História He Is My Wolf (Vhope) - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Vhope namjin jikook tae&hope
Visualizações 81
Palavras 2.154
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Foi mal a demora.

Capítulo 35 - Wedding Party pt 1.


Fanfic / Fanfiction He Is My Wolf (Vhope) - Capítulo 35 - Wedding Party pt 1.

~Tia Park~


Tudo estava uma completa correria, os Ômegas principalmente os Ommas dos noivos mais choravam do que conseguiam ajudar em algo e os Alfas, vulgo Appas dos noivos só queriam arranjar algum jeito de fazerem seus Ômegas chorarem, por mais que, através das marcas eles sentissem que os choros eram de felicidade ainda sim se preocupavam.

Jungkook: Jimin-shi meu amor se acalme. -Pedia enquanto abraçava o Ômega e tentava acalma-lo.


Jimin: Ah eu ainda n-não c-consigo acre-ditar q-que meu b-bebê vai se c-casar. -Dizia com pausas por conta dos soluços provocados pelo choro.


Jin: Nem e-eu. L-logo Hoseok q-que nunca queria. -Dizia enquanto era apertado por seu Alfa em um abraço caloroso.


Namjoon: Jin-ah nós sabemos que vocês ainda não conseguem acreditar mas pelo da Lua parem de chorar dessa forma, irão ficar desidratados. -Tentavam acalentar seu Ômega.

Enquanto os Alfas estavam ali, se sentindo os Jack Chan Sul-Coreanos prontos a encarar uma missão quase impossível, os noivos estavam em quartos separados se arrumando. De 20 em 20 minutos os tios de ambos os meninos permitiam que se vissem por conta de sua forte ligação. Afinal como todos sabemos, se passarem muito tempo longe um do outro, eles sentem falta e passam mal. Principalmente o jovem Ômega.


E o que dizer desse Ômega? Jeon Taehyung estava ainda mais magnífico que nunca, a Lua Cheia lhe fez mais que bem. Sua pele bonita, brilhosa, macia e aveludada lhe deixavam com um ar ainda maior de soberania sobre todo e qualquer Ômega que exista. Seus olhos estavam ainda mais brilhantes, seus lábios ainda mais vermelhos e convidativos aos olhos de Hoseok. Suas curvas ainda mais finas e perfeitamente desenhadas, toda a carne de seu corpo, em especial o bumbum grande e avantajado que havia herdado de seu Omma.


Hoseok ficara sempre duas vezes mais protetor e possessivo com Taehyung sempre que o mesmo passava pelo ciclo da Lua Cheia, era um momento que dava ainda mais beleza para os Ômegas e mais dominação aos Alfas. Hoseok julgava ser impossível seu Ômega ser mais lindo do que já era, mas pelo visto, todos os seus julgamentos foram em vão.

Kim Hoseok


É... Eu posso dizer que eu tomei no cú bonito!


Sabem porque?


Não? 


Eu vou contar!


Enquanto eu achava que Jeon Taehyung já havia herdado toda a beleza de seus pais e nascido com mais a sua própria, vem a Lua Cheia e estraga todos os meus argumentos e julgamentos antes já feitos por mim. Taehyung ficou ainda mais perfeito, maravilhoso, sexy, gosto... FOCA HOSEOK!!!


Enfim, depois da Lua Cheia eu só tenho que agradecer Yangoo por me permitir ter esse Ômega ao meu lado pra mim chamar de meu, Taehyung é simplesmente uma joia rara que precisa continuar apenas com o dono que a comprou. Obviamente eu nunca comprei Taehyung! Tá bom, vou confessar, comprei ele 3 vezes com lírios e chocolates, mas foram somente essas 3 vezes.


Por fim de tudo isso nem tive quase tempo de me "despedir" de meu Ômega, já que iríamos passar o dia inteiro em quartos separados pois nossos Ommas acreditam naquela famosa superstição:


"O/A Alfa não pode ver o/a Ômega vestido de noivo/a!"


Eu sei que a frase não é bem assim mas no nosso universo nós utilizamos ela desta forma, afinal, não somos Sem Pelos*

Yoshimoto: Aigoo Hoseok pare de se mexer tanto, precisamos ajustar seu terno! -Meu tio exclama.
-Desde quando o senhor sabe falar fluentemente coreano? -Pergunto surpreso.


Yoshimoto: Desde quando Isao me obrigou a fazer um curso pra poder me comunicar com a minha família. -Responde.


-Louvado seja tio Isao! -Digo.

Meu tio Kim Yoshimoto é japonês, ele é Alfa e é casado com um Ômega Japonês chamado Kim Isao. Meu tio só é japonês porque quando minha avó estava grávida e deu a luz ao mesmo ela estava no Japão com a minha avó. Tio Yoshi - como costumo chama-lo - é irmão do meu Omma e veio para o meu casamento com Taehyung.

Yoshimoto: Hoseok-ah você tem muita sorte, pelo o que eu ouvi de seus pais Taehyung é um Ômega de ouro e sei que ambos se amam muito. -Diz colocando o termo em meu corpo. -O trate bem, faça-o feliz e acima de tudo, o respeite. 

-Eu prometi a ele que faria do mesmo o Ômega mais feliz do mundo. -Digo e olho meu relógio. -Tio, preciso tirar essa roupa, falta 5 minutos para eu ver Taehyung novamente. 


Yoshimoto: Claro, tire-a e coloque a mesma encima daquela cadeira ao lado de sua cama. Quando voltar iremos cuidar de sua pele, mas pra isso, vou chamar o especialista no assunto. -Sorriu.


-Tio Isao! -Respondi alegre.

Tirei toda a minha roupa, peça por peça enquanto meu tio me ajudava a coloca-las com cuidado encima da cadeira e verti as minhas normais. Saio do quarto e já consigo ouvir uma completa baralhada no quarto onde Taehyung está. Dou quatro pequenas batidas na porta e ouço os tios e tias de Taehyung começarem a ficarem loucos escondendo tudo o mais rápido possível.


Depois de alguns minutos a porta se abre e eu vejo o mais belo dos Ômegas na minha frente, Taehyung estava ainda mais bonito como eu já mencionei anteriormente. Sua pele estava tão magnífica que com qualquer feixe de luz ela brilhava intensamente, parecia aqueles vampiros de Crepúsculo. Ele sai só quarto e deixa a porta aberta, dando-me visão completa de todos os Ômegas que no quarto estavam.


Sem demoras Taehyung me abraça forte enquanto coloca sua cabeça encaixada em meu pescoço afim de sentir meu cheiro. Sua pele macia esbarrou-se com a de meu ombro causando um arrepio leve por meu corpo. Sem mais delongas eu pego o rosto de Taehyung e quebro a distância de nosso lábios, ele rapidamente cede e então iniciamos nosso beijo.


Calmo. Sem malícia. Amor. Carinho. Desejo.


Era com esses sentimentos que nosso beijo se tornava ainda mais prazeroso e necessitado os Ômegas apenas gritavam coisas do tipo "Eles são um casal perfeito!" Ou "Merecem mesmo ficar pela eternidade juntos.", como eu estava concentrado em beijar meu Ômega nem liguei para os comentários e infelizmente após alguns minutos que se passaram como segundos tivemos que nos separar-mos por conta de nossas faltas de ar.

Taehyung: Eu senti tanta a sua falta. -Diz com a testa colocada na minha.


-Eu também senti meu amor. -Digo enquanto o abraço fortemente pela cintura.

Taehyung: Amor, posso te fazer uma pergunta e promete uma coisa pra mim? -Pergunta.

Pelo seu cheiro eu consigo sentir o medo, consigo sentir sua preocupação com a resposta dessa pergunta que ele quer me fazer. O abraço, deixando seu nariz em meu pescoço para que ele sinta meu cheiro e de acalme mais. Aos poucos seu cheiro já não passa mais esses sentimentos confusos e que o deixam com sensações ruins.

-Faça a sua pergunta. -Respondo sério.


Taehyung: Você realmente me ama e quer se casar comigo? -Pergunta receso e baixo.


-Taehyung olhe pra mim. -Ordeno e o mesmo obedece. -Você sabe muito bem que me casar com você foi a primeira coisa que pensei quando me apaixonei loucamente por você. -Ele assentiu. -Lembre de tudo o que passamos juntos, lembre de como eu cuido de você, lembre-se daqueles sete e horríveis meses que fiquei no hospital com você. -Digo e uma lágrima cai sobre sua bochecha. -Eu te amo Jeon Taehyung, amo mais do que tudo e me casar com você não é uma obrigação minha, é a minha escolha, é a minha certeza!


Taehyung: Eu também te amo muito. -Diz meio embolado por conta do choro. -Promete pra mim que não vai me abandonar nunca?


-Nem se eu podesse! -Digo. -Temos nossas marcas, nossa ligação, temos nossa linhagem. Não quero te fazer sofrer meu amor, quero apenas está ao seu lado pro resto de meus dias. -Lhe roubo um selinho.

Nos beijamos mais uma vez e dessa vez nem língua teve, foi apenas um selar de lábios sem movimentos, apenas nossos lábios encostados e nada mais que isso.

-Nunca mais pense que estou me casando com você por obrigação, me entendeu? -Pergunto sério. -Responda-me Taehyung.


Taehyung: Entendi Hoseok. -Responde pra mim.


-Fico feliz que tenha entendido. -Digo rebendo um sorriso do outro. -Já disse que amo seu sorriso?


Taehyung: Só meu sorriso? -Pergunta com um biquinho.


-Você inteiro meu amor! -Beijo seus lábios.

Sentíamos em nossos corpos que havia o compartilhamento de energia, nos alimentava e deixava que nossos lobos vivessem conosco. Deu nosso horário, Taehyung se despediu de mim com mais um beijo e depois entrou para seu quarto, falta ainda alguns últimos toques para que finalmente sua parte estética ficasse pronta para o momento do baile. Obviamente que eu iria primeiro fazer o pedido oficial de casamento e depois faríamos a cerimônia.


Se eu to nervoso? Imagina, to ótimo.


Preparei um puta discurso pra ele, passei duas escrevendo e depois mais alguns dias para memorizar e mais alguns treinando para não errar nada. Arrumei minhas malas para a Lua de Mel com aquilo que eu mais irei precisar sem nunca esquecer meu fiel companheiro. O meu vilão. Esse instrumento vai comigo pra tudo o que é lugar e sem ele eu não saio pra lugar nenhum.


Taehyung sabe que esse violão é como se fosse parte de mim e que eu já o tenho muito antes de ter encontrado o meu Ômega naquele baile, por isso não reclama e pelo contrário arrisca dedilhar algumas notas músicas e confesso que o mesmo tem um talento ótimo para a coisa. Tanto que ele já aprendeu a tocar duas músicas.


Voltei ao meu quarto e meus tios Yoshimoto e Isao já me esperavam. Tio Isao tinha uma expressão leve, meiga, carinhosa, todas as expressões mais doces e frágeis que algum pode ter.

Isao: Hoseok-ah vá tomar um banho que irei cuidar de sua pele e maquiagem. -Ordena.


-Tá bom. -Assinto.

Entro no banheiro e começo a me despir como devo, assim que estou completamente livre das roupas encontro na banheira e relaxo, sinto algo melequento começar a ser passado em meu rosto e logo vejo que meu tio Isao estava passando um creme verde. Resolvi não protestar e apenas deixar que ele faça o que tem que fazer. Sinto algo ser jogado na água e pelo cheiro sei que é algum tipo de produto.

Isao: Não se mexa que esse produto vai deixar sua pele mais macia e hidratada. -Diz. -Enquanto a máscara faz efeito eu vou colocar os produtos para a maquiagem encima da cama. -Acrescenta.


-Por favor tio Isao não vai exagerar. -Digo.


Isao: Vou fazer você ficar magnífico. -Sorriu.

Enquanto ele saiu para arrumar as coisas fiquei com aquele creme verde em meu rosto. Pouco tempo depois sinto uma perna minha ser levantada e uma espécie de lixa ser passada no meu pé, aquilo era bom e a sensação era gostosa de sentir. Algum tempo depois foi a vez do meu outro pé.

Isao: Por Amaterasu*, Hoseok, você tem muita pele morta em seus pés! -Diz espantado. -A quanto tempo você não vai em um spar cuidar desde corpo? 


-Eu nunca fui para cuidar do corpo em si, fui apenas com meu Appa e Jungkook para levar Taehyung, Omma e Jimin  para aproveitarem um pouco e cuidarem de si. -Digo.


Isao: Você devia se cuidar mais. -Diz.


-Vou fazer isso tio Isao... Eu estou tão feliz! -Digo sorrindo largo. -Nunca imaginei que um dia fosse me casar.


Isao: Que Fukurokujo* deixe cair as suas bênçãos sobre o casamento de vocês dois meu sobrinho. -Diz. -Ele irá jogar sua bênção sobre vocês, irei rezar pra isso.


-Obrigado Tio. -Agradeço.

Mais algum tempo depois meu banho termina, pego meu roupão e então saio do banheiro me sentando na cama e esperando que tio Isao volte do quarto de Taehyung para começar a fazer tudo o que tinha que fazer em meu rosto. Haviam vários produtos espalhados por toda a cama e isso de certa forma me assustava um um pouco, só espero que eu não fique mais colorido que uma escola de samba brasileira.


Logo tio Isao voltou, em sua mão tinham vários tipos de pincéis pra maquiagem de todos os tamanhos e grossuras, inclusive formatos. Em sua outra mão haviam algumas esponjinhas pequenas em formato de queijo e gota, achei fofinhas e bonitinhas.

Isao: Feche os olhos Hoseok. -Ordena.

Fiz o que ele mandou e então senti algo líquido cair sobre a minha pele como se fosse um spray e logo depois algo gelado como se fosse um creme. Ele passou uma esponjinha daquelas por todo o meu rosto e esperou algum tempo, acho que era pra secar. Fiquei esperando e então novamente sinto algo pingar em minha pele, só que dessa vez mais gelado ainda.

-Aigoo tio Isao o senhor está pingando gostas de gelo derretido em minha face? -Pergunto.


Isao: Não seu bobo, apliquei o primer e base. -Diz.


.

.

.



Notas Finais


Amaterasu é um Deus japonês.
Fukurokujo é o Deus Japonês da felicidade.
Origada por lerem!
Bjos, amo vocês! ❤

~Tia Park~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...