História Illusion - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, V
Tags Bts, Homossexualidade, Jikook, Jimin, Jungkook
Visualizações 26
Palavras 1.177
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Chapter Three


Haviam se passado algumas semanas desde o último encontro de Jeon com Park. O mais velho parecia ansioso para ver o menor novamente, a presença do garoto o acalmava e lhe trazia paz, algo que ele não tinha a muito tempo.

Jungkook estava tendo problemas em seu relacionamento, sua família não o deixava em paz e cuidar da empresa de JiHyun "sozinho" não era fácil. Apesar de que o irmão de Jimin era seu melhor amigo, muitas vezes parecia que JiHyun só cuidava da empresa porque precisava, não porque era algo que ele tinha vontade de fazer.

Jeon foi interrompido de seus pensamentos com o barulho de seu celular tocando. O garoto correu para atender e ao deslizar o dedo na tela, pôde ouvir algumas palavras vindas do outro lado da linha.

- Alô? Está me ouvindo? - Era a voz de Park que havia paralisado o mais novo, que agora estava encantado com a voz infantil que o fazia perguntas.

- Jimin? Onde achou meu número? - Jungkook falava bem baixo, possuindo um sorriso lindo em seus lábios, pois aquela voz, aquele garoto, de alguma forma, sabiam como o deixar calmo e nervoso ao mesmo tempo. Algo que para ele, não era nem possível.

- Abri a agenda antiga do meu irmão e achei seu número, desculpa por ligar mas eu queria falar com você novamente...Não tem motivos, só queria conversar.

- Oh...Que tal vir aqui em casa? Estou sozinho mesmo.

- Espero não te incomodar, mas irei.

- Não irá. Agora eu preciso desligar, até logo hyung. - Jungkook se deu conta do que havia falado e quis trocar "hyung" por "oppa" mas sabia que isso seria um desrespeito a sua namorada, então apenas se calou e desligou a chamada.

Agora o mais novo se encontrava ansioso e como tinha mania de deixar as coisas pra depois, sua casa estava toda desarrumada e só teria alguns minutos para organizar tudo, já que Jimin chegaria a qualquer momento.


O pequeno possuía ansiedade, depressão, auto-estima baixa e insegurança.
E após marcar de ver Jeon, o pequeno teve uma de suas crises de ansiedade, sua respiração se tornou de comum para ofegante, ele sentia uma enorme dor no peito e uma tontura horrível.

Por pior que aquilo fosse, Park apenas se deitou no chão de sua sala e começou a chorar, como ainda estava com o celular nas mãos, ligou para Jungkook, sentindo que a qualquer momento poderia desmaiar.

- Jungkook... - A voz do menor saía baixa e infelizmente Jeon ouvia os soluços do mesmo na ligação.

- Jimin? Você tá bem? O que aconteceu? - O garoto parou tudo o que estava fazendo e se concentrou em conversar com Park, que falava mais baixo do que nunca.

- Eu estou tendo uma crise, por favor, venha aqui ou fique conversando comigo pela chamada. Você é a única pessoa que me acalma. - Jungkook queria sorrir, mas aquela não era uma situação para bochechas coradas.

- Ei Jiminnie...Alguém já te falou o quanto você fica bonito quando sorri de olhos fechados? E eu queria muito saber se alguém já falou do seu tamanho, já até sei qual será seu apelido.

- Oh Jeon...Isso é hora pra me lembrar do meu tamanho? E aliás, já que estamos falando disso, alguém já te falou o quanto você é lindo? Mas assim, não só o sorriso, tudo mesmo. - Jimin dava uma risada fraca, pois se sentia sem força nenhuma.

- Park Jimin me acha bonito? Uau, eu acho que iria morrer sem saber disso.

- Agora me conta, qual vai ser meu apelido?

- Bolinho de arroz.

- Não! Esse não! - Já dava pra perceber a melhoria na risada e respiração do menor, que agora parecia mais calmo.

- Não gostou, hyung? Eu achei bem parecido com você, totalmente adorável.

- Isso vai me fazer parecer mais fofo do que todos já acham! Eu sou mais velho que você e tenho a aparência e jeito de um adolescente!

- Que bom que reconhece sua fofura, era inevitável não comentar sobre isso. - Jungkook parecia animado com a conversa, era a primeira vez que estava realmente se divertindo em cuidar de alguém.

- Eu estou me sentindo mal de novo, o que eu faço?

- Você gosta de cantar? Quero que cante sua música favorita pra mim!

- Eu não gosto da minha voz, acho que não gosto de nada em mim além dos meus lábios.

- Devem beijar bem... - O maior falou sem ao menos perceber, ignorando o que tinha dito.

- O que? A ligação picotou e eu não pude ouvir.

- NADA! Não disse nada, por favor, cante. - Jeon insistiu, fazendo com que o mais velho se rendesse.

- Só não ria de mim!

- Juro de dedinho, hyung!

- Remember the way you made me feel
Such young love but
Something in me knew that it was real...
Frozen in my head

Jimin pausava um pouco cada parte que cantava para conseguir respirar, já que era completamente difícil falar ou cantar estando daquele jeito. Mas por incrível que pareça, aquilo deixava o pequeno mais tranquilo.

Depois de alguns segundos, ele retornou e então cantou o refrão.

- Pictures I'm living through for now
Trying to remember all the good times
Our life was cutting through so loud
Memories are playing in my dull mind
I hate this part paper hearts
And I'll hold a piece of yours
Don't think I would just forget about it... - Algo naquela música o impressionava e fazia amá-la de uma forma inexplicável.

- Jimin...Se me permite dizer, que voz é essa, porra? Acho que tô apaixonado. - O maior estava fascinado em como a voz de Park era bonita.

- Pare! Nem é tudo isso. - Jeon pôde ouvir as risadas do mais velho logo após dizer isso.

- É sim! O que significa essa parte que você cantou?

- Lembra do jeito que você me fez sentir?
Um amor tão jovem, mas
Algo em mim sabia que era real.
Congelado em minha cabeça.
Eu estou vivendo através de fotografias agora.
Tentando lembrar todos os bons momentos.
Nossa vida foi se separando tão alto.
Memórias estão tocando em minha mente aborrecida.
Odeio essa parte, corações de papel.
E eu segurarei um pedaço do seu.
Não pense que eu apenas esqueceria isso... - Jimin explicou cada parte bem lentamente para que seu "ouvinte" do outro lado da linha, pudesse entender tudo.

- Isso foi profundo, eu achei incrível, Jimminie. - O mais novo sorriu, era um sorriso triste, porém verdadeiro.

- Pera...Suga me chama de Jimminie, eu nem havia notado que era assim que me chamou antes.

- De hoje em diante, esse será seu segundo apelido. Mas agora, eu preciso desligar, hyung. Fica bem e me ligue se precisar, até logo.

- Até, Jeon. Obrigado por tudo.

- Não há de que.

E assim a chamada foi encerrada. E naquele momento Jimin percebeu que precisava ter Jungkook ao seu lado, mesmo com cada obstáculo. Ele só queria tê-lo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...