História I Hate Everything About You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Lemon, Naruto, Romance, Sasunaru, Sazuke, Yaoi
Visualizações 71
Palavras 3.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente... tinha parado de escrever por vários problemas que entraram em minha vida. Mas estou de volta. Desculpe.
Essa história é a mesma de "Um dia depois da Meia-Noite". Porém, o universo é de Naruto por alguns pedidos que recebi. Espero que gostem.

Obrigado <3

Capítulo 1 - Amigos para Sempre


Sempre foram amigos. Cheios de sorrisos e brincadeiras. Tocavam guitarra juntos e até montaram uma banda. Na escola, competiam entre si em tudo o que faziam ou deixavam de fazer, menos em notas escolares, afinal, Naruto sempre fora mais inteligente. Sasuke era do tipo mais desleixado,  sério, de olhar frio e penetrante, nunca levando desaforo pra casa. A pele de alabastro ressoava em harmonia com os cabelos de ébano e os olhos tão escuros quanto um céu noturno sem estrelas. Por tal motivo, ou talvez fosse sua pose inalcançável e exalando desafio, chamava a atenção, independente do que ele fazia, sempre rodeado de garotas estúpidas. Naruto odiava essa popularidade do amigo, mesmo sabendo que ele nunca tivera relações com nenhuma delas.

Naruto era mais aberto às pessoas. Sempre sorrindo ao ver os amigos, principalmente Sasuke. Tinha um porte lindo, considerado “com tudo no lugar”. O corpo delgado era firme, bem delineado e extremamente proporcional, mas não chamava tanta a atenção das meninas. Não como o amigo Uchiha, mas ainda assim, tinha suas pequenas fãs. Hinata que o diga. O que mais lhe proporciona fãs é a sua habilidade musical, de invejar qualquer um. Naruto era ciente que era bom e explorava isso diversas vezes.

O loiro de incríveis olhos azuis não soube exatamente quando começou a perder o tino quando encarava a imensidão ônix do melhor amigo. Talvez fosse apenas uma paixonite infantil, no auge dos seus 10 anos de idade, mas quanto mais o tempo passava, mais perdido se via. Passou a reparar mais no moreno, aproveitando e bebendo de sua presença cada segundo que podia. Quando parava pra pensar, sentia-se mal. Sasuke era como seu irmão, seu melhor amigo, hétero... Não poderia estragar tudo isso, não poderia perdê-lo. Foi a partir daí que decidiu esconder tudo que sentia, tentando preservar a amizade mais preciosa de sua vida. Afinal, Sasuke era seu mundo colorido em tons de ônix.

""" """ """ """ """ """ """ """ """

A manhã acordara fria. Naruto acordou ainda sonolento, levantando-se da cama e esquecendo que Sasuke dormia no chão ao seu lado. O moreno assustou-se com o pé a esmagar suas costas, acordando já formando uma carranca. Logo de manhã já estava irritado, como de costume.

- Porra, Uzumaki - gritou Sasuke

- Desculpa, homem - respondeu o loiro, rindo um pouco da situação - Quer uma massagem?

- Idiota - bufou o moreno

Sasuke levantou-se em um salto, antes que Ino entrasse no quarto para acordá-lo. Tirou suas roupas na frente do loiro, revelando-lhe um corpo escultural e um membro extremamente gostoso. Naruto nunca saberia se esse ato fora intencional, tentava desviar o olhar, mas era difícil. A cena que povoava seus sonhos molhados por meses provavelmente ficaria mais um bom tempo rondando seu subconsciente. O moreno virou-se e entrou no banho antes que algum ser irritante, como a loira Uzumaki, entrasse no quarto.

O loiro, quase que instantaneamente, pulou da cama dividido entre o alívio e o tesão, já que seu membro latejava nas calças apertadas do pijama. Não conseguiria ficar olhando tanto tempo para o amigo imaginando coisas sórdidas, que provavelmente não seriam concretizadas, sem passar um par de horas se remoendo de culpa no chuveiro. Foi correndo para o outro banheiro aliviar seu corpo, mente e, claro, pênis, da pressão esmagadora de tesão que a imagem matinal do Uchiha lhe fez construir. Ficou tanto tempo imaginando o amigo que perdeu a noção de quantos minutos já estava trancado naquele banheiro. O pênis em sua mão latejava, sentia que já iria ejacular. O líquido saiu com um jato, sujando todo o seu corpo e caindo um pouco no seu rosto. Sem dúvidas, era a melhor que já fizera há tempos. Suspirou relaxado, imerso em prazer, para ser retirado da letargia pós orgasmo com batidas fortes e insistentes, o fazendo correr para limpar a sujeira que havia feito. A voz irritante de sua irmã chegou ao seus ouvidos, sumindo com a calmaria e dando lugar a uma irritação descabida.

- Calma, Ino - grunhiu o loiro - Eu mal entro nesse banheiro e você já vem me encher o saco.

Ino continuava batendo. Era como se fosse para irritá-lo mesmo.

- Eu não ligo para as suas necessidades - retrucou a Yamanaka - Esse é o meu banheiro.

Naruto vestira-se bem rápido. Quando abriu a porta, Ino ria debochadamente, com os braços cruzados, avantajando os seios.

- Caralho, tem um monte de banheiros nessa casa, e você quer vir logo no que eu estou? - repudiou o loiro furiosamente.

Com um sorriso de orelha a orelha, Ino dera um abraço bem forte no irmão, jogando-se em seus braços e enlaçando o pescoço alheio, como se não houvesse esmurrado a porta alguns segundos atrás.

- Cadê o meu gostoso? - sussurrou no ouvido do loiro

Naruto ficava extremamente enciumado com a irmã. Por mais que ninguém soubesse, Sasuke era dele e não dela. Tinha ciúmes da própria irmã. Queria Sasuke só para ele e, mesmo assim, nunca conseguiria ter forças para entrar em um conflito direto com ela. O maior medo era acabar como o melhor amigo cunhado, vendo sua paixão justo nos braços da sua irmãzinha.

Soltara-se do abraço da loira infernal, dando as costas para ela e voltando ao seu quarto. Ino o seguia de perto, sabendo que encontraria o "seu gostoso" ali. Entraram no quarto e se depararam com o moreno encostado na cama, usando só uma cueca boxer preta, contrastando com a pele branca e imaculada. Era a visão dos deuses para os dois irmãos. O Uchiha nem se importara com a presença dos dois, ou fingia não se importar, continuava lendo seu livro despreocupadamente, mordendo a bochecha para segurar o riso.

Ino aproveitou a deixa e se jogou na cama, deitando ao lado do moreno e alisando os fios negros e abrindo um sorriso ainda maior ao ouvir a risada rouca que ecoou no recinto.

- Bom dia, Sasuke-kun.

Naruto sentiu sua irritação chegar a níveis alarmantes enquanto encarava a cena que se desenrolava bem na sua frente. Ino dando em cima do moreno. Do seu moreno...

- Ino, saia do meu quarto. - ordenou Naruto. - Agora! - completou ao vê-la abrir a boca para retrucar

- Mas irmão... por favor - implorou a loira.

Naruto apenas a lançou um olhar e a pobre menina entendeu. Imediatamente ela se levantou e saiu do quarto, batendo a porta com força. O loiro estava puto, e prometera não se estressar com a irmã, bufando como um touro enquanto encarava o sorriso debochado no rostinho lindo que sentia tanta vontade de esmurrar. Sasuke observava o amigo achando engraçado o ver tão irritado por ciúmes da irmã - mal sabia que era por causa dele mesmo.

- O que é que você está olhando, idiota? - Perguntou o loiro furioso.

- Nada, só o seu ciúme excessivo pela sua irmã - respondeu o Uchiha caindo em gargalhada.

Naruto deu de ombros, estalando a língua nos dentes, com aqueles olhos azuis em chamas. Ao mesmo tempo que sentia uma atração forte pelo amigo, tinha vontade de matá -lo. Suas provocações eram intensas demais, e ele não conseguia aguentar.

- Se arruma logo, idiota - Ordenou Naruto - Precisamos sair em 30 min para encontrar com Kiba e Shino.

Sasuke levantou-se, ficou em posição de sentido, bateu continência e virou as costas. Gargalhava em chacota ao loiro, mas ele não se importava, até ria junto, afinal, não conseguia ficar com raiva dele. Arrumaram-se rápido, comeram algo para não sair com o estômago vazio e pegaram o primeiro ônibus, partindo para o ponto de encontro.

 ______________________

O lugar não era lá tão bonito como Kiba falara. Era um bar simples sem nada demais, alguns Grafittes nas paredes, uns símbolos de rock e um violão bem velho pendurado na parede. Sentaram-se em uma mesa oferecida pelo garçom e logo pediram suas bebidas: Whiskey com gelo para o moreno e Mojito para o Loiro.

- Cara, isso é nojento - comentou Sasuke apontando para a bebida colorida e cheia de firulas.

- Não, você que é fresco - Retrucou Naruto dando um tapinha de leve na cabeça do moreno.

Sasuke já estava irritado. Os dois idiotas estavam atrasados de novo. Kiba e Shino sempre estavam atrasados e ,normalmente, chegavam juntos. Diziam que se encontravam no meio do caminho e aproveitavam a companhia um do outro. Claro que Sasuke era lerdo demais para suspeitar de algo, até porque ele era indiferente quanto a maioria dos assuntos.

- Esses dois babacas sempre estão atrasados - disse o moreno, terminando com um gole o seu copo - Só álcool para me fazer suportar a espera.

O loiro cantarolava algumas músicas que estavam a tocar, sacolejando o corpo levemente. Era uma coisa parecida com Black Metal, mas estava tão ruim que pediram para o grupo sair.

- Relaxa, cara - respondeu - Não tem motivos para se estressar. Ainda são 18h e não vamos sair daqui nem tão cedo.

- Com certeza - respondeu Sasuke, levantando os braços e pedindo outra dose com um estalo de dedos.

Depois de uma hora - longa - os dois chegaram. Kiba com um sorriso imenso, expansivo e agitado, com  Shino mais retraído ao seu lado.

- Boa noite, otários - cumprimentou Kiba do seu jeito sempre idiota. Shino permanecia quieto e só acenou com a cabeça.

- Boa noite, atrasados - retrucou Sasuke e Naruto ao mesmo tempo - Onde estavam?

Kiba ignorara a pergunta e já pedira uma caneca de Cerveja bem grande - ainda não sabiam como ele conseguia beber tanto. Shino ficou um pouco envergonhado fazendo seu rosto ficar ligeiramente corado, desviando sua atenção para alguma parede lateral, ignorando a pergunta da mesma forma e pedindo uma caipirinha de limão. A noite só estava começando e, no final  já estariam mais do que bêbados.

Estava acontecendo um evento no bar em que bandas amadoras podiam tocar suas músicas. Qualquer um podia subir ao palco tocar ou recitar algo. O grupo ainda não era uma banda, mas se encontravam para tocar umas músicas por puro hobbie. Kiba, quando soube que qualquer um podia tocar, ficou todo eufórico.

- Ei, vamos tocar? - implorou com os olhos brilhando.

Sasuke apenas olhou em repúdio para o cachorro. Naruto ficara eufórico da mesma forma, já animando com a ideia de se apresentar pela primeira vez. O único que estava normal, como sempre, era Shino.

- Qual foi, Sas? - o loiro parecia uma criança implorando com um bico formado nos lábios - Vai lá Kiba, fala com o organizador.

Sasuke levantara para o impedir, tentando alcançar o braço amorenado do Inuzuka, mas de nada adiantou. Kiba já estava falando com o responsável pelo evento. Seu rosto ficara levemente avermelhado por pura timidez. Tinha medo de subir ao palco, tinha medo de muitas pessoas olhando para ele, tinha até um pouco de medo da fama. Pura vergonha.

- Entramos em 30 minutos - anunciou Kiba todo sorridente, para o desespero de Sasuke - Decidam o que irão tocar.

______________________

Faltava menos de 10 minutos para subirem no palco. O nervosismo de Sasuke era nítido, seu desespero estava explícitos nos seus olhos e na forma agitada com que se movimentava, andando de um lado para o outro. Nunca se apresentara antes, nem os seminários da escola gostava de fazer. Passava as mãos nos cabelos negros o tempo inteiro. Naruto o observava e só conseguia pensar que era ele que queria acariciar aqueles fios - se possível, ainda puxá-los - deixando-se entrar em um devaneio por um tempo.

- Calma, cara - dizia Kiba - Nós já tocamos juntos outras vezes, pensa que é só mais uma.

O moreno não conseguira se acalmar com tais palavras. Era desesperador se apresentar para tanta gente sem nem saber quem eram.

- Quer saber? - o moreno levantou e engoliu forçadamente o último gole de Whiskey, fazendo uma careta com a queimação - Eu vou perder esse medo agora.

Saíra andando a passos largos até o palco. Já era a vez do grupo de amigos se apresentar e nem sabiam qual música iriam tocar. Sasuke segurou a guitarra e os outros se posicionaram nos seus respectivos instrumentos. Kiba na bateria, Naruto no vocal - já que não tinha outra guitarra para ele - e Shino no baixo.

- O que vamos tocar? - Perguntou Shino.

Tarde demais para a pergunta. O moreno já começara a tocar Smells Like Teen Spirits. Com o rosto totalmente corado, tentava disfarçar jogando o cabelo para frente, mas Naruto já percebera e lhe lançava um sorriso estonteante, a ponto de fechar os olhos. Por tal motivo, não percebera o rubor na face normalmente estóica do melhor amigo.

O quarteto logo tratou de acompanhar antes que perdessem o tempo da canção. Mesmo a música sendo simples, o grupo fizera uma versão mais pesada com altos solos de guitarra do Sasuke e as viradas magníficas de Kiba. O loiro cantava muito bem, balançava sua cabeça no ritmo da música chamando a atenção de algumas meninas que ali estavam. Shino estava parado - como sempre - só tocando o seu instrumento de forma bem simples, alheio a tudo que acontecia ao seu redor.

O público vibrava, amando a nova versão da música. Chamaram tanto a atenção das pessoas, que o bar ficou lotado antes da música acabar. Uma “mini rodinha punk” se formava na frente do palco. Era um tanto de pessoas se empurrando no decorrer da música que Sasuke acabou sorrindo de tal forma que fez Naruto suspirar de tão lindo que era. O sorriso malicioso de Kiba passou despercebido por ambos.

A música tinha chegado ao fim. Sasuke sorria feito um bobo, nunca iria pensar que se sairia tão bem em uma apresentação. Seu rosto feliz, os olhos brilhantes admirando o público gritar pedindo mais. Kiba gargalhava atrás da bateria.

- Eu falei que seria bom, seus idiotas - Gritava ele, soltando uma gargalhada.

Naruto e Shino estavam tão felizes quanto os amigos. Agradeceram várias vezes pela aprovação do público. Em resposta, eles pediam para o grupo tocar outras músicas. Não sabiam se podiam, já que era uma simples apresentação de uma canção apenas. Um dos organizadores logo subiu ao palco tomando o microfone de Naruto para tentar conter a platéia.

- Vocês querem mais? - perguntava o Homem animando mais ainda os espectadores

- SIM - gritaram todos em um único som.

O grupo não conseguia conter a felicidade. Logo começavam a tocar outra com a autorização do organizador. No total, tocaram 12 músicas e ao final do show improvisado, ganharam uma porção de batata frita acompanhado de qualquer bebida que quisessem. O dono do estabelecimento até saiu do caixa para agradecer aos jovens - o bar não enchia assim há tempos.

Sasuke bebera tanto que antes das 22h já estava tonto. Kiba bebera junto com ele, e era escandaloso demais quando alcoolizado. Shino conversava com uns rapazes que estavam ali -  Gesticulava, flertava, seduzia - tinha o dom de chamar a atenção sem se importar com o resultado. Mais uma vez, o olhar atravessado de Kiba não fora percebido pelos amigos.

O loiro sorria junto de Sasuke. Os dois possuíam uma ligação forte, fazendo com que suas emoções fossem compartilhadas. Naruto era feliz em vê-lo sorrir, às vezes, sorria só por estar ao seu lado. Se Sasuke estava feliz, então ele também estaria.

Descansaram um pouco do show e cada um foi para a sua casa. Sasuke iria dormir na casa do loiro novamente. No dia seguinte teria de acordar cedo para ir de volta ao seu lar - infelizmente, na cabeça dele. Naruto adorava quando o moreno dormia em sua casa, gostava de tirá-lo daquela coisa que o Uchiha chamava de família. Um dia ele o tiraria de lá, nem que fosse a força.

  “”” “”” “”” “”” “”” “”” “”” “”” “””

A dupla chegou em casa por volta das 23h. A irmã chata estava a espera deles só para dar um lindo sermão no irmão. Naruto estava tão feliz que nem se deu ao trabalho de discutir. Sasuke sorria para ela e logo a mesma já estava sorrindo de volta.

- Olha a hora que vocês chegam - reclamou a loira

 

- Fica calma, minha linda - dizia ele de uma forma tão sedutora que Ino nem se lembrava mais do porquê estava discutindo - Nós iremos para o quarto tomar um banho. Amanhã sairei cedo e preciso dormir.

- Tudo bem - falava ela em um tom tão calmo que nem parecia aquela garota com os olhos em chamas de antes.

Deram as costas e subiram para os quartos. Lá, tiraram as roupas e cada um foi para um banheiro. A imagem do moreno se despindo na sua frente voltou com força à mente de Naruto. Não conseguia tirar aquilo da cabeça. Pensava em todo o momento como seria ter aquele homem para si, como seria tê-lo dominando seu corpo, como seria acordar ao seu lado depois de uma noite longa. Precisava tirar aquilo da cabeça. Era o seu melhor amigo, que conhecia desde a infância, que chamava de irmão. Não podia, definitivamente, não podia pensar naquilo.

Tomara um banho demorado e bem quente. Saíra com a toalha em volta do corpo e o cabelo molhado pingando nas suas costas. Quando abriu a porta, se deparou com o moreno deitado com um short que marcava perfeitamente o seu pênis, lendo o mesmo livro da manhã. Naruto respirou fundo e prometeu a si mesmo que iria se controlar.

- Cara, vamos dormir - pedia o loiro - estou morrendo de sono e amanhã você irá para casa cedo.

- Sim - confirmou Sasuke - E não esqueça que na Segunda-Feira irei vir para cá para fazermos um som.

- Tudo bem - respondeu o loiro se jogando na cama e logo caindo no sono.

Sasuke olhou para ele sorrindo, gostava da companhia do amigo. Sabia que iria tê-lo pro resto da vida e que sua irmandade nunca iria se acabar. Levantou-se de onde estava e pegou uma coberta para colocar no amigo. A noite estava fria e não desejaria uma gripe para o loiro. A mão coçou para acariciar os fios loiros, mas logo dispersou a vontade, alegando para si mesmo que era efeito do álcool.

Deitou-se ao chão e se perdera em seus pensamentos. Quando iria imaginar que tocaria para “tanta gente”. Não conseguia nem falar em público, quanto mais tocar por quase duas horas. Logo estava dormindo como uma pedra, cansado e tão vulnerável que nunca perceberia se alguém fizesse algo com ele. Dormiu uma noite sem sonhos, apenas relaxando na alegria que emanava do loiro ao seu lado.

 

          

 


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim rs
Prometo tentar postar no mínimo um capítulo por semana.
Obrigado desde já.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...