História Gunê Código Virtual - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Malhação
Tags Benê, Brunogadiol, Casal, Daphnebozaski, Drama, Ficção, Gune, Guto, Malhação, Novela, Virtual
Visualizações 305
Palavras 781
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!!!

Capítulo 12 - Pena


Fanfic / Fanfiction Gunê Código Virtual - Capítulo 12 - Pena

 

Código Virtual

 

parte: 12

 

 

Daphne P.O.V

 

 

Fui ate meu armario, para pegar o livro da proxima aula, eu nao queria passar o intervalo olhando e nem me batendo com aquela vadi...Sabrina, que desde a hora que eu cheguei aqui na escola nao parou de me jogar indiretas e piadinhas. Pra piorar a pessoa que iria fazer o trabalho comigo não tinha vindo falar comigo. Me sentei no meu lugar e fiquei passando as folhas do livro, so pra passar o tempo.

Ainda estava no intervalo, e a maioria dos professores costumavam entrar dez minutos antes na sala de aula.

 

- Tudo bem – ele riu com algum aluno, e entrou na sala – Bom dia! – ele olhou pra mim e eu dei de ombros

- Bom dia. – dei pouca importancia e voltei a olhar o livro

- E... voce conseguiu conversar com o professor sobre o trabalho?

- Sim. – eu nao estava muito afim de dialogar com ele. Eu só esperava que ele não estivesse achando que so porque eu pedir desculpas a ele ,que agora somos BFF

- Voce mostrou que é uma pessoa que nao guarda rancores, me pediu desculpas e ainda pediu a Sabrina ... – o interrompi

- Eu nao queria te pedir desculpas, na verdade so fiz aquilo porque fui obrigada. E nao precisa vim aqui querer pousar de professorzinho do ano, porque eu realmente nao estou afim forçar um sorriso. Voce mesmo disse a minha mae que eu nao tinha ido muito bem nas aulas, pois bem estou estudando, se voce me der licença… – voltei minha atençao ao livro

- Me desculpe eu não queria atrapalhar. – ele falou um pouco sem jeito – Se voce nao quer que eu fale com voce é so dizer. Mas eu nao admito que voce me trate como se eu fossemos inimigos, eu acho que você age dessa maneira comigo pelo simples fato de eu ser um professor jovem. Mas Daphne, voce esta agindo como uma criança.

- Otimo! – ignorei a presença dele

- Eu desisto, voce nao… – interrompi ele

- Eu estava com vontade de estudar, mas pelo jeito ta dificil. – me levantei do meu lugar, e peguei meu celular preparada para sair, mas ele segurou meu braço fazendo com que eu ficasse de frente pra ele – O que voce pensa que ta fazendo? – olhei nos olhos dele,e depois automaticamente sem querer, quer dizer...querendo, olhei para os seus lábios. Por que eu fiz isso?

- Eu-é… – ele olhou nos meus olhos, mas parecia confuso. – Eu… – ele desviou o olhar rapido me soltando – Voce nao pode perder aula. – ele me deu as costas, mas continuou parado. – Sua situaçao pode piorar

- Eu sei o que estou fazendo, entao por favor não pega no meu pe. – coloquei as maos na cintura e engoli seco

- O que esta acontecendo aqui? – minha mae entrou na sala me dando maior susto – Daphne, voce esta falando alto com seu professor por qual motivo? – ela se aproximou me deixando numa saia justa

- Estamos ensaiando para um trabalho diretora. – Lucio apareceu do nada com aquela cara de tedio

- Hã? – ela virou pra ele – Trabalho?

- Na verdade e uma peça. Ela so estava ensaiando com o professor, eu iria entrar agora e falar...''Voce ta louca?''

- Hum... desculpa por atrapalhar, mas de qualquer forma os alunos estao entrando professor boa aula

- Obrigado – Bruno forcou um riso e ela foi embora

 

 

O garoto que me dava medo me defendeu de um suposto castigo! Enfim... eu evitei olhar muito para o Bru...professor Bruno, e pelo que notei ele fez o mesmo.

 

(…)

 

- Lucio sera que eu posso falar com você rapidinho? – fui caminhando rapido para acompanhar ele ate a saida

- Ja esta falando, é so continuar – o garoto nem me deu atençao. Que falta de educaçao da parte dele

- Voce me defendeu hoje...me livrei de um castigo – continuei andando ate perceber que ele ja tinha parado de andar – valeu

- Eu so queria assistir aula em paz, e sei que voce ta mal na materia dele, fiquei com pena so isso – deu de ombros

- Pena? – olhei pra ele que assentiu

- Ué, voce ja sofreu muito, tenho um irmao drogado tambem. So que no meu caso ele esta internado. Sei que você não deve ter tanto tempo pra estudar por conta do seu irmao. – ele disse tranquilo – Eu sentir pena de você. – engoli o bolo que se formou na minha garganta e olhei para o chao

- Nossa…! – eu me sentir tao… humilhada que as palavras sumiram

- Era so isso? – perguntou e eu assenti

- Sim. – ele nem esperou eu falar direito, ja foi saindo me deixando pra tras

- Pena?! – sussurrei


                                                                       continua...


Notas Finais


Rolou um climinha sim ou claro? *-* *-* *-* Quer dizer entao que o teacher nao pode ficar mto perto da Daphne que ja vai rolando um clima.... '-' bom saber, haha...

Gente amanha eu posto mais 4 partes. Por hj e so, eu espero que tenha gostado desses capitulos que postei hj.
Um bjaoooooooooooooooooooh e ate amanha, lindas <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...