História Fourteen days;; 2won - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, Won Ho
Tags Depressão, Drama, Fanfic, Ficção, Hyungwon, Monstax, Wonho
Visualizações 63
Palavras 733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 9 - Just shut up


Hyungwon abriu os olhos devagar graças a claridade do quarto. Ouvia um apito igual aquelas máquinas de hospitais então ele abriu os olhos por completo e viu apenas o teto branco. Virou a cabeça devagar e viu os aparelhos ao lado da cama e realmente teve certeza que estava em um hospital.

Virou para o outro lado e uma supresa o atingiu. Wonho estava sentado na poltrona dormindo, seus fios louros caiam sobre seus olhos, o mesmo virou o rosto e entreabriu os olhos. Wonho percebeu que Hyungwon estava acordado e rapidamente levantou o tronco logo fazendo uma cara de dor.

— Está tudo bem? — Hyungwon perguntou com a voz sonolenta. Wonho apenas sorriu colocando as mãos na cama.

— Eu estou bem, e você? — Hyungwon se moveu na cama desconfortável, Wonho pegou o controle levantando a cama até onde Hyungwon pudesse ficar confortável.

— O que aconteceu? — o mesmo ainda estava meio zonzo, estava pálido e seus lábios arroxeados.

— Você teve uma overdose — Wonho voltou a encostar na poltrona. — Só me diga uma coisa: você é louco?

— Qual a graça em ser normal? — Wonho riu lembrando da vez em que falou isso na estação.

— Usar minha fala contra mim não vale — Hyungwon ficou em silêncio e Wonho também. O louro observava o moreno enquanto encarava o teto. — Você está fraco, precisa comer algo, eu vou chamar a enfermeira — Wonho saiu do quarto deixando Hyungwon sozinho.

Hyungwon fechou os olhos e suspirou, seus pensamentos estavam na garota da estação e aquilo estava sendo torturante.

Eu poderia estar morto agora, poderia estar ao lado dela agora, pensou o moreno.

Wonho voltou para o quarto trazendo uma bandeja com sopa e suco. Wonho colocou a bandeja no colo de Hyungwon e o mesmo o encarou.

— Por que está aqui? — Wonho sentou-se na poltrona e olhou para Hyungwon reparando em seus olhos sem vida.

— Primeiramente, porque eles ligaram pra mim, depois, eu me importo com você.

— Não faz nem uma semana que a gente se conhece, como pode se importar comigo? — Wonho respirou fundo e levantou sentando na beira da cama de Hyungwon.

— A vida é feita de instantes, cada minuto em minha vida é importante e cada pessoa também, e você me desafiou, lembra? Você sem querer vai se tornar uma parte da minha vida. Agora abra a boca — Wonho pegou a colher de sopa esperando que Hyungwon abrisse a boca. O mesmo não fez. — Vamos, Hyungwon, você precisa comer.

— Eu não tenho fome, não quero comer — Wonho fez um bico fofo para Hyungwon que o encarava sério.

— Você vai comer sim — Wonho então teve uma ideia. Suas idéias sempre eram as mais malucas possíveis. — O avião está pronto para decolagem — o louro disse mergulhando a colher na sopa.

— Pelo amor de Deus não faz isso — Wonho ignorou e mandou o outro ficar em silêncio.

— Permissão para decolagem, senhor.

—Wonho...

— Vôo permitido — Wonho fez uma voz grossa. — Levantar vôo — o louro levantou a colher com a sopa e levou em direção a boca de Hyungwon, o mesmo virou o rosto e Wonho suspirou. — Ash! Você precisa comer, está fraco.

— Eu nunca vou comer com você falando desse jeito — Wonho deixou a colher em cima da bandeja e juntou suas mãos em cima do joelho.

— Se você comer eu juro que calo a boca — Hyungwon olhou para Wonho que sorria. Era uma proposta tentadora para ele, Wonho realmente nunca calava a boca e seu estômago dava sinais de fome. Estava fraco por causa da cirurgia.

— Tudo bem — Wonho sorriu ainda mais. Pegou a colher e mergulhou de volta na sopa.

— O que você está fazendo?

— Eu vou lhe dar a sopa.

— Eu tenho mão, sei comer sozinho — Wonho ergueu as sombrancelhas então deixou a colher dentro do prato. Hyungwon era realmente teimoso.

— Você está fraco, eu po-

— Wonho! — ele falou com a voz firme. — Senta logo aí e me deixe comer em paz, você disse que iria calar a boca.

— Ok senhor mandão, vou sentar aqui e não falar nenhuma palavra — Wonho voltou a sentar na poltrona.

Observava contente Hyungwon comendo. Ter o convencido de comer o deixava ainda mais atiçado, se conseguiu convencer de comer também conseguiria o convencer de outras coisas, tinha muitos planos em mente, ainda iria fazer o moreno feliz.


Notas Finais


Atualizei rápido dessa vez em

Esse capítulo é o meu preferido, o Wonho é tão bobo, tão lindo o jeito que ele desgraça o meu psicológico

Felizmente Wonho utt

Até o próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...