História Hurricany - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Bruxaria, Bruxas, Contos De Fadas, Elfos, Espíritos, Fadas, Floresta, Liberdade, Lobisomens, Magia, Misticismo, Poder, Reinos, Símbolos
Visualizações 8
Palavras 485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Capítulo II


Fanfic / Fanfiction Hurricany - Capítulo 2 - Capítulo II

 

 

Eu observava as três olharem para mim e sussurrarem. Estou com medo dos possíveis resultados disso. Haylla olhou no fundo dos meus olhos com um sorriso malicioso, veio até mim, e saiu puxando-me pelo pulso até um outro canto.

- Espera aqui, e se sair, eu te mato – Ela ainda estava com aquele sorriso

Comecei a analisar o espaço, era meio isolado, com poucos alunos. Por que caralhas ela me trouxe aqui?! Vai aprontar, certeza. E então, ela voltou, atrás dela, um garoto um pouco maior que eu, com a barba começando a crescer, eu o conheço... Santa mãe do pecado! Eu vou matar essa puta!

- Então Diogo, a Yan tem algo a te falar! – Ela o empurrou pra mim. Nessa hora, meu coração estava a mil, morrer seria útil

Diogo era um cara do terceiro A, ele entrou no meio do ano, eu acabei apaixonada após um trabalho entre turmas, ele é muito inteligente, eu nunca conversei tão bem com alguém... Hay havia voltado junto as outras, muitas vezes eu me arrependo de ter ela como amiga

- Yanka? – Fui tirada de meus pensamentos por sua voz calma e grossa me chamando... Eu vou morrer...

- Errr... Oi... Então, assim, é que... – Em puro nervosismo, tentei dizer algo, o que não deu certo, em resposta, ele riu

- A Haylla falou que queria me pedir algo, o que é? – Ele me olhava profundamente, acho que vou começar a corar

- Então, todo ano... Eu e as meninas vamos acampar numa uma floresta, e a gente teve ideia de levar mais gente esse ano, quer ir junto? Tipo, é bem legal, mãe natureza e tals... Ar puro... – Comecei a falar rapidamente, em desespero

- Como poderia recusar? Quando vão? – Ele sorriu e colocou as mãos no bolso

- Nesse domingo... – Ajeitei uma mecha de cabelo que caiu em frente ao meu olho

- Eu passo na sua casa para irmos? – Ele se aproximou

- Eu te mando o... o endereço... e tudo que quiser sa... saber... – Eu senti meu rosto arder

- Okay, até domingo – Ele beijou minha bochecha e saiu

Uma lágrima escorreu pela minha bochecha, eu tremia... Eu vou matar aquelas vacas...

 

 

...

 

 

Óbvio que fiquei pistolona com a Hay e as meninas pelo resto do dia, no que ela pensava quando me colocou em frente ao cara que eu simplesmente amo? Já fazem seis meses, tá certo que nunca tive coragem de admitir isso pra ele, mas custava me alertar?

Olhei para Diana que pedia milhões de desculpas, e a ignorei, voltando a encarar a janela. Haylla estava agarrada no meu braço falando que me amava, eu vou mandar essas duas pros quintos dos infernos... Adry estava jogando charme nos garotos, ou melhor, esfregando os peitos na cara deles, afinal, eles só pediam abraço pra isso... E ela é uma distribuidora oficial de abraços

 

Eu só queria que domingo viesse logo... 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...