História Forced Marriage - VKook/TaeKook - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags Bts, Jihope, Namjin, Taekook, Vkook
Visualizações 457
Palavras 1.056
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annyeooooong!!!
Mais um capítulo lindo e cheiroso para vocês. Espero que estejam gostando!

Boa leitura.

Capítulo 3 - Ponto Fraco


Fanfic / Fanfiction Forced Marriage - VKook/TaeKook - Capítulo 3 - Ponto Fraco

 - Anda, Taehyung. Me explica o que você está fazendo aqui, e espero que me convença - ele diz e cruza os braços. Suspiro profundamente e tento dizer:

- E-Eu… - engulo seco - A porta estava aberta e eu vi um rato entrando, quis matá-lo, porém eu não consegui achá-lo… - Ele cruza os braços e me olha com uma cara de quem sabe que é mentira.

É, acho que não colou.

- Então quer dizer que eu sou obrigado a me casar com alguém que eu não queria, chego na minha casa, sou mal recebido, sou obrigado a acatar a todas as suas regras para no fim das contas a pessoa não respeitar a própria regra - ele joga na minha cara - Você realmente deve se achar muito, pra pensar que pode me mandar e não me respeitar.

- Mas você também entrou no meu sem eu deixar! - Me defendo.

- Mas você estava dentro dele e eu fui avisar que os meninos estavam aqui! Você não está em condições de argumentar, já que está mais errado que eu.

- E quem você acha que é pra determinar se eu posso ou não dizer algo? - chego mais perto - Você só sabe ser debochado e vive agindo como um moleque.

- Agindo como um moleque? Você não faz nada, só fica em casa. Eu trabalho praticamente o dia inteiro. Acha que é fácil ter que administrar uma empresa? - ele chega mais perto.

- Eu não faço nada? Não acredito que meus pais estão me fazendo passar por isso - respiro fundo e continuo - Eu apenas não consegui um emprego ainda, imbecil.

- Será que é porque você não presta pra nada? - ele pergunta retoricamente e, mesmo não querendo, isso me atinge. O empurro e ele bate bruscamente contra a parede. Chego mais perto e ameaço:

- Nunca mais fale assim comigo - sinto meus olhos marejarem e vejo o arrependimento nos seus - Os meus pais já me humilharam o suficiente, não vou permitir que você faça o mesmo.

- Se você não tivesse mexendo nas minhas coisas isso não estaria acontecendo - ele se defende. Sinto uma lágrima cair e a enxugo, saindo rapidamente da sua frente. Pego meu molho de chaves e simplesmente saio de casa.

*JungKook POV*

Me jogo na cama pensando no que falei. Então é esse o ponto fraco de Kim Taehyung. Ele não gosta de ser diminuído, provavelmente remete aos pais e ele já havia deixado bem óbvio que não gostava deles.

Eu simplesmente não consegui controlar as palavras que saíram da minha boca. Eu fiquei tão furioso quando ele me chamou de moleque e imbecil, e ainda se acha no direito de me tratar com ignorância, quando acabei de o flagrar mexendo nas minhas coisas, e eu não suporto que mexam sem que eu deixe. Nunca lidei com uma pessoa tão difícil quanto Kim Taehyung.

Eu não queria o magoar daquela forma, eu sei o quanto palavras machucam e eu tenho noção do quão ruim eu posso ser quando estou com raiva.

Decido dormir um pouco pra esquecer, nem que seja um pouco, essa história.

.

.

.

.

.

.

- Acorda, JungKook! Chega de dormir! - ouço uma voz fina e alguém puxa meu cobertor.

- Que homem de família preguiçoso! - ouço outra voz e logo reconheço.

- Ah, seus gays! Saiam daqui! - grito e viro o rosto.

- Acho que vamos ter que utilizar o método tradicional, amor.

Ah, não.

Eles me atacam com cócegas e eu grito, me esperneando em cima da cama. Empurro um deles pro chão e começo a fazer cócegas no outro.

- AHHH!! HOSEOK!! ME AJUDAAAAA - Jimin ri altamente, se rendendo.

- Ninguém mexe com meu mozão - ele pula novamente na cama e volta a fazer cócegas em mim.

- PÁRA! POR FAVOR! - grito e todos nós paramos, tentando recuperar o ar. Depois de alguns minutos, me pronuncio - Como vocês entraram?

- A porta estava destrancada, eu simplesmente meti a mão na maçaneta e entrei - Jimin responde e eu dou um tapa na cabeça dele - Aish!

- Cadê seu maridinho? - Hoseok pergunta com uma cara maliciosa. Reviro meus olhos.

- Saiu - respondo - A gente discutiu porque eu peguei ele mexendo nas minhas coisas. Daí eu acabei falando besteira e ele saiu.

- Você só faz merda, hein, JK! - Hoseok me dá um soco no braço.

- Merda? Ele vive me tratando mal! Me dá fora sempre que tem oportunidade e mal olha na minha cara. Nunca vi gente mais difícil que ele - reclamo.

- Talvez você devesse tentar estabelecer uma regra de convivência, senão vocês nunca vão se dar bem - Hoseok começa a me aconselhar - JungKook, casamento não é igual a esses namoricos que começa hoje e pode terminar amanhã, é algo que dura pra sempre. Mesmo que não queiram nada um com o outro, pelo menos amigos vocês têm que ser.

- Quando eu conheci o Hobi, eu senti uma vontade muito grande de bater nele porque ele parecia ser um filhinho de mamãe mimado, mas era apenas um garoto precisando de carinho - ele diz olhando pro maluco ao nosso lado.

- Não comecem com o namorico de vocês, não! Odeio ficar de vela - brinco e ele me empurra.

- Vai beijar seu marido - Jimin atira e na mesma hora ouço a porta bater - HOSEOK, É ELE!

- Vocês não vão fazer eu passar verg… É, eles vão - digo quando eles correm pra fora do quarto e vou atrás.

- Então você é o atual companheiro do nosso caçula! - Hoseok diz quando vê Taehyung na sala. O ruivo franze as sobrancelhas.

- Eu queria muito te conhecer! O JK fala muito mal de você - Jiminnie diz e eu o fulmino com os olhos - Brincadeirinha.

- Sou Kim Taehyung - ele diz, sorrindo de leve. Ele nunca sorriu pra mim.

- Eu sou o Hoseok e esse gato ao meu lado é o Jimin - O mais velho diz e eu rio.

- Quer saber de alguns podres do JungKook? Senta aí que eu vou te contar as merdas que ele já fez - Jimin diz e decido ir pra cozinha fazer alguma coisa pro jantar.


Continua…


Notas Finais


Hummm... Jimin, Hoseok, JungKook e Taehyung num mesmo lugar, qual é a primeira coisa que vem à cabeça de vocês quando pensam nisso?

Heueheuehe, até o próximo cap! XOXO♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...