História I Can be your eyes - XiuChen-ChenMin - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Lu Han, Sehun, Xiumin
Tags Baekhyun, Baekyeol, Chanbaek, Chanyeol, Chen, Chenmin, Hunhan, Kim Jongdae, Kim Minseok, Luhan, Sehun, Xiuchen, Xiuhan, Xiumin, Yaoi
Visualizações 102
Palavras 1.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


[Desculpe os erros de português e outros erros]




~Boa Leitura

Capítulo 22 - Piquenique


- P-por que está rindo? Isso não é engraçado... - ele segurou o riso e respirou fundo - Qual é a graça?

- Eu também amo você, Chen - ele sorriu. Ele obviamente não entendia o que eu queria dizer. Eu era somente um amigo para ele. Eu estava na friendzone

- Mas... Min - ele olhou para mim e continuou afagando Nam. Talvez eu devesse insistir em dizer isso? Acho melhor eu apenas esperar que ele entenda. 

- Preciso falar com você sobre uma coisa... na verdade Hyeri deveria falar sobre isso... mas ela não tem coragem então eu vou dizer isso no lugar dela... 

- Dizer o que?

- Hyeri vai voltar pra casa dos meus pais assim que eu me recuperar... então... ela queria sair em uma especie de piquenique "romântico".... com você... - ele revirou os olhos

- O-o que? Piquenique "romântico"? - eu ri.

- Sim... - ele estava sério - Eu não queria falar isso... mas Hyeri me subornou... então...

- Eu não quero...

- Não quer o que?

- Ir a esse piquenique - Apenas entenda Min... eu já tenho uma pessoa em mente e essa pessoa é você.

- Você tem que ir! Apenas vá... não precisa fazer muita coisa... ela só quer conversar... até por que se fizerem algo além de conversar... - ele olhou feio para mim - Eu mato você...

- Tudo bem... - eu revirei os olhos - e quando vai ser esse "piquenique"?

- Hum... daqui a pouco...

- Daqui a pouco? - arregalei os olhos.

- Sim... - Ele olhou sério - Ela disse que eu podia comer o que tivesse lá... se você fosse para o piquenique...

- Então... você me vendeu por comida?! - ele riu.

- Talvez... - ele sorriu - Mas ao que interessa... você tem que ir... eu te levo até lá, como um pouco e deixo você sozinho com ela... - ele se levantou e eu também.

- Certo, certo... mas... eu vou... só que quero uma coisa em troca... - eu encarei ele. Ele olhou sério para mim. Ele soltou Nam.

- O que?

- Depois falamos sobre isso... - eu sorri

- O que? Aaah. O que você quer em troca? - ele me seguiu. Estavamos saindo da casa. Ele estava me levando para o local do piquinique. - Anda, Chen me conta... 

- Já disse... depois falamos sobre isso...

- Cheeen... - ele pegou meu braço e o abraçou - Me conta, me conta - eu aproximei nossos rostos fazendo com que ele corasse.

- De jeito nenhum... - nós continuamos o trajeto. Estavamos em uma especie de playground? - É aqui? 

- Sim... ali - ele apontou para uma arvore. No pé da arvore havia uma toalha no chão e comida. Mas nós tinhamos acabado de jantar, por que mais comida? Eu e Min nos sentamos na toalha esperando por Hyeri. Min pegou uma fatia de bolo para comer. Eu o olhava atento. Eu ri pois Min estava com a boca suja de chantilly do bolo - Do que está rindo? 

- Você parece uma criança comendo... - enquanto eu sorria, limpei com o meu dedo a beirada da boca de Min que estava suja. Min me olhava atento. Quando terminei de limpar continuei com a minha mão no rosto de Min. Ele me olhou com sua expressão fofa.

- Chen... isso parece o Nosso piquinique romântico... parece nosso encontro... - ele ainda me olhava atento. Eu sorri.

- Bem... isso podia ser... o NOSSO encontro romântico... - Vi Hyeri andando em nossa direção.

- O-o que? - ele sorriu e continuou com seus olhinhos brilhantes.

- Agora você tem que ir... - eu sussurrei me referindo a Hyeri. Min concordou com a cabeça e saiu se escondendo no "mini-castelo" do playground que estava logo atrás da arvore. Hyeri se aproximou.

- V-você veio... - ela sorriu

- Sim... - ela se sentou a minha frente na toalha. - Quer falar comigo... e é sobre...?

- Ah... bem... é um pouco complicado falar sobre isso... não quero ir direto ao ponto... podemos deixar que esse assunto se desenrole sozinho? - ela sorriu.

- Tudo bem... - eu estava confuso. O que ela queria comigo? Atrás de Hyeri eu conseguia ver Min observando tudo no castelo.

- Eu vou voltar para casa quando Min se recuperar... e antes disso eu queria falar com você...

- Mas já vai voltar? Quer dizer... acho que Min precisa que você fique... - eu ainda olhava para Min que olhava tudo de uma forma estranha. 

- Eu posso ficar mas... só se eu tiver um motivo...

- Motivo? Min já não é motivo suficiente?

- Sim... é... mas... algo mais... tipo... um namorado... - ela se aproximou mais de mim - coisa do tipo... - ela riu.

- Namorado?

- Sim... - ela fez uma expressão fofa. 

- Mas achar um namorado em menos de uma semana não vai ser dificil? - eu não ligava para ela? estava ocupado tentando ver Min. Ele estava de costas agora. Olhando para o céu.

- Sim... mas... achei que existissem pessoas interessadas... entende?

- Ah... entendo - ela segurou meu rosto fazendo com que meu rosto se virasse somente para ela.

- Jongdae... você parece distante... qual é o problema? - ela ia olhar para trás, mas se ela visse Min ele estaria perdido. Eu segurei seu rosto para que ela não virasse. - Eh... - ela corou, ficando completamente vermelha.

- Desculpa... - eu soltei seu rosto mas ela ainda segurava o meu.

- Jongdae... eu acho que já posso dizer isso... - Min se virou e viu ela segurando meu rosto ele pareceu querer grudar meu pescoço e o cortar. Eu engoli seco. Eu precisava falar com Min.

- E-eu preciso ir... ao banheiro... - ela arregalou os olhos - preciso... muito... muito mesmo - eu me levantei. - Eu ja volto...

- Ok... - ela ainda estava sem entender. Eu corri indo para o castelinho. Min me olhou feio.

- Você quer morrer? - ele estava realmente sério.

- Isso é ciúmes? - eu engoli seco.

- Com certeza... - ele suspirou 

- O que você ainda esta fazendo aqui?

- Você quer que eu vá embora pra te deixar sozinho com a minha irmã? - ele me olhou com uma expressão assustadora.

- Não! Só... estou perguntando... o que você esta fazendo...

- Estou dando a cada uma das estrelas um motivo pelo qual eu gosto de você... e enquanto isso... você está... está... pegando minha irmã! - ele estava realmente bravo.

- Ninguém esta pegando ninguém... eu não queria que ela te visse por isso eu... - O que ele tinha dito? MOTIVOS PELO QUAL GOSTO DE VOCÊ? Isso é sério? Min gosta de mim? - Min... você gosta de mim?

- É claro que sim... - ele olhou para baixo, corado - Eu... tenho ciúmes da minha irmã... mas acho que tenho mais ciúmes de você... - ele olhou para mim. Uma brisa suave levou nossos cabelos de um lado para o outro - Eu acho que... eu amo você... - ele estava corado e eu conseguia ouvir seu coração acelerado. - Não sei... porque... eu nunca senti isso antes... e... doeu quando vi vocês juntos... - eu me aproximei mais dele. - Eu estou doente? Meu coração está acelerado...

- Min... - eu sorri e ele ainda estava com uma expressão triste. - Você não precisa se preocupar com isso... você não está doente... amor não é uma doença... - ele olhou para mim com seus olhos manhosos.

- Então... eu realmente amo você?

- Só o tempo dirá... mas... tem um jeito mais rápido de descobrir... - eu aproximei nossos rostos e iniciei um beijo intenso mas ao mesmo tempo calmo. Eu afastei nossos rostos. Min estava pensativo olhando para o chão. Ele olhou para mim corado.

- Eu acho que... não funcionou... - ele segurou o riso - Acho que devemos testar isso de novo... - ele olhou para baixo. Eu aproximei nossos lábios de novo. Eu os separei. Min estava sorrindo.

- E agora? Deu certo? - ele riu.

- De novo... - ele aproximou seus labios dos meus iniciando mais um beijo. Ele separou nossos lábios e sorriu. - Hum... acho que... sim...

- Sim o que? - eu sorri.

- Sim... eu amo você, Chen - ele riu e encostou nossas testas. Eu sorri. Min me amava. Existia algo melhor do que ouvir isso? Eu envolvi Min em um abraço quente. - Chen... acho que você deveria falar com Hyeri... 

- Ah sim... - nós continuamos envolvidos no abraço. Nenhum de nós queria desfazer esse abraço. Min desfez o abraço lentamente.

- Ei... vê se não dá em cima da minha irmã... - eu ri.

- Tá bom... - eu estava saindo do castelo e indo para o piquinique de novo. 

- Até logo, Chen... - Min sorriu e acenou. Eu sorri e sai. Hyeri ainda estava me esperando. Eu me sentei de frente para ela de novo. Ela tinha comido a grande maioria da comida.

- Você demorou... - ela estava com uma expressão assustada mas sorriu ao me ver.

- Desculpe por isso... - eu sorri. Vi Min saindo do castelo e voltando para casa. - O que você ia dizer? 

- Oh... bem... sobre isso... - ela pegou minha mão - Jongdae... eu preciso que faça uma coisa por mim...

- S-sim... o que é?

- É meio... estranho dizer isso... - ela falava tudo com um tom doce e suave. - Mas... eu quero que... 

- Você quer o que? - ela olhou para mim com os olhos brilhando.

...


Notas Finais


*to be continued*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...