História Hot Games - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Anko Mitarashi, Baki, , Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Haku, Hana Inuzuka, Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Rin Nohara, Sai, Sakura Haruno, Samui, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shion, Temari, TenTen Mitsashi, Yugito Nii
Tags Allhina, Allnaru, Bdsm, Hinata, Naruhina, Naruto, Yaoi, Yuri
Visualizações 92
Palavras 6.242
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Harem, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Galera eu gostaria de agradecer a receptividade positiva da fic, eu esperava que alguém viesse dar Hate logo agora, mas olha ninguém veio e agradeço aos ceus por isso, antes de mais nada gostaria de dizer para ~TiaTatu o seguinte eu estou te dando o perfume de couro quero a minha parte no acordo agora.


Sem mais delongas aproveitem

Capítulo 2 - Desejo Mutuo


Hyuuga Hinata – Escritório H&U

 

Aquele aperto de mão me fez sentir uma serie de coisas, inicialmente me senti intimidada, eu já tinha encontrado outros dominadores antes, mas ninguém com uma presença tão forte, esse homem emana sex apel, voltei a mim e passei para ele pelo aperto de mão que éramos iguais e ele parece ter percebido pelo modo como deu um singelo sorriso malicioso me fazendo responder da mesma forma. Uzumaki Naruto não conheço nada sobre você, mas sei que nosso convívio vai ser no mínimo interessante, nos milésimos de segundos que antecediam uma intervenção do Uchiha na nossa interação olhei as mulheres do escritório todas estavam a mil por hora com o loiro algumas até mordiam os lábios olhando a bunda do Uzumaki que como eu já disse é maravilhosa, olhei para Lee um rapaz que trabalha como Office boy aqui do escritório olhar o loiro de cima a baixo, Lee é homossexual assumido, o moreno de sobrancelhas grosas se ajeitou onde estava para observar melhor aquele homem, Senti Sasuke tocar meu ombro eu soltei a mão do loiro e delicadamente a coloquei ao meu lado um curto silencio se fez fazendo com que eu e Naruto nos encarecemos brevemente e ali vi que houve uma tensão sexual imediata entre nos dois, um desejo mutuo pelo corpo um do outro, isso está ficando interessante.

-Bem fico feliz que tenha considerado vir nos ver Naruto sei do tamanho da sua empresa – Sasuke falou chamando atenção do loiro que não tirou o sorriso maroto do rosto.

-Bom três fatores me fizerem vir aqui um foi você Sasuke não a ninguém melhor no mundo corporativo doque um amigo, dois eu sei da competência do H&U, inclusive parabéns Hyuuga-san li sobre o caso Akatsuki.

-Não a de que Uzumaki-san, mas me chame de Hinata, ou melhor, Hina - falei em um tom sugestivo que tenho certeza que foi notado até mesmo pelo Uchiha.

-Bem Hina, me chame de Naruto não tenho um apelido tão bonito – ele falou sorrindo – bem voltando ao assunto e terceiro nos temos que discutir lá dentro.

-Venha Naruto entre – Sasuke abriu a porta da sala.

Havia uma mesa redonda grande, com seis cadeiras executivas e alguns copos sobre a mesa, Naruto se sentou a minha frente e o Uchiha ao meu lado, feito dois lobos começamos a nos encarar, estávamos em uma disputa sobre quem sedia primeiro e soltava um olhar de submissão ao outro e devo dizer que se eu fosse mais nova ele já teria me fisgado, mas hoje não hoje eu sou uma caçadora e ele também. Sasuke cortou nossa disputa com uma pigarreada.

-Qual é o terceiro motivo? – Sasuke perguntou.

-Vocês conhecem o escritório Onoki? – Naruto perguntou arqueando a sobrancelha.

-Sim, ele foi nosso professor na faculdade, um dos melhores juristas, diga-se de passagem – eu falei me lembrando das boas aulas que ele dava.

-Ele cuidava de tudo para mim aqui na America há três anos quando o complexo da Redemoinho começou a ser construído, mas eu nunca confiei muito nele sempre me pareceu estranho e não confiável, por isso pedi ao meu assistente Gaara que investigasse foi ai que descobri alguns podres do senhor Onoki.

-Oque você descobriu? – Sasuke perguntou olhando para ele curioso.

-Bem – ele pegou um celular do bolso e nos mostrou uma seqüência de fotos do senhor Onoki – putas de luxo, bacanais enormes com suspeita da participação de menores, quanto a isso eu já denunciei e o FBI está no caso, drogas, lavagem de dinheiro e tem a neta drogada que ele mantém sob seu poder para poder controlar o filho dono de uma construtora, já denunciei isso também – ele falou fazendo a mim e a Sasuke ficarmos boquiabertos, um homem que se vendia como um exemplo puritanos era um maníaco sexual e viciado em drogas agora eu sei porque ele tem aquele nariz inchado é de tanto cheirar pó.

-Meu Deus realmente nunca vamos conhecer uma pessoa completamente -  eu e o loiro nos olhamos rapidamente e sorrimos um pouco um para o outro por causa doque ele falou.

-Eu também estou abismada, ele era todo certinho e puritano e sempre ficava nos dando lição de moral sobre sexo e em como ele está banalizado – falei expressando oque eu achava.

-Bom por isso vou cortar relações com ele e estabelecer um contrato de auxílio jurídico com vocês dois – Naruto falou pegando o celular de volta.

-Eu fico feliz que tenha nos escolhido – Sasuke falou orgulhoso, ele fez direito enquanto o pai dele queria que ele fizesse administração para cuidar dos negócios da família junto do irmão, mas ele quis ser diferente e sempre provar ao pai que podia prosperar longe da asa do pai.

-Eu também fico feliz – ele falou me olhando com o canto da visão.

-Vai ser um prazer trabalhar com você Naruto – falei devolvendo a provocação em um tom rouco.

-Hinata-sama desculpe interromper, mas surgiu um imprevisto no pagamento da senhora Cárdenas... NARUTO??? – Sakura entrou desatenta na sala, mas assim que viu o loiro tomou um susto deixando a mim e Sasuke confusos.

-Ora que surpresa há quanto tempo Sakura-chan - eu tenho um defeito tenho um ciúme um pouco alto pelas minhas porcelanas ou pelos meus cristais, enquanto estamos com nosso combinado exijo lealdade e fidelidade a mim por isso deixei escapar um “tsic” em desaprovação ao chan que ele usou, o Uchiha nem percebeu, mas eu tenho certeza que Naruto notou na hora visto seu sorriso.

-É é é, faz muito tempo mesmo – Saky gaguejou para aquele cara?

-Sinto sua falta lá na “empresa” – senti a ironia dele na ultima palavra, foi ai que percebi que eles tiveram algo no passado.

-Sakura trabalhou para você? – Sasuke perguntou alheio a toda a situação.

-A sim ela foi recepcionista na cede da Redemoinho  no Japão, uma das melhores funcionárias que eu já tive vocês tem sorte de terem ela – Naruto falou me passando a impressão que ela realmente trabalhou para ele, mas eu duvido que eles ficaram só nisso.

-Foi a Hina que trouxe ela para cá – Sasuke falou casualmente.

-Então Hina você sabe como ela é boa – Sakura desviou olhar de nos a essa fala do loiro.

-Desculpe por incomodar eu falo com a senhora mais tarde – ela falou saindo antes que eu pudesse chamá-la.

Olhei para o loiro que se encontrava feito um lobo olhando para ela, ele está me provocando sentiu que tenho ciúmes dos meus submissos, mas se ele pensa que vai me intimidar não perde por esperar.

-Bom Naruto nos teríamos que pegar todos os documentos e procurações sobre a sua empresa para começarmos a montar nosso auxilio jurídico a você – Sasuke falou quebrando um pouco nosso enfrentamento.

-Verdade Naruto temos que ter tudo para podermos não só te ajudar como redigir um contrato – falei, por enquanto o assunto vai ser só profissional.

-Compreendo.

Ficamos em reunião até as duas horas da tarde discutindo vários pontos da nossa cooperação, nós ficaríamos responsáveis por toda parte de representação da empresa dele aqui na America, qualquer problema, qualquer processo que fosse movido contra ele nos estaríamos aqui para auxiliá-lo. Durante toda a negociação o loiro se mantinha um poço de seriedade, ele me parece um profissional responsável que quer o melhor para sua empresa sem distrações por isso quando estávamos sérios ele discutia somente o relacionado à empresa, mas nas poucas vezes que parávamos para uma água ou café ele voltava assim como eu com os olhares e as provocações, que eram mais feitas em algo parecido com um sexto sentido, não falávamos nada um para o outro, mas mesmo assim eu sabia que ele me desejava, sabia que queria me pegar e me usar como quiser fazer de mim palha e ele o fogo e eu também queria pegar ele, amarrar aquele corpinho definido na cama e fazer do loiro meu brinquedinho, não consigo ficar sem imaginar ele amarado e vendado na minha cama. Saimos da sala de reuniões com tudo apalavrado, Naruto nos disse que seu assistente nos entregaria os documentos por amanhã.

-Bom eu acredito que devemos agradecer mais uma vez Naruto – Sasuke falou chamando a atenção dele.

-Não precisa não vim dar um presente e sim trabalho sei que vocês são competentes eu que devia agradecer – ele falou olhando para nos dois.

-Naruto acho que os agradecimentos tem que ser mútuos – falei chamando a atenção dele.

-Que tal um almoço amanhã? – ele falou olhando para mim – com vocês dois é claro.

-Seria ótimo – Sasuke falou – conheço um ótimo restaurante aqui na cidade.

-Só me diga o nome e eu faço a reserva – Naruto falou.

-Bom tem o Senin é de um cliente nosso, boa e velha comida asiática – Sasuke falou.

-Vou falar com meu assistente.

-Naruto? – Temari apareceu no escritório, ela trabalha aqui a três messes, se formou no Japão e veio para cá trabalhar como advogada, pelo que Sasuke me contou ela estava com problemas para manter o escritório que ela tinha na periferia de Los Angeles foi ai que um amigo indicou ela para nós bem acho que agora sei quem é esse amigo.

-Temari – o loiro foi até ela – há quanto tempo ventania.

-Faz muito tempo mesmo Raposa – Temari deu um abraço apertado no loiro sendo retribuída – porque nem você nem Gaara me avisaram que tinham chegado?

-Queríamos fazer uma surpresa – ele falou se separando da loira – e eu o Gaara, Nii e Fuu ainda estamos só em hotéis, ele inclusive está acertando os últimos detalhes da minha casa aqui, quando estiver tudo pronto quero que vá lá jantar com ele.

-Claro vou falar com ele e combinamos um dia – Temari falou sorrindo.

Depois que o loiro conversou com Temari o acompanhamos até a saída do prédio, tenho algumas questões quanto a ele, primeiro quem são Nii e Fuu? Gaara pelo que eu entendi é assistente dele, mas essas duas será que são submissas, talvez ele seja do tipo sultão que gosta de um harem, mas as duas moram com ele? Uma outra coisa que notei é que o loiro respondeu o olhar que Lee soltou para ele, Naruto piscou para o moreno, parece que somos bem mais parecidos doque eu achava.

Ao chegar há saída vi um jovem ruivo que julgo ser Gaara, ele estava em uma range rover preta que era dirigida por uma mulher loira, muito linda tenho que admitir se essa for uma das submissas dele tenho que admitir que ele tem bom gosto, o loiro se despediu e entrou e se sentou ao lado do ruivo eles foram sentido aeroporto.

-Hina posso te confessar uma coisa? – Sasuke falou quando o carro de Naruto virou a esquina.

-Fala - respondi me virando para ele.

-Eu sempre achei que você era lésbica – ele falou me fazendo arregalar os olhos será que ele sabia que eu era dominadora ou até da minha relação com a Sakura.

-Porque você achava isso? – perguntei fazendo ele rir constrangido.

-Bem eu nunca tinha te vi saindo com um cara e sempre que vejo você distraída você parece observar as meninas do escritório – ele falou me olhando.

-É só impressão sua – falei fingindo não estar um pouco ofendida, Sasuke é um cara digamos de personalidade exótica, a família dele é extremante fechada e conservadora, mas ele nunca me apresentou sinais de ser preconceituoso com lésbicas, digo isso porque com gays ele sempre teve uma reação mais dura, demorou um tempo para ele parar de olhar o Lee torto, Sasuke achava que o moreno ficava dando em cima dele, por causa dessa personalidade volátil do Sasuke nunca revelei minha bissexualidade a ele e é melhor assim, Sasuke é um bom amigo e sócio, mas é meio mente fechada para alguns assuntos.

-Bom fico feliz que tenha gostado dele – ele falou sorrindo de canto.

-Eu não sei doque você está falando – eu respondi dando as costas a ele.

-Acha que eu não percebi vocês dois se comendo com os olhos? – Sasuke falou me provocando.

-Fica me provocando fica, vou falar para Saky que você é um maluco tarado – Sasuke veio até mim e falou.

-Não fala isso não Hina – ele pediu tocando meu ombro.

-Claro tigrão é só não me provocar- dei um tapinha em sua bochecha.

Depois que subimos fui para minha sala e suspirei assim que entrei pela enorme pilha de documentos que me esperavam e isso iria piorar agora que seremos o escritório pessoal do loiro, “humph” bufei desanimada e me pus a trabalhar em uma partilha de bens e separação de uma cliente minha o marido dele era o maior “banana”, o cara só trabalhava e pensava somente no dinheiro minha cliente deixou escapar que a frieza do homem na hora do sexo a fez querer se separar alem da falta de afeto, olha eu não acredito muito em casamento, mas se você decidiu se casar seja pelo menos fiel e carinhoso com seu cônjuge.

Eu já disse que tédio é um saco, e esses papeis estão fazendo minha energia baixar, os bens da minha cliente com o marido estavam muito dispersos e então estava difícil juntar tudo para partir para partilha, olhei para o relógio que já estava passando das nove e meia da noite, senti meu ombro doer pela mesma posição por horas, Sasuke já tinha ido embora e não tinha mais ninguém no escritório pelo menos até eu ouvir a porta abrir subi a visão e vi Sakura ela segurava uma pasta.

-Hinata-sama posso entrar? – ela perguntou estando de baixo do batente.

-Claro se sente, oque foi? – falei remexendo os ombros na cadeira.

-Está com dor? – ela perguntou preocupada.

-Não se preocupe é só cansaço – falei fazendo ela vir até mim e ficar atrás do encosto da minha cadeira.

-Cansaço não dói, relaxe os ombros – Saky falou começando a massagear meu pescoço.

-Hmmm Saky que delicia – o toque da mão dela na minha nuca me fez arrepiar e os apertos firmes que se encaminharam a por meus ombros começaram a me relaxar.

-Hinata-sama a senhora está muito tensa no pescoço tem que mexer ele mais enquanto trabalha se não pode ter algo como uma inflamação – ela falou tocando a extensão do meu pescoço.

-Sabe que eu odeio quando me chama de senhora – falei olhando por cima do ombro.

-Estamos em trabalho é uma forma de demonstrar respeito – ela apertou com o cotovelo entre meu pescoço e meu ombro.

-Hmmm ai mesmo, Saky tem mais alguém no escritório? – perguntei fazendo, ela pensar.

-Não Hinata-sama eu sou a ultima aqui - ela falou me apertando, mas eu não deixei puxei sua mão.

-Então se sente no meu colo Saky-chan – falei fazendo ela sorrir.

-Hai Hime-sama – ela se colocou sobre minhas pernas.

-Quero que me conte sobre o Uzumaki – Vi Saky hesitar.

-Oque quer saber Hime-sama? – senti ele tensa.

-Saky porque está tensa? – perguntei preocupada.

-Não é nada Hime-sama – ela se encolheu um pouco.

-Não me diga que ele te violentou? – perguntei séria.

-Não, não, não Naruto é um homem gentil, ele sempre me respeitou.

-Você foi submissa dele? – ela suspirou.

-Sim – ela falou com a voz tremula – por favor, não fique brava com a minha reação.

-Você gostava dele? – perguntei percorrendo com os dedos seus braços.

-Gostar? Sim eu gostava de Uzumaki Naruto, mas eu era só uma submissa para ele – ela falou relaxando o corpo sobre o meu.

-Então é por isso que você separa tudo tão bem – afirmei cheirando seu pescoço.

-Sim, Naruto era tão gentil e eu até diria amoroso, mas era apenas por que esse é jeito dele ele é assim com todos – ela abaixou a cabeça – me desculpe se pareceu que ainda sinto algo.

-Você deseja o corpo dele? – chupei seu pescoço fazendo ela gemer baixo e responder.

-Eu posso mentir? – ela perguntou mais como algo retórico – eu vi o jeito que você olhou para ele Hime-sama Hmmm – ela gemeu quando toquei seus seios – não a mulher que não o deseje para mim é ainda mais intenso.

-É porque você provou ele – falei apertando suas coxas – me diga Saky-chan como ele te fodia?

-Como assim Hime-sama? – ela falou abrindo as pernas.

-Bem me conte como ele brincava com você, como você gemia como ele te comia, era de quatro, de frente, como ele gostava de um boquete, me diga oque ele mais gostava de fazer com você?

-Bem Naruto gostava muito de fazer comigo em lugares pouco convencionais – comecei a dedilhar sua intimidade lentamente – ahhh ele gostava de Hmmm de praias, parques de diversão, banheiros, piscinas, na mesa dele – sorri maliciosa com isso.

-Fique de pé Saky – ela se levantou – fique de costas para mim.

-Hai – ela ficou de costas, comecei a beijar seu pescoço lentamente e a apertar cada centímetro de pele – oque deseja agora Hime-sama?

-Apenas relaxe Saky – eu apertei seu ombro esquerdo com a mão e empurrei seu corpo sobre minha mesa, ela ficou de bruços com a cabeça virada para direita me olhando pelo canto da visão sorri ao ver sua ansiedade – eu já falei que você tem a melhor bunda que eu já toquei Saky é uma delicia te apertar.

-Ahhh Hime-sama eu adoro isso – ela falou dando uma leve rebolada.

-Gostosa – dei um leve tapinha nela – me diga Saky-chan quem brinca melhor com você eu ou o Uzumaki?

-Você Hime-sama – desci minha mão e subi sua saia fazendo a peça ficar acima de seu quadril, com a outra mão por cima da calcinha comecei a brincar com ela.

-Hmmm será que não está mentindo? – falei parando de mexer os dedos.

-Eu não sabia que uma mulher podia me dar prazer assim – ela suspirou – Hime-sama você me fez conhecer mais de mim mesma e eu adoro isso.

-Saky você com certeza é a melhor que já tive – me pus de joelhos ficando com a cabeça de frente para seu quadril e desci sua calcinha até o meio das pernas dela – tão boa que eu vou te dar um presente.

-Eu agradeço Hime-samaaaaaaaa – ela gemeu quando comecei a tocá-la com os dedos.

-Adoro ouvir você gemer – falei começando a chupar toda sua intimidade Sakura gritou pelo prazer inicial.

Com a boca tomei a intimidade de Sakura para mim, fiquei com o rosto entre sua bunda maravilhosa que eu apertava firmemente arancando gemidos intensos de Saky, chupei com voracidade não dando pausas nem para respirar direito, minha língua se adentrou a Sakura de uma maneira leve, ela arqueou o quadril pelo prazer e cada movimento de minha língua rebolava maravilhosamente, o gosto dela preenchia meu paladar, uma verdadeira delicia, Saky gemeu e pelo movimento da mesa percebi que Sakura havia agarrado a quina da mesa, Sakura delirava gemendo insanidades para mim “mais, mais, mais” ela começou a me pedir eu aumentei os movimentos com a língua e fiz ela se aliar a dois dedos que estimulavam seu ponto sensível circulando e dando leves apertos, Saky faltava sair voando ela levantou os pés ficando apenas apoiada na mesa continuei até ela estremecer ao extremo e seu corpo se tencionar pelo orgasmo senti minha língua ser apertada e ela gozar ficando toda molhada e ofegante estávamos as duas as bicas suando, mas eu não tinha acabado com ela ainda.

-Vem aqui Saky – puxei seu corpo para cima e tomei sua boca ainda com o gosto dela entre meus lábios, Sakura agarrou minha nuca me devolvendo o mesmo desejo que eu passava para ela – adoro sua boca.

-Eu também adoro a sua Hime-sama – Sakura falou me olhando com desejo.

-Agora eu também quero um presente Saky – falei tirando meus saltos sem as mãos e com os pés terminei de descer sua calcinha, Sakura me ajudou e também tirou seus sapatos.

-Claro – ela se abaixou e tirou minha calcinha, Saky ia começar a me dar um oral, mas eu a parei.

-Não, agora quero um pouco mais da sua boca – a puxei para cima.

Assim que nossos rostos ficaram na mesma altura a imprensei na janela fume do meu escritório, levei minha mão até sua bunda a apertei sem pudor, enquanto isso eu abafava seus gemidos com meus lábios, soltei a saia dela e deixei que caísse ao chão, Sakura me agarrou com intensidade permite que ela tirasse a parte de cima da minha roupa me deixando só de sutiã, eu mesma soltei minha sai enquanto isso, me afastei um pouco e olhei o rosto lindo de Sakura, ela estava com os lábios entre abertos, comecei a chupar seu pescoço fazendo a rosada agarrar meus cabelos, soltei seu sutiã e  desci os chupões para seu mamilos que estava rígidos, eu chupava, mordia e circulava a língua enquanto ela entre espasmos soltava meu sutiã, agora estávamos as duas nuas colando nossos corpos Sakura colada ao vidro frio estava toda arrepiada.

-Hime-sama me deixe te chupar – ela falou quando comecei a masturbá-la.

-Ainda não - falei puxando ela e a levando até meu divan que mantinha para momentos de descanso.

Joguei ela de costas, a pele clara de Sakura contrastava com o couro preto, me pus por cima dela e pasei meus braços por suas costas Saky fez o mesmo e me agarrou nossos seios se tocaram arancando gemidos de ambas, com os corpos colados tomei seus lábios novamente e subi uma coxa para roçar em sua intimidade Sakura arqueou com o contato, separei nossos lábios e encarei aquele rosto ofegante e cheio de desejo, subi meu corpo um pouco e coloquei meus seios ao alcance de sua boca, ela começou a chupar o esquerdo com todo o desejo do mundo eu desci minha mão e comecei a estimular ela, ambas começamos a gemer eu de forma mais audível, Sakura abocanhava meu seio de forma espetacular. Eu senti que Saky estava quase lá novamente por isso mudei de posição e fiquei com ela no clássico meia nove, eu quero gozar junto com Saky agora, ela começou a me chupar puxando meu quadril para baixou com as mãos como uma leoa puxa uma presa, Sakura fazia um oral dos deuses e eu bem adorava isso e retribuía na mesma intensidade chupando ela afundando minha língua em sua fenda, ambas gemíamos e rebolávamos intensamente o prazer era a única língua ali pois nenhuma palavra podia ser dita, o cheiro intenso do sexo e dos nossos perfumes deixava tudo mais excitante e em minutos chegamos ambas ao limite gozando uma na boca da outra, com o que me restava de forças mudei minha posição e me deitei no divan ao lado de Sakura .

-Vamos descansar um pouco Saky para depois irmos para meu apartamento porque a noite está longe de terminar – falei beijando ela em seguida.

-Hai adoro isso Hime-sama.

Fiquei encarando seu rosto e perdida no verde de suas esmeraldas até Naruto vir a minha mente, eu sei que Saky não mentiria, mas será que ela gosta mais dele como dominador? Será que ela ainda deseja intensamente o Uzumaki? Fazia tempo que um homem não ocupava meus pensamentos assim, Uzumaki Naruto um dominador como eu, quero ver onde nossos encontros vão nos levar, que os jogos comecem Naruto.

 

Uzumaki Naruto – Escritório H&U.

 

O dia de hoje está sendo uma maravilha alem de estar fazendo um ótimo negocio com alguém que confio tive o prazer de flertar com uma mulher linda, seria maravilhoso se fosse apenas um candidata a coelhinha, mas flertar com uma loba como eu era excitante e maravilhoso foi tão intenso que sentia meu pau latejar em baixo da calça, se Sasuke não estivesse ali eu comia ela em cima daquela mesa, mas mesmo se fosse esse o caso eu acho que seria difícil convencer uma loba como ela a se submeter a mim se bem que e Hyuuga Hinata vale o desafio, seu perfume me inebria os sentidos, seus olhos perola são as jóias mais lindas que eu já vi, a boca dela me parecia perfeita com certeza ela sabia fazer um oral excelente, a pele de ceda nem precisa ser elogiada, seus seios fartos são a perdição para qualquer homem ou mulher que a deseje e aquela raba minha nossa tenho certeza que podia fazer um o dois enlouquecerem só de ver eu estava quase louco como eu quero por minhas mãos nela.

Melhor ainda foram os dois encontros inesperados que eu tive o primeiro Sakura-chan a como eu tenho saudade dessa rosada, eu adorava comer ela durante o expediente e ao ar livre, seus gemidos são melodia e uma boquinha celestial, Sakura era uma submissa perfeita e é a top 2 coelhinha que eu já tive oque não fez eu trazer ela para se juntar a Nii, Fuu e Gaara foi que ela se apaixonou por mim, eu gosto muito do meu pequeno harem, mas não posso dizer que os amo no sentido literal, eles são preciosos para mim e os quero bem, mas eu sou muito livre para me amarar assim como eles são livres para me deixar, como a mulher do meu segundo encontro de hoje fez, Temari se juntou a mim a quinze anos dois meses depois do meu erro com Karin eu estava para fechar a minha empresa por causa da depressão e Temari me ajudou ela começou como minha submissa e em pouco tempo se tornou minha melhor amiga até tivemos um relacionamento de um ano, mas vimos que não tinha futuro a quatro anos Temari veio para a America com o noivo para começar uma nova vida como advogada, mas antes de vir ela me deu o Gaara para me ajudar o ruivo era meio acanhado no começo o pai deles era um pastor anglicano muito fechado e então Gaara sempre teve a homossexualidade reprimida pelo pai.

Quando estávamos saindo vi um olhar sobre mim, um rapaz moreno de sobrancelhas grossas tenho certeza que por baixo daquela jaqueta de motoclista estava um corpo definido e lindo, porque  vi algumas marcas de pratica de jiu-jítsu em suas orelhas então tenho certeza que músculos fortes estavam ali, quem sabe não tento um pouco, talvez Gaara goste de ter um companheiro.

Chegamos até a saída e Sasuke e Hinata ficaram comigo até Nii e Gaara chegarem eu entrei no carro e me despedi dos dois, não pude deixar ficar com Hinata na visão até o carro virar a esquina, que mulher maravilhosa tenho certeza que eu passaria muito bem se tivesse alguém assim ou “muito mal” oque me lembra da coelhinha numero 1 Shion, cara essa era comparável a Hinata em beleza e atitude, Shion era minha submissa na época do contrato, mas eu sentia que ela podia ir muito alem de se submeter por isso a ensinei a dominar, ela é uma dominatrix talentosa e hoje tem sua própria franquia de BDSM, inclusive eu acho que ela abriu um estabelecimento aqui na Califórnia, Shion tem um prazer em infligir castigos em seus submissos, tive que ensiná-la a controlar essa sede e fazer só oque o submisso aceita nunca passando do limite, bom ela aprendeu e digo por experiência própria que Shion é uma mestra na arte BDSM, pode parecer estranho, mas eu tenho orgulho da minha discípula. Devaneios a parte Gaara estranhou meu jeito ao sair do escritório e perguntou.

-Que cara de bobo é essa? – Gaara falou me fazendo olhá-lo.

-Nada, só umas coisinhas que aconteceram lá – falei me lembrando de Hinata.

-Conheceu algum candidato ou candidata em potencial para submisso? – ele me olhou de canto claramente curioso.

-Ótimos exemplares e um que eu tenho certeza Gaara que você adoraria, um moreno alto forte quem sabe eu não consiga ele para fazer companhia a você – Gaara lambeu os lábios.

-Ai Naruto nem me fale que eu ainda sinto saudades do Sai – Gaara falou – mas me fala não é só por isso que você tá assim.

-Não teve mais coisas, lembra da Sakura? – falei fazendo o ruivo rir.

-A apaixonada rosada é claro que eu lembro.

-Trabalha para eles – Gaara arregalou os olhos – e tem mais encontrei a Temari.

-Sério? – afirmei com a cabeça – porque você não me chamou?

-Ela estava ocupada – terminei com um sorriso no rosto por causa da perolada.

-Tem mais ai- Gaara falou desconfiado.

-A Gaara tem muito mais, conheci uma dominadora linda, gostosa, seios grandes uma bunda delicia e que olhos Gaara – falei parecendo um adolescente.

-Não sei que graça você vê em buceta – ele falou com uma cara de nojo – eu nasci de cessaria que é pra não passar nem perto.

-A Gaara uma mulher daquelas fazia até você gostar – falei imaginando ela nua.

-Humph você parece bem interessado – ele falou desviando o olhar.

-Estou mesmo meu pau tá duro até agora – falei passando a mão na calça – Nii ela me lembra aquela sua ex-dominadora a Samui.

-Uhhh já quero conhecer – Nii falou em um tom sacana.

-Você tem fogo na piriquita hein? – Gaara provocou.

-Eu gosto de sexo qual o problemas guaxinim da boca de veludo – contei esse apelido para dele para Nii uma vez e desde então ela provoca Gaara.

-Eu ainda não acredito que você espalha esses apelidos – ele falou vermelho e me dando socos no ombro.

-Espalho porque é verdade – falei pondo a mão em seus lábios.

-Naruto estamos dentro de um carro – ele falou constrangido.

-Nii me responde duas coisas? – falei descendo minha mão até a calça de Gaara e acariciei seu volume de maneira leve.

-Pode perguntar – ela respondeu rindo provavelmente já imaginando oque eu faria.

-Você se importa que o Gaara me pague um boquete aqui no carro? – perguntei começando a soltar meu cinto.

-Na verdade não você sabe como eu sou fã de Yaoi e ver vocês dois é como ver um bom Yaoi ao vivo – ela falou olhando para nos quando parou em um semáforo.

-Ótimo – olhei para Gaara que estava com uma cara de “não se atreva” – agora me responde alguém lá fora vai conseguir ver ele me chupando?

-Não seus vidros fume não vão deixar ninguém do lado ver e com a autorização especial que o Gaara conseguiu para fume no parra brisa ninguém vai ver  - ela respondeu sacana – pode aproveitar.

-Ouviu Gaara chupa – ordenei tirando para fora.

-Não – ele virou o rosto.

-Hmmm tá com vergonha – comecei a me masturbar para ele – vem ele tá doidinho pela sua boca.

-Idiota – ele me deu um soco no ombro e se arcou ficando com a boca encostada na glande.

Gaara encostou os lábios e começou a lamber toda extensão até minhas bolas, ele dava atenção especial com a ponta da língua a cabeça, circulando e brincando um pouco ele desceu a boca até em baixo e abocanhou meu saco e começou a sugá-lo com força enquanto me masturbava com a mão, levei minha mão até a cabeça dele e comecei a acariciar seus cabelos lentamente enquanto ele continuava, Gaara continuou por longos minutos até voltar à ereção em si, ele abriu a boca e começou a sugar e abocanhar a glande com voracidade ficando um tempo com a boca selada só brincando com a língua dentro da boca, até esse momento estava fácil agüentar até ele começar o verdadeiro oral ele chupou de cima a baixo e sugou toda extensão com maestria e me fez delirar chupando cada centímetro de pele eu agarre sua cabeça e ditei o ritmo Gaara aceitou e apertou mais ainda meu membro em sua boca, ele foi um verdadeiro artista tive que me segurar para não parecer um adolescente e oque não durou muito até ele massagear minhas bolas com a mão oque me fez enlouquecer e gozar intensamente em sua boca, Gaara não teve dificuldade em engolir tudo ele lambeu os beiços e sorriu para mim.

-Foi tão ruim assim? – perguntei colocando ele para dentro da calça.

-Idiota – ele falou sorriso olhando pela janela.

Fomos ao aeroporto buscar Fuu que tinha vindo para cá novamente terminar a revisão do avião, Fuu entrou me lembrando de quando eu a conheci estávamos na Índia sem conseguir um único vôo para o Japão, em trinta e duas horas seria o aniversario da minha mãe e eu não ousaria chegar atrasado, Gaara já estava maluco sem conseguir o vôo até Nii vir até nos e dizer que encontrou uma amiga que estudou no Brasil com ela Fuu era piloto de cargas para empresas pequenas, pegamos o velho avião que era do avô de Fuu e fomos para o Japão em um avião pequeno e quente e bota quente nisso, foi a primeira vez que eu vi para que um piloto automático serve, foi a primeira vez que Fuu e Nii foram minhas submissas ao mesmo tempo.

-Nii para a casa – Gaara falou quando Fuu entrou.

-Já ajeitou tudo? – perguntei enquanto Nii saia.

-Sim vai dar pra dormir, já mandei nossas coisas para lá – ele falou me olhando.

Chegamos a minha casa aqui na Califórnia, era uma mansão enorme, com vários quartos e cômodos diversos, um piscina coberta, hidromassagem, quadra de tênis, espaço para mais carros doque eu tenho, uma casa suntuosa, os três entraram e escolheram seus quartos, Gaara já tinha preparado meu quarto das delicias e com certeza eu irira estrear ele em breve com aqueles três. Eu guardei tudo no meu quarto e me joguei na cama olhando o teto branco que me fez lembrar da Hinata, a que mulher.

Desci as escadas e vi Fuu e Nii conversando sentadas no sofá, Nii estava com uma roupa casual uma camisa branca de alças e um short jeans curto, quando vi Fuu percebi oque ela planejava usando uma camisola translúcida na cor preta, Nii sorriu maliciosa para ela, mas ela não veio até mim quando me viu entrando na área da piscina, tudo bem ela querer transar, mas vai ser do meu jeito.

Eu entrei na área da piscina e já me despi completamente, puxei o celular do bolso da calça e coloquei um bom James Brow para tocar e é claro na minha musica preferida Get Up Sex Machine, pulei na água e fiquei de costas para a porta só curtindo a musica, Fuu abriu a porta, sabia que ela era pelo cheiro exótico de seu perfume indiano, ela fechou a porta e logo pulou na piscina completamente nua.

-Você tem gostos musicais para coito estranho senhor Uzumaki – ela falou nadando de forma sensual até mim.

-Mais respeito por favor – falei autoritário.

-Desculpe Uzumaki-sama – ela veio até mim e encostou no meu peito – oque deseja?

-Comer a sua bunda aqui nessa piscina – falei agarrando a bunda dela com força.

-Hmmm você come tanto a bunda do Gaara porque não - não deixei que ela falasse.

-Está me questionando? – coloquei ela de costas contra mi e apoiada na parede da piscina.

-Não, estou propondo – ela falou desafiadora, de longe Fuu é a mais rebelde que já tive.

-Então não quer mais que eu coma você – falei soltando ela e indo para fora da piscina.

-Não me come – ela me puxou de volta.

-Como é que se pede? – perguntei começando a penetrar sua intimidade com o dedo.

-Ahhh, me desculpe Uzumaki-sama eu quero que o senhor me coma como achar melhor.

-Hai Fuu-chan – a fera foi amansada.

Mordi e chupei o pescoço de Fuu deixando uma marca, ela odeia, mas essa era sua punição por pensar em me desafiar, comecei a masturbá-la intensamente jogando ela no oceano de prazer, coloquei meu membro na entrada por trás e a penetrei ela lentamente até chegar ao fundo Fuu soltou um gemido de dor, eu comecei lentamente a penetrá-la sem parar de brincar com sua intimidade, tenho certeza que em poucos minutos a dor já era suplantada pelo prazer, pois Fuu já gemia inebriada, eu aumentei o ritmo das estocadas fazendo água molhar a borda da piscina, foi nesse momento que Nii entrou no lugar.

-Parece divertido – Nii falou me olhando.

-Quer participar? – ela sorriu.

-Claro.

Então tire apenas a roupa de baixooooo – falei sentindo Fuu rebolar, Nii me obedeceu - se sente na altura da boca da Fuu – ela mais uma vez fez sem protestar – Fuu chupe a Nii.

Fuu entre as minhas estocadas começou a chupar Nii intensamente a loira agarrou a cabeça da indiana e mordeu os lábios pelo prazer, a cada estocada e cada movimento de língua nós três gemíamos loucos, aumentei a firmeza das estocadas e dos meus dedos fazendo a língua de Fuu trabalhar ainda mais rápido, mas antes que Nii estivesse perto do orgasmo Fuu desabou com o prazer.

-Fuu piscina - a loira tirou o resto da roupa e pulou se juntando a nos – Nii brinque com a Fuu enquanto eu brinco com a sua bunda.

Fuu foi virada por Nii, a loira colou seu corpo ao dela e começou a beijá-la e tocá-la de maneira luxuriosa, eu não esperei muito e logo penetrei Nii por trás, três corpos se chocando em um fulgor de prazer intenso, se não bastasse isso tudo o cheiro do ambiente deixava tudo mais prazeroso, e em nossos delírios eu gozei na bunda de Nii ela gozou com os toques de Fuu e a indiana mais uma vez caiu extasiada com os toques da loira. Tirei ambas da picina e me deitei com elas em uma enorme espreguiçadeira Fuu deitou no meu peito pelo lado esquerdo e Fuu no meu lado direito.

Mas mesmo com aquelas duas ali meus pensamentos tinham um alvo uma linda dominadora de olhos perola, sei que nosso desejo é mutuo e tenho certeza que agora mesmo se estiver com alguém ela pensa em mim e amigo eu estou ficando excitado só de sentir que ela está assim também, que os jogos comecem Hyuuga Hinata.


Notas Finais


E ai gostaram? ainda tá só esquentando e logo vai virar um incêndio.

até a proxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...