História Hoje Não -Jikook- - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Got7, SHINee
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Jackson, JB, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Kai, Lisa, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, Taemin Lee, V, Youngjae, Yugyeom
Tags Jikook, Namjin, Taeyoonseok, Yaoi, Yuri
Visualizações 68
Palavras 2.179
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BroTae!
Tudo bom?
Como sempre eu levei tiro de vocês -vida não é fácil.
Então resolvi preparar um especial, hihi, espero que gostem, fiz com todo amor <3

Boa Leitura!

(+18)
Se Não gosta, não leia, e não perturbe!

Capítulo 15 - Special Chapter


Jungkook procurou Jimin, ele se sentia mal por feito seu pequeno chorar, mas se olhar por um lado, Jungkook tinha suas razões para defender o governo, mas mesmo que ele tivesse todos os motivos do mundo, isso não significava que ele tinha que gritar e humilhar seu namorado.

Depois de minutos em procura de Park, Jeon achou o loiro –que tinha que pintar suas mechas que à cada dia voltava a cor natural

-Jimin- chamou pelo mais novo, mas o mesmo nem sequer o olhou- Jimin- chamou mais uma vez por Jimin, achando que Park não havia escutado da primeira vez.

-O que foi?- perguntou frio sem direcionar o olhar para seu namorado. Jungkook sentou-se ao lado de Park, no banco que era em frente ao um belo hotel, que Jungkook tinha certeza que era o mais frequentado da cidade.

-Olhe pra mim- pegou o queixo do loiro desbotado, assim que o rosto de seu companheiro foi totalmente virado para si, seu coração quebrou. Os olhos pequeninos estavam vermelhos assim como suas bochechas que estavam enxadinhas, à ponta de seu nariz vermelho, Jeon teve vontade de sorrir em certo momento, pós Park encontrava-se tão fofo. Ele retomou o fôlego e falou: - Me desculpe. – segurou a mão pequena de seu namorado- Eu sei que fui um idiota por ter falado tudo aquilo para você. – Park iria argumentar, mas Jungkook não o deixou- Por favor, me deixa explicar. Eu tenho um motivo para defende-los – suspirou e olhou para o chão, que começava a ficar molhado, pela garoa que caía lentamente. –Eu nunca contei para você, porque meu pai não queria e ele nem podia deixar qualquer um de nossa família abrir a boca e contar aos sete ventos o que ele fazia. - encarou Jimin- Meu pai era do governo- no mesmo instante Park entendeu tudo- e bom...

-Eu já entendi- sorriu triste. O peso que Jungkook nem fazia ideia que carregava foi tirado de suas costas.

-Mas mesmo assim... Eu não deveria ter falado com você daquela maneira- acariciou o rosto de Jimin. Jeongguk se perdeu nas orbitas escuras de seu namorado. Park era tão lindo, que parecia ter sido esculpido pelos anjos. 

-Por que está me olhando?- quando voltou para realidade, Park estava com as bochechas rubras, mas mantinha o pequeno sorriso nos lábios rosados. Jeon balançou a cabeça e se aproximou da boca de seu companheiro – Temos que voltar- avisou Park

-Eu disse ao hyung, que amanhã de manhã estaremos lá- sorriu e se virou para a pele branca do pescoço do mais novo, que parecia que chamava a boca de Jeon.

 

 

 

 

 

 

-O que acharam da história do Jimin?- Tae perguntou para os mais velhos, enquanto se sentava no grande sofá do hotel que há tempos não era frequentado.

-Ela é estranha- admitiu Seok enquanto bebia o achocolatado quente que o mesmo havia feito-, mas tem suas verdades. –olhou para o chocolate em pó que se acumulava no fundo da caneca branca. –Eu nunca entendi o real motivo pelo qual invadiram minha casa. –respirou fundo

-Eu vou dar uma chance para ele.  – Hobi que até agora estava em silêncio, falou –Pôs querendo ou não, tem todo o sentido- olhou para os amigos com um pequeno sorriso nos lábios. Yoongi encarou Hobi, e teve a pequena impressão que se tocasse em Hoseok de mau jeito, poderia o quebrar.

-Jungkook foi muito duro com o garoto- Nam olhou para o quadro que estava atrás dos mais novos; era um homem barbudo e parecia que os olhos seguiam cada movimento que dava. Um calafrio percorreu o corpo de Kim e aquilo apenas o deixou mais atento.

 

 

 

 

-Mark- entrou cauteloso no quarto de seu hyung-, posso falar com você?- indagou, enquanto os olhos percorria o corpo do mais velho, que estava debruçado na cama, olhando a janela.

-Pode- falou sem olhar para Jackson. O mesmo se aproximou do garoto deitado, e se sentou nos pés da cama.

-Olhe pra mim- pediu e assim Mark fez. Sentou-se em sua frente.

-O que você quer?- perguntou frio

-Hyung- acariciou o rosto lindo de Tuan-, eu nunca senti tanta falta de alguém. - o olhou nos olhos- Mark... Apenas agora eu sei o quanto eu te amo- Mark se surpreendeu com as palavras de Jackson e ficou calado apenas processando o que havia acontecido- Me dê mais uma chance, por favor- pediu entre lágrimas. Jackson não aguentava mais ficar sem o mais velho.

-Jack, lógico que eu te perdoo – sorriu doce. Os lábios se encontraram em um beijo eufórico e cheio de saudades. Como Wang sentiu falta da boca de Mark e assim vice e verse.

A noite seria longa para aquele casal que matava a saudades um do outro.

 

-Lisa, eu quero você- beijou o pescoço da loira com desejo.

-Ha, Jennie- arfou. Jennie e Lisa  eram um casal perfeito, além de se darem super bem, elas combinavam, lógico que existia brigas, mas nunca chagaram de ficar separadas.

-Amor, vamos aproveitar- mordeu o queixo da Loira.

 

 

-Hyung, tem certeza que aqui é seguro?- envolveu os braços no pescoço de Jeon

-Apenas relaxe- abriu à porta do quarto. O quarto era o maior do hotel, e eles iriam aproveitar o quarto ao máximo. Jungkook colocou com cuidado Jimin na cama, fazendo assim ficar com as mãos ao lado da cabeça do mais novo- Você realmente quer?- perguntou-lhe o olhando. A coloração vermelha tomou conta do semblante de Park

-S-Sim- falou envergonhado. Park estava totalmente sem graça, afinal era sua primeira vez, estava com medo; E se doesse? E se não fizesse direito? E se não desse prazer para Jeon?

-Hey- segurou o rosto do mais novo-, não tenha medo- sorriu doce.

-E se doer?- perguntou manhoso

-Eu farei de tudo para não doer- acariciou o rosto rechonchudo do pequeno. Jungkook beijou o pescoço do mais novo, Jimin aos poucos foi relaxando e o nervosismo sumia a cada toque que seu amado dava em seu corpo. Ao ver que Jimin se entregou. Jeon tirou delicadamente o moletom e em seguida a camiseta branca que Jimin usava.

-Jungkookie, é minha vez- o mais velho se surpreendeu com Park, achava que teria que tomar as rédeas totalmente sozinhas. Levantou-se e se sentou no meio da grande cama. Jungkook observou o olhar envergonhado e as bochechas gordinhas que estavam vermelhas. Park sentou-se no colo do mais velho e tirou a jaqueta e a blusa de frio. Jimin fazia tudo com cautela, estava com medo de errar em algum momento. Começou à beijar delicadamente o pescoço do mais velho.

-Jimin- disse o nome do mais novo arrastado, pós sem perceber, Park começou a rebolar lentamente nas partes baixas do moreno.

-Jungkook-ha, me faça seu- pediu e suas bochechas voltaram a se encontrarem rubras.

-Como quiser Minnie- Jungkook não poderia negar que gostaria de ouvir seu pequeno o chamar de “Daddy”, mas era tudo novo para Jimin e não iria abusar  do mais novo. Em um movimento rápido o mais baixo voltou à posição inicial, Jeon queria dar o maior prazer para seu pequeno e ele iria conseguir. Inclinou-se na altura dos mamilos rosados de Park, mordiscou com um e brincou com outro, fazendo os pequenos mamilos se irisarem. Park não fazia ideia do quão bom era aquilo, arqueou as costas em sinal de prazer. Jeon puxou a calça jeans colada de seu namorado, deixando Park ainda mais corado.

-Não- falou Park rapidamente, ganhando um olhar confuso de Jeon, Jungkook jurou que Jimin não queria continuar-, eu quero fazer uma coisa em você antes- Jimin virou um tomate, mas um tomate fofo e incrivelmente sexy. Para Jimin aquilo era totalmente novo, ele apenas sábia na teoria, claro que Jimin já se tocou, afinal não era nenhum santo, mas à uma grande diferença  entre seus dedos e o membro de Jungkook.

Jeon deitou e deixou o mais novo tomar conta da situação. Park beijou o abdômen definido de seu namorado e deu graças por ter um companheiro tão lindo. Chegou ao cox da calça de Jeon e a retirou; beijou à virilha do mais alto e começou a retirar a boxer de seu namorado, que em seguida foi parar no chão do quarto. Com muita vergonha e hesitação segurou o membro de Jeon; lambeu a glande, e em poucos segundos “abocanhou” por completo o membro alheio; Jimin fez do membro do mais velho um pirulito. Jungkook mordeu os lábios, segurou os lençóis e o cabelo do mais novo. Aquilo estava maravilhoso, Jeon se perguntou se Jimin não havia feito aquilo com outro alguém, pôs não era possível o menino fazer tão maravilhosamente bem na primeira vez. 

-Jiminnie- revirou os olhos e sinal de prazer. Jimin olhou para Jeon, e sorriu, era alegram-te ver seu companheiro gemer seu nome.

Com muito contragosto, Jeon tirou os lábios de Jimin de seu membro. Park o olhou com um biquinho nos lábios, que Jeongguk fez questão de morder. Jeon retirou o resto das roupas que sobravam no corpo de Jimin. Com muita cautela beijou as coxas de Jimin, que continha uma cicatriz que já estava cicatrizada, Jeon lembra muito bem como Jimin se machucou.

-Está pronto?- o encarou com tranquilidade

-S-Sim- o coração batia forte em seu peito, Jungkook percebeu o nervosismo do garoto.

-Calma- sorriu terno. Pegou a mão do loiro, e colocou sua glande inchada na entrada de Jimin, que já continha lubrificação natural. Beijou os ombros, bochechas, pescoço de Park, enquanto entrava o mais devagar possível.

Park achou que aquilo iria doer horrores, mas tudo aconteceu ao contrario; no começo um pequeno incomodo se alojou em seu interior, mas com o passar dos minutos tudo virou prazer; não havia incomodo, não havia pessoas, não havia mundo destruído, não havia perigo, naquele momento só havia ele e Jungkook, uns dos momentos mais importantes de sua vida estava sendo sincero e único.

Aquela certamente não era a primeira vez de Jeon, mas era a primeira vez que fazia com quem amava.

-Jeon- gemou o nome do mais velho, o fazendo aumentar o ritmo. Antes que o orgasmo chegasse, Jungkook virou o corpo pequeno de Jimin, e assim o invadiu novamente. No grande quarto, apenas o barulho dos estalos da cama, os gemidos de prazer, e o barulho dos corpos se chocando eram ouvidos. Foi assim o resto da noite e apenas à lua- que deixava sua luz invadir o quarto- era cumplice daquela noite de amor, na qual o casal aproveitou ao máximo.

                                                               ~~~♡~~~

Ao acordar, Jimin não podia deixar de sorrir, ao se lembrar da noite anterior. O horário das estrelas havia sido perfeito para Jimin. Olhou para o lado e viu a pessoa que lhe proporcionou um dos momentos mais lindos de sua vida, o mesmo mantinha sua mão na cintura dolorida de Jimin. Park pegou-se olhando descaradamente para Jeon; o moreno era perfeito, os lábios finos, cabelo castanho, os dentinhos que Jimin adorava comparar com os de um coelho, corpo perfeitamente definido. Quando viu, suspirou igual ao um bobo apaixonado.  –o que realmente era.

-Bom dia, amor. - assustou-se ao ouvir a voz doce e sonolenta de Jeon, que ele nem sequer viu acordar. –Eu sei que sou lindo, incrivelmente gato- gesticulou as mãos -, mas eu ainda fico sem graça, quando você me encara- deu um pequeno ênfase em “você”, fazendo Park gargalhar.

-Quem diria Jeon Jungkook sem graça. – gargalhou- Você é tudo isso, mas tem que colocar convencido nessa lista- riu. Jungkook o beijou na testa em sinal de carinho.

-Você gostou?- perguntou referindo-se a noite anterior, na qual se entregaram um ao outro.

-Eu amei Kookie-ha- abraçou seu grande namorado, enquanto sorria igual um bobo.

-Vamos tomar banho?- indagou o olhando, fazendo Jimin o olhar confuso.

-Acho que aqui não tem água

-Eu dei meu jeito- sorriu. Park não fazia a mínima ideia de como Jeon havia feito aquilo, mas deixou de lado todas as suas dúvidas, para dar a devida atenção para o seu coelhinho.

-Jiminnie- passou o nariz no pescoço do pequeno, sentindo o aroma doce e natural de Jimin.

-Hum?

-E o Taemin... O que acha de adotarmos ele?- perguntou agora o olhando. Park se engasgou com a própria saliva, Jungkook preocupou-se com o namorado- Você está bem?- o olhou preocupado.

-V-Você tem certeza que quer o ter como filho?- ignorou a ultima interrogação de Jeon

-Sim, mas eu quero saber o que você quer- o olhou.

-Eu amei a ideia. - abraçou o mais velho que sorriu com o ato- Mas você sabe que é uma grande responsabilidade, não é?

-Sim, eu sei. – sorriu- Agora terei dois bebês- beijou a bochecha rosada de Jimin.

                                                          ~~~♡~~~

-Pelo jeito a noite foi boa- Yoongi brincou com os amigos, que haviam acabado de chegar do hotel, que ficava a poucas quadras do hotel que agora estavam.

-Hyung’s- Taemin pulou nos braços de seus dois hyung’s favoritos e sorriu como nunca. O alivio percorreu seu corpo, ao ver as mãos entrelaçadas dos dois mais velhos.

-Taemin, vamos dar uma volta?- perguntou Jeon alegremente

-Sim- falou rapidamente.

 

Ha, aquele dia seria inesquecível, para aqueles três.

 

Tudo corria perfeitamente bem!


Notas Finais


Perdoem qualquer erro!
Trarei outro especial assim que fizermos 100 favoritos <3
Obrigada pelos comentários, favoritos.
E como costumeiro Amo vocês <3

Agora postarei nos sábados <3

Até sábado
Amo vocês

Beijinhos da luz!

Comentem <3

Quero interação, bebês

Se comentarem a noite, eu não responderei, pós não posarei em casa <3

Agora, enfim Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...