História I'll never be the same - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Glee
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Faberry, Fifth Harmony, Norminah
Visualizações 96
Palavras 1.488
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá como vocês estão?
Boa leitura e desconsiderem os erros =D
Caso vocês queiram falar comigo é só me chamar no twitter @camz_cabello23

Escutem essa musica para ler o capitulo...
https://www.youtube.com/watch?v=VURcxTpvWM8

Capítulo 19 - 18- eighteen


POV Dinah

Desde que a chancho saiu daquele jeito na sala todas ficamos sem reação, pois apesar de conhece-la a pouco tempo a Mila é a pessoa mais doce do mundo.

Esse comportamento não é algo normal.

Eu não consigo explicar, mas sempre que penso na Walz eu sinto meu coração batendo rápido dentro de mim enquanto um sentimento bom me preenche.

A chancho me lembra dos meus irmãos e apesar dela ser mais velha eu me sinto como a irmã mais velha e tenho a estranha necessidade de sempre cuidar dela, querer saber dela. Vê-la deixando a sala dessa maneira é como se o chão tivesse se abrido.

Vê-la assim era como... Era como se alguém tivesse pegado meu coração na mão nas mãos e o apertasse causando assim uma dor excruciante deixando-me paralisada enquanto observa ela desaparecer pela porta.

Assim que ela sumiu as meninas começaram a falar ao mesmo tempo, mas eu estava desligada demais para prestar atenção no que elas falavam.

Desde que coloquei meus olhos na Mila eu notei o quanto ela estava diferente... Ela estava igual o começo da semana passada onde nós éramos desconhecidas.

Durante a semana passada eu observei de longe o comportamento dela e aos poucos eu a vi saindo do seu casulo e começando a explorar o ‘mundo’, aos poucos ela falou mais, aos poucos ela interagiu mais e mesmo sendo travada ela estava mais aberta, mas hoje ela voltou mais fechada do que antes...

Mais não era somente isso...

Tinha algo... Tinha algo a mais em seu comportamento... Algo que não consegui identificar...

Quando seu olhar cruzou com o meu antes dela desaparecer pela porta da sala eu vi o mesmo olhar de quando a encontrei tendo aquele pesadelo.

Eu nunca vou esquecer aquele olhar...

Mila tem olhos castanhos e apesar de ser uma cor comum ela tem um brilho único no olhar, mas hoje esse brilho estava apagado e junto com ele qualquer resquício da minha chancho.

Será que estou deixando passar algum detalhe?

Será que estou deixando alguma coisa de lado?

Eu posso estar exagerando e se isso acontecesse seria completamente normal afinal sou Dinah Jane a rainha do drama, mas algo dentro de mim me fala que estou deixando um detalhe de lado... É como um sexto sentido.

Minha mãe sempre me fala que devemos escutar nosso coração, pois ele nos mostra muito mais do que podemos de fato ver, ele está certo, ele sempre está certo.

Preciso ver além.

Eu preciso ir além.

Algo não está certo.

Eu sinto aqui dentro.

Eu sei.

- Dinah? Dinah? – chamou Mani pegando meus ombros delicadamente tirando-me dos meus devaneios e foquei meu olhar das minhas amigas – Você está bem?

- O que disse? – perguntei acordando do meu transe e foquei meu olhar nas meninas a minha frente.

- Nós estávamos conversando sobre a Mila e seu comportamento e do nada você ficou encarando o nada em silêncio – disse Ally olhando para mim.

- Eu... Eu preciso ir – falei ganhando a atenção de toas.

- Você vai ir a onde? – perguntou Lauren, mas ela já sabia a resposta antes mesmo de eu conseguir responder.

Posso não ter conversando muito com ela durante a semana retrasada, mas as poucas palavras que trocamos me fez perceber que não era somente eu que pensava e sentia que algo estava terrivelmente errado.

Não podia ser somente impressão.

- Eu vou ir atrás da chancho – respondi firmemente olhando para os olhos verdes cheios de preocupação da Lauren,

- Ela disse que precisa de um tempo DJ – falou Ally soltando um suspiro.

- Eu dei esse tempo... Eu ainda estou aqui com vocês em vez de estar procurando-a.

- Ela queria ficar sozinha Dinah – comentou Mani pecando minha mão e no mesmo instante senti o gostoso calor se espalhar.

- Não, ela não quer ficar sozinha Mani – falei sentindo-me frustrada e impotente ao mesmo tempo – Ela pode até ter dito que quer, precisa ficar sozinha Mani, mas ela no fundo não quer...

- Dinah...

- Não Mani – falei firme cortando-a – Eu não sei explicar isso, mas eu sinto aqui dentro de mim que ela precisa de mim... E se ela precisa eu vou estar aqui, eu vou ir atrás dela – falei colocando a mão sobre meu peito e dei uma pausa tomando fôlego e observei o olhar dela, mesmo não entendo ela estaria ao meu lado. Lauren deveria estar no mesmo estado que eu, pois apesar dela não comentar eu via o seu olhar para a Walz e Ally mãe de todos os santos apesar da pose tranquila eu via sua aflição em seu olhar – A Camila quando deu esse ataque, mas eu confio nos meus instintos e eu sei que alguma coisa está errada, então eu vou acha-la... Ela pode ter sido uma babaca, mas ainda é minha chancho e não vou simplesmente ignora-la por conta do pequeno ataque dela.

- Então vamos todas – disse Lauren decidida e sorri vendo sua determinação.

- Eu posso estar magoada com ela, mas a Mila não parecia estar no seu normal... Alguma coisa deve ter acontecido com ela – falou Ally.

– Ela parecia exausta como se não tivesse dormido por dias – complemento Mani.

- Eu lembro-me de como eu a encontrei semana passada, no inicio das aulas e ela estava com a mesma expressão – comentou Ally ganhando minha total atenção... Então não era a primeira vez? – Semana passada quando a encontrei no pátio do colégio ela parecia que ia desmaiar a qualquer momento.

- É verdade Ally – exclamou Lauren – Quando a encontrei no quarto naquele dia ela estava bem pálida e muito cansada.

- Então não é a primeira vez que ela fica assim? – perguntou Mani para elas fazendo a pergunta que estava em minha mente.

- Ela não explodiu semana passada, mas estava tão cansada quanto hoje – comentou Ally, mas minha atenção estava em Lauren que estava inquieta em seu lugar.

Ela sabe de alguma coisa que eu não sei!

Preciso conversar com ela.

 - Eu vou sair procura-la – falei novamente – Ela surtou com nós quatro e surtará de novo se ver todas juntas novamente, então eu vou procura-la sozinha.

- E porque tem que ser você a ir procura-la? – perguntou Lauren para mim e notei seu incomodo.

- Eu super aprovo seu amor pela chancho e juro que já sou a capitã desse shipper, mas sou eu que vou procura-la palmito, então acalma a periquita – disse vendo-a abrir a boca para me responder – Vocês vão para lanchonete e depois para o quarto e se ela estiver lá vocês me avisam e eu vou até lá.

- Porque você acha que ela vai querer falar com você? – perguntou Ally para mim e sorri para ela.

- Mãe de todos os santos você já foi mais esperta – comentei com um sorriso – Eu sou Dinah Jane meu amor – disse apontando para mim -
Eu sempre consigo tudo o que quero e nesse momento quero acha-la e conversar com ela e eu vou – falei com um sorriso, mas por dentro minha angustia estava crescendo – Nós nos vemos depois – avisei me virando para sair da sala.

- Dinah – chamou Mani e no mesmo momento em que me virei senti seu corpo se chocando com o meu num rápido abraço – Qualquer coisa me liga – pediu em meu ouvido e assenti – Eu estou orgulhosa – falou deixando um beijo em meu rosto e do mesmo modo que me abraçou ela se soltou e virou-se para as meninas.

Do que ela estava orgulhosa?

Deixei esse pensamento de lado e me foquei em achar a Mila.

Se eu quisesse me esconder de todos onde eu iria?

..................................................................

Meus passos continuavam rápidos desde que sai da sala passando pelos corredores, banheiros, salas de aulas, quadra, jardim e por ultimo cheguei ao campo.

Você realmente sabe se esconder chancho.

Brincar de esconde-esconde com a Mila deve ser a pior coisa do mundo.

Quando notei o campo vazio comecei a caminhar de volta pela a arquibancada e de longe notei um corpo encostado numa das pilastras.

ACHEI VOCÊ CHANCHO.

Assim que a vi comecei a caminhar até ela.

Enquanto me aproximava notei seu moletom jogado ao lado do seu corpo.

Ela ainda não havia me notado então segui caminhando até ela em silêncio.

Em cada passo sentia o aperto em meu peito aumentando enquanto aquela sensação ruim crescia e se espalha pelo meu peito como uma praga. Quando estava quase ao seu lado eu escutei seu choro baixinho e meu coração se despedaçava ouvindo aquele soluço baixinho então apressei meus passos até ela.

Eu não vi isso... Ela não pode ter feito isso... Chancho, por favor, não!

Eu não vi isso... Ela não pode ter feito isso... Chancho, por favor, não!

Eu não vi isso... Ela não pode ter feito isso... Chancho, por favor, não!

- Meu Deus! – exclamei baixinho mais foi o bastante para ela notar minha presença e me olhar chocada – O que fez chancho?


Notas Finais


Bom é isso!
Gostaram? Por favor me deem um retorno!
Comentem!
beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...