História Fangirl - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts
Visualizações 54
Palavras 2.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGUEEEEEEEEEEEEEEEEEEI..... Mais um cap quentinho p vcs. Aproveitem pois esse é o começo da tão esperada recuperação da nossa prota. E se liguem no final pois ele é mt importante pro proximo cap. No mais, é isso. Espero que se iludam ais um pouco.

Notas da beta:

"Lore: Chateada que a Dulce não contou pra Lore o que tá havendo
Lore: Morta com o Yoongi se fazendo de sonso.
Lore: Morta com a Lore ficando com alguém . ..
Lore: Morta com a Julie quando soube que a pessoa que esbarrou nela foi o Yoon
Lore: Obviamente que... ir à sós com Hobi pra Jeju. . Rum... não vai dar outra."


E é isso, boa leitura e n esqueçam de deixar a playlist rolando.
Xoxo ^^

Capítulo 16 - Recuperação


- ARE YOU CRAZY? HAVE YOU COMPLETELY LOST YOUR MIND?- Lore começou a falar em inglês após me soltar - Quer morrer e me matar por tabela? Olha, não sei como ainda sou sua amiga.

- Pega leve, Lore. Ela precisa descansar. - só então Lore notou a presença de Hobi.

- Ah, oi Hobi. - ela falou, dessa vez em coreano - Obrigada por cuidar dela. Quanto a pegar leve… - ela estreitou os olhos na minha direção. Lore pode ser assustadora quando quer, sério mesmo - eu já não posso prometer nada.

- Acho que tudo que ela precisa agora é das amigas e de um pouco de repouso.

- Amigas… sei. No momento eu estou mais pra uma mãe muito irritada. Você.. - apontou para mim - Entra já neste quarto que nós vamos conversar bem direitinho.

Escutei Hobi rindo.

- Eu te ligo. - ele se aproximou de mim e deixou um selar em minha testa - Até depois, Lore. - se curvou e foi em direção aos meninos.

- Entra! - Lore falou autoritariamente, e eu a obedeci - Sério? Eu precisei saber por terceiros que você estava em um hospital!

- Em minha defesa, eu desmaiei e só acordei hoje.

- Ah, mas deu tempo de ligar pro Hobi, né? - ela pergunta com raiva.

- Porque na hora que passei mal eu estava falando com ele. - disse de forma calma.

- Você tem exatamente... - olhou o relógio em seu pulso - dez minutos para explicar.

- Eu me machuquei, depois briguei com Hobi, choveu, passei mal e me levaram pro hospital. Só acordei hoje de manhã com Hobi, Yoon e Jimin no hospital comigo. - falei de forma apressada.

- Machucada? Por quê? Como se machucou? - ela pergunta preocupada.

- Não foi nada de mais, encostei no mini fogão quente, aí queimei um pedacinho da barriga, depois ficou roxo, enfim.  - dei de ombros.

- Por que será que eu não acredito em você? - ela semicerrou os olhos.

- Não sei, no momento eu quero tomar um banho, deitar e dormir. - falei, indo com dificuldade até o guarda roupa e retirando de lá uma camisa comprida e um short curto.

- Você é maluca, Dulce. Maluca e que deixa a gente maluca também. - ela suspira.

- Me desculpa, Lore, mesmo. Eu não queria causar essa preocupação toda em vocês. - me aproximei da mesma e a abracei, lembrando de manter distância da minha barriga machucada.

- Só…. não faz mais isso. Eu realmente me preocupei. - ela fala.

- Não vou, prometo. - sorri e me afastei indo em direção ao banheiro.

- Quer ajuda?

- Não precisa, eu vou ficar bem. Obrigada por ser minha amiga. - disse e me tranquei no banheiro.

Tirei minha blusa e me olhei no espelho. Realmente o machucado estava feio. Eu tinha que parar com aquilo. Mas como? Suspirei e tirei o resto da roupa entrando embaixo do chuveiro e deixando a água fria levar todo o peso que eu sentia. Terminei o banho e voltei para o quarto. Lore não estava ali, o que me deu a oportunidade de deitar e curtir o silêncio.

Fiquei olhando para o teto pensando em tudo que aconteceu desde que saí do Brasil. O encontro, o bolo que levei, as amizades que fiz, os pesadelos. Foi uma montanha russa e tanto. Eu me sentia como um liquidificador ambulante misturando todos os sentimentos.

Peguei o celular e mandei uma mensagem pra Hobi, pedindo o número de telefone do Yoongi, afinal, eu não queria ficar remoendo coisas que me deixam na bad. Depois de recebido e salvo o número dele, lhe mandei uma mensagem com um número de telefone, email, usuário do kakao e facebook. Demorou uns cinco minutos para ele responder.

 

“Ficou maluca? O que é tudo isso?”

“Ué, o número da minha amiga “índia”. Você pediu, não foi?” *emoji fofo*.

“De onde você tirou isso?” *emoji tedioso*.

“Eu juro que ouvi no fundo da minha cabeça você pedindo. Devo ter me enganado, sinto muito. Vou apagar e vai ser como se nunca existisse.” *emoji sorridente*

“Não precisa…”

Opa! Não to tão maluca assim.

“Não precisa fazer isso, já mandou mesmo, deixa aí.”

“Está bem. Eu até acho legal vocês se conhecerem” *emoji sorridente*

“Não precisa fazer muito caso. Era só isso?”

“Sy. Até depois, Yoon.” *emoji de beijo*

“Yoon? * emoji de dúvida* Até, Dulce.”

 

Minha parte estava feita, eles que se resolvessem. Fechei os olhos e me entreguei ao sono que resolvera me visitar.

Acordo com um cheiro delicioso de comida. Abro os olhos e vejo Lore tirar uma lasanha do microondas. Vou até ela, me sentando no banquinho do balcão, e dou meu mais fofo sorriso. Ela bufou e pegou dois pratos, dividindo a lasanha em duas partes. Comemos ela inteira em silêncio, afinal, não era preciso que falássemos nada. Quando terminamos, ela lavou o que estava sujo e depois foi para sua cama. Tá, aquele silêncio já tava ficando chato.

Me aproximei dela e a vi colocar o cabelo de lado, revelando uma marca vermelha na nuca e outra abaixo do queixo. Aquilo era marca de beijo, aqueles “chupões” de pegação mesmo. “Moooorta” que ela tava ficando com alguém. E como a boa amiga que eu era, é claro que a questionei.

- Quem é ele? - falei, sentando ao lado dela na cama.

- Ele quem, doida? - ela pergunta sem entender.

- O cara que deixou essas marcas em você. - apontei pro seu pescoço.

- Uma pessoa aí. - ela fala de forma simples.

- Pessoa? - pergunto incrédula - Pode começar a contar quem é, de que curso é, eu conheço?

- É, uma pessoa, Dulce! - Lore revirou os olhos.

- Nome? - insisti.

- R… - ela fala de forma evasiva.

- Curso?

- Ciência da Computação.

- Desde quando se pegam?

- Dois? Três meses? - ela pergunta de maneira retórica.

- Ué, foi na época em que cheguei aqui. E VOCÊ NÃO ME CONTOU? - fiz aquele leve drama mexicano - O que eu sou pra você? Eu te contei tudo!

- Na verdade, a gente se conhecia e só ficou uma vez. Aí depois, numa festa que fui, a gente ficou de novo e gostamos, nos entendemos e estamos aí.

- Já oficializaram o namoro?

- Nope. - ela negou com a cabeça - Estamos esperando mais um pouco. Até as provas finais passarem.

- Hum… - ficamos em silêncio por uns minutos - Ele beija bem?

- Dulce!!! - ela bate o travesseiro em mim - Eu não saio perguntando se o Hobi beija bem.

- Beija! - afirmo - E beija bem pra caramba.

- Ué, e vocês já se beijaram? - ela estreita os olhos.

- Talvez. - desconversei e fui me refugiar na minha cama.

- Não existe “talvez”. Ou foi ou não foi. - ela se levantou - Não acredito que você falou de mim, mas já beijou o Hobi e não me contou. Bela amiga você.

- Eu não sei ao certo se aconteceu mesmo. - dei de ombros - Eu tava meio louca porque levei um bolo, e depois que ele foi me buscar na casa noturna a gente brigou e depois se pegou. E, meu Deus… - suspirei - … que beijo maravilhoso.

- Briga? Casa noturna? - é, eu não tinha contado - Louca? Isso foi no dia que você foi pra Daegu? Você me disse que tinha dado tudo certo, sua viada! - ela aumentou o tom de voz - Não acredito que você o beijou. Só falta dizer que foi um beijo na chuva!

- Na verdade... foi. - falei e me cobri com o lençol quando ela veio em minha direção - Eu tô doente, lembra? Você não pode me bater!

- Hoje é noite das meninas e você vai contar tudinho sobre isso.

- Prometo. - cruzei os dedos e enfim ela se acalmou.
 

A noite chegou e com ela a alegria contagiante das meninas. Cah estava linda, tinha cortado o cabelo num chanel e clareado os fios. Já a Ju tinha os cabelos compridos com mechas californianas. Olhando elas rirem e brincarem, percebi o quanto eu era sortuda por tê-las. Mas por que, mesmo sabendo que elas me apoiariam, me ajudariam, eu continuava com essa sensação de solidão? Por que eu não podia simplesmente deixar pra lá e esquecer tudo? Porque a porcaria do pesadelo nunca ia embora?

Era injusto com elas, com Hobi. Eu não deveria ser tão egoísta. Eu deveria mantê-los afastados, longe de mim, mas eu simplesmente não podia. Sinto que, se eu os afastar, aí sim que vou ficar maluca. De uma forma ou de outra, são eles que ainda me mantém lúcida. Decidi aproveitar o momento e curtir a noite das garotas.

Contei a elas tudo o que aconteceu em minha visita a Daegu, desde as compras até a volta no trem com Yoon e Hobi. Sempre que mencionava Yoongi, Ju suspirava, a bichinha morta de apaixonada. Mas quem poderia julgá-la? Eu mesma me desbanquei pro outro lado do mundo por causa de uma paixão.

- Então, a Lore já contou pra vocês sobre o carinha de T.I? - perguntei.

- Carinha de T.I? - estranhou Cah.

- É! Não sabia? Ela tá pegando um boyzinho de lá. Não é, Lore? - olho pra Lore.

- Talvez. - ela respondeu.

- Talvez nada, ela apareceu com chupões no pescoço. - continuei, bebendo um gole de vinho.

- Uai, chupões? - perguntou Ju - Sério mesmo que não contou pra gente?

- Não tinha porque contar, não é nada sério e eu não queria fazer alarde. - ela deu de ombros.

- Eles se pegam há 3 meses. - continuei, sorrindo.

- E isso não é ser sério? - perguntou Cah com surpresa - Olha, não sei vocês, mas pra mim isso é praticamente um namoro.

- Cahzinha meu xuxu, não é porque a pessoa fica com a outra que eles estão namorando. - Lore continua.

- Então você não quer namorar com ele? - insistiu Cah.

- Não sei. Talvez sim, talvez não.

- Você é mais confusa que a Dulce. - Ju revirou os olhos.

- Ei, eu não sou confusa! - exclamei indignada.

- Não, não, eu que sou. - Ju continuou, revirando os olhos.

- Diz a menina que recebeu o telefone do Yoongi. - falei rápido, e quando percebi a besteira que tinha feito, fechei os olhos em arrependimento.

- Como assim? - ela perguntou estreitando os olhos, confusa.

- Eita, adoro essas coisas. - Lore falou, sorrindo largamente.

- Talvez o cara que tenha esbarrado em você no shopping, fosse o Yoongi. - olhei pro teto.

- Talvez? Ou é sim ou é não, Dulce! - dessa vez Cah me sacudiu.

- Okay! Tá certo! - suspirei - Eu não deveria falar nada. Ele era o rapaz que foi idiota com você no shopping. Naquele dia, tinha acontecido algo ruim com ele e ele estava mal e acabou descontando em você sem querer. Mas se arrependeu e, conversando com o Hobi sobre o incidente no shopping, ele descobriu que a menina era uma amiga minha. Então ficou mais fácil mandar um celular novo. - Terminei de falar e fui até a mini cozinha pegar outra taça de vinho.

- Não acredito. - Ju falava com surpresa - Não acredito que ele é assim.

- Ele não é. Hobi me disse que aquele dia realmente tirou ele do controle. Ele ficou se sentindo mal pelo que fez quando chegou em casa. A sorte é que você era minha amiga. Não fique com raiva dele. - continuei, me sentando ao seu lado.

- Não é raiva, até porque ele me deu um iphone7. - ela riu - Eu só... não esperava isso dele.

- Como a Dulce disse, foi um dia extremo que deve ser esquecido. E você ganhou um celular melhor que o nosso, fique feliz. - Lore respondeu.

- Ok. - ela suspirou e sorriu - Eu ganhei um celular do Yoongi, aaaaa. - ela bateu palmas e sorriu como uma menininha - Não vou perder esse celular nunca. Vou proteger com minha vida. - gargalhamos com a mudança de humor dela.

 

Eram por voltas das 4 da manhã quando fomos dormir. Eu me sentia relaxada. Hobi tinha razão, ficar com as amigas era o que eu precisava. Quando estava quase dormindo, meu celular apitou Era hobi. Impossível não sorrir. Desbloqueei a tela e li as mensagens.

 

“Ei, sunshine, tenho uma surpresa.” - 03:50

 

“Tenho certeza que você irá adorar.” - 03:53

“Ah, não consigo guardar segredo mesmo…” - 03:55

“Reserve seu fim de semana, iremos para Jeju. *emoji sorridente” - 4:00

“Leve biquíni e o que precisar, seremos só eu e você. *emoji de lua” - 4:05

“Boa noite / bom dia. Estou ansioso. *emoji de beijo”

 

Ok, literalmente foi impossível não sorrir. Eu iria passar um fim de semana inteiro só com ele. E em um dos lugares mais bonitos e românticos da Coréia do Sul. Meu coração palpitou e minha garganta secou com a expectativa. As borboletas no meu estômago estavam dançando macarena de tão alvoroçadas. Esse era um passo enorme no relacionamento que estávamos criando. Assim, eu não sabia ao certo que tipo de relacionamento tínhamos, mas aquele com certeza era um passo enorme.

Suspirei fechando os olhos e ainda sorrindo. Naquele dia o pesadelo foi substituído pela imagem de uma Dulce relaxando nos braços de seu amor.

 


Notas Finais


E foi isso meus xuxus, esperam q tenha se iludido. N esqueçam do comentario maroto que ajuda a tia a continuar ^^

Xoxo ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...