História I Love my best Friend - Capítulo 31


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Red Velvet
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Irene, J-hope, Jimin, Jin, Joy, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Hoseok Bissexual, Hoseok!top, Menção Chanbaek, Menção Jikook, Menção Namyoonjin, Menção Sulay, Menção Xiuchen, Menção Yoonjin, Menção Yoonseok, Vhope Principal
Visualizações 185
Palavras 664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Festa, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Esse capítulo é um pouco da história do Taehyung.

Capítulo 31 - A Viagem (Part. 2 Flashback)


Fanfic / Fanfiction I Love my best Friend - Capítulo 31 - A Viagem (Part. 2 Flashback)

Será que eles iriam gostar de mim?


Por um instante travei ao ver os pais de Hoseok virem em nossa direção. Cenas da reação dos meus pais ao saberem da minha da minha sexualidade, surgiram em minha cabeça e senti meu corpo estremecer e a mente voltar ao passado.


Flashback on:

Um vazio tomava meu peito em meio aquele jantar, aquilo não era um jantar comum aquele era o jantar pra mim conhecer minha futura esposa, como dizia meu pai ele insistia em dizer que eu seria o responsável pelo futuro da empresa e principalmente era o meu destino me casar com a filha mais nova dos Baes. Irene não era ruim, muito pelo contrario ela era uma garota incrível mas digamos que eu nunca curti a fruta e ela também não parecia sentir nada por mim.

- CHEGA EU NÃO QUERO ISSO - Gritei ao ouvir eles pranejarem alegremente como seria a cerimônia do nosso casamento, olhei para os lados e vi os rostos assustados de todos em volta da grande mesa de jantar posta sobre nós, direcionarem para mim.

- Kim Taehyung que modos são esses? que conversa é essa meu filho?- Falou meu pai se levantando da mesa e tentando manter o máximo de classe possível em frente aos Baes, mas a raiva era visível.

- Pai, mãe, senhor e senhora Bae, não quero isso, me desculpem mas eu não quero me casar com a Irene, eu quero decidir me casar quando eu sentir que for a hora certa e a pessoa certa. - Fitei o olhar da garota que estava me olhando um tanto assustada.

- Irene me desculpe, você é uma garota incrível e merece alguém que realmente ame você da maneira que você merece, me desculpe mais eu não sou esse cara eu jamais serei - Vi ela suspirar aliviada e sorrir de canto, assim como eu ela não gostava da ideia de ter de se casar com um estranho.

- KIM TAEHYUNG - Meus pais gritaram em um único som, apenas ignorei e subi as escadas deixando todos ali de boca aberta tentando entender o que acabará de acontecer.

Eu já sabia que algo muito ruim iria acontecer afinal eu nunca havia desobedecido meus pais daquela maneira. Depois de alguns minutos ouço meu pais entrando em meu quarto já ao berros e com fogo nos olhos.

- O QUE PENSA QUE VOCÊ TÁ FAZENDO SEU GAROTO INSOLENTE, VOCÊ SABE O QUANTO ESSE JANTAR ERA IMPORTANTE PRO SEU FUTURO E PRO FUTURO DA NOSSA FAMÍLIA - Meu pai gritava enquanto minha mãe mantinha um olhar mortal sobre mim.

- É bom você se comportar na próxima vez, afinal eles virão novamente no próximo sábado, porque tá fazendo isso? Eu tive que inventrar uma desculpa pros Baes voltarem - Minha mãe tentava não gritar mas sua voz estava um pouco alta.

- EU SOU GAY OK, EU NÃO QUERO ME CASAR COM UMA GAROTA, EU NÃO CURTO GAROTAS E NÃO ISSO NÃO É O MEU FUTURO EU AMO OUTRA PESSOA, EU NÃO QUERO NADA DISSO E... - Senti um tapa muito forte acertar meu rosto e mais outros surgirem logo depois.

- LAVA ESSA BOCA, VOCÊ É HÉTERO E VAI SE CASAR COM UMA GAROTA, SE QUISER FICAR MORANDO EMBAIXO DO MEU TETO NÃO OUSA DIZER ISSO NOVAMENTE - Estapeou meu rosto me fazendo cair no chão com brutalidade e lagrimas brotarem dos meus olhos.

- Eu amo o Hobi eu quero ficar com ele, e não vou ne casar com ela entenda, isso não é pra mim pai.

- SOME DA MINHA CASA AGORA, EU NÃO SOU SEU PAI EU NÃO TIVE UM FILHO PRA SER VIADO, VAI EMBORA TAEHYUNG, SOME DA MINHA FRENTE SEU ANORMAL.

E foi assim que larguei minha casa, e fui abandonado pela minha própria família e recorri a Hoseok, menti uma história pra ele e pedi um teto pra morar e ele me acolheu sem pedir nada em troca. E foi assim que passei a morar com o homem da minha vida, o meu primeiro e único amor.

Flashback off:

Cont.


Notas Finais


Mais alguém odeia os pais do Tae?

Capítulo não revisado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...