História Flames In Heart. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Mamamoo, Monsta X, Red Velvet, TWICE
Personagens BamBam, Dahyun, I'M, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Joo Heon, Joy, Ki Hyun, Mark, Min Hyuk, Momo, Moonbyul, Personagens Originais, Rap Monster, Sana, Show Nu, Solar, Suga, Tzuyu, V, Wendy, Won Ho, Yeri, Youngjae, Yugyeom
Tags Jackson Uke, Mark Bottom, Markson, Showhyuk
Visualizações 28
Palavras 1.504
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Famí­lia, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vortei, k
espero que curtam o capítulo, boa leitura!

Capítulo 4 - Quarto.


— Jackson? — O Wang parou de andar ao ouvir a voz da colega de trabalho, Jiyeon, o chamar. A mulher sorria e mesmo estando desconfortável, o mais novo tentou retribuir.

 — Deseja algo Jiyeon? — Viu a mulher consentir ao que sorria. Parecia animada com algo. Algo que Jackson certamente a ajudaria. 

 Era assim ali. Quando precisavam de algo, eram a ele que procuravam. Não se surpreendia quando as pessoas iam falar consigo para dividir frustrações e problemas. Era bastante comum acontecer. Tão comum quando irem ao seu encontro para pedir ajuda com o computador. Ou pedir ajuda em um tema para a nova matéria da revista. O Wang já havia servido até de cupido. Ele se sentia bem ajudando os colegas de trabalho, mesmo que por muitas vezes estes abusavam de sua bondade.  

— Você já está sabendo do novo chefe, não é? — O moreno consentiu, a contragosto. — Ele é tão bonito, tão atraente. 

 A mulher sorria largamente ao que continuava a falar. Havia algo como um brilho de determinação em seu olhar. Brilho este que o Wang não gostou nem um pouco. Era conhecido ali na empresa por sempre ser simpático com os outros funcionários. Sempre os tratando bem e educadamente. Mas, não era com todos que o Wang mantinha um relacionamento estável. Haviam algumas pessoas ali, que Jackson simplesmente não engolia e frequentemente evitava. Bem, Jiyeon era uma dessas pessoas.

 — Eu não estou entendendo aonde você quer chegar. — Jackson cortou a mulher que ainda falava o quão "maravilhoso" o chefe era. Deixando perceptível sua impaciência. 

 — Bom, é simples... — Observou o rosto da mulher, que agora assumia uma coloração avermelhada. Ela parecia sem jeito, diferente de quando comentava descaradamente os diversos adjetivos que acompanhavam o nome de Mark Tuan. — Eu preciso que me ajude a conquistá-lo. 

 Foi inevitável para Jackson não arregalar os olhos. Não sabia exatamente oque dizer para a mulher a sua frente, mas sentia uma imensa necessidade de negar. A ideia de ajudá-lá a "conquistar" o chefe não lhe agradava em nenhum dos aspectos. Agindo, completamente ao contrário, causando náuseas no moreno. O deixando completamente desconfortável e desestabilizado. 

 — Eu acho que deveria tentar fazer isso sozinha, não tenho como ajudar.

 — Você poderia tentar. — Jiyeon se aproximou, passando as mãos pelos ombros do Wang que permaneceu da mesma forma. Imóvel.

 — Desculpe Jiyeon, eu realmente não posso. — Tirou os braços dela de si, lançando-a um sorriso sem graça. Teve certeza que a ouviu resmungar um "eu faço sozinha." Mas, não teve total convicção.

 O dia já não havia começado bem para o Wang, e aquela situação toda apenas contribuía, em uma amostra de que não seria um dia fácil. Quando acordou, recebeu uma ligação de sua mãe, que avisava que viria o visitar. Teria ficado feliz em outro momento. Mas, não conseguiu expressar nada mais do que um "ah" arrastado e surpreso. Não queria a mais velha em sua casa. Achava completamente impossível conviver com sua mãe. A mulher era controladora e o tratava como uma criança, sempre procurando fazer as coisas para si. Além de que,ela apoiava abertamente seu relacionamento com Hoseok. O mesmo que ela não sabia que havia acabado. Como falaria para ela que o namoro havia acabado por causa da infidelidade do outro? Será que ela acreditaria em si?

Bufando, ele levantou da cadeira, saindo da cozinha com o café, que antes havia pego, em mãos. Tentaria distrair os pensamentos com outra coisa que não fosse seus pequenos problemas, tentaria se ocupar com o trabalho, era disso que precisava, afinal. Sentiu seu corpo colidir com algo, para logo sentir o líquido quente que trazia consigo, escorrer por sua barriga, a queimando. Soltou um resmungo, por conta da ardência, olhando para a pessoa a sua frente. Sua mente se perdeu, ao que ele prendia a respiração. Mark Tuan estava a sua frente. Sorrindo para si, enquanto o olhava de maneira intensa. O desestabilizando. 

 — Você deveria prestar atenção no caminho pequeno Wang. — Mark sorriu fraco, dobrando os lábios ao que analisava o outro, só agora notando que o café quente já não estava mais no copo de plástico descartável. — Você está bem?

 — Estou...quer dizer, minha barriga arde no momento, mas eu estou bem. — Respirou fundo ao terminar de falar. Segurou na barra da camiseta preta, a balançando. Tentando de alguma forma, aliviar o ardor que já tomava conta do local atingido.

— Vem comigo.

 Mesmo confuso, deixou que o outro o guiasse. Levando-o para algum lugar. Lugar este que ele só percebeu ser a sala do mesmo, quando já estava de frente com porta. O Tuan entrou, sentando-se em uma das poltronas espalhadas pela sala. Procurou algo em uma das gavetas, notando ser uma caixa de primeiros socorros a seguir. Corou. Para que o outro queria aquilo? 

— Tire a camisa. — Jackson piscou, desnorteado, o olhando como um verdadeiro idiota. Mark acharia fofa imagem, se não tivesse mais preocupado com a queimadura na barriga do outro.

 — Como?

 — Tire a camisa. — Mark repetiu, agora, o olhando. Soltou um resmungo de desaprovação ao que se levantava do sofá, tirando ele mesmo a camisa do outro.

 Mordeu os lábios tentando impedir que um sorriso, nada inocente tomassem conta dos mesmos. Pegou o algodão, anteriormente posto sobre a mesa e o molhou na gase, passando-o delicadamente sobre a mancha avermelhada na pele do outro. A barriga era perfeitamente lisa, e ele controlava a vontade de correr os dedos por ali, e marcar toda aquela pele branquinha. Pegou a pomada, para queimaduras posta sobre a mesa, deixando que um pouco da mesma caísse em seus dedos para logo, passar na barriga do outro. Específicamente sobre a marca avermelhada e levemente inchada que havia se formado ali por conta do café quente. 

 — Vai diminuir a ardência. — Mark se ergueu do chão, guardando os medicamentos que havia usado na caixa, jogando o algodão e os demais materiais descartáveis no lixo. 

— O-obrigado. — Foi inevitável para ele não sorrir ao olhar para o outro, que tinha as bochechas avermelhadas. Era uma cena adorável aos olhos do Tuan. 

 — Mark o que acha... — A voz do Park morreu no ar ao notar que o irmão não estava sozinho. Sorriu irônico ao que olhava para o Wang, que agora estava mais corado do que anteriormente. — Interrompo? 

 — Na verdade, sim. — Mark começou a falar, atraindo a atenção dos dois garotos na sala. — O que quer Jinyoung?

 Sem aviso algum, passou os braços ao redor da cintura de Jackson, tentando de alguma forma esconder o tronco nu do outro. Jinyoung riu ao notar, logo fazendo uma careta de desaprovação. Não achava certo, Mark escolher logo Jackson para começar sua sessão de diversões. Na verdade, nunca achara certo aquela forma de levar a vida do irmão mais velho. Mas, nunca se intrometia, já que Mark insistia em dizer que "era o mais velho" e que o direito do Park era ficar calado. 

— Eu vim chamar você para ir a um pub que tem aqui perto hoje a noite. A galera toda vai, achei legal te chamar. Faz tempo que você não anda com os amigos, o JB vai. — Mark fez uma careta ao que pensava. Negaria, mas uma idéia melhor surgiu em sua mente e ele só soube consentir, deixando o irmão momentaneamente surpreso. — Você vai?

— Vou. — Falou sorrindo minimamente, jogando uma das camisas reservas que trazia consigo sobre os ombros do Wang. O vestindo. 

— Leve o Jackson. 

Park piscou para ambos os garotos antes de se retirar. Jackson arrumou a camisa que Mark havia jogado sobre si, a vestindo adequadamente. Notou que a mesma era maior que si, e de uma forma estranha, gostara daquilo.

— Você ficou bonito nessa camisa. — Mark falou de repente, fazendo o outro sorrir sem jeito. — Me encontre as seis horas, na frente da empresa, certo?

— Eu tenho muitas coisas para fazer. E eu não posso acompanhar o senhor em uma ocasião, assim. — Jackson encolheu os ombros ao que via o outro revirar o olhar. 

— Você não pode negar. Eu não permito que negue. — Mark sorriu presunçoso, se aproximando do outro, levando o nariz a região de seu pescoço. O cheirando.

— Certo. — Jackson se arrepiou ao sentir a respiração do outro contra sua pele sensível, para logo depois respirar fundo. Se afastando. — Eu já vou.

— Tenha uma boa tarde de trabalho Wang. E cuidado com os corredores.

Jackson consentiu ao que saia rapidamente da sala do chefe. A respiração levemente acelerada ao que tentava acalmar os nervos que estavam a flor da pele. Caminhou até sua mesa, sentando-se na cadeira de imediato. Afundou o corpo contra mesma ao que pensava, se perguntando o por quê do chefe desejar sair consigo. Suspirando, tentou voltar a se concentrar no desenho que fazia para a nova coleção, se distraindo algumas vezes por conta dos pensamentos insistentes.

Seria uma longa noite. Realmente longa.


Notas Finais


Até semana que vem, ou amanhã, k

Xoxo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...