História I don't know how to be a teenager - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 7
Palavras 2.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Prirmeiramente queria dizer que essa é a minha primeira fanfic e que eu me dediquei bastante a ela, estudei sobre o assunto em que pretendo tratar e passei um bom tempo escrevendo e rescrevendo várias vezes, queria pedir desculpas se tem algo errado ou se a fanfic não foi de seu agrado

Capítulo 1 - Piloto


Fanfic / Fanfiction I don't know how to be a teenager - Capítulo 1 - Piloto

 Sempre vejo gente falando que os Estados Unidos é assustador mas eu não acho isso, eu vivo uma vida boa até sabe, não é como é mostrado nos desenhos e nem como os outros países falam, eu gosto de morar aqui, bem, quer dizer, não sei se esse pensamento e o de todo mundo mas pelo menos pra mim. Eu moro em Los Angeles com a minha mãe e a minha irmã, somos todos coreanos mas minha mãe se mudou pro Estados Unidos assim que meu pai se separou dela, ou seja, um pouco depois da minha irmã mais nova nascer, eu estudo em uma escola boa aonde as pessoas não ficam forçando intimidade e bem conversam muito alto, não tenho amigos lá mas isso realmente não me importa já que pra mim ter um amigo já está bom, e eu felizmente já tenho um que é meu vizinho, JongDae, ele é meu melhor amigo e ele parece um dinossauro, JongDae gosta muito de cantar e às vezes ele canta pra mim quando eu não consigo dormir, bem eu ligo pra ele e peço pra ele cantar. Minha vida não poderia estar melhor, antigamente na Coreia era um desastre mas aqui tá tudo muito tranquilo, o que poderia dar de errado não é mesmo?

Dia 31 de janeiro: hora do jantar 


 - filho você está me ouvindo?- falou a minha mãe que estava sentada na minha frente comento um prato de macarrão assim como eu e minha irmã, acho que eu desliguei por alguns minutos por causa da notícia que ela me deu.... Como assim mudar de escola?
-mãe como assim mudar de escola? Eu não quero vai ser tudo diferente vai dar tudo errado porque eu odeio coisas diferentes- falei já pensando em todas as coisas ruins que poderiam acontecer, e se as pessoas da nova escola gostarem de contato físico? Eu odeio contato físico, só aceito quando é vindo da minha mãe e quando tem pressão, não aquele contato leve e suave, aqueles são os piores me deixam agoniado, e se forem pessoas que gostam de conversar bastante? Daquele tipo extrovertidas? Eu não sei o que eu vou fazer eu não sei exatamente como reagir a uma conversa, o que será que eu respondo o que será que eu faço? 
-Baekhyun olha aqui, antes de pensar nas coisas ruins pensa nas coisas boas, eu vou te colocar na escola em que o JongDae sabia? Vocês vão passar o terceiro ano do ensino médio juntos isso não é bom?- minha mãe sorriu para mim tentando me acalmar, eu acho que ela não sabia que aquilo iria me deixar mais desesperado
-Não, ele deve ter novos amigos e aí eu vou ficar de lado como sempre, você sabe o que é ser deixado para escanteio pela única pessoa que sabe falar comigo a não ser você?- quando eu falei isso minha irmã me olhou com uma expressão de "e eu?" E eu rapidamente respondi de forma curta com um " você não sabe"
-Baekhyun não fique assim, eu falei com a sua psiquiatra e ela acha uma boa ideia, você passa tempo demais na sua zona de conforto filho, você tem que sair um pouco dela pra conseguir viver a vida lá fora quando eu não estiver mais aqui, você vai ter que aprender a viver ou passar o resto da vida com a sua irmã que cá entre nós não sabe muito como lidar com uma pessoa espectro..- minha irmã se levantou e falou "fui massacrada novamente" e foi para sala, não falei nada apenas fiquei sentado na mesa olhando para as mãos e pensando em tudo de ruim que poderia acontecer.
-filho, vai dormir... Eu não quero entrar no seu quarto as 2 da manhã e ver você acordado vendo filmes de terror ok? Amanhã tem aula- ela falou recolhendo os pratos da mesa e indo para a cozinha, eu me levantei mal humorado e fui pro quarto me arrumar pra dormir, pensa só... Daqui a umas horas eu estarei indo pra uma nova escola, um novo começo talvez, novos professores e novos colegas... Tudo pode mudar para pior, mas também pode continuar o de sempre, bem eu acredito que tenho 99% de certeza que tudo irá dar errado e que eu vou acabar tendo mais de 12 crises durante cada semestre do ano.
   Por causa do estresse eu acabei não conseguindo dormir, fiquei acordado até as 2 da manha deitado na cama e olhando para a parede, minha mãe até entrou no quarto para ver se eu estava dormindo, ela acreditou que eu estava já que a coberta cobria a parte de trás da minha cabeça. Não sabia o que fazer, eu só tinha mais uma opção se eu quisesse dormir, peguei o celular e liguei para o JongDae, ele demorou um pouco para atender mas logo pude ouvir sua voz doce e sonolenta.
-não consegue dormir baek?- ele perguntou lentamente, eu imaginei a imagem dele com os olhos ainda fechados e um pouco de saliva ainda grudado em sua bochecha, era bonitinho.
-sim eu fiquei sabendo que vou mudar de escola amanhã e não consigo dormir por causa disso, você sabia que eu vou pra sua escola?- perguntei com a mesma tonalidade seria de sempre, nem parecia que eu estava com sono.
-sim a minha mãe me contou hoje, vai ser legal mas por que está com medo?- ele perguntou dessa vez um pouco mais disposto e acordado.
-porque as pessoas da sua escola são muito estranhas e porque eu vou ter que ficar vendo você falando com outras pessoas e me deixando de lado- ele riu ao ouvir minha resposta, não foi uma risada esgravataste foi uma risada calma quase tão baixa quando um pequeno ruído, mas acima de tudo, foi uma risada doce.
-você sabe que eu nunca vou te deixar pro lado baek, você é meu melhor amigo amigos não deixam amigos... E as pessoas da minha escola, elas não vão te incomodar eu juro, vou falar com todas elas por você ok?- eu dei um leve sorrisinho ao ouvir aquilo, eu raramente sorria para as pessoas, minha mãe mesma me falou que quando eu nasci ela achou que eu era um enorme bloco de gelo, mas algumas vezes, raras bem raras, o JongDae me fazia sorrir sem razão.
-certo... Mas eu ainda quero que você cante pra mim- eu respondi sem mudança no tom de voz, ele deu uma risadinha abafada e perguntou qual música que eu gostaria de ouvir ele cantar dessa vez e eu rapidamente respondi "it's my life", ele começou a cantar com sua voz linda, parecia realmente um CD tocando de tão estável que era sua voz, ele cantou de uma forma calma sendo assim completamente diferente da música em si, aquilo me acalmou e eu acabei caindo no sono depois de alguns minutos, antes de estar completamente dormindo, pude ouvir um, "boa noite baekkie" vindo do telefone, não sei se foi só imaginação mas prefiro acreditar que não foi.
  
Dia 1 de fevereiro: uma hora antes do início da primeira aula 

 
 Eu cheguei uma hora antes da aula começar com o intuito de chegar mais cedo que todo mundo e me esconder em algum banheiro para que ninguém me visse, infelizmente quando eu cheguei lá já haviam várias pessoas sentadas na escada e mais um monte dentro na escola, engoli seco ao ver aquela multidão de pessoas e senti a mão de JongDae bater no meu ombro de forma "bruta", do jeito que eu gosto, ele tinha levantado cedo também, na verdade eu que acordei ele pra ir comigo pra escola.
-fica calmo baek, eles são legais eu juro- ele foi na minha frente e eu o segui até os corredores da escola, o lugar era repleto de pessoas diferentes assim como na minha antiga escola, todas falavam de forma extravagante e algumas até gritavam enquanto conversavam, isso me incomodou bastante e eu me encolhi um pouco, a cada grito dado pelos garotos que pareciam atletas que estavam atrás de mim, eu me encolhia mais. JongDae e eu ficamos parados na frente dos armários por alguns minutos, ele me mostrou o seu armário e me mostrou o meu também que se encontrava ao lado do dele nesse período de tempo, depois disso ele foi me apresentando a escola, não era um lugar diferente do que eu estava acostumado mas continuava sendo um lugar completamente desagradável, as pessoas falavam alto demais e elas tinham o péssimo costume de ficarem paradas conversando em lugares aonde pessoas circulam, por causa disso eu devo ter esbarrado ou encostado em 373773 peles diferentes isso só hoje, isso foi completamente desconfortável, na verdade isso foi mais do que completamente desconfortável 
-aqui é a biblioteca- ele parou na frente de uma porta com um cartaz quase já completamente estragado aonde estava escrito "silêncio, tem pessoas lendo aqui" com uma abelha ao lado, nós entramos na sala e finalmente todo o barulho que me acompanhava sumiu, era um lugar silencioso e bonito, haviam várias mesas, e várias prateleiras cheias de livros, ao lado de uma das prateleiras tinha um balcão aonde eu conseguia ver uma garota com bochechas gordinhas cabelo castanho organizando alguns livros ao lado do computador e arrumando a prateleira atrás dela, JongDae e eu fomos até lá e ele a cumprimentou como se a conhecesse fazia 3 anos 
-oi Wendy, bagunçaram tudo hoje de manhã de novo?- ela se assustou com a voz alta do JongDae e deu um sorrisinho ao nos ver na frente do balcão, a garota cujo o nome é Wendy agora estava nos olhando com um olhar amigável 
-sim estou arrumando faz um bom tempo, quem é ele?- ela olhou para mim sorrindo e o JongDae passou a mão na nuca, ele a olhou com um ar de "orgulho" como se falar o que ele estava prestes a falar fosse motivo para se orgulhar.
-esse é o Baekhyun meu melhor amigo,  cara, eu já te falei dele não é?- ela me olhou dessa vez com um pouco mais de entusiasmo e interesse.
-sim várias vezes, você não passa nem um minuto falando nele- ela deu uma risadinha e logo estendeu a mão para mim com um sorriso- meu nome é Wendy, prazer em conhecê-lo Baekhyun- eu peguei a mão dela e logo puxei de volta, ela se assustou um pouco e olhou para JongDae mas logo fez uma expressão de se lembrar de alguma coisa e sorriu novamente.
-bem, bem vindo a nossa escola baek, espero que você goste muito daqui ok? Já pode me considerar uma amiga- ela se apoiou na mesa e deixou alguns livros cair, rapidamente Wendy se agachou e começou a pega-los com constrangimento, depois de alguns minutos ela se levantou e deu uma risadinha sem graça- bem se precisar de mim e só vir aqui na biblioteca, enquanto eu não estou na aula eu estou aqui- eu disse sim com a cabeça e eu e JongDae fomos andando, ficamos o resto do tempo que sobrava até o começo da aula dentro da biblioteca conversando baixinho, depois que o sinal tocou nós entramos na aula.
 Confesso que eu odiei a nova escola especialmente meus colegas (óbvio sem ser o JongDae e a Wendy que eu achei bem simpática), eles não têm respeito NENHUM com o professor, conversam a aula toda e fazem perguntas bem bobas, teve alguns momentos que eu me envolvi em algumas intrigas com um garoto alto de cabelos "cacheado" e amarronzado que também parecia coreano, ele não parava de encher o saco da professora e eu acabei pedindo para ele parar inúmeras e inúmeras vezes, algumas vezes ele me mandava "tomar no cu" por causa disso. As aulas todas foram cansativas, não consegui prestar atenção em nada por causa da conversa e a minha cabeça não parou de doer por nenhum minuto, dei graças a Deus quando o sinal tocou e eu pude finalmente ir embora.
-gostou da sua nova escola baek?- JongDae perguntou enquanto andava no meio fio da calçada me acompanhando até minha casa, nós éramos vizinhos então era óbvio que iríamos ir para casa juntos.
-não as pessoas são chatas e gritonas menos você a Wendy, aquele garoto alto ele com certeza é o pior- falei com sinceridade olhando para o chão, ele não pareceu surpreso parecia que ele sabia o que eu ia responder.
-entendo, também não suporto o chanyeol, ele sempre é e extravagante assim mas é gente boa na maioria das vezes, todas as garotas estão apaixonadas nele, menos a Wendy já que ela só liga pro jason. -consegui identificar todo mundo que ele falou naquela frase menos o  último garoto, também não era minha intensão saber quem era ele não me importava com aquilo.
-ele é diretor do clube de música?-perguntei horrorizado, como que uma pessoa animada daquelas conseguia ser diretora de algo? Não que eu sabia como era a personalidade dele mas só por ele ser gritão e barulhento já me irritava.
-sim, ele canta muito bem, também sabe tocar violão e tocar piano, ele é um garoto muito talentoso, mais que eu - eu o olhei com uma certa dúvida, pra mim não existe ninguém no mundo mais talentoso que o JongDae, exceto o will de 1922 do conto do Stephen king mas já que ele é um personagem fictício não conta.
-duvido que ele seja- falei dando um chute na calçada com meu sapato- JongDae riu e nós continuamos a conversa sobre as pessoas da escola até em casa, chegando lá ele se despediu de mim e nós entramos em nossas devidas residências. Já tinha percebido que minha mãe ia chegar mais tarde quando vi que não tinha nenhum carro na garagem, de qualquer forma eu entrei na casa e me deparei com a minha irmã sentada no sofá vendo mean girls, assim que ela me viu, yeri me chamou até ela é pediu para eu me sentar ao seu lado.
-como foi o primeiro dia de aula bloco de gelo?- ela perguntou comendo uma colherada do sorvete de morango que estava em sua mão.
-ruim, todos da minha escola são barulhentos e eu odeio todo mundo barulhento.- respondi de forma curta e ela deu uma risadinha, em seguida colocou o pote de sorvete no chão e olhou para mim, o olhar dela parecia dizer debochar.
-olha baek, o mundo é cheio de gente barulhenta, é por isso que você mudou de escola sabia? Se você continuasse na outra você nunca iria se acostumar com isso e iria sofrer muito com o futuro, e mais fácil se acostumar agora. Ela pegou o sorvete novamente e comeu mais uma colherada, se for pensar de alguma forma ela está certa, o mundo é cheio de pessoas assim se eu não me acostumar eu vou acabar morrendo de nervosismo, talvez essa mudança seja...boa?... Não ainda não sei...acho que não mas também acho que sim, isso é confuso.


Notas Finais


Não sei se o piloto está do tamanho adequado mas eu espero que esteja bom, muito obrigada a quem leu até o final ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...