História I hate to love you - Jeon Jungkook - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 115
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Tão perto.


Fanfic / Fanfiction I hate to love you - Jeon Jungkook - Capítulo 28 - Tão perto.

Eu abria meus olhos devagar sentindo uma forte dor em minha cabeça, Tentando me acostumar com a forte luz que tinha naquele lugar, a qual eu não sabia que era um quarto de hospital. Respiro fundo sentindo uma forte dor ainda mais forte em minha cabeça. 


- Aí - Falei em quase um fio de voz. Levei minha mão até minha cabeça e fechei meus olhos forte, os pressionando. E suspirei. 


- ___? - Ouvi uma voz masculina na que lhe ambiente, me fazendo da um pequeno pulo pelo susto. Abrir meus olhos que estavam fechados e olhei para o dono da voz, era um garoto, muito bonito por sinal, o mesmo tinha uma expressão assustada, o garoto estava pálido. desviei meus olhos do garoto e olhei em volta de onde eu estava, e sentir um grande incomodo em meu rosto, era uma máscara que me fazia poder respirar melhor, então só agora percebi o quão minha respiração estava fraca. - V-Você está bem? - Perguntou o garoto, me fazendo olha-lo. 


- N-Não muito. - Minha voz estava trêmula e fraca. 


- E-Está sentindo dor? - Perguntou. O garoto me olhava atentamente, parecia preocupado ou com medo de alguma coisa, Eu o olhava, eu sentia que o conhecia de algum lugar, mas eu não me lembrava. 


- S-Só estou com uma dor em minha cabeça...Me desculpe mas eu acho que lhe conheço de a-algum lugar....- Depois que eu falei tal palavra ficou um silêncio total, o garoto tinha seus olhos marejados, eu não entendia o por que, vi algumas lágrimas caírem de seus olhos e escorrer pelo seu rosto bem desenhado. Aquilo me doeu, eu não o conhecia, mas eu sabia que aquelas lágrimas era por minha causa. - M-Me desculpe eu não qui~


- E-Eu vou chamar a enfermeira. - E ele saio da sala, respirei fundo e deitei minha cabeça no travesseiro, eu não tinha entendido tal ato do garoto, depois de alguns minutos vi a enfermeira entra na porta. 


- ___ que bom que acordou. - Não entendi o que ela quis dizer com isso, mas dei de ombros. - Está com dor de cabeça certo? - Só fiz balançar minha cabeça afirmando. - Ok, vou te dar um medicamento pra amenizar. - Falou ela pegando uma seringa e injetando em minha a veia. 


- Desculpa mas quem era aquele garoto? - Perguntei. 

- Também não sei, ele não falou seu nome. 


- Entendo. - Suspirei.


- Daqui a pouco vai passar essa sua dor em sua cabeça, vou mandar ligarem prós seus pais, os avisando que você já acordou. 



      3 dia depois //hrs:10:09//


Já fazia 3 dias que eu não via mais a que lhe garoto, cujo eu ainda não sei o nome, meus pais foram me visitar durante esses dias, hoje eu estou voltando pra casa, me deram alta. Mas me proibiram fazer esforço durante esses dias. 


- Vocês realmente não vão me dizer o que aconteceu comigo mesmo? - Falei calma pra omma Jin, e o mesmo me ajudou a entra do carro. 


- Kim ___ o que falamos disso? - Appa Nam se pronunciou no banco do motorista.


- Tá bom eu não vou tocar mais nisso. - Falei botando o sinto de segurança. 


- Que bom querida. - Jin falou. 


.


- ____ Minha filha. - Falou a senhora Lee me Abraço, e eu retribuir. - Que saudades que eu estava de você. 


- Também estava. - Sorrir. 


- Você está bem? - Falou. 


- Só estou com um pouquinho de dor em minha cabeça. - Eu estava bem mas eu ainda continuava com as dores fortes em minha cabeça. 


- Vem eu vou te dar um remédio. - Falou me levando para cozinha. 


.


- Você está bem mesmo filha? - Jin falou. 


- Estou sim Omma Jin. - Tomei um gole do meu suco de maçã. 


- Amanhã já é seu aniversário. - Namjoon falou. 


- 17 anos - Falei baixo. 


- Quer fazer alguma festa? - Jin falou me olhando. 


- Não precisa, vocês sabem que eu não gosto que fazem festa de aniversário pra mim. - Falei terminando de comer. - Vou dormir, boa noite. - Me levantei e dei um beijo na bochecha de cada um. 


- Boa noite querida. - Falou Jin. 


- Boa noite princesa. - Falou Nam e eu fui para meu quarto. 



                 00 : 21



Já era tarde e eu não conseguia dormir, toda vez que eu fechava meus olhos pra tentar dormir eu lembrava da que lhe garoto do hospital. 

Eu não sei por que mais todas as vezes que penso nele meu coração só falta sair pela minha boca, alguma coisa me prende nele.



" Como eu poderia enfrentar os dias 

Se eu devo te perder agora? 

Nós estamos tão perto 

De alcançar aquele famoso final feliz 

Quase acreditando que isso não é mentira 

Vamos sonhar para saber onde estamos

Tão perto 

Tão perto... 

E ainda assim tão longe. "



  Continua?


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...