História I need you in my life! - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Toy Chica, Toy Freddy
Tags Amor, Hentai, Toy Chica, Toy Chica X Toy Freddy, Toy Freddica, Toy Freddy, Toy Freddy X Toy Chica
Visualizações 42
Palavras 1.400
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


De novo euzinha com um shipp que me pediram. Tá aí, toy freddica!

Boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction I need you in my life! - Capítulo 1 - Capítulo único

Dia: 25 de abril


TOY CHICA

- Toy chica! Por favor se torne minha namorada! - era o que eu sempre ouvia

Em meu colégio eu era a mais popular e (pelo que ouvi falar) a meus bonita também. Todos os dias, garotos que nem conheço me elogiavam, por mais acabada eu estivesse e alguns mais safados davam cantadas para tentar me conquistar. Que coisa ridícula!

Mas, de todos que comigo já falaram, o que me chamou a atenção não foi um cara que me elogiava. E sim, um carinha que sentava no fundo da sala e que era um dos menos populares. Toy freddy.

Ele e eu começamos a namorar, o que deixou muitos dos outros garotos da escola com ciúmes, mas eu realmente não me importo com eles. Eu só quero meu toy!

Estávamos em minha casa assistindo a alguns filmes enquanto comíamos pipoca e refrigerante. Eu morava com minha prima, chica, mas ela não é de ficar em casa e está sempre saindo para baladas. (Coisa que eu fazia, mas resolvi parar pois pode dar alguma merda...).

Estava bem tarde, mas como não tenho aula amanhã, não tem problema eu passar umas horinhas a mais acordada com meu amado.

Eu vestia meu pijama lilás, que continha uma camiseta e um short e , toy freddy seu pijama azul, que era quase igual ao meu, o que o deixava muito lindo (ele fica bonito com tudo!), ele dormiria aqui hoje. É o que os casais fazem, não é? Dormem na casa um do outro!

O filme estava para acabar, mas... acho que não vi o final, já que acabei dormindo. Eu deitei minha cabeça no ombro de toy freddy e ficamos assim até o filme acabar de vez. Quando acabou, senti que toy me pegou estilo noiva e me levou até meu quarto, onde me colocou delicadamente em minha cama com cobertores rosas e amarelos, enfeitada com adesivos que colei quando era criança. A propósito, tenho 18 anos e toy freddy 19.

Ele se sentou ao meu lado e ficou alisando meus cabelos, que sempre estão presos em um rabo de cavalo, mas quando estava junto de meu amor, deixava-os soltos. Eu fui acordando lentamente por estar o tempo todo ouvindo meu amado dizer "como você é linda!" Ou "você é preciosa para mim!". Me deixava feliz!

Então eu falo enquanto ainda estou abrindo meus olhos:

Eu: se ficar me elogiando assim, vou ter que dormir sozinha! - falo rindo de leve

T.freddy: hahahaha, está certa! - ele brinca com meus cabelos - tão macios!

Eu: por que tanta fixação pelos meus cabelos? - ele fica quieto - não vai falar o porque?

T.freddy: é que você disse para eu não te elogiar mais e eu ia dizer que é por que seu cabelo é maravilhoso, assim como o resto de você! - corei a ouvi-lo

Eu: er... obrigada! - ele me deu um beijo de leve em minha boca

T.freddy: eu realmente não sei o que você vê em mim! Sou um garoto tão... sei lá, feio e babaca! Por que namora comigo?

Eu: por que eu não me importo como é sua aparência! Eu te amo do jeito que é! - falo me sentando e tirando a franja de toy freddy da frente de seus olhos

T.freddy: também te amo linda! - ele me beija

Ficamos deitados com as luzes acesas por um tempo. Estávamos tão entediados. Não tinha nada para fazermos juntos e... mas... E se... já sei!

Eu: toy toy, por que não brincamos de algo? - falo maliciosamente me levantando e ele também se levanta

T.freddy: ah... brincar do que? - ele se faz de inocente

Eu: acho que você sabe! - derrubo-o em minha cama fazendo o mesmo corar e me olhar um pouco assustado

Sempre fui uma garota tímida e gentil, por isso o garoto achou estranho esse lado pervertido.

Tomo a iniciativa e o beijo com vontade, como se fosse a última coisa que eu faria em minha vida. Ele cede rapidamente o beijo selvagem, segurando minha nuca para aprofundar o beijo. Me separo dele e me sento em cima de seu membro, que já estava bem animadinho pelos meus gestos.

Eu: mal começamos a brincar e já está tendo festa aí em baixo? - digo sorrindo e me referindo ao volume que dava para ver nas calças de seu pijama. Toy freddy corou muito pelo meu comentário

Ele segurou a gola de minha camiseta e me puxou para mais um delicioso beijo, que descia para meu pescoço e se transformava em fortes chupões. Nossos corpos estavam colados e seu membro ereto roçava em minha intimidade, me levando ao delírio, me fazendo gemer em um tom baixo.

As roupas já nos atrapalhavam, então enquanto nós nos beijavamos, tirei a camiseta dele e ele a minha. Cessamos o nosso beijo e chupões e ele me olhou pervertidamente, por causa de eu estar sem sutiã.

O moreno estava vidrado em meus seios a mostra e foi logo atacando o esquerdo. Ele chupava com força ele, dando lambidas em toda sua extensão. Meus gemidos ficavam cada vez mais altos, mas não chegavam a ser gritos.

Ele, com sua mão livre, começou a tirar meu short do pijama. Ele tocou com a ponta dos dedos minha intimidade por cima de minha calcinha e vez pequenos movimentos que me estimulavam a ter prazer. Já eu beijava seu abdômen definido, o que me evitava mais ainda. Toy freddy, ao perceber que o tecido da minha calcinha estava molhado, tira a mesma rapidamente.

Eu estava totalmente nua de frente ao meu namorado. Claro que eu corei violentamente, mas então ele disse:

T.freddy: se você está desse jeito, não é justo que eu esteja diferente de você! - faz referência ao fato de ele ainda estar com sua calça - por que não faz as honras?

Eu: com muito prazer! - desci até suas calças e as retirei com muito cuidado. Quando estava apenas de cueca (que se encontrava um grande volume), eu começo a massagear seu membro por cima da cueca, fazendo Toy ficar bem exitado.

Tirei sua cueca com os dentes e a joguei em qualquer canto do quarto. Quando vi seu membro ereto já no pré-gozo, o lambi devagar, para que toy freddy "sofra" um pouco. Lambia a cabecinha de seu pênis com cautela, e toy gimia fraco e dizia:

T.freddy: não me torture! Vá com toda sua força!

E assim atendi o pedido de meu amor. Coloquei todo o seu membro em minha boca, ou pelo menos até onde conseguia. Começo a chupar seu pênis com vontade e sem dó, arrancando vários gemidos do moreno. Logo ele fala/geme:

T.freddy: e-e-e-eu... v-v-ou... - nem deu tempo dele terminar de falar e sinto minha boca ser preenchida com seu gozo Salgado e quente. Sem pensar duas vezes, enguli o líquido branco e fiz uma trilha de beijos de seu membro até sua boca, a beijando selvagemente.

T.freddy: está preparada? - diz em meu ouvido e em seguida o morde de leve

Eu: c-claro! - gaguejei. Posso ter a fama na escola de mais "gostosa" ou de mais "pegadora". Mas na verdade nunca havia namorado, e muito menos tido uma relação sexual. Era minha primeira vez...

Toy freddy se levanta da cama, pega sua calça que estava no chão e tira do bolso dela uma camisinha. Segurança em primeiro lugar! Agora, por que ele tinha uma camisinha em seu bolso? Ele já planejava fazer isso comigo?

O moreno vestiu a camisinha e voltou para onde eu estava. Se deitou em cima de mim dizendo:

T.freddy: se doer, me avisa que eu paro! - ele fala gentilmente para mim e eu assenti com a cabeça

Ele colocou seu membro em minha entrada virgem lentamente, mas já sentia uma dor insuportável, me fazendo gritar. Ele começou a fazer movimentos que ficavam cada vez mais rápidos. Minha dor de eu sendo rasgada ao meio passou a ser um prazer inexplicável.

Eu gemia feito uma louca, e ele ao me escutar ia mais rápido.

Eu: V-vai! M-mais r-rapido T-toy...

T.freddy: isso! G-geme meu nome!

Eu: t-toy f-f-fre-ddy!!! - gritava sem parar e sem me importar com os vizinhos

Depois de um tempo neste vai e vem prazeroso, eu gozo, assim como ele. Toy sai de dentro de mim e se deita ao meu lado ofegante e suado, assim como eu

T.freddy: então amor, foi bom?

Eu: o melhor da minha vida já que foi o primeiro!

T.freddy: o meu também! - ele me beija - eu te amo minha toy!

Eu: também te amo meu toy!

E assim dormimos, esquecendo de todos os problemas e pensando somente no amor que sentimos um pelo outro.


♡FIM♡




Notas Finais


Tchau


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...