História Hoje a noite não tem luar - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 2
Palavras 529
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - O Ódio Não Pode Expulsar O Ódio, só o amor pode...


Fanfic / Fanfiction Hoje a noite não tem luar - Capítulo 2 - O Ódio Não Pode Expulsar O Ódio, só o amor pode...

10:33 de domingo. Estou aflita de tanto esperar ao menos uma resposta dele... Passei a noite inteira tentando dormir, pensava se tinha feito errado em ter mandado algo tão íntimo para ele. Com certeza o garoto ficou com pena de mim e fugiu. Yara disse que era medo de algo tão imprevisível... Sim, fui bastante imprevisível em ter mandado essa história para ele. Imprevisível e impulsiva!!!!!

Acabo de conferir as pessoas que visualizaram a publicação na qual postei no WhatsApp. Ele foi uma delas!! Então quer dizer que com toda certeza ele leu cada palavra que eu digitei. O que está acontecendo??? Por favor, me diga.

Senti uma vontade enorme de rir quando lembrei que menti sobre o assalto, é engraçado pensar que esse possa ser um motivo para ele estar me ignorando. Mas ele não é do tipo que liga tanto para essas coisas, é um cara tranquilo, por isso estou achando bem estranho o fato dele me evitar.

... Meus pensamentos deveriam se calar, não vou perguntar o que ele achou, nem se eu fosse louca, seria mais um ato de impulsividade. Como vou conseguir fazer o Enem agora? Não acredito que estraguei tudo!

Bom, tenho que esperar agora para ver o que vai acontecer, o que eu tinha de detonar, já consegui.

Sabe aqueles momentos em que você fica imaginando uma realidade onde tudo acontece perfeitamente? Se eu não fosse pessimista, imaginaria Gabriel dizendo para me encontrar depois do Enem, conversamos e no final, ele diz que sente algo por mim também. Mas, claro, isso seria impossível, se fosse o contrário, ele não reagiria da forma que está agindo. ME IGNORANDO.

Também não sei qual a fixação em sentir adrenalina na qual eu tenho. Faço isso sem querer, meio que inconscientemente. Se eu agisse com razão ao invés de usar a emoção, provavelmente não estaria nessa situação. A maioria das pessoas são assim, tenho inveja daqueles que conseguem pensar antes de agir. Como eu queria ter este talento.

Gabriel também gosta de escrever, ao contrário de mim, ele tem talento. Já me mostrou alguns de seus poemas, são reflexivos e ao mesmo tempo carrega um pouco de humor. Eu tenho preguiça de escrever, essa está sendo minha primeira experiência como "autora", não sabia que poderia render tantas palavras. Ele me inspirou a fazer isso. Mas o que eu gosto mesmo de fazer é ouvir músicas, de preferência rock... Ouço heavy metal, Power metal, metal sinfônico e outros muitos tipos.

18:08, o céu se abriu e minha vida também!!
Ao chegar em casa, liguei o wi fi já com 0 de expectativa sobre algo. De repente, vejo 9, sim, eu disse NOVE mensagens do Gabriel.



Então todo esse desespero no qual eu senti foi em vão, ele não iria me ignorar... Como eu disse, sou muito pessimista. Será o que ele tem para falar???
Devo pedir desculpas por ter tido raiva dele? Não... Ele quem deve desculpas por ter feito isso comigo.
Mil e uma possibilidades estão passando pela minha cabeça neste exato momento.
Poxa, eu já estava me acostumando com a ideia de ter que retomar minha vida sozinha. Tomara que ele só tenha coisas boas a dizer... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...