História "I Hate u, I Love u" Imagine Park Jimin - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jikook, Namjin, Taegi, Vhope, Yoonseok
Visualizações 14
Palavras 1.875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heslou galeri!
Me perdoem por esse hiatus que eu dei ae por um tempo... "Um tempo"? Uma ova! Eu parei de postar cap. antes das férias de julho, acho...
Bom, não é isso que importa agora! Agora eu tô com criatividade e saí do hiatus!
Então vamos ao que interessa!
Boa leitura! ♡
{Fic também no WattPad}

Capítulo 15 - Sequestro


No capítulo anterior...
"Ele gostava muito de Eun-Ae, mas ela era mais para uma amiga do que namorada para ele."


"------------"------------"


(S/N ON)


FlashBack ON


"Eu não sei o que aconteceu... Foi tudo tão... tão rápido...! Eu não sei onde estou... Que lugar é esse? Eu morri?! Está tudo muito escuro...
Não! Espera! Acendeu!! Mas... continuo não enxergando nada... Por que minhas mãos estão presas e meus pés também? Tem uma fita na minha boca?
Estou ouvindo alguém se aproximando... Tem alguém caído ao meu lado... Me parece familiar... Tiraram a fita da minha boca! Ele está falando algo, mas não estou entendendo nada do que fala...
Está tudo embasado, mas ele me parece familiar, assim como a pessoa que está deitada ao meu lado, enquanto estou amarrada numa cadeira.''
Isso foi tudo o que pensei naquela hora. Não queria morrer naquele momento.
Quando minha vista desembassou, olhei para o chão novamente - o lado onde estava a pessoa deitada - e vi que não era um desconhecido. Era Jimin.
A pessoa, que agora estava andando em volta de nós, também não me parecia um estranho ou desconhecido. Achei que já tinha o visto na escola...
Essa pessoa estava andando em círculos em volta de nós, bem devagar, como um psicopata. Até que a pessoa reconhecida que estava deitada ao meu lado acordou. Assim, eu comecei a "surtar". Queria me soltar da cadeira, socorrer o Jimin, mas não conseguia! E por causa de meus atos, o psicopata colocou uma fita em minha boca novamente, pedindo para eu ficar bem quietinha. Continuei a gritar, só que desta vez mais alto entre a fita, e ele gritou para que eu calasse a boca. Assim, Jimin se assustou com o grito dele e os meus gritos e tentou me soltar da cadeira que estava amarrada, mas o psicopata o empurrou brutalmente longe, o fazendo cair "feio" no chão.
— J-J-Jung-gK-Kook...? — Jimin se pronuncia, identificando o psicopata, com dificuldade de falar e enxergar.
— Cale a boca!! — JungKook grita.
Depois de um tempo em silêncio, JungKook se aproxima de Jimin com uma certa brutalidade e o beija. No começo, foi meio "forçadamente", mas, com o passar do tempo, Jimin acabou cedendo ao beijo, enquanto eu só olhava incrédula. Não sei o que senti, mas uma lágrima escorreu pela minha bochecha, enquanto só observava a cena me debatendo, querendo me soltar, e tentando falar entre a fita para que eles parem, mas eles não pararam e continuaram assim por um bom tempo.
JungKook disse que amava Jimin, e Jimin, lhe disse o mesmo.
— Viu como é bom? Agora você sabe como me sinto, né? — JungKook diz se aproximando de mim, segurando meu queixo e limpando minhas lágrimas. — Oownt, tadinha dela! Tá chorando, neném? É legal, né? É a melhor sensação, não é, bebê? — diz analisando meu rosto. — Eu amo o Jimin e ele me ama também. É ruim um amor unilateral, né? Não ser correspondido... — diz sorrindo, olhando fixamente no fundo dos meus olhos, enquanto eu estava assustada. Eu poderia jurar que ele estava vendo a minha alma neste momento, de tão profundo que ele me olhava.
Eu não dizia nada, nem tentava me debater, nem nada, apenas tremia e gemia de medo de que ele poderia fazer para mim. Mas naquele momento, ele não fez nada de mal para mim. Não me assediou e nem tentou me estuprar, naquele momento.
Avistei Jimin se levantando com dificuldade e indo procurar algo. Fiquei olhando-o enquanto JungKook ainda me encarava analisando meu rosto, me dando elogios e críticas. JungKook acabou percebendo que estava olhando algo atrás dele, quando virou, Jimin lhe dá uma frigideirada na testa. Jimin assustou porque era para bater na nuca, mas JungKook virou no momento e acabou acertando a testa. Fica um pouco paralisado, abrindo a boca em um perfeito "0" e tampando-a com a mão, incrédulo, até que eu o chamo a atenção para que ele me solte da cadeira, assim, ele "acorda" e vem correndo me soltar. Quando me solta, dou-lhe tapas no braço por ter demorado para me soltar e vou correndo até a porta. Vendo que estava trancada, vou desesperadamente procurar a chave o mais rápido possível, pois a qualquer momento JungKook poderia acordar do nocaute, e parecia que ele já estava prestes. Jimin me ajudava a procurar, mas não deu tempo.
JungKook me nocauteou com uma chave de fenda, e logo depois, nocauteou Jimin que tentava o segurar.


(S/N OFF)


(Narradora ON)


JungKook agora havia amarrado os dois em cadeiras. Saiu daquele cômodo e ficou olhando-os pelas câmeras para ver se acordavam.
JungKook era doentemente possessivo demais. Não aceitava que "todo seu amor dado" a Jimin fosse em vão, atoa.
Então, assim, fez essa doentia "brincadeira" de tentar fazer Jimin voltar para ele. Uma brincadeira idiota que não deu nenhum pouco certo.
E, assim, ficaram horas magistrados ali, amarrados.


Quebra de tempo


Hoseok era o melhor amigo de Jimin e sempre lhe ligava depois que chegasse da escola, principalmente em dias nevosos, como este. Então ligou. Ligou uma vez, duas, três, até 13 vezes e nada de atender.
Já tinha achado estranho Jimin não ter atendido na segunda chamada, pois sempre atendia de primeira. A partir da quarta chamada começou a ficar preocupado. Na sétima chamada o ligava desesperadamente e Hoseok sabia que JungKook não era uma pessoa normal quando o assunto se tratava de Jimin.
Assim, Hoseok começou a pensar desesperadamente em onde Jimin poderia estar, quem poderia tê-lo levado.
Hoseok era o único que sabia sobre o esconderijo de JungKook, e esse foi o primeiro lugar onde pensou que Jimin estivesse. Então, este era o lugar que Hoseok iria.


"--------------"--------------"


Chegou no local furioso, batendo nas portas bruscamente por onde passava e até conseguiu arrombar uma que estava trancada — que, por sinal, era onde JungKook estava. Entrou no local, nem pensou muito, e foi direto para cima de JungKook o segurando pela cola da blusa.
— Você é louco, han??!! Você é doente, Jeon JungKook??!! — perguntou berrando para JungKook, enquanto o mesmo estava assustado. — Por que??!! POR QUE?!!! — Hoseok grita alto o suficiente para que Jimin e (S/N) acordassem. Jeon vendo nas câmeras que eles acordaram começou a rir.
— Olhe lá o que você fez. — diz Jeon apontando para a tela encarando Hoseok — Você acordou os bebezinhos, Hoseokkie... — diz num tom psicopático e, depois, começa a rir novamente. — Eles estavam num sono tão gostoso... Você acordou meus bebezinhos, Hoseok. - diz dando ênfase em "meus". — E isso... isso eu não perdoo... não mesmo. — dito isto, Jeon lhe deu um soco na cara, que o fez quase cair no chão e lhe tirando sangue da boca. Hoseok ficou o encarando, enquanto estava com a mão na boca, tentando levantar.
— JungKook, eu não quero ter de te bater... — Hoseok diz já quase de pé. - Eu só quero que você solte eles. — diz já de pé fazendo gestos com as mãos em sentido de estar tentando acalmar Jeon.
— Mas foi você que começou...! — diz infantilmente de cabeça baixa, logo depois, encarando Hoseok ainda de cabeça baixa dando risadas psicopáticas. (N/A: Aí dá medo)
Hoseok começou a andar para trás aos poucos, enquanto Jeon avançava aos poucos a Hoseok estalando os dedos e a cabeça. Hoseok vendo o jeito que JungKook estava, — como um filme de terror — saiu correndo procurando Jimin e (S/N). Abria qualquer porta desesperadamente, quando encontrou uma trancada e tentou arrombar. Ouviu o grito de pânico de pessoas — Jimin e (S/N) — e tentou acalmá-las. 

— Calma, gente, calma! Sou eu, Hoseok!! — diz Hoseok alto entre a porta para que eles escutem.
— Hoseok, eu te amo, cara!! Agora arromba logo essa porra de porta (N/A: EXO-Ls maliciaram) que a gente tá amarrado!!
E, assim, Hoseok ficou empurrando a porta com todas suas forças até conseguir arrombar.
Soltou Jimin e (S/N) e depois os levaram à sua casa para que lhe contassem exatamente o que aconteceu, e depois, levou cada um em seu devido lar.


[...]


No dia seguinte...


(S/N ON)


Fiquei totalmente traumatizada com o acontecido e faltei dois dias na escola. Passou quarta, passou quinta e na sexta fui para entregar o trabalho que acabei fazendo sozinha, não queria falar com Jimin por um bom tempo. Ignorava suas mensagens e ligações perguntando se estava bem.
Sexta-feira fui à escola, não falei com ninguém, literalmente. Nem com SeulGi, nem com JiYong, nem com YoonGi, nem com Hoseok que me salvou e muito menos com Jimin.
SeulGi, YoonGi e Hoseok até vieram falar comigo, perguntar se eu estava bem. E é claro que eu não contei o que aconteceu para SeulGi e YoonGi e menti que estava tudo bem. Hoseok até ficou meio desconfiado, mas acho que ele entendeu que eu não queria falar sobre o assunto. Eu só queria esquecer o ocorrido.


[...]


No final da aula, YoonGi veio falar comigo.
— Oi, (S/N)! — diz sorrindo vindo em minha direção.
— Oi... — respondo o olhando rápido e logo olho para baixo com um semblante triste.
— Tá tudo bem mesmo? Aconteceu alguma coisa? Você tá assim desde o começo da aula e ainda fez o trabalho sozinha... O Jimin te fez alguma coisa? — YoonGi me lança um questionário e não respondi nenhuma de suas perguntas e continuei desviando o olhar.
— É, né? — disse YoonGi e depois dá um longo suspiro. — Eu vou matar aquele desgraçado! — grita dando ênfase em "desgraçado" e dando um murro na parede ao meu lado, me fazendo dar um gritinho e me deixando assustada. YoonGi sai raivoso pelo corredor e vou atrás tentando impedí-lo.
— Não, não! Ele não fez nada! YoonGi, para! - digo tentando segurá-lo, já quase chorando.
— Por que devo parar?! Por que?!! — grita se virando brutalmente fazendo com que eu solte seu braço.
— Porque ele não fez nada!! — grito dando ênfase em "nada", já chorando. Eu não sabia por qual motivo eu estava chorando aquela hora.
Então, ele, num rápido ato, me beija e sinto suas bochechas molhadas sobre as minhas, enquanto ele segurava minha cabeça com suas duas mãos. Depois de um tempo, ele para de me beijar e gruda nossas testas, ainda de olhos fechados.
— Eu realmente gosto muito de você e não gosto de te ver assim. — diz com a voz embargada e logo depois me abraça forte e com desejo.
Sinto alguém esbarrar em YoonGi e depois ouvimos um "desculpa", e, assim, YoonGi me solta e encara a pessoa que esbarrou que passava reto pelo corredor.
— Ei!! — exclama YoonGi chamando e esperando que a pessoa pare. Mas sem sucesso, ele grita novamente, e, assim, a pessoa para no meio do corredor. — Você aí mesmo! — diz apontando para a mesma. — Não olha por onde anda? Hã?! — pergunta alterado enquanto eu tentava o repreender.
Não reconhecíamos a pessoa pois ela estava de capuz, mas assim que YoonGi gritou, ela tira o capuz, e então, pudemos ver quem era.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Continua...


Notas Finais


Quem será essa pessoa?? Tá muito óbvio, vai...
2° beijo seu com o YoonGi enquanto só teve um pré-lémon com o Jimin. Vcs devem estar achando que essa fic é imagine Suga, né? Mas num é nau, tá?
Espero que tenham gostado e me perdoem por qualquer erro!
2bjo e até o próximo capítulo!♡
{Fic também no WattPad}


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...