História Hope on nightmare - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Isabella Santoni, Rafael Vitti
Tags Drama, Malhação, Santovitti
Visualizações 52
Palavras 1.699
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Apenas, perdão.
Dei uma sintetizada na história, pra tentar escrever e ir postando.
Nem sei se ainda tem alguém ai, mas enfim.

boa leitura

Capítulo 22 - Somos um só


Fanfic / Fanfiction Hope on nightmare - Capítulo 22 - Somos um só

Isabella

Eu nunca me dei bem com as incertezas e para mim a maior delas é a morte.

Vocês já pararam para pensar que todo mundo diz “A única certeza que temos nessa vida é que vamos morrer”, um caralho de certeza! A morte é um bicho totalmente desconhecido, para onde vamos? Como vamos morrer? E quando vamos? Será que teremos tempo de realizar todos os nossos sonhos? Será que vamos conseguir nos despedir de todos que amamos? Porque pessoas morrem tão cedo? E porque morrem? Para que? Será que eu vou viver muito tempo? Será que vale a pena sonha e construir uma vida, se um dia tudo não passará de escuridão? Estão vendo? Onde está a certeza? No ato de morrer? A por favor, a única certeza no mundo é envolta de uma nuvem preta de incertezas e que ninguém nunca vai responder! Porque de fato ninguém voltou do mundo dos mortos realmente.

Tenho pensado que a vida é uma grande M E R D A. Não quero convencer ninguém com as minhas teorias, eu acreditar nisso já me basta, mas vamos analisar essa coisa toda. Um dia um belo casal se conhece, se apaixonam e fodem loucamente, (claro quando acontece lindo assim), continuando... Por algum motivo, razão ou circunstância aparece um bebê na vida deles, e é ai que o negocio desanda, a mãe fica um pouco sem tempo, o pai um pouco cansado e o bebê só cresce, muitos casais conseguem passar por essa “crise” outros simplesmente ARREGAM, sim a vida te da chances de chutar o balde e ser um tremendo filho da puta, mas, essa chance na maioria das vezes só o homem tem direito, de qualquer forma, agora cheguei a parte interessante da história, temos um bebê e a primeira coisa que quero falar é o quão injusto é você não lembrar dos três melhores anos da sua vida, aprende a falar, todo mundo te mima, assiste desenho, faz bagunça e NUNCA é o culpado, afinal você é só um bebezinho que não entende nada, ai entra a escola, pronto já era! É daí pra pior, ESTUDAR, estudar, e s t u d a r, ensino médio, ah o ensino médio! Cobraças! Hormônios! Estudar! Se destacar! Crescer! Maturidade! Responsabilidades! Futuro! Bacana colocar uma bomba dessas na mão de alguém que não faz ideia do que ta acontecendo, sim você vai decidir o seu futuro e é bom pensar rápido, se não alguém pega a sua vaga. E ai com muita sorte, você entra na faculdade e ta todo mundo como? Cagando para você, isso mesmo. E ai você começa a sentir falta da escola, da infância, começa a se perguntar o porquê queria tanto crescer? Você fica cada vez mais sozinho, as pessoas morrem. SIM! Sem mais nem menos elas são arrancadas de você e para completar, a cerejinha do bolo, o nosso coração cisma com alguém, pode da certo? Pode sim! Mas, em alguma hora vai da errado, porque tudo nessa DROGA DE VIDA da errado. (Para mim ainda está dando certo, o Rafael é uma das únicas certezas que tenho, pelo menos por enquanto e não, não estou na faculdade, mas pelo que eu li é mais ou menos assim), por fim, você termina a faculdade e vai o que? Trabalhar (com muita sorte), aaa uma delícia! Querem experiência mas, ninguém te da o primeiro emprego pra você ter a PORRA da experiência, é uma das coisas mais lindas que existe no mundo. Alguns com mais sorte conseguem empregos melhores, enquanto outros ficam sem, simples assim, não é fantástico????? Você se fode a vida inteira de estudar e no final pra que? Pra pegar um trampo qualquer para conseguir pagar as contas. E ai vem casamento, filhos e ta bom. Existe tanta coisa errada nessa vida de bosta, que eu poderia escrever um livro, mas por enquanto to escrevendo esse texto, para não explodir minha mente em mil pedaços, enquanto o meu namorado olha para mim com cara de assustado, porque estou quase afundando o teclado do seu notebook.

Ps1: Meu amor, eu sei que você vai ler esse texto assim que eu entrar no banheiro, então saiba que em meio a tanto pesadelos, você é meu o fio de esperança (não se sinta pressionado), depois de tanta merda, eu saberia viver sem você, o único problema é que eu não quero! Eu te amo, tá? 

Ps2: Teclado intacto, não precisava ficar com aquela cara de desesperado! ;P

Ps3: Ta sorrindo? (     ) Sim (     ) Não.

Ps4: Se sim acho que esqueci a toalha, te esperando (com a toalha).

 

Rafael

Foram dias difíceis, o enterro da Ana sem duvidas foi um dos momentos mais difíceis e tristes. Depois que todos saíram a Isabella passou longas horas ali, chorava, ria talvez com alguma lembrança boa e logo depois chorava mais, eu e Mateus ficamos um pouco com ela, mas, depois nos afastamos e ficamos observando de longe, acho que ela precisava daquele momento sozinha com a mãe e quando já estava escuro, depois de muita luta, conseguimos tirar ela de lá.  Os dias seguintes foram mais difíceis ainda, a casa trazia muitas lembranças, a Bella não queria sair da cama, tinha pesadelos quase todas as noite e acordava chorando se perguntando o porquê que a Ana não aparecia em seus sonhos. O Ricardo ainda piorava toda a situação, ele continuava surtado e repetindo que a culpa de tudo era da Isabella, eu tentava evitar que ela ouvisse isso sempre, mas era difícil, já que ele berrava aos quatro ventos. Os únicos momentos de paz eram quando ele estava na empresa trabalhando.

Estava perto das datas de final de ano e eu imaginei o quanto ficar ali deixaria a Isabella triste, então decidi levar ela para um local onde só existissem memórias boas, Mateus e Alice acabaram viajando com a gente. Confesso que não foi fácil deixar aquelas datas um pouco mais animadas, apesar do lugar ser lindo, existia aquele clima pesado constantemente no ar.

- Queria tanto, tanto sonhar com ela... – Isabella dizia enquanto enrolava meus cabelos em seus dedos

- Eu sei amor, no momento certo você vai sonhar, você vai ver.

Era assim, quase todas as noites ela pedia para sonhar com a mãe e na véspera de ano novo, ela teve seu desejo realizado e como aquilo fez bem a ela, acordou sendo a minha Bella, feliz e disposta, preferiu não contar a ninguém o sonho, mas eu imagino que foi muito especial. Curtimos muito a praia, o Mateus, afinal ele iria viajar no dia 02 e passar 6 longos meses longe da gente e não demorou muito pra esse dia chegar a despedida foi longa e regada a choros, até eu chorei, se duvidar até mais que as meninas, eu sou sensível poxa e o Mateus se tornou um amigão, mas seria para o bem dele e a Isabella e a Alice deram ordem para ele ligar todas as noites, assim matar um pouco a saudade. Agora preciso falar da pior parte dessa viagem, o puxa saco do Henrique ligou umas 30 vezes para a Isabella. Ta, não foram tantas vezes. Mas, me fala pra que??? Ai me saco viu! Agora que chegamos em casa ele não larga do nosso pé, já mandei a real, a Isabella acha que é coisa da minha cabeça, mas não é não, tenho certeza que ai tem, mas pra cima de mim não. O Mateus está obedecendo a ordem direitinho e liga para a gente todos os dias. Mas, ficar naquela casa fazia muito mal a Bella, então como faltava poucos dias para a gente fazer 4 meses, decidi fazer uma surpresa pra ela. 

 

- A gente vai pra onde? – ela repetia impacientemente, mexendo a cabeça tentando ver algo, porque eu sou clichê e a vendei

- Calma meu amor, logo você vai saber

- A gente já chegou?

- Não.

- E agora?

- Sabia que estava faltando alguma coisa, devia ter comprado algo para tapar sua boquinha linda

- Ah, Rafael vai se... – interrompi ela rindo – Seja boazinha, se não fica sem surpresinha

- grrrr, idiota

...

- Chegamos ohh esquentada, mas não tira a venda ainda – a ajudei sair do carro e caminhei com ela até o ponto marcado e tirei sua venda

- Hummm, me trazer vendada até um Hotel, você já foi melhor nisso ta? – disse debochada

- Da uma viradinha, dá

- OOOH PUTA QUE PARIU... isso é... isso foi... pra gente?

- Sim, gostou?

- SIM, SIM... você é o melhorrr!!!!

- Então, vem comigo.

Isabella

O Rafael só pode ser louco. Lá estava um barco lindo lindo, era fim de tarde, o céu estava uma mistura linda de azul, amarelo, laranja e rosa, o céu mais lindo que já vi, tudo estava perfeito, eu, ele, naquele lago, uma brisa gostosa, tudo que eu queria mas claro, ele sempre deixa tudo melhor, de longe avistei uma cabana cheia de luzes, o que me parecia ser uma cama. Abri a boca e fiquei chocada, ele sempre pensava em tudo e eu comprei uma miséria camisa, que vergonha.

- Você é louco??

- Por você só – ele dizia enquanto me ajudava a descer do barco

- Eu te comprei uma camisa, meu Deus, que vergonha!!! Assim não se faz, sabe que estou sem mesada e ... – Eu tentava me justificar, enquanto ele revirava os olhos

- Meu amor, eu não quero nada, ter você já é o bastante e eu fiz isso tudo para nós dois, está bom? Passamos por muita coisa ultimamente e queria comemorar por ter você ao meu lado, em um lugar só nosso, em um momento único.  

- Você não existe!

Era surpreendente a forma que o Rafael tinha de deixar tudo leve e especial, era quase um sonho estar ali com ele, tudo estava conspirando ao nosso favor, foi a noite mais estrelada que eu já vi na minha vida, foi a comida mais deliciosa, o beijo mais apaixonado e quente que já demos. Foi o momento mais feliz que tive em anos, me senti amada, preenchida, tocada, como jamais fui e como jamais serei, agora somos realmente um só.


Notas Finais


Se tem alguém por favor, fala ai!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...