História I'll never forget you - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), IKON, Monsta X
Personagens B.I, J-hope, Jimin, Jin, Jinhwan, Joo Heon, Jungkook, Junhoe, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Ikon, Monstax
Visualizações 7
Palavras 7.657
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


espero que goste boa leitura ♥

Capítulo 15 - Meu pós-morte!


Fanfic / Fanfiction I'll never forget you - Capítulo 15 - Meu pós-morte!

 -Sr.Vicente on(pai da Jessie)-

chego do serviço umas 22:30 da noite e encontro minha esposa e meus filhos menos Jessie sentados na sala no telefone.

-Boa noite pessoal!-comprimento minha família.

-boa noite appa!-Clara responde.

-Boa noite amor!-minha esposa me comprimenta.- viu a Jessie por aí?

-não!-respondo.- onde ela ta?-pergunto.

- ela foi na casa do Jin amor o appa dele foi sequestrado e Jessie foi fazer companhia pra ele! -minha esposa responde.

- sério? quando isso aconteceu?-pergunto.

-ontem a noite!-Clara responde. - o appa do Jin foi fazer uma transferência de dinheiro pra empresa e sequestraram ele.

-coitado do Jin! -falo pensativo.- e que horas a Jessie vai vir pra casa?

-eu não sei querido!era pra ela estar aqui já mas até agora ela não voltou e nem consigo falar com ela!-Lu responde.

-eu acho que ela ta sem bateria a luz do bairro inteiro tinha acabado por causa da chuva mas voltou a uns 30 minutos atrás!-Dudu responde.

- bom então eu vou lá buscar ela e também já vejo como o Jin está e se está precisando de ajuda!-falo me dirigindo até a porta.

-eu também vou quero saber como o Jin está!-Lu fala se levantando.

- então eu também vou!-Clara fala vindo calçar um sapato.

-eu também!-Dudu se levanta do sofá.

- então vamos todos juntos! -falo abrindo a porta e dando passagem pros outros 3 e assim que eles passam eu saio logo em seguida atrás deles trancando a porta.

assim que entramos no carro vamos em direção a casa de Jin.

chego no local e está cheio de viaturas .

descemos do carro e vamos em direção aos policias.

-desculpe senhor cena do crime não pode ultrapassar!-um dos policias me impede de prosseguir.- vc é parente de uma das vítimas?-ele pergunta.

-como assim vítimas? o que aconteceu aqui?-Lu pergunta assustada.

-recebemos uma ligação de uma garota ela estava bastante assustada e falou que tinha homens mascarados e armados do lado de fora da casa e que estava com o pai do amigo dela que tinha sido sequestrado na noite anterior escutamos algo quebrando pelo telefone e a garota desligou a ligação no começo achamos que era um trote mas mesmo assim decidimos vir ver o que estava acontecendo,invadimos a casa e realmente tinha um homem mascarado no andar de baixo então atiramós nele que morreu na hora e caminhamos até a sala e tinha dois corpos no chão,uma garota que possivelmente foi a que telefonou para nos estava baleada e um garoto com um corte no peito desmaiado no chão também..-Lu o interrompe.

- a garota é minha filha!-responde.- cadê ela? ela ta bem? cadê ela cadê minha filha?-pergunta desesperada e eu abraço.

-eles estão bem né? por favor me diz que minha irmã está viva?-Clara pergunta chorando.

- o garoto vai sobreviver esta desacordado mas não foi grave!-responde e eu ja começo a pensar no pior que pode ter acontecido com minha filha.- agora a garota saiu daqui em um estado mais complicado ela está viva ainda mas não sei se ela vai ficar por muito tempo, além de um tiro no canto da barriga e um na coxa bateram a cabeça dela, tinha um machucado em sua nuca ela estava jogada ao lado da mesinha da sala eu acho que quando ela foi atingida pelos disparos ela caiu batendo a cabeça na mesinha!-conta o que houve.

vejo meus filhos se desesperar e começar a chorar e nos também ficamos na mesma situação acabamos de receber a notícia de que nossa filha está quase morta.

- eu só não consigo entender porque eles atiraram nela sendo que o alvo deles era o senhor Kim!-o policial fala.

- eu posso explicar!-um senhor se aproxima assustado chorando muito.- eu não entendo porque ela fez isso mas os disparos eram pra mim só que ela passou na frente tomando os tiros por mim não deu nem tempo de impedi-la!-conta chorando desesperado.

- aí meu Deus eu quero ver minha filha por favor me fala pra que hospital a levaram!-Lu pede desesperada.

-para o hospital do centro estou indo pra lá também!-o senhor responde.-por favor senhora me perdoa eu não queria quer nada disso tivesse acontecido!

-tudo bem não foi culpa sua!-Lu responde.- será que o senhor pode ir dirigindo na frente nos guiando por favor?-pede.

- sim claro!-fala se afastando e indo falar com os policiais e logo entrando no carro e nos fazemos o mesmo.

-Sr.Vicente off-

-Clara on-

entramos no carro arrasados e meu appa segue o senhor que está dirigindo .

eu ainda não consigo acreditar em nada do que eu ouvi sai de casa hoje com minha irmã bem e feliz e agora escuto que ela está praticamente morta eu não consigo lidar com isso.

enquanto relembro os momentos que vivi com minha irmã Dudu me abraça e choramos juntos.

- por que ela fez isso?-Dudu pergunta chorando.- será que em nenhum momento ela pensou em como ficaríamos se ela morresse?

- eu não sei querido!-minha omma responde chorando lá na frente.

- não foi culpa dela filho!-escuto meu appa falar arrasado.-ela não foi pra lá sabendo que ia morrer!

-hoje no intervalo ela estava muito mal por ver Jin sofrendo e falou que não queria ver ele assim!-falo me lembrando das suas palavras.-faz sentido ela ter feito isso pra não ver ele sofrendo?

-faz!-minha omma responde.-mas eu tenho certeza que ele vai sofrer do mesmo jeito se ela morrer!

- será que ela vai morrer? -pergunto.

- pelo o que disseram sim! -minha chorando mais.-mas eu não acredito tenho certeza de que Jessie vai sair dessa ela é uma garota forte.

- não foi certo o que ela fez mas só de pensar que tudo o que ela fez foi por amor eu me sinto muito orgulhoso!-meu appa fala.

- não sei como vc consegue ficar orgulhoso com isso!-Dudu responde.-ela ta morrendo!

-morrendo como uma heroína Eduardo!sabe como sua irmã é!-meu appa responde.

- ela foi corajosa em ligar para a policia ela podia ter morrido na hora se eles tivessem pegado!-minha omma fala.

- ela foi mais esperta! -meu appa fala.-ela entendia bem a gravidade do assunto, caso ela morra ela morreu sabendo exatamente o que estava fazendo!-meu appa parece conformado.

- não! não sabia não!-Dudu responde.-eu nunca vou aceitar isso!

- Eduardo por favor não é hora pra discutir para!-peço.

- desculpa eu não sei lidar com isso!-responde.- ela saiu de casa bem e agora ela não ta! e eu nem pude protegê-lá!

- não é culpa sua ninguém imaginava que isso iria acontecer! -falo.

- vamos ser otimistas ela vai sair dessa!-meu appa fala.

-vai sim ela tem que ficar! -sussurro abalada.

o senhor que estava nos guiando para o carro e meu appa também faz o mesmo.

descemos do carro e entramos no hospital.meu appa passa as descrições de Jessie e o senhor passa as descrições do Jin e a moça pede para nos sentarmos e esperar ela ir verificar.

assim que sentamos o senhor também senta conosco e começa a contar o que aconteceu desde o momento em que foi sequestrado até o momento em que a polícia chegou matando os bandidos.

depois de alguns segundos uma senhora aparece chorando deve ser a omma do Jin.

- querido vc está bem?-a senhora pergunta abraçando o senhor Kim.

-sim estou bem querida! -responde chorando.

- então o que está fazendo aqui?-pergunta assustada ao ver meus appas aqui.- senhor Vicente o que está fazendo aqui?-pergunta.

-é uma longa história!-meu appa responde chorando.

- o que aconteceu?-a senhora pergunta assustada.

-eu conto senta aqui!-o senhor Kim pede e a senhora senta ao nosso lado.-o Jin e a namorada dele estão aqui por minha culpa! -responde em prantos.

- que? porque? onde eles estão? estão bem? -pergunta.

-ainda não sabemos como eles estão!-responde.-eles me levaram em casa achando que eu tinha mais dinheiro escondido mas eu expliquei milhares de vezes que aquele dinheiro que estava comigo não era meu mas eles não acreditaram e mesmo assim ficaram comigo!

-eles quem?-pergunta confusa.

-os sequestradores!-responde.

-então o que aconteceu?- a senhora pergunta.

- quando chegamos  Jin estava na sala e um dos homens o rendeu apontando uma arma pra ele enquanto um outro homem foi verificar a casa então ele voltou com uma garota que Jin me diz ser sua namorada até aí tava tudo bem até que enquanto eu me explicava um dos homens solta a garota e para na minha frente efetuando dois disparos só que eu não sei porque a garota passou na frente e acabou sendo baleada na perna e na barriga, então Jin foi pra cima de um dos rapaz até que o cara o feriu no peito e acertou sua cabeça e ele caiu desmaiado e até agora não temos notícias deles!-conta.- os paramédicos me falaram que Jin vai ficar bem mas a namorada dele não vai sobreviver !

- oh meu Deus senhor Vicente eu sinto muito! -a senhora se desespera e minha omma abraça ela, as duas estava sofrendo minha omma sabia o que a senhora Kim estava passando.

todo mundo continuava abalado e os médicos não vinha falar nada então eu me levanto.

- onde vc vai?-Dudu pergunta.

- vou lá fora tentar falar com alguém!-falo indo pegar meu celular no carro do meu appa.

assim que eu pego meu celular sento em um banco que fica do lado de fora do hospital e procuro algum contato online pra ligar.

 por coincidência ou não as meninas não estavam online só os meninos então decido ligar para o Namjoon.

[ligação on]

namjoon: ooi Clara

Clara: oi Nam.

Namjoon: Clara tudo bem? o que aconteceu?

Clara: não ta nada bem! eu to no hospital!

Namjoon: por que? o que vc tem?

Clara: eu nada!

Namjoon: então porque vc está aí?

Clara:porque Jin e a Jessie está aqui Nam.

Namjoon: que ?? o Hyung e sua irmã estão bem?

Clara: os médicos falaram que o Jin vai ficar bem mas que minha irmã não vai sobreviver ... ela está morrendo! Nam será que vc pode vir aqui? aí eu te conto tudo direitinho.

Namjoon: ta em que hospital vc está?

Clara: eu te mando uma foto eu não sei o nome desse hospital.

Namjoon:ta bom .

[ligação off]

me levanto e tiro uma foto do hospital e mando pro Namjoon e sento no banco novamente e fico esperando o Namjoon chegar.

algum tempo depois vejo um garoto de toca chegar correndo era o Namjoon.

assim que eu o vejo vou correndo em sua direção o abraçando.

-ta tudo bem Clara vai ficar tudo bem!-fala me abraçando.

- não vai ficar tudo bem eles disseram que ela não vai sobreviver!-respondo chorando.

-mas o que aconteceu?-Namjoon pergunta.

- os sequestradores foram na casa do Jin, tentaram atirar no appa dele mas a minha irmã passou na frente e acabou sendo baleada Jin tentou bater no cara mas foi ferido e bateram na cabeça dele e ele desmaiou!-respondo.

-por que sua irmã fez isso?-pergunta e eu vejo algumas lágrimas descendo pelo rosto do garoto.

- porque ela não queria que o Jin ficasse sem o appa dele! -respondo.

- mas agora ele vai sofrer de qualquer jeito! -Namjoon responde.

- eu sei!-respondo.-mas minha irmã não pensou nisso!

- acho que na hora ela não deve ter conseguido pensar em nada!-ele fala.

- é!-falo.

-hey! -ouço alguem chamar olho pra trás e vejo Dudu.

- temos novidades!-Dudu fala.

- o que foi?-pergunto.

- Jessie está na cirurgia tirando as balas e ainda está viva, Jin já foi atendido já fizeram os curativos mas ele ainda não acordou, mas podemos entrar e ver ele!-Dudu fala.

- então vamos lá ver ele! -falo e Namjoon caminha comigo e Dudu até a sala que Jin está.

chegamos lá Namjoon comprimenta todo mundo e vamos ver Jin. ele ainda estava inconsciente com um curativo no peito e um na nuca mas aparentava estar bem.

- meu filho lindo eu te amo tanto!-a senhora fala passando as mãos no cabelo do garoto.

- ele está bem e vai ficar bem só precisa descansar a pancada foi muito forte amanhã provavelmente ele já vai estar acordado! -o medico fala.

-graças a Deus! -minha omma fala.- e minha filha doutor como ela vai ficar?-pergunta.

-eu não tenho boas notícias!-ele fala receoso.

- mas pode falar mesmo assim!-minha omma responde.

- quer que eu fale aqui mesmo na frente de todo mundo?-pergunta.

- sim! -meu appa responde.- eles são da família também! esse garoto é o namorado da minha filha!

- ta bom!-o Médico responde.- bom como vcs já sabem ela está na cirurgia ainda está viva mas não apresenta nenhuma melhora seus sinais vitais estão ficando cada vez mais fracos ela tem 24 horas de vida ou até menos caso ela não melhore!-o médico responde fazendo todo mundo chorar.

- e caso ela melhore?-Dudu pergunta chorando.

- sendo sincero eu acho muito difícil uma melhora a chance que ela tem de sair viva é de 10% mas caso o impossível aconteça a bala que atingiu sua perna danificou muito o fêmur dela,ela precisará de ajuda pra andar pelo menos por alguns meses e também haverá uma perda de memória pelo menos dos últimos 2, 5, 7 ou até 12 meses devido a pancada que ela levou,o exame neurológico detectou alguns problemas mas é possível que se isso aconteça fazer alguns tratamentos e não será problemas de longo prazo!-explica.-mas mais uma vez ela não tem condição nenhuma de sair viva daqui ela não está melhorando só piorando! mas eu não vou desistir eu vou fazer o possível pra manter ela viva!

- obrigado doutor eu sou enfermeira eu sei que estão fazendo tudo o que podem!-minha omma diz chorando nos braços do meu appa.

-bom se puderam me dar licença agora eu preciso ir tenho uma vida pra salvar!-o doutor fala saindo da sala nos deixando.

- e agora? -pergunto assustada.

- agora só temos que esperar!-minha omma responde enxugando as lágrimas.- eu tenho fé que ela vai sair dessa mesmo que ela tivesse só 1% de vida!

- 10% e 1% não faz diferença nenhuma pra mim ela ta morrendo do mesmo jeito!-Dudu responde.

-vai ficar tudo bem Dudu!-minha omma fala.

- e se não ficar?-chora.- como eu fico? como eu fico sem minha irmã?

-por favor me perdoem!-senhor Kim pede chorando.

- não se desculpe senhor Kim!-meu appa responde.- foi a escolha dela ela preferiu  morrer pelo senhor! para seu filho não sofrer a sua perda ela fez isso por amor ao seu filho!-chora emocionado.

- ela não está morta! -minha omma o repreende.

-eu já considero ela morta caso ela sobreviva é a vida dando ela uma nova chance!-meu appa responde.

-o pior é que eu eu pensei tão mal dela! me falaram coisas horríveis e eu acreditei e no final ela preferiu dar a vida dela pela minha!- senhor Kim fala.

- quem falou dela?-minha omma pergunta brava.

-a senhora Dylan Cooper!-o senhor responde.- ela foi no meu escritório ontem pra pedir ajuda para a Natasha e o Jin ficarem juntos!

- velha maldita!-falo brava.

-Clara!!!-minha omma me repreende.

- é verdade omma! não é julgando ninguém mas nada me tira da cabeça agora que essa velha pode estar metida nesse sequestro!-respondo.

- acha que ela pode estar envolvida senhor Kim?-Namjoon pergunta.

- não sei!-senhor Kim responde.-se bem que pensando agora é muito estranho ela aparecer na empresa e eu ser sequestrado no mesmo dia!

-to falando!-respondo.

-vc tem que contar isso pra polícia também! -senhora Kim fala.

- é verdade a polícia eu tenho que ir pra casa eles estão lá!-senhor Kim responde.- eu vou pra casa vc vai vir também?-pergunta.

-sim eu vou tomo um banho, pego algumas coisas e volto pra cá!-senhora Kim responde.

- então a gente tem que ir mas minha esposa vai voltar pra cá depois! -o senhor Kim fala.

-ta bom! -minha omma responde.

- eu vou indo até logo!- a senhora se despede com senhor Kim e sai do quarto.

- e nos? -Dudu pergunta.

- vc e eu vamos pra casa pegar algumas coisas e depois voltamos se a mamãe e a Clara quiser vir também podem vir!-meu appa responde.

-eu vou ficar aqui só me trás uma blusa e dinheiro! -minha omma responde.

-eu vou ficar com a omma!-respondo.

-quer uma carona Namjoon? -meu appa pergunta.

-eu vou ficar aqui!-Namjoon responde.

- não! vc precisa ir pra casa! vc tem quer me fazer um favor!-peço.

-qualquer coisa é só pedir!-responde.

-vc precisa ir pra casa, descansar e falar com o pessoal ninguém ainda ta sabendo do que aconteceu!-peço.

-ta bom então eu vou!-Namjoon responde indo até a cama onde Jin está deitado.- que susto vc me deu hyung! eu tenho que ir mas eu vou voltar aqui amanhã se cuida!-ouço Namjoon de despedindo de Jin(awn Namjin♡).

nos despedimos e meu appa vai com Dudu e Namjoon pra casa enquanto a omma e eu ficamos sentadas nos bancos do corredor.era madrugada já,mais ou menos 1 hora da manhã.

algumas horas depois uma maca com uma garota entra para um dos quartos e a enfermeira diz que é a Jessie então entramos para vê-la.

minha omma passava a mão no rosto da garota e eu só olhava paralisada e pegava a sua mão. ela estava pálida com a boca roxa e ataduras na coxa e na barriga estava um pouco gelada também não demonstrava um sinal de vida o que fazia meio coração doer eu praticamente estou vendo minha irmã morta na minha frente isso é muito ruim.

a enfermeira diz que o estado dela ainda é muito grave e que ela não está respondendo aos remédios.

algum tempo depois os batimentos de Jessie despenca e a garota fica sem sinais vitais até que a enfermeira entra na sala tentando reanima-la.

voltamos para o corredor e ficamos esperando notícias até que a enfermeira vem nos avisar que Jessie terá que passar por outra cirurgia eu não sabia mais o que fazer já tinha chorado tanto que estava seca mas meu coração continuava doendo.

-Clara off-

- Namjoon on-

depois que o appa da Clara me deixa em casa eu encontro minha omma me esperando na sala preocupada pois já era tarde e eu estava na rua.

assim que eu explico pra minha omma o que aconteceu na casa de Jin hoje eu subo para descansar um pouco até a hora de ir pra escola.

eu deito na minha cama e não consigo dormir de certa forma estou preocupado.

Quebra de tempo

depois de conseguir dormir uma hora eu levanto e me arrumo para ir para a escola felizmente ou infelizmente eu vou ter que dar uma notícia triste a todos.

não tenho ânimo para comer então resolvo não acordar minha omma e ir andando para a escola.

enquanto vou caminhando vou lembrando das coisas que vi e ouvi ontem.

?? como eu vou contar pra todo mundo que Jessie está morrendo??

chego na escola mais abatido do que nunca e logo vejo os meninos e as meninas sentados juntos e eles me encaram.

- Bom dia pessoal!-falo seco.

- Bom dia hyung o que aconteceu?-Jungkook pergunta.

- uma coisa que vcs não vão gostar nada de ouvir!-respondo.

- é sobre o que?-Jimin pergunta assustado.

- a Jessie e o Jin!-respondo.

- eles estão bem?-Liza pergunta.

- é sobre isso que eu vim falar eu tenho 2 notícias boas e 2 notícias ruins!-respondo.- e a última é a pior de todas.

- então conta logo!-J-hope pede.

- então como vcs sabem a Jessie foi com o Jin pra casa dele ontem depois da escola certo?-pergunto.

- certo eai!-Liza pede pra mim continuar.

- como vcs também sabem o pai do Jin tinha sido sequestrado! então os sequestradores que pegaram o appa do Jin foram até a casa dele pra pegar mais dinheiro... resumindo a Jessie e o Jin estava lá um dos sequestradores atirou contra o appa do Jin mas Jessie passou na frente e levou os tiros Jin tentou lutar contra um dos caras e acabou sendo ferido e depois apagaram ele!-conto.- a primeira boa notícia e que o pai de Jin está vivo, a primeira notícia ruim e que Jessie foi parar no hospital baleada e Jin machucado, a segunda notícia boa é que Jin está bem e provavelmente vai acordar hoje a tarde!- paro pra pensar em como contar a última notícia e acabo chorando.

- e a última notícia ruim?-Liza pergunta chorando acho que ela já imaginava o que eu ia dizer.

- é sobre a Jessie!-falo.-eu vou falar exatamente o que eu escutei do medico essa madrugada pra começo de tudo ela ainda está viva..-sou interrompido.

- como assim ainda?- J-hope pergunta.

- escuta!-peço.- a Jessie foi baleada na barriga e na coxa e também levou uma pancada na cabeça! até quando eu sai o médico disse que ela estava passando por uma cirurgia mas não estava melhorando os sinais vitais dela estão ficando fracos e se ela não melhorar ela morreria em menos de 24 horas e isso foi já há algumas horas atrás! mas o médico acha que ela não vai sobreviver ele falou que ela só tem 10% de chance de vida e que não acredita em uma melhora já que ela só está piorando!-conto e vejo as meninas chorando e alguns meninos também.

-por que a Clara não me falou nada até agora?-Liza pergunta chorando brava.

- nem ela sabia! ela só soube quando chegou na casa do Jin umas 23h00 e tava cheio de policial lá!-respondo.-ela tentou ligar pra vc mas vcs não atendia!

-por que ela fez isso?-Suga pergunta perplexo.

- porque ao contrário do que vc pensa ela gosta do hyung e não queria que Jin sofresse com a morte do pai!-respondo.-pelo menos foi o que a Clara me contou.

- e ela não pensou que talvez a gente sofreria com isso?-Liza pergunta em prantos.

- calma Liza!- J-hope fala sentando no mesmo degrau que a garota e abraçando ela.

-eu não sei!-respondo.- talvez ela não tenha nem pensado em nada ela só deve ter visto a arma apontada pra ele e não pensou duas vezes antes de salva-lo.

- mas ela ainda pode sair viva né? -Lia pergunta chorando.

- ele falou que é impossível mas se ela sobreviver ela vai ter consequências!-respondo.

-quais?- Tae pergunta.

-ela vai precisar de ajuda pra andar e devido a pancada vai perder a memória do último ano de vida dela!-respondo.

- então caso ela sobreviva ela não se vai se lembrar de nos?-Suga pergunta.

- não mas isso é o de menos! se ela sobreviver nos vamos tentar fazer amizade com ela de novo se for preciso mas se ela morrer já era!-falo.

 - eu não consigo acreditar nisso!-Lia fala em choque.

- eu sinto muito Lia!-Tae fala chorando dando o ombro pra Lia chorar.

- Clara acabou de me mandar uma mensagem!-Liza fala.

- o que ela disse?-pergunto.

- ela falou que acabou de chegar em casa pra comer e tomar um banho!-responde.- ela falou que está muito arrasada ela disse que Jin ainda não acordou e que a omma dele está no hospital com a omma dela!

- e alguma novidade sobre a Jessie?- Tae pergunta.

- calma que eu to lendo!-Liza responde.- ela disse que Jessie passou por outra cirurgia contínua sem melhoras e que ela já teve 2 paradas cardíacas e no final ela escreveu 'já vi minha irmã morrer duas vezes na minha frente foi a pior coisa que eu já vi na minha vida'!-finaliza.

- ela não vai morrer!-Lia fala.

- o médico falou que não sabe mais o que fazer com ela Lia!-respondo.

- diagnóstico não é destino!-Lia responde chorando brava.- se ela ta viva ainda existe a possiblidade dela melhorar eu acredito que ela vai voltar!

- imagina quando o hyung acordar e souber que ela está morrendo! - J-hope comenta triste.

- ele vai ficar muito arrasado!-Suga responde.

-chega!!!-Liza fala brava se levantando.- não sei vcs mas eu não vou ficar aqui esperando que me liguem dizendo que minha amiga morreu!

- o que vai fazer?-pergunto.

- eu vou para o hospital!-responde.

- eu também quero ir!-Lia responde.

- e se todos nos formos? -pergunto.- estamos com dois amigos no hospital vão entender!

- quem?-Jimin pergunta confuso.

- nossos appas e nossos professores até porque já imagino que a notícia vai rodar pela escola toda hoje!-respondo.

- todos nós vamos então!-Jungkook responde.- eu só tenho que ir chamar a Mari.

- e eu vou ir chamar a Júlia e assim vamos todos juntos!-Jimin fala se levantando e sai correndo junto com Jungkook.

- Namjoon off-

 - Jungkook on-

sai correndo a procura da Mari para conta-la o que está acontecendo e Jimin vem atrás de mim.

acho Mari no seu armário pegando alguns livros e conversando com Júlia então eu aviso Jimin que achei as garotas e vamos até elas.

- vcs precisam vir com a gente!-peço ofegante.

-Bom dia pra vc também Jungkook!-Júlia fala sarcástica.

-ue que caras são essas meninos parece até que alguém morreu!-Mari fala.

- não morreu ainda mas ta quase!-Jimin fala involuntariamente e eu o cutuco.-desculpa.

- o que aconteceu?-Mari pergunta assustada.

- no caminho a gente te conta os detalhes mas Jessie foi baleada ontem na casa do Jin por um dos sequestradores que pegou o appa dele e agora ela ta no hospital e os medicos estão dizendo que ela vai morrer então a gente vai pro hospital vcs vão vir com a gente?-pergunto.

- agora?-Júlia pergunta.

- sim!-Jimin responde.- o Jin está la também bateram nele e ele foi parar no hospital desacordado até agora ele não acordou mas ele vai ficar bem!

- e claro que eu vou!-responde.- vamos no caminho eu aviso meus appas!

-eu também vou!-Júlia fala.

- então vamos!-falo chamando as garotas que vem atrás da gente.

voltamos até onde o pessoal estava e saímos da escola e seguimos em direção ao hospital enquanto Namjoon contava para as garotas o que aconteceu nos guiando até o hospital.

Quebra de tempo

chegamos no hospital e encontramos a senhora Lu, a senhora Kim, Clara e o irmão da Clara comprimentamos todos e ficamos conversando sobre o ocorrido.

não estava no horário de visita então não nos deixaram entrar então ficamos todos no corredor esperando e conversando.

uma enfermeira passa e fala que os sedativos de Jin será cortado a tarde e ele vai acordar.

a senhora Luiza pergunta a respeito de Jessie,a enfermeira fala que Jessie teve complicações por conta do tiro que atingiu sua barriga e terá que fazer uma cirurgia novamente para arrumar. ela diz que apesar de Jessie estar entre a vida e a morte, Jessie tem resistido bem mas que isso não era uma melhora,Jessie ainda não respondia aos tratamentos não está aceitando os remédios que precisa pra se manter viva e o que piora o seu quadro são as paradas cardíacas, a enfermeira diz que se não fosse as reanimações Jessie já teria morrido, ela diz que lamenta muito mas pede para não perdemos a esperança pois apesar de ser impossível Jessie melhorar ainda existe a possibilidade.

depois que a enfermeira sai todo mundo começa a chorar as meninas estavam arrasadas, os familiares da garota não sabia mais o que fazer e os meninos também estavam abalados.

é triste pensar que um amigo não vai mais estar entre nós, que vai em bora pra sempre. apesar de ter chegado a pouco tempo já temos bastante consideração por ela.

Quebra de tempo

um tempo depois Jessie sai da cirurgia e a enfermeira fala que podemos ir vê-la.

ela estava com a perna enfaixada e respirando com ajuda de aparelhos.

não sei se foi só eu que pensei isso quando a vi mas Jessie já parecia estar morta não parecia nada com a garota alegre que vemos todos os dias, posso estar errado mas caso Jessie volte acho que ela não voltará como a mesma garota que a conhecemos.

ficamos um tempo no quarto de Jessie até que os batimentos da garota param e os enfermeiros entram para socorre-la e nos saímos.

a impressão que dava era de que o espírito de Jessie queria ir em bora e não deixavamos, já que todas as vezes que seus batimentos pararam trouxeram ela de volta.

 a enfermeira vem nos avisar que já podemos entrar no quarto do Jin pois ela vai tirar seus sedativos e Jin vai acordar então entramos.

alguns sentam outros ficam sentados na ponta da cama onde Jin estava deitado mas todos ficamos esperando Jin acordar menos a omma da Jessie ela ficou do lado de fora esperando notícias.

vemos o hyung se mexendo até que ele abre seus olhos lentamente olhando para nos.

- ooi gente!-fala fraco forçando um sorriso e nos sorrimos de volta.

-como se sente?-pergunto.

-já estive melhor!-responde.-minha cabeça dói muito.

- mas vc vai ficar bem querido graças a Deus não foi nada grave! -a omma do Jin fala chorando passando a mão no rosto.

-seria muito incômodo eu perguntar porque eu vim parar aqui?-Jin pergunta em um tom baixo.

- não se lembra de nada?-Clara pergunta.

- são efeitos da pancada ele provavelmente não se lembra dos acontecimentos dos últimos dias mas é possível recordar é só contar a ele!-a enfermeira fala receosa .

-eu apanhei?-Jin pergunta.

-sim!- a omma dele responde.

- tem certeza que não se lembra de nada?-a omma dele pergunta com medo, provavelmente com medo dele lembrar do que aconteceu e começar a ficar desesperado.

- não muito bem eu só sonhei que estava em uma casa toda escura sozinho com uma voz que ecoava... uma voz desesperada eu tentava procurar de onde a voz vinha pra tentar ajudar mas eu não achava foi desesperador!-conta.

- o que essa voz dizia?-Clara pergunta.

- coisas como'não me deixa' 'não me deixa ir sem ouvir isso' 'acorda' 'eu te amo' 'eu preciso de você' 'por favor'... a pessoa que falava essas coisas parecia chorar .... o mais confuso e que a pessoa falava'não me deixa' e' não me deixa ir sem ouvir isso' com frequência!- conta e Clara começa a chorar sem parar nos braços de Dudu que também chorava.

Jin podia não lembrar de quem era aquela voz mas sabíamos muito bem que era da Jessie o que fez todos nós chorar aquilo era triste. Jessie sabia que estava morrendo e queria contar algo pro hyung que ninguém mais poderia dizer por ela.

- por que vcs estão chorando?-Jin pergunta derrubando algumas lágrimas também.

- vc já ouviu essa voz antes? -a omma do Jin pergunta tentando fazer ele se lembrar.

- era difícil identificar a pessoa parecia chorar muito mas parecia ser feminina... eu posso estar enganado mas parecia até a voz da..-Jin para de falar e suas expressões mudam e ele começa a nos olhar um por um.

-cadê a Jessie? por que ela não está aqui?-pergunta preocupado.

escutamos a porta abrir olhamos para trás e era a omma da Jessie que entra chorando.

- Jin vc acordou!-a dona Lu fala.-vc está bem?

- cadê a Jessie?-Jin pergunta pra senhora.

-omma o Jin não lembra do que aconteceu!-Clara passa na frente pra dona Luiza não falar ainda o verdadeiro estado de Jessie.

- aah ela teve que fazer uma coisa! -a omma da Jessie mente.-não sei se ela vai poder vir te ver hoje mas eu tenho certeza de que ela queria estar aqui.- a omma de Jessie fala e Jin fica triste.

- Jin conta pra minha omma sobre seu sonho!-Clara pede.

-Jungkook off-

 -Jin on-

-Jin conta pra minha omma sobre o seu sonho!-Clara me pede.

eu fico alguns minutos em silêncio tentando pensar.

?? algo está errado??

- eu sonhei que eu estava em uma casa toda escura uma voz ecoava nessa casa, a voz dizia coisas como'não me deixa' 'por favor' eu te amo' 'eu preciso de vc' ' não me deixa ir sem ouvir isso' por diversas vezes eu procurava da onde essa voz vinha mas eu não a achava!-respondo.- contando agora assim a voz que me vem na cabeça é muito parececida com a voz da Jessie.- falo e começo a focar meus pensamentos em Jessie.

tem alguma peça faltando,é estranho Jessie não estar aqui.

olho para as meninas e vejo duas das amigas de Jessie que estavam no Brasil então começo a me recordar de Jessie chegando na escola com elas.

- ta se lembrando de alguma coisa?-minha omma pergunta.

-me recordo da Jessie chegando na escola com aquelas garotas que se eu não me engano são Liza e Lia as amigas dela que estavam no Brasil!-respondo apontando para as garotas que choravam e me esforçando pra me lembrar de mais alguma coisa.

- filho eu vou te falar uma coisa e aí vc tenta lembrar do resto ta bom?-minha omma pergunta.

-claro omma! -respondo.

- antes de tudo ele já está bem! ele está na delegacia contando o que houve mas.... filho vc se lembra de quando eu mandei uma mensagem pra vc dizendo que seu appa tinha sido sequestrado?-minha omma pergunta e algumas cenas começam a aparecer na minha mente.

-meu appa está bem?-pergunto.

- sim filho! tenta se lembrar! -pede.

- vc chegou na escola contando que seu appa não tinha chegado em casa desde a noite anterior só que vc preferiu não falar nada na frente das meninas para não preocupa-las lembra?-Namjoon pergunta e minha memória por vez vai voltando.

-sim estou me lembrando disso! -respondo.-eu me lembro também de ir para a biblioteca chorando depois que minha omma me mandou uma mensagem!

- o que mais?-minha omma pergunta.

-Jessie me seguiu até a biblioteca e me abraçou!-falo do que me lembro e não sei porque sinto algo ruim quando falo de Jessie.

-sim e depois da biblioteca vcs voltaram contando que seu appa tinha sido sequestrado e Jessie me disse que iria para sua casa depois da aula!-Clara conta.

- eu me lembro de ir andando com ela até minha casa!-respondo.- me lembro de que subimos ao meu quarto para se trocar e depois voltamos para a cozinha para comer, a omma da Jessie ligou pra ela e me lembro depois dela me dizer que estava com sono então eu fui dormir com ela mas depois disso eu não me lembro de mais nada! -falo.-foi isso o que aconteceu? eu tentei força ela a fazer alguma coisa e ela me bateu?-pergunto.

-acho que não o motivo de vc ter apanhado foi outro!-Namjoon responde.

- então me conta o que houve!-peço.

- Jin ontem a noite eu fui buscar a Jessie na sua casa umas 23h00 da noite e assim que eu cheguei na sua casa tinha um monte de viaturas!-a omma da Jessie conta.- um dos policias me contou que foi prestar ajuda depois de receber a ligação de uma garota muito assustada dizendo que tinha 3 homens mascarados e armados com o appa do amigo dela que tinha sido sequestrado do lado de fora... não se lembra disso?-pergunta.

ela fala e minha memória volta por completo me lembro dos homens tentando atirar em meu appa e Jessie passar na frente e cair no chão machucada me lembro quando tentei defende-lá e fui machucado.

- Jin? -a omma de Jessie me tira das minhas memórias.

-aaah eles machucaram ela!-respondo desesperado.- cadê ela?-pergunto chorando.- cadê ela? como ela ta???-me exalto tentando levantar mas os meninos tentam me impedir.

- calma Jin vc vai vê-la!-minha omma pede.

- é por isso que ela não ta aqui né? porque ela não está bem! por que não me contaram a verdade?-falo desesperado.

- solta ele deixa ele ir vê-la!-a enfermeira pede.- ela esta no quarto aqui ao lado!

-mas ele não está bem! -minha omma fala.

-ele precisa ver ela!-a enfermeira fala com uma expressão ruim.

eles me dão passagem e com um pouco de dificuldade eu caminho até a saída do quarto.

em passos mais rápidos eu chego no quarto ao lado e me deparo com uma cena assustadora.

Jessie estava pálida, seus lábios praticamente roxos seu aparelhos de batimentos cardíacos não marcavam batimentos e os enfermeiros estavam tentando reanima-la.

-Jeeeessie!!!-grito ao ver aquela cena indo em direção a sua maca.

-garoto não pode ficar aqui!-o enfermeiro tenta me afastar dela.

não sei como explicar como aquilo aconteceu mas depois que eu a chamei o aparelho voltou a marcar batimentos.

- hey espera ela voltou!- o outro enfermeiro pede.- quem é vc garoto?

- e-eu sou o namorado dela!-respondo chorando.-como é que ela ta?

-não te contaram ainda?- o enfermeiro pergunta.

-não!-respondo.-por favor me diz o que está acontecendo!-peço.

- bom garoto como vc acabou de ver ela estava tendo mais uma parada cardíaca, essa foi a quinta parada cardíaca que ela teve hoje nos já não sabemos mais o que fazer, ela não responde aos tratamentos o corpo dela não está aceitando os remédios se ela não melhorar vai ter uma hora em que os batimentos dela vai parar e nos não vamos conseguir trazer ela de volta!-ele me conta me fazendo entrar em um estado de choro que não passava.

-mas ela tem chance de sobreviver?-pergunto.

-sinto muito garoto mas enquanto ela continuar assim não a nada que possamos fazer!-o enfermeiro ao meu lado fala com a mão no meu ombro.

- será que vcs poderiam me deixar a sós com ela?-peço.- eu preciso dizer algumas coisas pra ela, ela escutando ou não!

-ta bom mas qualquer coisa corre pra nos avisar!-o enfermeiro fala saindo com o outro enfermeiro.

eu caminho até a cama onde ela está e me sento ao seu lado a olhando.

olhando a garota que eu amo praticamente sem vida, respirando com ajuda e com os braços todo machucados.era a pior cena que eu podia ver na minha vida.

- Jessie!-falo passando a mão no rosto da garota chorando muito.- por favor não vai em bora!-peço desesperado.- eu não quero te perder! eu to com tanto medo de vc me deixar eu não quero viver sem vc! eu não quero ficar sem vc! me desculpe por não ter te protegido quando vc mais precisou mas eu prometo ser uma pessoa melhor! mas não faz isso comigo!-falo e abraço a garota deitando minha cabeça perto do seu coração.

meu coração apertava tanto que eu mal conseguia falar só chorar aquela dor me corroía. não consigo parar de me sentir culpado se eu não tivesse deixado ela ir comigo ela não estaria aqui agora mais morta do que viva.

eu não conseguia aceitar que eu estava a perdendo. eu fazia carinho em seus cabelos e beijava o rosto dela. de alguma forma eu acredito que meu amor possa cura-la.

eu fiquei naquela posição por muito tempo até que um médico entra na sala.

- ooi garoto!-o Médico me comprimenta.

- ooi doutor!-respondo.

- os enfermeiros me contaram uma coisa que eu me nego a acreditar!- ele fala.

- o que?-pergunto deitado na mesma cama que Jessie segurando a mão da garota.

- eles me contaram que ela estava sem pulso e eles estavam fazendo de tudo para reanima-la mas ela não estava respondendo até que vc entrou aqui e gritou o nome dela e os batimentos dela voltaram ...o que acha que pode ter acontecido?-pergunta se sentando ao pé da cama.

- talvez eu tenha entrado na hora em que ele conseguiu reanimar ela foi só coincidência!-falo.

- tão coincidência que os sinais dela estão mais fortes do que antes!-responde sarcastico olhando o aparelho que marcava os sinais vitais de Jessie.

-que?-pergunto.

- as paradas cardíacas acontecia devido a velocidade dos batimentos cardíacos dela, como eu já disse os sinais delas estavam enfraquecendo então a cada vez o coração batia mais devagar até que parava mas depois dessa última parada o coração dela está bem mais rápido! veja!-ele pede virando o aparelho pra mim.

-isso é bom?-pergunto.

- se continuar sim! -responde.

- e se continuar?-pergunto.

- ela vai sobreviver!-responde.

- ta vendo bebê o que o meu amor não faz agora vc só precisa continuar do jeito que esta é ... tudo vai ficar bem ..vc vai voltar pra mim!-falo beijando o rosto da garota feliz e com medo ao mesmo tempo e o médico me olhava rindo.

- o que aconteceu com ela? -o médico pergunta curioso.

- foi um sequestro!-respondo.- sequestraram o meu appa e foram até minha casa e ela tava la comigo e quando um dos homens atirou contra meu appa ela passou na frente e acabou sendo ferida!-respondo.-eu tentei fazer algo mas também acabei sendo machucado.

- viu ela batendo a cabeça em algum lugar?-pergunta.

- não! ela bateu quando caiu no chão ... porque ela também está com a cabeça machucada? -pergunto.

- sim ao que parece também bateram na cabeça dela!-responde.- a quanto tempo se conhecem?

-2 semanas!-respondo e vejo ele mudar sua expressão.- por que?

- se ela sobreviver é possível que ela perca as memórias do último ano vivido!-responde.

-então ela não vai se lembrar de mim?-pergunto.

- de ninguém que apareceu nesses últimos meses! sem contar que ela também vai precisar de ajuda para andar!-responde.- mas acho difícil que ela esqueça vc, ela te ama o suficiente pra morrer no lugar do seu appa e também ela melhorou depois que vc veio... vcs tem uma conexão muito forte!-fala.

- lembrando ou não eu quero ela viva nem que depois eu tenha que conquistar ela de novo eu a amo de mais para desistir fácil!-falo determinado.

- não se preocupe caso ela perca a memória ela se lembrará depois, os efeitos não são de longo prazo!-responde.- só dela estar viva até agora já é um milagre!

-ela vai ficar bem eu sei! -respondo.

-eu vou avisar a omma dela as novidades e vou pedir para a enfermeira trocar os remédios dela! com sorte ela pode até acordar amanhã! -ele fala indo até a porta e saindo.

assim que o médico sai me deito ao lado de Jessie novamente e fico ao lado dela conversando sozinho mas se foi isso que fez ela ter uma melhora eu vou continuar.

eu ainda tinha medo de perde-la mas eu estava feliz pois acreditava que ela ia ficar bem.

algum tempo depois vejo a enfermeira entrando no quarto.

- como vc está Jin? se sente melhor?-ela pergunta simpática.

-eu estou melhor! mas bem mesmo eu só vou ficar quando ela estiver fora de perigo!- respondo abraçando a garota.

- ficamos sabendo do que aconteceu até agora não consigo acreditar!-ela responde. - é uma coisa inexplicável!

- onde meus amigos estão? -pergunto.

- lá fora daqui a pouco vão entrar! -responde.

- eu posso dormir aqui hoje?-peço.

-não Jin! -ela nega rindo.

- o que? por que?-pergunto.

-porque vc também precisa tomar seu soro, seus remédios e ficar de observação!-responde.- mas se vc quiser vir ver ela durante a noite vc pode!

- aaaaaaah mas ela precisa de mim! se ela pudesse falar ela pediria pra mim ficar também! -falo fazendo manha.

-sinto muito Jin não são regras minhas!-ela fala.

- ta né! -respondo.- ta vendo amor querem me separar de vc acorda logo e fala pra eles que vc também me ama porque eles não estão acreditando!-falo e a enfermeira ri.

- aí Jin vcs dois juntos devem ser muito engraçados!-a enfermeira comenta.

- não! eu sou engraçado ela é mais séria ... às vezes! ela é uma garota mais fofa do que engraçada!-respondo.-vc acredita que ontem ela apertou a minha bunda é saiu correndo? essa garota não tem juízo nenhum.-falo e a enfermeira da gargalhadas.

- ela deve te amar muito pra fazer o que ela fez!-ela comenta.

-eu não duvido!-respondo.- me dói lembrar que ela me disse que estava com medo e eu a deixei sozinha!-falo e me entristeço.

- a culpa não é sua eles iam achar ela do mesmo jeito com vc ou não!-responde.

-é mas eu preferia ter ficado com ela não me sentiria tão culpado agora! -falo.

- não se sinta Jin a culpa não foi sua! -repete. - agora eu vou lá fora pedir pra eles vir dar uma última olhada nela e depois vc também vai para o seu quarto viu mocinho!-fala saindo.

alguns minutos depois vejo e pessoal entrar mais animado ainda não conseguem acreditar nessa melhora repentina de Jessie mas todos nós estamos esperançosos de que Jessie vai sobreviver.

ficamos um tempo conversando até que a enfermeira entrou falando que o horário de visita já acabou então eu me levanto me despeço da garota e logo os outros fazem a mesma coisa.

saímos do quarto e a maioria do pessoal tem que ir pra casa pois está tarde.

eu peço para minha omma me dar um celular assim todos eles podem ir pra casa e eu mando noticias caso algo aconteça então ela fala que vai em casa buscar meu celular e depois volta.

os appa de Jessie também vão pra casa tentar descansar e comer algo.

alguns minutos depois todos tinham ido em bora e eu vou para meu quarto .

eu descanso um pouco e depois levanto vou até o quarto de Jessie ver como as coisas estão por lá e assim que vejo que está tudo como tinha que estar eu volto para meu quarto para descansar mais um pouco.

tempo depois minha omma e meu appa aparecem pra me dar meu celular e pra saber como eu estou. eles ficam um tempo comigo mas depois vão pra casa também. então volto a descansar e a vigiar Jessie a noite toda.

-Jin off-

-Jessie on-

onde estou e o que está acontecendo? são as perguntas que não para de passar pela minha mente.

estou presa em um local com um escuro infinito.

eu grito por ajuda mas ninguém me ouve, eu estou sozinha.

eu corro por todos os lados mas esse lugar não tem fim.

desesperada e sozinha eu choro ainda pedindo ajuda.

por vezes eu via uma luz no fim do túnel mas toda vez que eu me aproximava algo me puxava para o caminho da onde eu vim e aquela luz sumia.

isso aconteceu por diversas vezes até que em uma das vezes eu entrei nela e nada mais me prendia do outro lado escuro mas eu ouvi alguém gritar o meu nome o que me fez decidir entre prosseguir meu caminho ou voltar pra onde eu lutei tanto pra sair.

eu escuto aquele grito ecoando do outro lado e eu volto,olho pra trás e aquela luz some mais uma vez.

eu lembro meu nome, eu lembro da minha família e lembro da minha vida no Brasil.

meu nome é Jessie, meus irmão se chamam Eduardo é Clara, meus pais se chama Luiza e Vicente, minhas melhores amigas se chamam Liza e Lia e estudamos juntas na mesma escola em São Paulo.

isso é tudo o que eu me lembro mas eu não tenho noção de como vim parar aqui não sei que lugar é esse.

derepente a imensidão escura se transforma em uma imensidão branca e o eco some.

vejo imagens aleatórias passar pela minha cabeça eu via homens de máscaras, eu via sangue, eu via uma arma e eu também via um rosto de um garoto dormindo mas nada daquilo fazia sentido pra mim.

será que é isso que me prende aqui?

eu preciso descobrir tudo o que aconteceu.

mas como? eu to sozinha em um vazio infinito.

desesperada e sozinha eu continuo pedindo por ajuda.

talvez eu esteja viva no inferno.talvez eu esteja morta no inferno. eu não sei o que está acontecendo mas estou presa em um pesadelo.

-Jessie off-


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...