História How to not Love You (JIKOOK) - Capítulo 45


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook Taegi Daddy
Visualizações 340
Palavras 1.137
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIIISS

Capítulo 45 - Yoongi, traiu TaeHyung? 😵💔


Fanfic / Fanfiction How to not Love You (JIKOOK) - Capítulo 45 - Yoongi, traiu TaeHyung? 😵💔

Buscando por respostas, era como YoonGi se sentia agora, perdido. Por que, exatamente, ele fugiu da prisão? Por que, ele simplesmente, não ficou calmo, como HoSeok, havia dito? Por que, ele não rezou pela saúde de TaeHyung, ao invés de fugir? 

Ele não sabe... 

Infelizmente, a necessidade por ver TaeHyung, era maior que qualquer coisa. O moreno, estava apaixonado, e não podia conter as lágrimas, enquanto lembrava de que tudo do passado, acontecia novamente. 

Ele seria perseguido... 

Ele tinha medo, e estava cansado. O suor escorria por sua clavícula, e suas pernas já não aguentavam mais, de tanto que correu. Não queria ser pego pela polícia, antes de falar com TaeHyung, e ter certeza, de que ele estaria bem. 

Não... Mas não é só isso... E ele sabe...

TaeHyung... Kim TaeHyung... 

Pronunciou o moreno, enquanto arrastava seus pés machucados, e cansados, por uma rua escura. O clima frio, fez o pequeno Min, formar um "x" com os braços, para poder se esquentar. Infelizmente, a veste que estava, ainda era a típica veste de presidiário; alaranjada e estupidamente fria. 

"Porque eu fui te amar?"

Pensou o Min, limpando as lágrimas e logo, novamente, aquecendo seus braços. Estaria ele, errado? Ele devia ter esperado, certo? Certo. Bom, dizem que a pressa é inimiga da perfeição, e realmente, é. Do que adiantou ele fugir da prisão? Com trezentos hospitais distribuídos por Seul, seria quase que impossível saber em qual TaeHyung se encontrava. E mesmo que a saúde fosse realmente investida, e valha a pena, ainda assim, as vezes, era difícil encontrar pessoas, como com TaeHyung, na qual não sei onde está. Poderia ele, já ter saído do hospital? Poderia. 

"Então, o que estou fazendo aqui?"

Suspirou, mas se recordou. Não, esse não era o único motivo por sua escapatória; quem dera fosse. Na verdade, havia alguém que, o Min nunca imaginaria encontrar, e mesmo depois de tanto tempo, volta a falar com elseuormalmente. Sim, Jennie estava de volta, mais precisamente, a noiva arranjada de longe. A mesma, havia ido visitar - o um dia antes de YoonGi fugir, e ela confirmou a ele, que seu casamento estava arranjado. 

Mas que merda...

Reclamou, ao pisar em um prego. O furo, mesmo não profundo, causou a perda de sangue. Com certeza, aquilo estava doloroso, mas ele sempre manteve o porte de fodão, o que apenas fazia - o parecer um idiota, por nem ao menos se preocupar com o sangue que corria por seu chinelo. Apenas arrastou o chinelo consigo, enquanto voltava a caminhar. 

mas porque está ficando tão escuro? 

Não, não estava assim! Porque tudo escureceu de repente?

Ele estava tombando, de encontro ao chão, e aos poucos, fechando os olhos. A cabeça latejava, enquanto sentia seu corpo todo bater contra o chão, e não conseguir se mover. As pálpebras estavam pesadas, ele já não conseguia conte - las.

Mas e o medo? 

Ele está sozinho?

YOONGI! - a Voz doce, fez YoonGi rir.  Claramente, um grito eufórico e exagerado de seu saeng': Kim TaeHyung; mas, infelizmente, as pálpebras se fecharam, antes mesmo que desse para ver algo. 

(...)

Em casa...?

não... Na casa do Park e de Jeon; ele reconhecia, apenas pelos quadros distribuídos no cômodo, de fotos de JungKook e ele. 

Mas havia alguém... Uma presença, familiar, sentado ao seu lado. E em uma rapidez desconhecida, o Min levantou - se e abraçou seu saeng', sem nem ao menos confirmar se era realmente, o próprio. O abraço forte, rendeu algumas lágrimas da parte de YoonGi, assim como também, uma dor embaixo do pé. Largou o Kim, para ver o porquê da dor no pé, e percebeu o pé enfaixado. 

"Ah, o prego."

Lembrou o Min, e suspirou, encarando os olhos de TaeHyung que, com sua linda feição séria, penteou os cabelos com os dedos, e também o encarou. 

TaeHyung, eu-

Primeiramente, Min YoonGi... - O mais novo vasculha sua mochila. - O que significa isso? - Ele mostra um papel; mais necessariamente, uma fotografia. Uma fotografia, que não era recente, mas também, não era antiga. Ele.  havia tirado ela, quando ainda ficava com Jennie, a uns meses atrás, antes de conhecer Park... Na fotografia, era nítido que Jennie estava se aproveitando da situação. Não... Essa fotografia... Nem devia existir! - YoonGi... Você, estava, me traindo? - As lágrimas quentes do Kim, começaram a descer, e Jeon e o Park, apenas estavam na sala. Previram, que ambos precisariam conversar, ao ver o nervosismo de TaeHyung, entao, ficaram a assistir filmes. - RESPONDE MIN YOONGI! VOCÊ ESTÁ ME TRAINDO?  - E mais lágrimas surgiram. 

"TaeHyung, acreditaria, se eu dissesse que não? Ou me chamaria de mentiroso? Jogaria na cara que não sou homem o suficiente para assumir meus erros?" 

Aliás, como que essa fotografia fora parar em suas mãos? 

Nao, TaeHyung, eu não te trai. Eu nunca faria isso! - Respondeu o Min. - Essa foto é de meses atrás! Antes, até mesmo, de eu conhecer Jimin. Aliás, como conseguiu - a?

I-Isso não vem ao caso! - TaeHyung cruza os braços. - o que quero saber, é se você estava me traindo! Mesmo depois de tudo que passamos juntos... - O Min não perdeu tempo. As asneiras que saíam da boca de seu amado, estavam a rasga - lo por dentro, e apenas os labios de TaeHyung, de encontro ao seus, poderia curar seus rasgo. 

Mas é claro que o Kim, cedeu. 

Ao separarem os lábios, lentamente, TaeHyung passou a ponta dos dedos, ao abdômen do namorado, que estava descoberto, por sinal. O Min soltou um suspiro, entrelaçando seus braços ao pescoço de TaeHyung. 

Tae, eu nunca lhe deixaria. Tanto, que eu fugi da cadeia por você. Eu queria te ver, saber que está bem... - O Kim sorriu, não mostrando os dentes, enquanto segurava a cintura fina do mais velho. - Eu te amo, Kim TaeHyung, como nunca amei ninguém! Nem mesmo Jennie. - O Kim arqueou uma sobrancelha, não recordando - se de quem sera Jennie, mas então o Min aponta para a foto e ele assente, soltando um "ahhh", como sinal de que havia entendido. 

O momento tão lindo, foi atrapalhado por Jimin, que entrou sem nem ao menos bater, e ofegante. 

YoonGi! Temos problemas! - YoonGi e Tae se entreolharam e correram, seguindo Jimin para baixo. Na TV, passava-se o noticiário, com uma pessoa dando entrevista, falando justamente sobre o suposto "sumiço" de YoonGi. Mas a pessoa seguinte, espantou YoonGi. Era ela! Jennie! 

Repórter: Então, acha que a polícia já sabe onde está o nosso fugitivo? Ou ao menos tem pistas? 

Jennie: Na verdade, pista é o que não falta. Os policias é que não sabem lidar com elas. 

Repórter: Então, você sabe onde ele está? 

Jennie: Não sei, porque não vai na casa do antigo dono das empresas Park, ou melhor, do próprio Jeon JungKook? 

Fodeu. 

A polícia virá, certo? 

O que fazer...?


Notas Finais


Usei esse método para poder falar dos dois lados da história, usar TaeGi e JiKook Kkkk, mas se gostaram desse jeito, posso fazer, ao invés do ponto de vista de cada um, mas só se quiserem. BEIJOS MOZOOOESSM 💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...