História I Need You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tom Holland
Personagens Personagens Originais, Tom Holland
Tags Homem Aranha, Tom Holland
Visualizações 54
Palavras 1.575
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heey
Essa é minha primeira fanfic e eu espero que vocês gostem!!

Capítulo 1 - City of Angles - I am home


Minha vida tá uma completa bagunça.

 

Deixa eu explicar: no primeiro ano do ensino médio eu fui pro Texas, porque meu pai foi transferido de São Paulo pra lá. No segundo ano eu fui pra NY, porque meu pai foi novamente transferido, e agora, no terceirão, eu fui pra LA, adivinha porque !? Kkkkkk

 

Apesar dessa mudança toda, é muito bom conhecer lugares novos. Só que agora tão pedindo pro meu pai ir pra Austrália! Muito longe e logo agora que tá quase certo que eu vou Universidade daqui! 

 

Então depois de longas conversas com meus pais “eu já tenho 17 anos, posso me cuidar” “eu vou entrar pra faculdade daqui a pouco” “eu posso dividir um apartamento com alguém”, eles finalmente concordaram!

Não que eu não vá sentir falta, lógico que eu vou morrer de saudades dos meus irmãos e dos meus pais, mas já tá na hora de desapegar!

 

E também, quem não que morar em Los Angeles?? “The city of angles” 

Como diz Jared Leto :

I AM HOME 

 

E agora, cá estou, sentada no chão do meu mais novíssimo apartamento, que eu vou dividir com duas loucas aí que eu achei na internet, e uma delas é rica pra cacete e os pais dela praticamente deram o apartamento e eu e a outra menina só temos que pagar as contas. A questão é: eu to cheiaaaaaa de caixas, como sai tanta coisa de um quarto meu Deus? 

 

-Isa - entra Sophie com tudo no meu quarto, me assustei? Um pouco, talvez 

-Que susto menina! 

-Desculpa - ela diz rindo, aí ela repara nas caixas e na bagunça que tá o quarto e fecha o sorriso, me olhando com uma cara nada boa - Isabella! Olha a bagunça disso! Como você ainda não terminou? 

-Calma Sophie, meu Deus, parece até minha mãe! Eu já vou terminar, é que eu fiquei com preguiça e parei um pouco - nem fiquei brava com ela por ter falado daquele jeito, afinal ela é meio fanática em limpeza e sei que a gente vai sair hoje pra comemorar a mudança e já são 20hrs.

-Tá, vai se arrumar então, amanhã você termina - diz ela se acalmando.

-Tá bom, mas aonde a gente vai? 

-Num restaurante que é tipo um bar, um menino que a Ana pegou na viagem dela pra New York vai estar lá - começamos a rir, afinal, faz 1 mês mais ou menos que a gente se conhece, e já deu pra perceber que uma coisa que a Ana gosta, é de macho! 

Sophie sai do quarto e uma ansiedade misturada com medo começa a surgir em mim, sabe quando seu coração bate mais rápido, esperando por algo? 

Quando já estou pronta, saio e vou pra sala, onde as meninas já estão arrumadas.

Descemos pro estacionamento e entramos no carro, que é da Sophie, que é a rica pra cacete e tal. Durante o caminho a ansiedade só aumenta. 

Depois de uns 20 minutos no carro, finalmente chegamos e uma ansiedade absurda me dominava e eu não estava entendo completamente nada.

Até que eu entro e o vejo. E ali, meu coração que estava batendo tão rápido, simplesmente parou.

 

-Isabella- me chama Ana e eu saio do meu transe de ficar olhando o menino 

-Oi- respondo e elas me olham com uma cara estranha e depois olham pra onde eu tava olhando, aí elas fazem aquela famosa cara maliciosa e eu reviro os olhos. 

-Já tá olhando o Tom né, ainda bem que eu tô pegando o amigo dele - fala Ana e eu rio

-Pera, é o Tom Holland? - pergunta Sophie e eu ligo as coisas, ele é novo homem aranha da Marvel, como eu não percebi antes? 

-Sim, o homem aranha, como você não percebeu Isa? - pergunta Ana - Pensei que você ia enlouquecer, pelo pouco tempo que eu te conheço, já sei que você adora a Marvel

-Sei lá, mas isso não importa, agora eu quero saber porque você não falou que tava pegando o amigo do Tom Holland! 

-Verdade! - percebe Sophie - você não fala nada, teria me arrumado mais se soubesse que ele estaria aqui! 

-Calma gente, queria fazer surpresa, desculpa aí - fala Ana - Vamos, ele não para de te encarar Isa - e eu volto a olhar para ele, e confirmo o que a Ana falou, ele tava me encarando e eu fico vermelha.

-Espera, quem é o amigo que você tá pegando? 

-O Harrison, é o loirinho do lado do Tom - ela responde e eu olho, e percebo o menino, e mesmo não querendo, reparo que o Tom não está mais olhando pra cá.

-E do outro lado, quem é? - pergunta Sophie 

-Harry, irmão do Tom, agora vamos pra lá- fala Ana, puxando a gente pela mão. 

 

pov Tom 

 

Harrison praticamente obrigou a gente ir para um bar, ele ia encontrar a menina que ele tava pegando, e como ela ia levar amigas, falou pra gente ir junto. Fui, pois eu precisava relaxar e beber um pouco, e o Haz não parava de encher o saco também. 

Quando a gente chegou no bar, as meninas ainda não estavam, sentamos e do lugar onde eu estava, dava pra ver as pessoas que entravam no bar, e uma menina que entrou, junto com duas amigas, chamou muito minha atenção, e eu não conseguia parar de encara-la, ela também ficou me encarando, como se estivesse num transe, depois quando ela percebeu que eu ainda a encarava, ela ficou vermelha, que fofa, então elas começam a andar pra cá.

 

-Hey Haz, aquelas são as meninas? - pergunto apontando pra elas, ele olha, confirma e sai de encontro com as meninas. E eu torço pra que ele não beije a menina que me chamou atenção. Meu pedido é realizado e eles andam até aqui.

 

pov Isa

 

-Oi Ana - Fala Harrison, que veio até nós

-Oi Haz - Fala Ana se aproximando e beijando o menino

Olho pra Sophie e compartilhamos aqueles segundos de vela

-Haz, essas são Sophie e Isabella- Ana fala apontando pra gente- meninas esse é o Harrison 

-Oie - eu e Sophie falamos juntas e começamos a rir 

-Oie - ele fala zoando e rindo - vamos lá pro balcão, os meninos estão lá.

 Andamos até lá e eu tento não encarar Tom, mas é meio impossível pois ele não para de me encarar.

-Meu Deus!! Tom Holland!! Prazer, eu sou Sophie - Sophie estende a mão, mas ele ignora e da beijinho no rosto, vê se pode.

-Oi Tom, prazer, eu sou Isabella - falo morrendo de vergonha, essa não sou eu meu Deus.

-Oi Isa - ele fala sorrindo e me dá beijinho no rosto também. 

-Ué, o Harry não tava aqui? - pergunta Ana

-Ele foi no banheiro - responde Tom - vocês querem alguma coisa pra beber? Cerveja? 

-Eu aceito- fala Sophie e então ele olha pra

mim, esperando minha resposta

-Eu não posso, e também não gosto de cerveja.

-Não pode por que? - pergunta Tom

-Tenho 17, ainda falta alguns anos pra eu poder beber - falo rindo.

-Olha, alguém da minha idade - surge uma voz atrás de mim, então eu olho, e é o Harry - Prazer, Harry - fala me estendendo a mão 

-Prazer Harry, sou Isabella, mas pode me chamar de Isa - falo e ele sorri, e eu sorrio de volta. Simpatizei com esse menino. Ele cumprimenta as meninas e a gente volta no assunto.

-Mas se você estivesse no Brasil, já ia poder beber né Isa - pergunta Sophie

-Quando eu fizesse 18 sim 

-Você é brasileira? - os irmãos perguntam juntos

-Sim - respondo rindo, hoje todo mundo tá falando junto.

-A gente foi pra São Paulo esses tempos - fala Tom

-Eu sei, sou de lá, estreia do seu filme né? - pergunto.

 

E assim a conversa foi fluindo e eu estava amando conversar com eles e percebo que é pelo sotaque britânico. 

-Mano, eu amo esse sotaque de vocês, nunca o percam, sério- falo e eles riem 

-Já que você pede- os irmãos falam juntos novamente 

-Cara, isso tá muito estranho, eu não sou o Sam! - Tom fala rindo 

-Sam é o seu irmão gêmeo né? - pergunto para o Harry.

-Sim, aliás, você sabe bastante da gente - e nesse momento eu fiquei vermelha, tipo, muito mesmo.

-É que eu sou fã da Marvel, aí seu irmão apareceu como novo homem aranha, e eu dei aquela stalkeada básica - explico e eles entendem.

Depois de muito tempo de conversa e brincadeiras, a gente resolve ir embora, pois já era quase 3 da manhã.

 

Estávamos no lado de fora do bar, quando Tom fala:

-Hey, o que vocês acham de jantar lá em casa amanhã à noite, ou hoje na verdade - ele fala rindo e olhando diretamente pra mim, e eu sorrio e fico o encarando, entrando naquele transe de novo! Acho que foi a quinta vez essa noite! 

-Pode ser Tom! - responde Sophie e eu acordo do transe 

-Sim, pode ser - falo

-Tá bom então, a noite estaremos lá - fala Ana.

Nos despedimos, e na hora que eu fui dar beijinho no Tom, ele me puxa pra um abraço, e que abraço, que homem, socorro.

-Boa noite - sussurra no meu ouvido e eu me arrepio, ele percebe e da aquele sorriso sapeca, e novamente eu penso: socorro.


Notas Finais


Gente, o título do capítulo é uma música do Thirty Seconds to Mars, ouçam, ela é maravilhosa!! Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...