História Histórias macabras - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 7
Palavras 324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Colegial, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 23 - Vozes do além.


Link sempre fora deixado de lado por todos em sua volta. Além de sofrer preconceito por sua aparência arcaica, ele escutava vozes e interagia com elas. Seus pais o levavam toda semana para um psiquiatra com o intuito de fazê-lo melhorar. Porém, o esforço foi em vão. Link nunca conseguiu ser uma pessoa normal, passava grande parte de seu tempo conversando com as vozes e tentando decifrá-las.

Certo dia, quando seus pais entraram em seu quarto perceberam que o garoto não estava mais lá. Ficaram nervosos e começaram a vasculhar a casa tentando achar alguma pista de seu paradeiro. Até que encontraram seu caderno. Nele dizia: "Para ser como nós, você precisa estar morto. Não há outra outro jeito. Você precisar partir, Link, seu lugar é aqui, conosco".

A polícia foi alertada, porém, já era tarde demais. Link foi encontrado morto perto de um riacho. Uma semana depois de sua morte seus pais se mudaram. Em uma noite sua mãe acordou assustada, ela achou que seu filho estivesse a chamando. Ela levanta de sua cama e vai até o banheiro lavar o rosto. Quando se depara com a imagem de seu filho no espelho.

- Olá, mamãe, eu estou com eles agora. Se mudar não irá salvá-la. Seu lugar é aqui comigo. Essas vozes que me seguiram por toda minha vida, eram apenas um alerta de que eles estavam precisando de mim. E agora nós precisamos de você também. Por favor, não tente resistir, será pior. Você irá acabar igual a mim. Tire sua vida e evite dor.

Ela não estava acreditando. Achava que estava confusa e que sua mente havia projetado aquilo. As vozes começam a pertubá-la. Cada dia que passava elas ficavam mais intensas. Ela chegou até mesmo a arrancar seus próprios tímpanos, porém não adiantou.

Todos abandonaram-na, por fim ela comete suicídio. Mas agora chegou a vez de seu pai.

Será que ele irá escapar? Ou o mesmo destino será aplicado a ele?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...