História I Can be your eyes - XiuChen-ChenMin - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Chenmin, Hunhan, Kim Jongdae, Kim Minseok, Luhan, Sehun, Xiuchen, Xiuhan, Xiumin, Yaoi
Visualizações 138
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


[Desculpe os erros de português e outros erros]




~Boa Leitura

Capítulo 14 - Boa noite, Min


Fanfic / Fanfiction I Can be your eyes - XiuChen-ChenMin - Capítulo 14 - Boa noite, Min

Nós passamos um bom tempo assim: sentados um do lado do outro, Min ainda segurava minha mão, em silêncio. Eu não me importava em dizer a Min o quanto eu gostava dele... ou se ele iria corresponder meus sentimentos da mesma forma... eu só queria ficar ao lado dele, o máximo de tempo que conseguisse, e sempre guardar esses momentos. Sempre torcer para que esses momentos durassem para sempre. Eu olhei para Min. Ele estava sorrindo, era tão confortante ver ele daquela maneira... ele se virou para mim mesmo sem me ver. Eu aproximei nossos rostos, os meus batimentos estavam acelerados, e meu coração podia ser ouvido a quilometros de distância, eu continuei me aproximando. Min não fazia idéia do que estava acontecendo... eu estava quase tocando seus lábios mas eu me afastei. Não posso fazer isso... não ainda...

Min ainda segurava minha mão, ele a apertou.

- Eu quase me esqueci de te avisar! - eu olhei para ele acompanhando suas palavras.

- O que?

- Eu e Lu não vamos estar em casa amanhã...

- Não? Por que?

- Não vou te contar ainda... você vai ficar sabendo quando Lu achar que você deve saber... - Ele sorriu.

- Aah, você e Lu estão cheios de segredinhos... - isso me deixou com ciúmes. Min e Luhan moravam juntos, ou seja, Lu tinha Min só para ele o tempo todo. Eles acordavam e dormiam juntos. Enquanto isso eu apenas sou o idiota que vem sempre visitar ele. - Vocês não estão namorando estão? - ele riu.

- De maneira alguma!

- Tem certeza?

- Absoluta... eu tenho uma pessoa em mente... - ele sorriu.

- Quem é? - ele riu.

- Não vou dizer... o que ninguém sabe... ninguém estraga...

- Poxa... não confia no seu amigo?

- Não... - ele riu.

- Ok, então estou indo embora, tchau - eu me levantei e fui até a porta.

- Você não pode me deixar aqui... - ele puxou minha blusa me fazendo ficar.

- Não mesmo... - eu me sentei do lado dele de novo. - Mas... voltando um pouco atrás... você e Luhan vão para onde?

- Vamos continuar aqui... só não vamos estar em casa... - Suspeito.

- Entendi....

- Não fique com ciúmes... - ele sorriu. - Não se preocupe... dependendo de algumas coisas... vamos voltar logo... - Suspeito.

- Hum, sei - ele riu. - Mas... não vai mesmo nem me dar uma pequena e simples dica... sobre onde estão indo? - ele sorriu.

- Não adianta tentar me enrolar, Chen, vocé só vai saber quando Luhan quiser te contar...

- É uma coisa só entre você e ele?

- Acho que Sehun também deve saber... mas não pergunte... deixe as coisas por conta do Luhan...

- Aah, a cada vez que você me fala isso vai me deixando mais curioso... - ele riu.

- Desculpa, não sabia que você era tão curioso assim... se não... nem teria te contado

- Ah fala sério... - ele riu. Min bocejou. - Você já está cansado?

- Sim... - ele esfregou os olhos. Ele encostou sua cabeça em meu ombro. - Tudo bem se... - ele bocejou mais uma vez e eu ri. - Se... eu dormir aqui? 

- No meu ombro?

- É... - ele riu.

- Tudo bem... só não... babe - ele riu

- Juro que vou tentar - eu ri. Eu percebi que suas palpedras estavam ficando pesadas, ele fechou os olhos, deu seu ultimo bocejo e dormiu. Eu sorri.

- Boa noite, Min - eu coloquei ele deitado na cama e fiquei sentado no chão ao lado da cama. Eu senti a mão dele bagunçar meu cabelo. Eu pensei que ele estava dormindo. Mas só estava sonolento.

- Boa noite, Chen - ele sorriu enquanto ainda mexia nos meus cabelos. Aos poucos senti sua mão parar de afagar minha cabeça. Esperei um tempo depois que Minseok dormiu, Luhan chegar.

Ouvi Luhan abrindo a porta e entrando dentro de casa. Eu olhei para Min antes de sair do quarto. Ele dormia como um anjinho. Eu sorri e sai do quarto, fechando a porta. Eu desci as escadas sem fazer barulho. Luhan parecia estar feliz, que bom que se divertiram.

- Oi Chen... obrigado por ficar com Min

- Não tem de que... e o filme como estava? - ele sorriu.

- Foi otimo... - ele riu - Eu adorei sair com eles... da proxima vez... quero que vocês venham com a gente...

- Mas... e Min? Quer dizer... é um filme...

- Tudo bem... - "tudo bem"? O que rinha de errado com ele? Minseok iria apenas ouvir? Isso é injusto.

- Eu estou voltando pra casa...

- Ok... 

- Só vou pegar Nam... - eu fui até a sala. Nam brincava com uma cortina, ele mordia e agarranhava de maneira brincalhona. Eu o peguei mo colo. - Vamos pra casa, Nam - ele apenas se aconchegou no meu colo. Eu fui até a porta. Luhan me acompanhou até lá.

- Até, Chen... - ele sorriu

- Até... - eu peguei a bicicleta e ainda segurava Nam. Era um pouco dificil levar a bicicleta enquanto levava o gato, mas eu consegui chegar em casa inteiro. Com o gato. E a bicicleta. Eu deixei a bicicleta na garagem. Peguei uma caixa na garagem e coloquei Nam dentro. Minha mãe e meu pai já estavam dormindo. Eu subi para o meu quarto em silêncio. Peguei uma tigela no armario, e o leite na geladeira. Eu despejei o leite na tigrla para que Nam não dormisse com fome. Coloquei uma almofada na caixa que tinha pego na garagem para servir de cama para Nam. Deixei tudo no quarto. 

Nam bebeu o leite rapido. Ele estava mesmo com fome. Depois de um tempo brincando com os meus pés, Nam finalmente ficou cansado e se deitou na caixa.

Mas isso não era suficiente. Nam precisava de mais conforto. Amanhã eu faria compras para Nam. Eu precisava de uma caixa de areia, ração, também precisava de shampoo, e uma coleira já que agora Nam tinha uma familia, precisavamos registrar isso. Eu me joguei na cama. Depois de um tempo me virando de um lado para o outro eu consigo dormir.


Notas Finais


*to be continued*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...