
Palavras 1.378
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi, minna-san! ^^

Pessoal... Somos 100 favoritos!!! Mais ou menos 104 (eu acho)!!! Pessoal, muito obrigada! Esse foi o maior número e o mais demorado de atingir, porém, veio com muito amor! Obrigada por me darem esse presente! ♡♡♡

Já que eu estava demorando, resolvi postar esse capítulo pequeno! Espero que gostem!

Aaah, sim! Estarei em provas! 14/08 até 18/08, ou seja, demorarei para postar! ^^
Espero que entendam! ;-;

Espero que gostem! ♡
Boa leitura! ♡

Capítulo 29 - Lembranças do Parque, Supermercado e Doação de Sangue!


Fanfic / Fanfiction False Incest - Diabolik Lovers - Capítulo 29 - Lembranças do Parque, Supermercado e Doação de Sangue!

False Incest

31 Chapter - Much More Than Blood

Ir com Reiji até o supermercado foi bem silencioso e um pouco assustador. Eu fiquei o tempo todo com meu olhar fixo na janela, observando as colinas e o mar ao longe. Reiji ligou o rádio e começou a tocar uma música, que comecei a cantarolar para mim. Sentia que ele me observava e fiquei com medo, pois estava à sós com um vampiro! Um vampiro!

Eu sabia que os Sakamaki eram vampiros, pois Laito havia contado antes. Lyn e Nathanael também são, porém, não de sangue puro. Parecem pessoas normais, afinal, não parecem cadáveres, não são sérios como os Sakamaki... Enfim, normais!

Observei o supermercado ao longe e vários carros estacionados, além de pessoas com carrinhos adentrando o prédio, outras retirando os sacos do carrinho e pondo em seus porta-malas... Mulheres, homens, crianças, jovens... Fiquei me perguntando se o cheiro daquelas pessoas não estaria incomodando Reiji. Principalmente o meu.

Estacionamos o carro. Reiji saiu primeiro e eu retirei meu cinto. A porta se abriu e dei de encontro aos olhos rubros rosados e brilhantes de Reiji, me encarando fixamente enquanto sua pálida mão era erguida em minha direção. Ele sorriu, eu permaneci cética, mas, segurei sua mão e saí do carro. Reiji fechou a porta.

- O que planeja comprar? — Perguntou.

- É... Alguns petiscos, queijos, vinhos, champagne... — Respondi. — Alguns caprichos extras! Além do mais, Karlheinz pediu para que eu comprasse algumas coisas para Hijime, ele e seus amigos curtirem o final da festa! Ah, não posso esquecer do whisky!

- Hahaha! Eu te ajudo! — Reiji segurou minha cintura.

Encarei-o, sentindo uma energia ao seu toque. Reiji sorriu novamente, sussurrando um "vamos" e me guiando. Pegamos o carrinho e entramos no supermercado, que estava bem cheio! Olhei para Reiji de relance e pude ver sua feição fechada. 

- Está cheio demais, não é? — Sorri.

- Bastante... Odeio essa multidão toda. — Resmungou.

- Não vamos demorar! — Bati em seu braço de leve.

Fomos rapidamente para a parte dos frios, peguei uns queijos e pus rapidamente no carro. Compramos alguns presuntos e salames, já que Azuna-sama adora lanchinhos! Peguei alguns salgadinhos para Alice e Ayumi, doces para Kanato e Laito, morangos para mim, pocky's para Shu, balinhas de cereja para Subaru... 

- Reiji-san, do que você gosta? — Perguntei enquanto pegava marshmellows.

- Não tenho uma certa coisa favorita. — Ele resmungou.

- Nenhum doce favorito!? — Bradei, encarando-o assustada.

Ele fez que sim com a cabeça.

- Aaaah, não! Farei um bolo especialmente pra você! — Sorri. — O Reiji-san gosta de bolo, não é?

Reiji me encarava surpreso, porém sorriu e respondeu:

- Gosto.

Fui correndo pegar os preparativos pro bolo e quando fui até Reiji até a área das bebidas, vi uma criança com o pulso sangrando, ao lado dela uma poça com cheiro fortíssimo de bebida com sangue e cacos de vidro espalhados pelo chão e seu vestido branco com sangue. Reiji estava com o olhar fixo na menina, seus olhos brilhavam assustadoramente! Algumas pessoas estavam perto da menina e as pessoas que pareciam ser seus responsáveis também estavam. Havia um homem ajoelhado ao lado da garota, parecia ser um médico, porém, estava de roupas comuns. Funcionários com algodões e remédios estavam por lá.

- Teremos que sar alguns pontos, não doerá muito. — Disse o homem de cabelos grisalhos.

- Ela ficará bem, doutor? — Perguntou uma mulher de cabelos negros e olhos azuis, parecia mãe da garotinha.

- Ela ficará bem, eu garanto! Sou médico, dará tudo certo! — Ele sorriu.

- Okã-san, está doendo muito! — A menininha disse aos choros e gritos.

- Filha, vai ficar tudo bem! — Seu pai grantiu.

Tirei meus olhos da cena e observei Reiji, estava com medo dele! Toquei em seu ombro e ele me encarou feio. Tremi.

- Reiji-san, vá para o carro... Eu continuo a comprar sozinha. — Falei preocuopada.

- Não... Eu continuo a comprar com você. — Sorriu nervoso.

- Iie! Eu fico sozinha! Você vai! — Disse alto.

Reiji respirou fundo e deu meia-volta. Continuei observando a menina e a mesma foi levada para fora do supermercado, porém, por uma saída completamente diferente de onde Reiji ia. Uma funcionária — já senhora — se aproximou de mim com seus cabelos grisalhos e sorriu.

- O que deseja, menina? — Ela sorriu.

- É... Eu estava vindo pegar uns vinhos, champagne e whiskys... A menininha vai ficar bem? — Perguntei, observando a senhora com um sorriso.

- Ah, sim! Ela ficará bem! Eu vi quando aquela garota se aproximou da estante! Derrubou duas garrafas de whisky, causou um estrago enorme! Quanto é que acabou se cortando! Vi quando seus pais deixaram-na sozinha. Não sei se a menina é a errada, afinal, os pais mandaram-na não tocar em nada! Só que eles deixaram-na sozinha e pelo que parece, aquela menina é bem pequena, não tem juízo! Não podemos deixar crianças assim sozinhas. —A senhora suspirou. — Essas crianças... Bom, no que posso lhe ajudar? A senhorita quer vinhos, champagne e whiskys, não é mesmo?

Fiz que sim com a cabeça e a senhora sorriu, me conduzindo até um corredor mais... Limpo. Peguei as bebidas, paguei tudo no caixa e voltei para o carro. Reiji me viu e me ajudou a guardar as compras. Voltamos para a estrada.

- E a menina? — Reiji perguntou, com uma mão no volante e outra nos lábios.

- Ela foi socorrida, irá levar pontos. Uma funcionária disse que os pais deixaram-na sozinha por um tempo e foi aí que o acidente ocorreu. — Respondi. 

- Ah... — Ele abriu um pouco dos lábios.

Parecia sedento, seus olhos brilhavam enquanto eu falava da garotinha. Olhei para a janela, vendo um parque abandonado. Nem havia o notado.

- Reiji... — Pus minhas mãos na janela.

- Hãn? — Perguntou.

- Vamos naquele parque? — Sorri para ele.

- Aquele parque está abandonado, Ayslla. — Ele arregalou os olhos.

- Não importa! Tenho algo pra fazer ali! — Ri.

Reiji riu, dando a volta e entrando no parque abandonado. Bancos cobertos por folhas secas, brinquedos enferrujados, uma fonte sem água para sair... Sim, estava em um estado lastimável! O céu cinza, o chão cheio de folhas amareladas... Parecia um filme de terror.

- Sim, o que estamos fazendo aqui? — Reiji perguntou ao desligar o carro, retirando as mãos do volante.

Respirei fundo, saindo do meu banco e indo até o de Reiji, sentando em seu colo. Ele ficou confuso, dava pra notar, entretanto, sua feição séria disfarçava. E muito bem por sinal!

- O que você está fazendo, Ayslla? — Riu.

- Te oferecendo meu sangue, talvez? — Dei risada, passando meus cabelos para o lado direito, deixando meu pescoço exposto. — Antes que pergunte algo, Laito contou tudo!

- Laito... — Resmungou com raiva.

- Agora, vamos! Eu vi sua reação o ver aquela garotinha, fiquei com medo. Você está sedento que eu sei!

Reiji assentiu.

- Eu vou beber, mas não conte pra ninguém. — Ele sorriu.

Segurou minha nuca e a extensão de minhas costas. Sentia os dedos de Reiji tocarem minhas costas por cima da blusa bege de crochê — só para constar, eu estava de biquíni por baixo — e sua gélida mão segurava minha nuca, apertando-a um pouco. Parecia que iríamos nos beijar, mas, essa possibilidade passou quando Reiji foi direto ao meu pescoço, perfurando minha pele com seus grandes e pontudos dentes. A dor era insuportável! Meu Deus, como eu queria morrer naqule instante! Sentia o fluxo de meu sangue ir para a boca de Reiji e uma tontura me consumiu, parecia que eu iria desmaiar! Suspirei, olhando para a janela pra me distrair, porém, não resolveu. Cansada, pus as mãos no peito de Reiji e tentei empurrá-lo, mas, ele me puxou ainda mais para perto de si.

- Reiji... Chega. — Disse quase sem voz, minha garganta doía!

Reiji se afastou de mim rapidamente, com os lábios melados de sangue. Ele sorriu satisfeito, um pouco malicioso também.

- Ayslla, você é virgem? — Perguntou, corei com a pergunta.

(O que eu respondo, Jesus? A verdade!?)

- Sim... — Respondi.

- Entendo... Dá pra notar. — Ele sorriu.

- C-Como assim!? — Arregalei os olhos.

- O sangue de uma virgem é mais doce e viciante do que uma garota que já fora desvirginara. — Reiji sorriu.

- U-Uh? — Inclinei o rosto para o lado.

Reiji riu, me colocando carinhosamente no meu banco e colocando o cinto em mim. Ligou o carro, e fomos embora.















Notas Finais


Só eu acho que haverão futuras tretas? Personagens novos, talvez???? '-' Enfim... Não darei spoilers! XD

Até logo! (^-^) ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...