História Harry Potter e a Revolta dos Sangue Ruins - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Visualizações 17
Palavras 1.800
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Spoilers, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo 8 pronto

Espero que gostem

Capítulo 8 - Preparando o Baile


Harry não deixou de reparar que Hermione para iniciante beijava extremamente bem, sentia um arrepio caminhar pelo corpo todo, inclusive na nuca, beijar ela era muito bom, isso ele não podia negar, o cheiro dela era melhora ainda, tinha um delicioso cheio de maçã, então os lábios se separaram alguns segundos depois, Hermione sem saber o que fazer, saiu correndo em direção à piscina, Harry desejou correr atrás dela, mas pensou por um instante, "vá, depois eu te alcanço, vai esfriar a cabeça".


Harry fechou os olhos deitou ali na grama bem cortada com o dedo indicador nos lábios, encarava o céu azul, e ele parecia um telão e no mesmo instante o rosto de Hermione se iluminou nesse telão, era belo como sempre.


Os momentos seguinte se passaram rapidamente, ele tinha perdido a noção de quanto tempo estava ali, o beijo parecia se repetir, sentia os lábios de Hermione encostarem nos seus, era incrível como parecia que ainda estava beijando Hermione, lentamente foi abrindo os olhos, o sol já estava ficando quente, estava pegando no seu cotovelo, pois o sol estava trocando de posição e obviamente a sombra de lugar.


Harry sentia o coração acelerado, se levantou, seu coração batia tão rápido podia se dizer que ele tinha corrido vinte minutos sem parar, suas pernas cambalearam, então caminhou normalmente de volta a piscina, Hermione não ria, não falava nada, estava abraçando os joelhos na escadinha da piscina, várias garotas passavam observando ela, Luna e Gina estavam conversando com ela, dentro da piscina, mas Harry sabia muito bem, para onde a atenção dela estava, provavelmente pensando nos lábios de Harry.


Uma mulher ao seu lado escutava uma música, romântica de mais, num ritmo lento, a música o transformara, mas antes que pudesse ir até Hermione e conversar com ela numa boa, uma mão pesada e grossa segurou o seu ombro e apertou.


— Preciso falar urgente com você - disse uma voz familiar.


Harry se virou o mais depressa que pode, Rony estava sério, Harry nunca o vira tão sério em toda sua vida.


— Vamos?


— Ok.


Harry e Rony entraram pela portinha que levavam até a estradinha que o pessoal caminhava.


— Onde você e Hermione estavam?


— Ah! Andando - disse tentando não corar.


— Ah, e vocês... Se entenderam?


— Como assim Rony? Sempre fomos amigos eu e ela. 


— Você sabe do que eu estou falando, e não se faça de tonto, Harry- falou autoritário.


— Ah, sim, a gente, só andou mesmo.


Tinham chegado na parte que bifurcava.


— Você acha que está sendo um bom amigo comigo? Responda olhando nos meus olhos- disse Rony fitando os cabelos negros de Harry, então a cabeça dele se levantou.


— Er...bem...sim - disse agitando a cabeça para cima e para baixo repetidas vezes - Por que seria um mau amigo com você?


— Então, vamos sentar ali?- perguntou apontando em direção a colina, no mesmo lugar onde Harry e Hermione tinham se beijado - Hein?


Harry ficou sem saber o que responder seus pulmões encheram de ar, ficou pálido, então respondeu que sim.


Rony sentou, ao contrário de Harry que permaneceu em pé.


— Vai continuar ai?- perguntou Rony.


Harry se sentou imediatamente. 


Rony apalpou a garrafinha de água no chão.


— Alguém hoje sentou aqui- disse olhando para a garrafinha. 


"Ele sabe de tudo, mas eu não vou falar nada" dizia Harry para si mesmo.


— É, parece que sim, quando eu e Hermione íamos andar, tinha um casal sentado aqui, se beijando.


— Ah, e por acaso esse casal não era você e nem Hermione?


Harry se levantou o mais depressa que pode então esticou os braços.


— Rony, você quer parar com isso? 


— Então não minta para mim, que foi Harry, não somos mais amigos?


Harry passou a mão abaixo do nariz, e acima dos lábios e foi descendo até o queixo, passou pela barba rala e pelo pescoço e então ele soltou a mão do corpo.


— Ok, a gente se beijou!


Rony ficou extremamente vermelho, Harry pensou que tomaria um soco na cara, mas foi ao contrário, Rony deu duas palmadinhas no ombro dele.


— Você venceu. Harry Potter sempre vence.


— Pára com isso Rony, pára.


— O que? Estou mentindo por acaso?


— Não é por isso, você sabe que não é nada disso- falou entre os dentes.


— Não? Você ganhou a Hermione cara, e diz que ela não é nada?


— Não disse isso, Rony - murmurou vermelho - por favor, Rony, pare de gritar. 


Todos olhavam em direção a eles.


Harry então reparou que lágrimas desciam pelo rosto de Rony, era uma cena triste e uma história que envolvia amizade, felicidade e o amor no mesmo jogo.


— Por favor Rony, nós somos amigos! - lágrimas rolaram pelo rosto de Harry e caíram no chão- por favor, pare, eu não queria beijar ela.


— Mas beijou... 


— Por favor, Rony, sempre fomos bom amigos, não podemos acabar com a nossa amizade agora, me perdoe - disse segurando os dois ombros do amigo.


— Você não fez nada de... Digamos que... Demais, se vocês se amam devem se casar - lágrimas rolaram dos seus olhos e então ele saiu correndo em direção a piscina.


Harry foi atrás.


— Rony, por favor, não fique zangado.


— Não estou zangado! - afirmou aos berros mentindo totalmente - Só quero um momento pra pensar.


Rony entrou pela portinha, a atenção de todos na piscina se voltaram para eles, inclusive da garota que abraça as pernas. 


— Harry, me deixa em paz? Só um segundo?


— Ok, faça o que você quiser, mas cara, eu não queria te magoar. 


Rony saiu correndo na direção oposta da entrada, correu para o banheiro, o coração de Rony, estava extremamente péssimo agora.


Hermione veio correndo até o Harry.


— Harry, o que foi?


Sem olhar para a cara da garota e ainda com o olhar no banheiro ele respondeu.


— Ele descobriu que a gente se beijou.


Hermione ficara vermelha, sem dúvida, Harry sabia disso, ele também ficou vermelho, com o coração partido pela amizade.


— Ah, eu vou falar com ele - disse Hermione tristemente - Ele precisa entender que se for para nossa felicidade... 


Harry a segurou pelo braço puxando o corpo dela de volta. 


— Posso te pedir uma coisa? Em nome da nossa amizade? Minha, sua e do Rony?


— Claro- respondeu ela descontente, encarando os olhos verdes de Harry que rapidamente ficaram vermelhos- Mas me solte, está me machucando.


Harry não soltou, apenas apertou com menos força, continuou sério e encarando-a.


— Seria melhor se a gente nunca mais voltasse a se beijar. Não mais!


Harry soltou o braço de Hermione, que ao mesmo tempo puxou o de volta em direção ao corpo, com um olhar cismado saiu correndo, chorava também, entrou no banheiro feminino. 


Demorou no máximo duas horas para Rony e Hermione saírem do banheiro, estava tudo ao normal, voltaram a ser velhos amigos, então Harry puxou Rony num canto.


— Terminei tudo com Hermione, te garanto, nunca mais isso vai se repetir, fiz isso em nome da nossa amizade- e engoliu em seco, Harry estava começando a gostar realmente da garota. Não estava muito bem realizado ao ter feito aquilo.


Seu coração soltou uma lágrima de tristeza.


Rony sorriu, sentiu extremamente feliz.


— Eu já te disse que você é o meu melhor amigo?- e se abraçaram. 


Voltaram para a casa de Hermione nada felizes.


Às oito horas se aproximavam, as garotas tinham ido ao cabeleireiro, enquanto Harry e Rony passaram a tarde jogando xadrez animadamente como se nada tivesse acontecido. Hermione também fingiu não demonstrar nenhum sentimento, Harry sabia que estava sendo difícil para ambas as partes.


A porta se abriu de uma vez após um xeque mate sonoro de Harry pela primeira vez em meses, Hermione, Gina e Luna estavam paradas na porta, cada uma mais linda que a outra.


Os cabelos de Luna estavam totalmente lisos e presos em um coque, igual ao de Hermione no Baile de Inverno, somente com duas mechas finas caindo sobre o rosto cheio de brilho e batom, seu vestido era branco cheio de brilho e descia até o chão, ela tinha um véu que estava nas suas costas e em volta dos cotovelos.


Hermione estava com o cabelo totalmente liso, mas ao invés de prender o cabelo todo em um coque, com uma pequena presilha prendendo a franja, mas a presilha estava presa mais ou menos no meio da cabeça, tirando sua franja presa, mais nada dos seus cabelos estava presos, um leve batom vermelho escondia a cor original dos seus lábios, o lápis preto bem passado nos olhos deixava seu rosto mais perfeito do que o normal, a maquiagem bem ralinha, o vestido de Hermione era uma frente única vermelha, com um tom mais claro que sangue, e o vestido estava até seus calcanhares, as unhas pintadas de vermelha do mesmo tom que o vestido, e o salto alto cinza.


Gina tinha cortado pelo menos dez centímetros do seu cabelo, estavam mais curtos do que de costume, fizera duas mechas acima da orelha, uma mecha de cada lado, e prendeu atrás do cabelo, e de uma parte a outra da mecha seu cabelo foi amarrado junto com as mechas, atrás da cabeça, o penteado não era muito diferente de Hermione, a única coisa que mudava era que a presilha estava mais atrás, prendendo a parte de cima do seu cabelo e do lado, também passara lápis no olho, seu rostinho ficara lindo como o de Hermione, o vestido rosa choque era bem bonito, porém tinha um corte em cada lado do ombro, deixando os ombros totalmente pelados, o seu vestido fora feito com uma malha bem fina, e terminava acima dos calcanhares.
Harry tentou rapidamente imaginar qual era a mais bonita, impossível. 

 




— Está na hora?


— Rapazes, corram vocês já deviam estar prontos.


— Ok, ok, poderiam se retirar?- perguntou Rony com gentileza.


As três saíram deixando um perfume maravilhoso pelo quarto.


Harry e Rony nunca ficaram tão lindos como estavam, havia se preparado com gosto, mesmo que não fossem com o par desejado.


Harry e Rony receberam palmas ao descerem na sala, ficaram extremamente envergonhados, então Harry e Gina entrelaçaram os braços, Rony e Luna entrelaçaram os braços, e ao depararem na porta, Harry viu Léo entrando, ficou super chateado, e sentiu uma pontada de raiva no peito, Léo era duas vezes mais bonito que Harry, contudo tinha uma cara lavada de Playboyzinho Trouxa.


Harry agradeceu a Deus por ele não ser bruxo, não teria chance de ganhar Hermione com ele perto, ele tinha um pequeno cavanhaque, usava um brinco na orelha direita, possuía uma olhar super de galã, Harry e ele deram as mãos.


— Prazer, Harry.


— Prazer, sou Leonardo.


Sorriram falsamente, ambos com pensamentos de inveja do outro.
Harry e Gina foram os primeiros a entrarem no carro, Harry se recusou a ver Léo e Hermione de braços dados, mas isso foi impossível até a hora deles aparecerem no carro, todos apertados, conseguiram se encaixar, Harry passou a mão pelo rosto com a barba bem feita, mal sabia ele que voltaria com a cara roxa.

 


Notas Finais


Próximo: Cara Roxa


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...