História Hold Me Tight ( Suga ) - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jin, Suga
Tags Bangtan, Bts, Suga, Yoongi
Visualizações 45
Palavras 3.184
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura espero que gostem
A história está cada vez mais próxima do fim 😢

Capítulo 25 - Charlotte's Day


Fanfic / Fanfiction Hold Me Tight ( Suga ) - Capítulo 25 - Charlotte's Day

Ela nos olha como se nada tivesse acontecido, que ela fosse a pessoa a qual queríamos ver, me escondo atrás de Yoongi que me olha e logo volta a olha-lá, não tinha ideia do que fazer nesse momento, essa senhora é totalmente louca e nunca sei o que esperar do dela.

-- o que faz aqui mãe? -- ele pergunta

-- não posso matar a saudade dos meus filhos? Mesmo você tendo me entregado eu ainda sou sua mãe Yoongi.-- ela diz se sentando.

-- fala o real motivo?-- ele torna a perguntar.

Ela me olha nesse exato momento e meu corpo todo treme, estava com minha filha nos braços e o que ela não iria fazer era tocar em Eun-Ha, ela foi se aproximando mas Yoongi deu um passo a frente fazendo ela parar.

-- vim aqui apenas pra dizer, que se não rerirarem toda as queixas sobre mim, eu dou um jeito de Eun-Ha ... assim ... ir visitar o vovô.-- ela diz sorrindo.

Yoongi segura forte o braço dela e ela o olha espantada, tentando se livrar, mas Yoongi não soltava ela.

-- escuta aqui Senhora Min Yujin , tem que ter muita coragem pra olhar na minha cara e ameaça minha filha.-- ele diz calmamente olhando em seus olhos.

-- eu to avisando.-- ela diz.

-- Já que é um aviso eu também tenho um, não vou tirar as queixas contra você, mas se aproxima da minha filha pra você o que eu sou capaz de fazer.-- ele diz.

Aproveitando que eles estavam todos concentrados nessa "conversa" saio dali subo para o quarto e logo para polícia de imediato.

911 emergência.

Boa noite, me chamo Emma Cupper, uma foragida Min Yujin está aqui na minha casa nos ameaçando.

Registrei a denúncia e tem duas viaturas nas proximidades do Queens em vinte minutos estarão ai.

Obrigado.. por favor moça é urgente.

Desligo o telefone e vou pra janela, não vejo a mãe de Yoongi sair e nem a polícia chegar, fico andando de um lado a outro olho as horas e nada da polícia, até que vejo as luzes clarear meu quarto me dando um alívio completo olho pra janela e era mesmo a polícia olho em direção a porta e Sra Min aponta uma arma na minha direção, meu coração dispara no mesmo instante e ela sorri.

-- vou me esconder aqui.-- ela diz indo em direção ao guarda roupas.-- não esquece que tem uma mira na sua cabeça.

Ela entrou no guarda roupa e deitei minha filha no berço respirei fundo enquanto as lágrimas de medo caiam.

-- licença moça posso vasculhar o local.-- dois policiais armados entram no meu quarto.

-- é necessário? Minha filha tá dormindo.-- digo.

-- é necessário moça, seu marido disse que ela está aqui no andar de cima.-- o policial diz e me preocupo fico pensando mil e uma coisas na minha cabeça eles vasculham o quarto e nada é encontrado saio do caminho e vou perto da janela e quando um deles se aproxima do guarda roupa ouço o primeiro disparo, o Policial cai no chão e outro se arma.

-- saia com a criança daqui agora.-- ele diz e eu pego minha filha quando ouço o segundo disparo, os policias estão caído gemendo de dor quando ela sai sorrindo apontando uma arma pra mim, fico sem reação ao vê-la tão cheia de si.

-- bom trabalho menina, prezou pela vida, manda Yoongi tirar a queixa sobre mim, ou eu volto.-- ela diz saindo com pose de senhora de respeito e sorrindo, os policias mal conseguia se mexer e foi ai que vi, estamos sozinhos, pois dois homens de lei não conseguiram conter uma senhora.

-- minha mãe saiu...-- Yoongi chega falando e logo se assusta com a cena que ve.-- o que foi isso?

-- chama a ambulância.-- digo sem expressão com minha filha nos braços.

Já estava tão sem forças com essa situação toda, sei que toda rosa tem espinhos mas amar Yoongi me traz tanta tristeza, motivos pra sorrir temos mas é tão pouco, que as vezes queria voltar no tempo e pular a etapa em que nos conhecemos.

Desço indo direto ao sofá, e logo as lágrimas começam a rolar olho minha filha e é tão pequena pra passar por isso tudo, não conseguia conter as lágrimas eu apenas abraço minha pequena que está chorando por se assustar com o barulho, dou uns beijos nela e ela vai se acalmando ao poucos pego meu celular e mando uma mensagem pra Millan

posso passar a noite aí?- 00:21

Fico olhando a tela do celular torcendo pra ele estar acordado.

Claro mas o que houve?- 00:30

Não ia explicar tudo por mensagem, só queria um lugar calmo para Eun-Ha.

Quando eu chegar explico.- 00:31

Tudo bem,eu estou saindo daqui pra te buscar.-00:32

Deixo o celular de lado foi quando Yoongi sentou ao meu lado ele estava com o olhar triste e apenas me acolheu.

-- logo chegarão.-- ele diz.

-- estou indo pra casa de Charlotte.-- digo.

-- tudo bem, o que houve la em cima vai durar a noite toda, melhor mesmo você ir pra longe disso tudo.-- ele diz.

-- é eu quero ficar longe disso tudo.-- digo e ele entende onde eu quero chegar.

-- Emma... não vamos voltar ao tempo e achar que nossa separação é o fim de todos os problemas.-- ele diz.

- agora temos uma filha Yoongi, está na mira de sua mãe, ela ameaçou uma criança.-- digo.-- você ainda quer insistir numa coisa que não está dando certo? Eu amo você, mas se pudesse voltar no tempo eu pularia a etapa em quem você entra na minha vida.-- digo e Yoongi se levanta.

-- então é isso? A culpa é toda minha? Não tenho culpa Emma da minha mãe ser essa doente, eu não pedi pra nascer nessa família Emma.-- ele pausa.-- acha que eu estou acostumado com isso tudo? Ela sempre preparada a destruir minha família, a machucar minha filha? Não estou acostumado com isso.

-- eu só to dizendo o óbvio, ela não vai parar Yoongi, ela não vai parar enquanto nós dois ainda estivermos juntos, esse é X da questão.-- digo.

-- Faça o que quiser.-- ele vem e pega Eun-Ha de meus braços.-- mas faça sozinha, minha filha fica--ele sobe com minha filha nos braços e nesse momento pela porta estar aberta vários paramédicos entram me perguntando onde estão os feridos e aponto pra cima eles sobem correndo e me ponho a chorar, Yoongi acha mesmo que sairei daqui deixando minha filha? Subo e vou olhando quarto por quarto e o único que está com porta trancada eu bato.

-- Yoongi abra.-- peço, logo ele destranca a porta e eu entro.-- Millan está chegando, preciso arrumar Eun-Ha

-- qual a parte do " minha filha não vai ' você não entendeu?

-- quer mesmo discutir isso Yoongi? Você viu que sua mãe ameaçou menina e você ainda quer deixar ela nessa casa? Isso tudo é egoísmo ou burrisse?-- altero a voz

-- olha como fala.-- ele se controla.

-- pelo amor de Deus, ela entrou aqui tão fácil que poderá fazer isso denovo, e você nem se importa com isso, que ficar aqui com ela exposta a louca que é sua mãe.-- contínuo gritando.

-- eu mandei você ir? você que sempre que quer ir embora quando eu mais preciso de você, você que sempre me vira as costas e agora vem falar de egoísmo? Egoísta é você Emma, que sempre pensa em você e nunca se pergunta como eu estou.-- ele diz alterado.-- sempre foi assim, você sempre pula fora quando está difícil mas quando está indo bem você vem com seus olhos brilhando me querendo e volta, eu que deveria estar de saco cheio, mas de saco cheio de você Emma, a egoísta aqui é apenas você.-- ele diz e eu volto a chorar-- olha o tempo que estou com você, estou ao seu lado pra tudo, seja qual for a situação, mas e você já parou pra se perguntar como eu me sinto com minha mãe desse jeito? Já me perguntou como estou com a morte do meu pai? A resposta é não, pois você não se importa.

-- tudo que eu faço nessa vida é me importar com você Yoongi.-- digo e sou interrompida.

-- já parou com essa briga.-- Millan diz.-- não se tocaram que isso tudo é culpa da Sra Min? É com ela que vocês tem que estar brigando, é com ela que tem despejar esse ódio.-- ele diz.

-- Millan agora não.-- digo.

-- É Millan agora não, quando se é falado a verdade ela fica assim, procurando maneira de ter razão, ele já chegou Emma vai com ele, vai chorar no ombro da amiga e faz o que sabe fazer de melhor, se fazer de vítima.-- Yoongi diz isso e foi o suficiente pra mim, passo por ele pego Eun-Ha e saio do quarto ele tentou me segurar mas Millan não deixou, Yoongi passou de todos os limites e depois de hoje acho difícil concertar o que foi quebrado, e se antes eu queria apenas me afastar pra proteger minha filha de sua mãe, agora vejo que precisamos nos proteger dos Min todos.

Já na casa de Charlotte, fiquei no meu antigo quarto, deixei minha filha deitada na cama dormindo e me sento ao seu lado, Millan e Charlotte ja havia dormido depois de ficar horas conversando comigo, olho meu celular e não há Nada de ligações e nem mensagens, Yoongi se quer perguntou da filha, e isso que estava me incomodando, ele não me ligar nenhuma vez, olho pela janela e vejo os primeiro raios de sol, sim passei a noite acordada pensando e pensando em tudo que aconteceu, enquanto todos dormem eu estou aqui querendo saber o que estou fazendo de minha vida, olho meu celular mais uma vez e logo ouço o despertador de Charlotte ela tinha ainda essa semana de aula antes do casamento, foi quando meu Celular vibrou vi na mesma hora ja me preparando pras belas desculpas de Yoongi, não que eu descuparia mas era o mínimo que ele deveria fazer, olho celular e vejo uma mensagem da operadora, respiro fundo e meus olhos ardem e minha garganta queima.

-- se está esperando Yoongi ligar esqueça.-- Millan diz.

-- o que?

-- disse a ele pra não vir atrás, não no momento, vocês brigaram feio e precisam pensar.-- ele diz.

-- pensar, o que mais fiz essa noite.

-- você pegou pesado com ele Emma, quando você saiu ele caiu no choro como jamais tinha visto, você magoou ele sem motivos algum, então se tem alguém aqui que deve desculpas não é ele Emma.-- ele diz.

-- claro como sempre a errada sou eu.-- digo.

-- não começa, você sabe muito bem que está errada, pra que aquilo tudo? Por que não se põe no lugar dele uma única vez.-- ele diz e logo se levanta saindo do quarto, fico pensando em tudo que aconteceu e não consigo acreditar que depois de tudo que ele me falou eu ainda consegui sair por Vilã da história.

Hoje dia de casamento, Charlotte estava radiante e feliz, porém eu, estava sentindo falta de Yoongi, nos vimos depois da briga porém ele da toda atenção a filha, não olha em minha cara, não fala comigo mais que o necessário, e tô imaginando o clima nesse dia, somos padrinhos e teremos entrar juntos na igreja, quero só ver até onde vai.

-- Emma, se passou quatro dias e vocês ainda não se falam?-- Jin pergunta.

-- sim.-- respondo.

-- não acha que está na hora de tomar uma iniciativa?-- Jin pergunta.

Ele realmente tem razão, eu devo dar o primeiro passo afinal eu o amo e estou morrendo de saudades, porque não tentar? Dou uma risada a ele e seguimos ao carro, Minha mãe iria ficar com Eun-Ha pra que eu pudesse entrar na igreja, e estava um pouco nervosa, iria aproveitar esse tempo para conversar com Yoongi ja fazia quatro dias tempo demais sem ele ao meu lado.

O caminho foi tranquilo, Hoseok e Jin estava rindo feito doidos e sobrou pra mim ir com esses doidos, e aos exatos vinte minutos chegamos a igrejinha do Texas, era um pouco longe do Hotel onde estava hospedada mas ao ver a igreja me animei, vejo Carlly, Maya e Nancy com os vestidos iguais ao meu, nos cumprimentamos ficamos em nossos lugares faltava apenas Yoongi pra ficarmos em ordem e logo seu carro estaciona, ele está lindo com com seus cabelos loiros partido para o lado, seu termo impecável como o dos meninos eu dei um sorriso que logo foi desfeito, ele estava de mãos dadas a uma moça, se eu me lembro bem, essa era sua ex Victoria, ela estava com o vestido de madrinha, e se aproximam de nós.

-- cheguei a tempo?-- ele pergunta.

-- Quem é essa Yoongi? -- Hoseok pergunta.

-- minha acompanhante, não posso ser padrinho sem uma madrinha certo?-- ele se desfaz de mim na frente de todos isso me parte por completo.

-- Yoongi. ..-- Jin diz

-- até porque você é um homem solteiro e sem passado algum.-- tiro a aliança que ele me deu no dia que me pediu em casamento seguro a mão da moça é dou a ela.-- talvez você tire proveito disso ja que pra mim não tem serventia.

Yoongi tira aquele sorriso presunsoso dos lábios no mesmo instante, viro as costas pra eles para ir para dentro da igreja.

-- ela fará, pode ter certeza disso.

Ele diz e acabo caindo em lágrimas entrando na igreja vou perto de minha família e vejo minha filha brincando com meu paí me sento ao seu lado e ela da os bracinhos pra mim

-- está chorando.-- ele diz.

-- não ... só preciso ver se ela precisa de algo e volto logo.-- saio dali com ela na porta lateral sem ter o constrangimento de passar ao lado de Yoongi com sua nova namorada, como ele Conseguiu ir rápido, quatro dias e ele já está em outra, se desfaz de mim como se eu fosse um qualquer, quem ele pensa que é?

Volto para o hotel e começo a fazer minhas malas, não ha motivos pra festas hoje, justo hoje casamento de meus melhores amigos, mas espero que eles entendam o motivo quando ver Yoongi, não podia mais ficar por aqui, e não ficaria também em Nova York, iria para casa de John assim que a cerimônia acabasse, depois de tudo pronto vejo que ainda falta horas pra acabar tudo e ao fazer minha filha dormir tranco a porta do quarto e me deito ao seu lado, penso em tudo que aconteceu e choro, choro baixo porém isso doia muito, sei que errei, mas porque ele foi tão cruel, porque me pisou assim, se tivesse algo que podia ser feito pra nós voltarmos ele acaba de jogar pro alto, fico horas assim aos choros sem entender o que de fato está acontecendo, quando me dou me conta mesmo que isso tudo aconteceu por minha imaturidade, ele estava mesmo certo, quando tudo vai bem, eu quero sua companhia mas quando tudo vai mal eu penso em terminar, choro mais um pouco até que pego no sono.

Chorei até pegar no sono, e só acordei com o chorinho de minha filha, ao me ver acordada ela sorri e eu não tive como conter o sorriso diante de minha filha.

-- o que seria de mim sem você meu amor.-- dou um beijo nela.-- eu te amo

Me levanto para dar alguma coisa pra ela comer e acabo ligando para recepção me trazer uma mamadeira e em minutos eles trazem o que pedi e estava quentinho dei a ela e logo adormeceu novamente.

Eu realmente estava me sentindo mal, uma dor no peito uma angústia me tortura, meus pensamentos não me abandonam o que me deixa ainda mais arrasada.

-- Emma.-- ouço a voz de Charlotte e vou abrir a porta.

-- Char... não deveria estar casando?-- fico surpresa ao vê-la aqui.

--casei, sem você la, tem noção que você estragou o dia mais importante da minha vida?-- ela estava nervosa.

-- Achei que entenderia depois de ver a nova madrinha ao lado de Yoongi.-- digo.

-- que madrinha? Você acha mesmo que deixei aquela piranha roubar seu lugar? E outra Yoongi nem estava lá.

-- onde ele está ?-- pergunto.

-- não sei... só queria ver você pra saber o que iria me dizer, e te agradecer.

-- agradecer?

-- por ter cagado pelo meu convite de casamento, você era madrinha e simplesmente sumiu... obrigado por me mostrar o quanto eu valho na sua vida.

-- char..

-- esquece Emma, já cansei de você por Yoongi nas suas prioridades, você pensa apenas em você, e o resto que se dane, não é de hoje que estou a perceber que tudo o que te convém você faz mas o que pra voce é inconveniente você simplesmente arruma um motivo pra escapar.

-- Char tenta entender, o Yoongi me humilhou na frente de todos.-- digo.

-- e você não fez o mesmo? Dizendo a ele que queria voltar atrás e não ter conhecido ele? Joga tudo nas costas deles o que a doida da mãe dele faz.-- ela estava mesmo muito nervosa.

-- por que a culpa é sempre minha? Eu disse o que estava me sufocando..

- claro... você , você e você... amiga eu te amo, mas para, para de pensar somente em você, pois você com esse "O Yoongi fez" estragou meu casamento.

-- eu? Todos estão la como eu sozinha fiz isso?

-- pra você ver, Yoongi sumiu, os meninos não prestaram atenção na cerimônia por estar ligando pra ele, as meninas com cara de paisagem, Nancy não ouviu quando eu pedi as alianças, seus pais saíram no meio da cerimônia pois você entrou chorando.-- você sozinha fez meu casamento parecer um circo.

Ela saiu dali me deixando ainda mais arrasada, o que eu fiz de tão grave pra merecer algo assim? Em uma semana estou perdendo tudo o que é de mais importante pra mim, e sempre ouço a mesma coisa " Você pensa apenas em você" e o que eu mais faço é me sacrificar pelos outros fecho a porta no intuito de sumir de vez.

Ao me sentar na cama lembro da casa que minha vó me Deixou em El Paso, ligo para a recepção pedindo ajuda com as malas, iria para la pensar o que fazer da vida e criar minha filha longe de todos, minutos depois o moço chega me ajudando com as malas, e enquanto ele põe no táxi arrumo minha bebê na Cadeirinha, como a viagem seria longa ele se equipou assim que soube que teria um bebê junto.

-- tudo pronto senhora.-- o rapaz diz.

-- obrigado...-- digo e entro mais uma vez para entregar a chave que estava no meu bolso o taxista ja estava no carro com Eun-Ha apenas me esperando, saio do Hotel e uma mão tampa minha boca me puxando pra um lugar mas reservado, me debatia tentava me livrar mais ele era mais forte que eu, e nesse momento apenas pensei em minha filha sozinha com um desconhecido, a cada minuto ficava mais desesperada, quem era ele? Onde estava me levando? O que faria comigo?

-- aqui está.-- ouço um homem dizer e sem me soltar ou soltar minha boca ele me joga pra dentro de uma van e la vejo aquela maldita sorrindo ao me ver.

-- como está querida? Eu disse que voltava, não disse.


Notas Finais


Espero que tenham gostado 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...