História Hogwarts por outros olhos - Capítulo 151


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fleur Delacour, Fred Weasley, Fred Weasley Ii, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Kingsley Shacklebolt, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Merlin, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Murta Que Geme, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Percy Weasley, Personagens Originais, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rolf Scamander, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags Albus Potter, Amor Doce, Bruxos, Colegial, Dezenove Anos Depois, Dominique, Draco Malfoy, Harry Potter, Hermione, Hogwarts, Hugo, James, James Potter, Lily, Magia, Potter, Romance, Ron, Rose, Scorpius, Weasley
Visualizações 48
Palavras 7.135
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse deve ser o maior epilogo de todos os tempos hahaha Bom, queria só agradecer a todos que acompanharam até o fim, o dia infelizmente chegou, amei escrever para vocês e podem acreditar que fiz essa FIC com todo amor e carrinho!
Espero que se eu realmente decidir postar uma nova história, agora sem o tema Harry Potter, voces curtam e continuem acompanhando, muuuuuuito obrigada saibam que cada um de vocês moram no meu coração.
Beijinhos de Luz!

Capítulo 151 - Epílogo


Alguns anos depois...

POV Annie

O dia amanhece lindo, era primavera, estava calor e o sol logo me enche de energia, eu já estava me arrumando, já tinha tomado banho e agora tentava fazer algo com magica no meu cabelo, eu suspiro e me encaro no espelho

- Sabia que Livie acabou aquele livro que deu a ela a três dias atrás? – Jake entra com uma cara pasma

- Tinham mais de cem páginas Jake – eu falo surpresa – bem, sabemos que ela vai superar a mim, Rose, Hermione... todas que estudaram em Hogwarts – nós rimos, ele me olha

- Está linda, como sempre – eu sorrio, meu cabelo voltou a ser comprido, não cortei mais ele depois daquela vez

- Obrigada, o que acha dele solto? – Eu falo olhando o cabelo

- Combina com o vestido, Livie está realmente nervosa agora – ele olha rap o quarto dela

- Vou falar com ela – eu falo sorrindo, então vou arpa o quarto e ele vai se arrumar, paro na porta olhando o quarto, ele não tinha mais berço nem as coisas de bebê, ela agora tinha quase seis anos, então agora tinha estantes de livros, mesa de desenho, um cavalete de pintura, milhares de desenhos espalhados pelas paredes – LIV? – Eu chamo

- Aqui – ela fala, percebo que a voz vinha do banheiro, eu abro a porta, ela se olhava no espelho, eu sorrio

- Está linda querida – ela me olha

- E se eu cair na frente de todo mundo? – Ela fala preocupada, seus cabelos loiros estavam soltos ainda, eu teria que fazer o penteado, mas o lindo vestido branco estava impecável nela

- Porque cairia?

- Eu tenho essa mania – eu rio e me abaixo

- Liv, você vai caminhas com as alianças só isso – eu falo sorrindo – não tem nada para tropeçar e você vai andar lentamente, esqueça as pessoas a sua volta... afinal você fez isso com menos de um ano no MEU casamento porque não conseguiria agora – ela sorri animada

- Mas naquela época eu era bebe e fofa – eu rio

- Você É fofa – ela concorda sorrindo – vem, deixa eu prender seu cabelo – ela vem comigo e sentamos no chão

- Está linda - ela fala me olhando

- Obrigada, quer saber a verdade? –Ela me olha – estou nervosa – ela ri

- Não é SEU casamento

- No meu quase tive um treco! – Ela ri – é muito bonito, estava muito feliz, mas dá um medo – ela sorri, eu arrumo o cabelo dela – afinal é o casamento da minha melhor amiga

- Tia Ro deve estar nervosa – eu concordo

- Se conheço bem ela, está tendo um ataque nervoso – nós rimos – ela me ajudou muito no meu... agora tenho que ajudar ela

- Teremos vários casamentos ainda – Jake fala na porta – acho que Lily e Luke são os próximos

- Daqui dois anos Jake – eu falo rindo – Amber e Lysander não vão casar, Domi e James também aderiram a ideia, meu irmão...  – Nós rimos

- Tio Pete é descolado demais para isso – Liv fala e nós rimos – e a tia Laura não se importa

- Eu sei – eu olho – tem Albus e Isabelle, mas ainda nada de pedir ela, eu acho que esse povo demora demais – Jake ri

- Nós que fomos apressados Annie – eu rio

- Claro que não – Livie fala nos olhando, nós rimos, Jake desce para atender o telefone eu termino o penteado dela e ela calça os sapatos e me olha

- Está linda – ela agradece, então senta na minha frente – algum problema?

- Ontem na aula de Ballet... uma garota perguntou porque não te chamo de mãe, nem Jake de pai, eu disse que não são meus pais de sangue – eu a encaro – ela ficou me enchendo de perguntas e eu sai de lá

- Porque você não queria responder? – Eu falo calma

- Porque não sabia responder – ela me olha

- Você quer as respostas dela? – Ela concorda – JAKE – eu grito, ele aparece um tempo depois eu dou um tapinha no chão do meu lado, ele me encara e senta – Livie quer saber mais sobre a vida dela, antes de ficar com a gente – eu falo calma

- Tem certeza querida? – Ele fala, ela concorda – tudo bem – ele fala

- Bem, vou começar de quando conheci sua mãe, sabe essa não? –Ela concorda, eu tinha explicado a ela minha ligação e de Jake, que seus pais também tinham, mas ela nunca quis saber mais sobre isso – sabe que não posso ter filhos – ela concorda – nem sua mãe podia, por causa do encantamento –ela olha surpresa – mas aí, não descansou e procurou e encontrou uma poção, ou melhor tio Draco conseguiu fazer uma, ela tomou por risco dela mesma, seu pai ficou bem preocupado, mas no fim, deu tudo certo e ela teve você

- Mas logo percebemos que você era a ÚNICA nascida desse encantamento e que isso atrairia pessoas más

- Pessoas que iriam querer me levar deles

- Exatamente – eu falo – então tratamos de proteger você muito bem, mesmo – eu suspiro – mas eles eram bem espertos – eu falo – Encontraram a casa de seu tio Liam e da esposa, tentaram fazer eles falarem, seu tio não abriu a boca, mas sua tia – eu bufo – aquela idiota estava com eles, ela sempre esteve do lado errado, nós não sabíamos, então eu e Jake corremos arpa lá, quando Yan foi avisado, Sophie estava péssima, Liam acabou morrendo – eu olho arpa Livie – quer que eu continue? – Ela concorda

- Agora fica pior – Jake fala, ela nos olha

- Quero saber logo – ela fala triste

- Então nós corremos arpa lá, avisamos todos, foi uma mobilização geral,  tirar você, seus pais de lá era mais arriscado do que enfrentar de uma vez, então chegaram na casa, lá embaixo virou uma guerra e eu, Soph e Rose ficamos no seu quarto protegendo você, sua mãe selou um feitiço comigo, ela me fez prometer que eu cuidaria de você, então nunca ninguém conseguiu fazer esse feitiço, ela te entregou a mim, literalmente abrindo mão de sua guarda, enquanto eu viver ninguém nunca vai poder machucar você, foi um feitiço muito forte, Domi chegou e começamos a duelar também, foi uma bagunça só – eu respiro – então eu dei você a Rose, ela e Domi tinham que tirar você de lá e eu e Soph deteríamos quem quer que fosse, elas tiram você de lá e foram arpa o carro e para a Toca, era o amis seguro, depois disso, conseguiram pegar seu pai – eu olho para Jake

- Tinha muita gente mesmo, estávamos sendo massacrados lá – Jake fala

- E sua mãe, ela sentiu que algo aconteceu com ele, então... a bruxa que comandava tudo, conseguiu atacar ela, ela estava fraca e... – Eu paro de falar, Livie me encara, vejo lagrimas nos olhos dela – eu não pude fazer nada, eu já estava acabada, lutei com seu avô, ele tentou atacar Sophie, depois com Lorcan ele sim acabou comigo, mas no sim eu consegui vencer, quando me virei ela já estava... não pude fazer nada, eu sinto muito – então eu começo a chorar, Jake me abraça, Livie olhava para nós dois, no fundo ela sabia que seus pais morreram, pelo modo que falávamos, mas não sabia como

- Não adiantaria salvar ela, com Daniel morto – Jake fala – ela ia... morre de toda forma – Jake admite, eu sabia disso, então Livie me abraça, eu abraço ela de volta

- Sinto muito...

- Você e Jake cuidaram de mim, me sinto feliz e amada, tenho certeza que vocês dariam a vida por mim – ela fala – e que meus pais estariam orgulhosos disso, ela confiou em você e foi o maior acerto da vida dela porque agora – ela fala chorando – você é minha mãe – Jake me encara, eu abraço ela, Jake nos olha chorando também, então enxuga as lagrimas

- Você com certeza é uma das melhores coisas que aconteceu na nossa vida querida – Jake fala passando a mão na costa dela

- E eu sou a garota mais sortuda do mundo por ter vocês como pais – nos abraçamos ela, Jake levanta depois

- Ok, chega, se nos atrasarmos Rose terá um ataque e Scorp vai morre do coração – nós rimos impando o rosto, ela vai até o banheiro, eu olho arpa Jake – ela está bem Annie – ele sai sorrindo, eu paro olhando para o nada, ela volta

- Posso perguntar uma coisa? – Eu concordo com ela – Porque se sente desconfortável quando te chamo de mãe? – Eu sorrio

- Acho que Sophie é sua mãe... – ela concorda

- A verdade é que não lembro dela, que toda a ideia que tenho de mãe, de cuidado, proteção é sua, você cuidou de mim, me ensinou tudo, lembro de absolutamente tudo com você, lembro de muita coisa e sei que não é normal lembrar – eu sorrio – talvez esse encantamento que tenho com você e Jake foi o destino, que eu escolhi vocês e pertenci a vocês desde sempre   

- Eu sempre penso nisso, mas é como se eu... como se tivesse uma dívida com Sophie, eu nunca poderia ter uma filha, a não ser que adotasse uma criança, mas acho que no mundo bruxo isso é muito complicado, então agora você é nossa e ela me deu esse presente

- Você não tem dívida nenhuma com ela, você está pagando isso cuidado de mim – ela me abraça, eu sorrio – e muito bem – ela fala animada

- Obrigada – eu olho arpa ela – Desculpa por nunca ter te explicado isso – ela sorri

- Não tem problema – nós descemos e vamos para o carro, não demoramos muito e chegamos na Toca, Livie desce animada, mas logo para virando de costa para mim – esse laço soltou – ela fala, eu dou o laco do vestido de novo, e faço uma magia

- Agora não solta mais – ela me olha assustada

- Nunca mais? – Eu a encaro rindo, ela sai dando risada, o vestido tinha um laço dourado, ela era a daminha é claro, mas Charlie e Aimée entrariam também, antes da noiva com flores, Aimée era a mais nova de Vic, nasceu um ano depois do irmão, então tinha quatro anos, ela não puxou o pai, os cabelos eram loiros e olhos azuis, entro na casa e logo escuto

- Charlie, pelo amor pare de mudar essa cor, hoje vai ficar com o cabelo igual de Aimée! – Vi fala brava, ele senta emburrado no sofá, estava uma graça com calça, blusa e sapato social e um suspensório – viu, Livie está linda e quieta! – Ela fala para ele que olha para Livie e abre um sorriso, vai correndo na direção dela e a abraça

- LIV! – Ele grita animado, Obviamente Livie se dava bem com ele desde sempre, assim como sua irmã que assim que a viu correu também abraçar

- Oi – ela fala, Molly a encara

- Está linda querida – Liv abraça ela e logo começa a dar oi para todo, mundo, minha mãe chega animada também e Liv corre até ela, minha mãe obviamente a elogia e meu pai abre um sorriso pegando ela no colo

- Ai, você cresceu? – Ele tinha passado dois meses fora trabalhando, ela o encara rindo

- Deve ter crescido – Jake fala, ele coloca ela no chão

- Posso ir ver tia Rose? – Eu sorrio

- Porque não me ajuda um minutinho aqui Liv? – Lily fala esticando a mão a ela – tenho que trocar umas flores ali fora, você me ajuda? – Ela corre pegar a mão de Lily animada que sorri arpa mim, Jake me olha e suspira

- Você não está normal hoje – ele fala me abraçando e dando um beijo na minha testa

- Não pegou uma parte da conversa – ele me encara, minha mãe que estava conversando com Hermione animada e meu pai com Draco param me olhando

- Está bem? – Minha mãe pergunta

- Livie quis saber hoje sobre... a vida dela – eles me encaram surpresos – então eu e Jake contamos tudo – minha mãe me abraça

- Ela ficou meio triste, mas entendeu bem, ela foi realmente incrível

- Não tenho ideia de quantos anos ela tem mentalmente – eu falo para Draco

- Sinceramente, ela é especial, só isso, nem eu consigo mais acompanhar – eu concordo com ele

- Mas e você? – Hermione fala para mim – como ficou?

- Mal, não queria contar a ela agora, mas tudo bem, ela está bem

- JAKE PELO AMOR DE DUMBLEDORE! VENHA AJUDAR! – Luke grita, eu olho assustada – e vocês dois também! – Ele fala para Draco e meu pai que saem rindo

- Você e Draco tem... – eu falo para Hermione ela me olha sorrindo

- Saído? Como sabe?

- Rose –eu falo rindo – ela disse que acha bom, Scorp também, mas que é hilário, porque... bem é a mãe dela e o sogro! – Nós rimos

- Bem, vamos lá ver Rose? – Eu concordo, mas antes vou avisar Livie, arpa ela ir depois, então subo, Rose estava maravilhosa, com um penteado que prendia seu cabelo em um coque um vestido branco delicado e de renda e um sapato de salto dourado, seus acessórios dourados

- Ah! – Eu falo a olhando – está linda Ro – eu a abraço, ela sorri

- Acha mesmo?

- É claro! – Nós falamos, Domi me abraça e Roxy também

- Livie está aí? – Amber pergunta, eu olho para ela sorrindo

- Está com Lily ajudando – elas sorriem, então alguém bate na porta, Livie entra

- Ual – ela fala para Rose que abre um sorriso – está linda tia Ro – ela abraça Livie

- Obrigada querida, você está maravilhosa também - Livie dá um giro, todas a elogiam

- E esperta, derrubei um vaso – Lily fala – Livie o parou antes que caísse no chão... com magia – ela me olha

- Ual, que magia Livie? – Eu falo

- EU sei lá, são aquelas coisas que faço – eu sorrio, as meninas riem – bem, vou ajudar tia Vic a olhar Charlie e Aimée – ela sai animada, nós sorrimos, Aimée estava com um vestido igual ao de Livie, mas o dela era com mais camadas na saia, deixando ela com mais cara de bebê, o de Livie era mais baixo

- Ela amou o vestido, eu falei que podemos fazer ele ficar de outra cor para ela usar de novo – eu falo rindo, as meninas me olham

- Gente como Livie está uma graça! – Laura fala entrando – Rose! Está linda – ela agradece, Laura me abraça e senta do meu lado, Isabelle entra e Molly e Lucy, ficamos conversando, Lucy ia se casar ano que vem, mas faria uma festa simples apenas, Molly não queria se casar, mas estava saindo a tempos com Nott, então nós deixamos Rose com Hermione e Astória entra também, eu sorrio

- Tudo bem? Parece meio desanimada – Lily fala

- Livie quis ter a conversa sobre os pais dela, hoje de manhã – elas me olham surpresas – tudo bem, ela entendeu bem, depois de contarmos tudo, Jake foi terminar de se arrumar e ela... me perguntou porque me sinto desconfortável quando a chamo de mãe – elas me encaram – eu expliquei tudo, e ela disse que não se lembra dos pais que o modelo que tem de mãe e pai não é de Sophie e Daniel, mas sim de mim e Jake

- Ah que linda – Lily fala me abraçando

- Ah Annie, ela te vê como mãe, sabe disso – Domi fala, Vic agora me olhava também

- Acho que devia deixar ela te chamar assim

- Esse é o problema, nunca soube que ela queria, me sinto mal por isso! – Elas me olham rindo

- Meninas, precisam ver isso – James fala assustado, nós saímos e olhamos em volta, não via nada – AHA, brincadeira – ele fala, nós olhamos para ele

- IDIOTA – Domi fala irritada, então ouço Livie sair correndo gritando para alguém, vejo Hana e Viktor, eu sorrio, ela me olha e eles vem nos cumprimentar

- Está linda – ela fala arpa mim – tenho presentes da minha viagem

- Imagina que não – eu falo irônica, ela ri, ela tinha casado dois anos depois de mim, a cerimônia foi... no mínimo exuberante, Lily tinha entrado no mesmo time que Giny entrou anos atrás, estava muito bem e feliz

- Annie – Lysander fala – soube de Pops- eu olho triste

- Não tenho ideia de quantos anos ele tinha, mas não acreditava que eles tinham uma vida muito longa

- Normalmente oito anos – eu concordo – e Livie?

- Ela chorou, muito, mas entendeu que ele era frágil e tinha um certo tempo de vida – ele me olha

- E você?

- O que acha? Me acabei de chorar – ele ri – ainda mais vendo Livie

- É terrível não? – Vic fala – ódio ver eles chorarem – eu concordo, ele sai e nós resolvemos ver como andava tudo, a decoração

- Que cara é esse Scorp? – Eu falo, ele me encara me abraçando

- Ah Ni, estou apavorado – Jake começa a rir – não devia rir, você ficou assim no seu

- Todos entramos em pânico, ainda mais eu – eu falo rindo – tenta respirar, vai acabar logo e aí, vai poder ser feliz com ela – ele sorri para mim, eu paro olhando a decoração, dourada, era linda e elegante, eu sorrio olhando as lindas flores, depois de um tempo o resto dos convidados chegam, então é hora de nós padrinhos entrarmos, logo Rose entra e Livie no meio da cerimonia, sorrindo e andando lentamente, ela vem até mim

- Deu tudo certo – ela fala, eu sorrio

- Eu disse que ia dar – ela sorri animada, depois de algumas lagrimas vamos arpa a festa, nós nunca paramos de fazer nossas festas de karaokê, é claro, então arriscamos algumas músicas, logo estávamos todos dançando animados.

Alguns meses depois do casamento Rose estava em casa, nós tentávamos organizar uma festa em casa, seria um jantar, era janeiro, estávamos fazendo uma lista, de uns tempos arpa cá eu tinha pouco trabalho, as vezes ficava mais em casa, era um domingo e Jake tinha saído com os meninos, ele entra animado

- COMPREI PIZZA –ele grita, Livie desce correndo, Rose olha rindo, ela logo abre a caixa, Rose faz uma careta

- Achei que gostasse de Pizza Ro –Jake fala preocupado, ela sai correndo, eu olho arpa Jake, Rose estava doente, andava com tonturas e enjoos uns dias, mas agora foi como se eu tivesse sido acertada por algo na cabeça

- Por Merlin – eu corro até o banheiro, Livie olhava preocupada, eu sento ao lado dela – Ro – ela me olha – não quero te assustar, mas... não acha que pode estar gravida? – Ela me olha em pânico

- Tudo bem? – Jake fala na porta – pelo visto não, vou ligar para Scorp – ele fala

- Espera – eu falo – vem Ro, vamos sentar ali no sofá tive uma ideia – eu falo sentando ela no sofá – já volto – eu saio, então vou a uma farmácia próxima e logo volto – toma – eu falo, ela pega, e olha

- Não – ela fala em pânico

- FAZ LOGO! – Ela concorda e vai ao banheiro, Jake olha para mim – ai nossa – ele me olhava assustado, depois de um tempo eu bato na porta do banheiro, ela abra e como comprei TRES testes ela fez os três e agora estavam em cima da pia, ela olhava assustada, nós ficamos esperando dar o tempo, Rose senta no vaso, eu olhava para os testes

- Então? –Ela fala preocupada

- Bem, todos eles deram o mesmo resultado – eu falo, ela me olha – positivo – ela solta um gritinho, eu a abraço – calma Ro – ela começa a chorar, Jake para na porta, eu aponto arpa a pia, ele olha assustado

- Opa – ele fala olhando para Rose – Ro, tem que ligar...

- Como vou contar isso a ele?

- Contando? – Eu e Jake falamos, ela então pega o celular e liga, ele diz que estaria em casa logo, ela senta no sofá respirando com dificuldade

- Rose – eu falo sentando do lado dela – respira fundo – eu falo respirando com ela, Liv nos olhava

- Está passando mal tia Ro? – Ela senta do outro lado, ela olha para Liv e sorri

- Não querida, ela está tendo um ataque de pânico – eu falo, ela olha, agora ela tinha sete anos – Ela vai ficar bem Liv – ela concorda, Jake chama ela

- Porque não me mostra aquele livro que tia Ro te deu? – Ele fala levando ela para cima, eu sorrio

- Ro, tudo bem? – Ela nega – você não queria?

- Não agora – ela admite – estou com medo Ni – eu abraço ela, ela se permite chorar, depois de um tempo Jake volta falando que ela fui assistir filme, então Scorp chega

- O que aconteceu? – Ele fala, Rose o encara, não consegue falar nada

- Jake – eu falo – vamos... – eu aponto para cima, ele concorda, Scorp olha preocupado

- Não fiquem – ela fala, eu olho para Jake – eu... – ela olha para ele, depois de um tempo ela sai correndo para o banheiro, eu suspiro

- O que ela tem? – Ele fala indo ao banheiro, logo voltam, ele falava algo como levar ela ao medico

- Eu sei o que tenho – ela fala e mostra os testes a ele – Annie me comprou agora – ele para olhando, então nos olha, Jake segura o riso

- Para, é sério – eu falo para ele que me encara

- Você... – ele fala arpa Rose – está... não – ele fala, eu olho preocupada, se ele tivesse uma reação ruim – como?

- Opa – Jake fala rindo – acho que sabe como cara – eu acabo rindo com isso e Rose também

- Ro eu... – ele a olhava, então abraça ela levantando ela do chão – é sério isso? – Ela ri

- É o que os testes mostram – ela admite, ele beija ela, eu olho sorrindo, Jake me olha, sinto algo estranho, tínhamos Livie, mas como seria se EU estivesse gravida, afasto esse pensamento quando olho para cima vendo Livie

- Minha TV pifou – ela fala chateada

- Como assim? – Jake fala pasmo

- Ei, Liv – Rose fala chamando ela, ela olha para Rose

- Está melhor? – Ela pergunta, nós rimos

- Ela ficou preocupada com Rose – eu falo para Scorp

- Estou bem –ela fala, então abaixa – eu vou ter um bebe – Liv arregala os olhos, então puta abraçando Rose, nós rimos

- Acha que pode cuidar de mais um? – Eu falo rindo arpa Livie, ela amava crianças menores, ela concorda animada

- Acho que agora temos uma tarefa mais difícil – Scorp fala sentando – contar a... todos

- Ah, contem no meu jantar sábado

- Sim – Rose fala animada – mas... minha mãe – ela olha para Scorp que sorri

- Eu levo você lá – ela concorda sorrindo, me despeço deles, Jake vaia rap a cozinha eu sento na sala

- Porque não assistimos o seu filme aqui Liv? – Ela sorri e senta no sofá, Jake sobe falando em pegar cobertas, eu começo a procurar o filme que ela ia assistir

- Nannie? – Ela acabou não me chamando de mãe, ela diz gostar do Nannie

- Sim? – Eu olho arpa ela

- Está triste? – Eu respiro

- Não, porque estaria?

- Tia Ro vai ter um bebe, isso é demais, mas as vezes acho que você fica chateada por não... poder ter um

- Você é meu bebê – eu falo abraçando ela que ri – Sabe Liv, pensei em ter um, tomar a poção, mas e se algo acontecer comigo, gravidez não é doença, mas pode trazer complicações não posso me arriscar e sou tão feliz assim, com Jake, você – ela me olha – só que as vezes imagino como seria... sinceramente? –Ela concorda – Jake, como ele reagiria, sei que ficaria feliz, mas tipo, eu fico imaginando como ele cuidaria de mim... – ela sorri

- Te mimaria tanto – nós rimos, ela estava em uma época que ela gostava de assistir romance, em desenhos, ou filmes basiquinhos, ela amava, eu achava fofo, não reparei que Jake estava atrás de nós, ele senta do meu lado me abraçando – sabia que vocês são o melhor casal de todos?

- Obrigado – Jake fala rindo – muitas pessoas acham isso – nós rimos, ela levanta – posso comer doce?

- Ah, pega para mim? – Eu falo ela concorda rindo, vai para cozinha – ela cresceu, não?

- Ela vai ser incrível com os caras, vai por eles no chinelo – nós rimos

- E você está louco para encarnar o papel de pai ciumento que sei – eu falo rindo

- Ah, Yan me deu umas dicas, Harry... – nós rimos – só vai namorar depois dos dezoito

- Pelo amor casamos com dezoito – eu falo, ele me olha

- Sei do que VOCE é capaz, imagino ela! – Eu olho pasma, mas nós rimos, ele me olha – não sabia que pensava nisso ainda – ele fala, eu o encaro

- O que? – Ele se aproxima

- O que estava conversando com Liv, não sabia que pensava assim, não por ter um bebe, mas por como eu reagiria – ele me abraça – isso é muito fofo Annie – ele beija minha cabeça – eu ficaria muito feliz e mimaria tanto você – eu rio – como ela disse – eu olho arpa ele – mas morreria de preocupação Annie, não tem noção como Daniel ficou, acho que está para uma tortura feliz – eu concordo

- Nunca me perdoaria se algo... nunca me arriscaria assim Jake, sabe disso – ele concorda – não pense que me arrependo, temos Livie e ela é mais do que podia pedir – ele concorda – ok?

- Fico feliz que entenda isso – eu concordo dando um beijo nele, Liv volta e assistimos o filme.

Os dias se passam fazemos nosso jantar Rose anuncia a gravidez e Peter anuncia que ele e Laura vão morar juntos, eu amo a ideia é claro, estava se dando tão bem que era como mágica...

Anos depois...

- Sabe, realmente acho que deu algo errado nisso, não possível – eu falo para Vic, ela olhava para fora da janela da Toca assim como eu, Rose, Lily e Domi eram as únicas que não estavam viajando, o resto cada um se mudou para um lado, Peter começa a rir

- Não entendo mais isso também – ele fala, Rose me olha preocupada

- Gente eles nunca foram disso – Lily fala pasma, então Cooper entra correndo – COOPER – ela grita para o filho, ele tinha seis anos, ele para olhando – onde pensa que vai com esse bolinho –ela estica a mão, ele devolve para ela e vai para fora, nós rimos, Luke e Lily se casaram três anos depois de Rose e tiveram Cooper, não quiseram mais que um, assim como Rose e Scorp depois de Bonnie

- EU NÃO QUERO SABER – Livie entra gritando, eu olho, ela sobe e ouvimos uma porta batendo

- Ual – Jake fala me olhando, eu acabo rindo

- O que você vez agora Charlie? – Vic fala brava

- Não fiz nada, como sempre, não tenho culpa se essa menina ficou chata! – Ele fala alto, como se esperando que ela ouvisse

- EI – eu grito, ele me olha – cala essa boca o estressadinho – Vic ri

- Tia Annie tem razão maninho, melhor ficar bem quieto, você anda insuportável e ela tem te aturado o ano todo, não a santo que aguente né? – Aimée fala irritada – está indo para o quinto ano e ela para o sexto, está insuportável essas brigas de vocês, daqui a pouco me mudo para Beauxbatons! – Ela fala irritada e sobe, ouço ela gritar arpa Livie abrir a porta, apesar de ela estar com quatorze anos e Livie com quase dezesseis, ela ia para o sexto ano, faziam quatro dias que chegaram de Hogwarts arpa as férias de verão

- Ok, você venha aqui – Ted fala arpa Charlie e sai andando com ele, eu olho arpa as meninas

- Livie nunca foi assim – eu falo, Vic me olha

- Eu sei, Charlie deve estar insuportável mesmo

- Ai gente, é a idade- Domi fala – por isso não tive filhos, Deus me livre aguentar adolescência deles, imagina ter dois, um menino igual James e uma menina igual a mim, eu surtaria! – Nós rimos

- Verdade, estão nessa fase chatinha – eu falo rindo – mas ela nunca foi... – Aimée desce e nos olha, ela abre a boca e escuto

- MÃE! – Liv grita, eu olho assustada

- Ok, para ela me chamar de mãe o assunto é sério – eu subo correndo, entro e olho para ela, ela estava no antigo quarto que eu e as menina ficávamos, ela passava o verão aqui, como nós fazíamos, sentada na cama e... chorando – o que aconteceu? – Eu falo abraçando ela, ela me olha

- Não sei, Charlie se afastou de mim e agora só anda com aquelas vadias... – eu olho pasma

- Já tentou conversar com ele...

- Quem consegue, ele é idiota, medito, que acha que todas as garotas suspiram por ele, poxa eu sou a melhor amiga, devia vir antes dessas... – ela suspira – acha que estou ficando louca, sendo uma chata como ele disse? – Eu paro e penso

- Ele está te ignorando? –Ela concorda – te trocando pelas meninas? –Ela concorda, eu suspiro – não querida, não está louca, está chateada, isso é normal e brigar com ele por isso também, tente explicar para ele, conversar é melhor que ficar nessa briga toda...

- Mas, você não entende como ele é – eu paro olhando – es mudou, está insuportável e... – O celular dela toca, ela suspira – Oi Choe – ela sorri – ainda não... não vou mais ficar na Toca... eu sei, Aimée está muito brava, mas chega, não vou passar o verão todo aquentando ele...  – Ela fala me olhando – vou ver com ela, até – ela desliga – Choe quer passar as férias comigo, ia pedir para vovó Molly, mas aí... resolvi que não quero ficar aqui, pelo menos agora

- Filha – eu falo respirando fundo – eu tive uma ideia, vamos para casa, faz um drama – ela me olha pasma – espere... aí se você quiser volta arpa cá quando quiser, fica sem falar com Charlie, quero ver se ele não vai te dar valor

- Mãe, se ele não... ele pode nem querer mais falar comigo – ela fala preocupada

- Se fizer isso vai levantar a cabeça e mandar ele a merda Liv’s ele não te merece se fizer isso – eu falo, ela pega a mala, eu ajudo ela a arrumar – sei que é difícil, se não gostar... bem não precisa seguir o que eu falo...

- Choe amou a ideia, ela poderia...

- Ficar em casa? É claro, só vamos perguntar para Jake para fingir que ele decide algo – ela ri comigo e eu desço enquanto ela termina

- Então? – Rose fala

- Ela vai embora

- O que? – Molly fala – mas o que...

- Aparentemente Charlie está mesmo nessa fase – eu olho para os meninos – insuportáveis que ficam saindo com as meninas e esqueciam a gente! – Eles me olham assustados

- Oh não – Vic fala – meu filho é um idiota o que fiz para merecer isso Annie eu...

- Relaxa menina – ela ri com o menina – ela é minha filha, deveria é ter pena do seu filho –eles me olham

- UIA – Luke fala

- E o que vamos fazer? – Jake fala

- Ela vai arpa casa, ficar um tempo lá e SEM falar com ele – Vic ri – então achei legar se Choe fosse ficar com ela, para não ficar sozinha –ele concorda sorrindo – bom, vamos ver nhoque dá

- Acho que Livie está precisando de um papo com as tias aqui – Domi fala apontado para ela, Lily e Rose – e você Ni – eu sorrio

- Vamos marcar algo, agora só deixa eu... levar ela e entender melhor isso – elas concordam – Vic, se Aimée quiser ficar em casa sem problemas ela ficou bem chateada com essa mudança – ela concorda

- Claro vou falar com ela e Charlie vai ficar em casa – ela me puxa para irmos arpa fora – o que ela disse

- Que ele está trocando ela pelas meninas, que anda insuportável

- Aff, ele não... que moleque chato! – Ela fala irritada

- Vic - eu rio – não podemos esperar que nossos filhos sejam como queremos... infelizmente – nós rimos, então Livie desse se despedindo de todos, quando ela sai pela porta com Jake carregando as malas dela Charlie aprece perceber, Aimée vai até ela

- Desculpa por ter... enfim, vamos nos ver

- Na verdade – Vic fala- se quiser pode ficar na casa de Annie – ela sorri – acho que isso é um sim... amanhã eu te levo – ela concorda

- Bom, até mais – Liv fala animada, então abraça ela, Bonnie vem correndo

- Você não vai ficar Liv?

- Não meu amor, eu vou para casa, mas você também não ia ficar... –ela fala rindo, Bonnie ri, eu pego uma mochila que ela carregava

- Hoje vamos fazer um dia de comprar

- Ai que dó do seu cartão – Luke fala para Jake, ele revira os olhos

- Você fala como se eu me importasse, esqueceu que a herança da minha mãe é minha, nunca vou gastar todo aquele dinheiro

- Já pensaram em mudar de casa? – James fala rindo

- Não! – Nós três falamos rindo, ele coloca a mala dela no carro e entra

- Bom, amanhã voltamos arpa o jantar e levo você Aimée, pode ser? –Ela concorda sorrindo

- Quer ficar com Cooper também? – Lily fala rindo

- E Bonnie – Domi fala- assim fica com o pacote

- Minha filha é um amor – Rose fala brava, nós rimos – agora não tenho culpa se Cooper puxou o gênio dos dois aí –ela aponta arpa Lily e Luke, nós rimos

- O que você pensa que está fazendo? – Charlie fala rap Liv, nós olhamos

- Não estou pensando, estou fazendo, vou embora- ela fara irritada e entra no carro fechando a porá com força, Ted olha sorrindo

- Ai – James, Luke e Scorp falam, eu olho rindo

- Enfim, Albus chega amanhã, com Isa, Emma e Enzo? – Eu pergunto tirando a atenção deles

- Ah sim, eles chegam cedinho – Lily fala sorrindo, Isa e Albus casaram no ano seguinte de Rose e Scorp e tiveram meio ano depois um casal de gêmeos, eram uns fofos, mas agora moravam na França, ele estavam com oito anos e decidiram mudar para cá quando eles fizessem dez para frequentarem Hogwarts – minha mãe fica louca – nós rimos, então entro no carro

- Bem até amanhã – eu falo, Charlie olhava bravo, eu acabo rindo e nós vamos arpa casa, resolvo levar mesmo Livie para as compras, chamo minha mãe e passamos um dia bem legal, quando voltamos minha mãe e meu pai iam jantar em casa, eu paro olhando Livie assistindo filme com Yan e Jake

- Eles crescem e a gente nem vê, não? – Eu a encaro

- Não acredito que ela fará dezesseis... ela está triste com Charlie

- Eu acho que tem algo mais aí – minha mãe fala sorrindo

- Eu sei, percebi, quero deixar ela pensar, e se ele for um galinha idiota, que muda assim... – eu suspiro, ela ri – ah mãe, não quero que ela sofra – minha mãe me abraça

- Não vai... – ela sorri – ou talvez vá, faz parte da vida Annie, infelizmente – eu concordo – agora, esse seu cabelo ficou lindo mesmo hein?

- Ah o curto combina comigo – eu falo rindo, nós jantamos e Livie vai dormir cedo, no dia seguinte Choe chega de manhã e logo ela se anima mais, escolhem roupas para o jantar de hoje, fiz Livie comprar coisa diferentes, mais justas, curtas...

- Tia Annie, ajudou muito, isso é lindo – Choe fala, eu rio – você tem a melhor mãe do mundo

- E eu não sei? – Livie fala me abraçando

- Ok, não sou idiota, sei que tem uma fase que querem chamar mais atenção, eu tive, suas tias... era demais, você é linda não esconda isso – ela sorri

- Mas podia ser mais comprido – Jake fala na porta, eu o encaro

- Por favor não começa, você não ligava para as minhas roupas

- Isso porque EU tinha você, sabia que ninguém ia chegar perto comigo lá – ele faz uma cara de mal e nós rimos

- Que medo – eu falo irônica

- Ninguém chegava perto

- Obvio, você matava se chegassem – elas riem alto – bom, estão lindas – eu falo então paro, Jake me olha – o colar, da Hana, tenho que dar a Livie esse ano, de dezesseis, mas queria entregar pessoalmente... –ele sorri

- Estou planejando isso

- Serio? –Ele concorda

- Vamos para Hogwarts entregar – eu pulo nele o abraçando ele ri – ah – ele me olha sorrindo – está linda – ele me olha melhor – quantos anos tem mesmo, vinte? – Eu rio

- Só quatorze a mais que isso – eu falo irônica, ele sorri

- Não parece, para mim continua linda – eu sorrio

- E você ficou ainda mais gato – eu falo beijando ele que ri, nós vamos para o jantar e o olhar que Charlie dá para Livie, é impagável, eu comeo a rir

– O que foi? – Jake me pergunta confuso

- Nada não – eu vou até as meninas e pego uma bebida, abraço Albus e Isa, os gêmeos estavam lindos, e maiores

- Só eu vi? – Domi fala sorrindo, eu nego

- Banquei a mãe legal e comprei umas roupas novas, mais curtas, justas, deram uma valorizada nela

- Ela está uma gata, que isso – Lily fala rindo, Rose olha sorrindo

- Que orgulho da minha afilhada – Rose finge enxugar uma lagrima

- E eu então... – elas riem, então eu olho em volta

- Ei – eu paro olhando – quem são... – eu olho para os meninos

- Amigos de Charlie – Vic fala se aproximando – na verdade são do ano de Liv, ele anda com os meninos mais velhos –nós rimos, eu percebo um deles olhando Liv

- Hm, aquele é gatinho – Lily fala – temos que mandar Liv investir – nós rimos, mas nem é preciso, porque Choe fala algo arpa Livie, e ela concorda, então o tal garoto começa a puxar assunto com ela, ela conversa, ri, pareciam ter só os dois ali e a cara de Charlie só piorava

- Ah como eu amo o poder feminino – Vic fala bebendo algo, Ted se aproxima

- Eu acho bom, assim ele aprende logo – ele fala nós rimos

- Quem são os meninos? – Jake fala para mim, eu rio

- Ih, lá bem o ciúme, querido, não atrapalha isso se não eu mesma te azaro! – Rose fala, nós olhamos assustados então rimos, Logo Charlie acaba saindo de lá e os outros são espertos arpa entenderem, Liv continua a conversa

-Acho que...

- Acho que vamos ir aí, comer, vai ficar do meu lado e nem vai olhar bravo arpa lá senhor Harrison! – Eu falo brava, ele olha assustado

- Ok, nossa – ele fala triste, os meninos começam a rir dele, eu o puxo para longe, com isso vejo Livie ir para algum lugar com o menino, ela já tinha ficado com alguns meninos, o primeiro foi ano passado, depois ficou com uns três... ela me contava tudo e eu amava isso, Jake acaba se distraindo e esquecendo, logo depois de um tempo ela volta, fica conversando com ele, até que vai ficando tarde e os amigos dele vão embora, algumas outra pessoas também, eu e Vic estávamos conversando num canto, sobre quando íamos comprar os materiais, Charlie ia ser monitor, assim como Livie era, então vejo Livie ir para um canto, perto da arvores e Charlie vaia trás dela, eu cutuco Vic, ela para olhando

- Acho que devíamos ir, estou... – Ted fala, mas olha arpa Vic, ela aponta

- Espero que ele não piore tudo – ela admite, eu sorrio

- Nada melhor que um leve ciúme para causar – eu falo rindo, eles concordam, nós vamos sentar, Aimée e Choe conversavam preocupadas, depois de um bom tempo eles voltam

- Ah, vamos – Ted fala, Charlie olha assustado, ele vai para o carro e nós rimos

- O que deu nele? – Charlie pergunta rindo

- Ele quer dormir, só isso – Vic fala rindo, ela se despede, Charlie olha para Liv e sai, as duas olham para Liv esperando por alguma resposta, eu não precisava, pelo brilho no olhar dela eu sabia que eles tinham se entendido, então nós vamos embora, eu coloco meu pijama e sento na sala, Jake me olha

- O que foi? – Ele fala me abrando

- Ela cresceu tão rápido – ele sorri

- Demais – ele admite – bom, vou deitar

- Já vou – ele concorda e sobe, eu volto a olhar para o coelhinho em minha mão, ouço alguém descer – já estou indo amor – u falo virando, Livie me encarava

- Oi – eu sorrio, ela retribuí e senta do meu lado – Charlie veio falar comigo – eu concordo – ele... bem chegou gritando, perguntando porque fiquei com Thomas... – eu rio, ela também – mas aí, eu disse que ficava com quem eu quisesse e... ele ficou ainda mais bravo, disse que não e essas coisas, aí eu perguntei porque ele estava assim e ele... admitiu que não suporta me ver com outros meninos, então ele se aproximou de mim e falou mais baixo, que gostava de mim, não só como amiga...

- E você? – Eu falo parecendo voltar aos meus dezesseis anos ali com ela, ela ri

- Disse “e como você acha que me sinto vendo você me trocar por aquelas vadias...”

- Uhhh – eu falo rindo, ela então me olha

- Eu ia xingar mais... mas ele, me calou... com um beijo – eu olho surpresa, ela sorria, vejo o brilho lindo no olhar dela

- Ah, que lindo – ela concorda

- Foi como se tudo fizesse sentido – ela me olha – foi, diferente dos outros foi... magico, senti como se não tivesse mais nada no mundo – eu suspiro

- Bem, isso é o que acontece quando se beija quem se ama – ela sorri

- Ainda sente isso com Jake? – Eu sorrio

- Todas as vezes – ela sorri, então me abraça e me dá um beijo desejando boa noite, eu subo logo, fecho a porta e tranco, Jake me encara, ele lia algum livro, eu suspiro

- Ok, o que aconteceu? –Ele fala rindo

- Livie... ela veio me contar da conversa com Charlie

- Se acertaram? – Eu paro pensando, não escondia nada de Jake, mas isso não era um assunto meu...

- Sim, eles conversaram e se entenderam – ele sorri, eu deito do lado dele me aconchego nele – Você sente o mesmo por mim, que sentia há... anos atrás?

- Logico – ele reponde rápido – na verdade não – eu o encaro – acho que aumentou – eu rio, ele me beija

- Sabe, todos esses anos, só me dão certeza que sou a pessoa mais feliz do mundo... – ele sorri

- Eu também Princesa, eu também – ele beija minha testa e eu começo a ler o livro com ele, vendo que era o livro que Draco escreveu, eu sorrio, então percebo que desde que toda aquela guerra passou nunca mais me senti triste, ou infeliz, faziam quinze anos que eu era completa com Jake. 


Notas Finais


Não imaginam a dor que estou no coração, espero vocês na próxima ;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...