História I'm Human. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Mestre Fu, Nino, Nooroo, Plagg, Tikki, Wayzz
Tags Miraculous Ladybug
Visualizações 35
Palavras 689
Terminada Sim
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Pessoal eu não resisti ao chamado da minha criatividade e tive que postar.
Espero que gostem,boa leitura.
~♡Jeanne♡~
Ps: é a razão da reflexão do Adrien.

Capítulo 2 - A dor nos faz pensar na certeza de quem somos - Adrien.


Fanfic / Fanfiction I'm Human. - Capítulo 2 - A dor nos faz pensar na certeza de quem somos - Adrien.

Adrien pdv's. 

Mais um dia acabado. Passo na cozinha assim que chego em casa de três sessões exaustivas pegando o queijo "precioso" do Plagg antes que aquela bola de pêlos viesse a reclamar no meu ouvido que estava com fome,abro a porta do meu quarto jogando a bolsa no sofá indo direto para o banheiro deixando o prato de queijo na mesa do computador. 

Assim que entro no banheiro retiro minha roupa abrindo o chuveiro e entrando debaixo relaxando os músculos do meu corpo. Depois de um tempo ali termino o banho e me visto indo para meu quarto secando meu cabelo com uma das toalhas,Plagg já havia comido metade do prato.

Plagg: garoto você está péssimo. Ele vem até mim que tinha que estava jogado na cama. 

- obrigado por dizer o que eu já estou sentindo. Reviro os olhos dando um suspiro baixo.

Plagg:você deveria falar com a assistente do seu pai para ele diminuir seus deveres. Joga o queijo para cima capturando com a boca.-de nada vai adiantar Paris ter heróis se um deles está sempre cansado.

Plagg tinha razão,além de estar preocupado comigo Ladybug e o restante do time estava notando meu cansaço diário que afeta as missões. Se fosse véspera de uma estação ou de uma data comemorativa eu não reclamaria mais estávamos na metade do terceiro trimestre e meu pai marcou várias sessões me deixando cansado na escola e nos meus deveres heróicos. 

Decido ignorar os murmúrios de Plagg para aquele pedaço de comida mal cheirosa e vou até o ladyblog,Alya no atualizava o blog com a mesma frequência dando desculpas e dizendo que estava muito ocupada. 

♡Quebra de tempo♡

Passei grande parte do tempo lendo algo aleatório no Google,  estava calculando passar em meu Twitter quando escuto o quarto no maior silêncio, Plagg com certeza já havia dormido o que significava que já passava das nove.

Pego meu celular verificando e vendo que eram 21:24 Nathalie nunca se esquecia de me dizer se o jantar estava pronto "é para sua saúde!" era o que ela me falava mesmo quando eu não queria comer por falta de apetite ou pelo sono do cansaço das sessões esse último com direito a ser jogado no chão. Com isso em mente desço para perguntar a ela. 

-estranho. Digo ao abrir a porta, o Hall e as escadas que dão para parte superior da casa estava escuros.-isso não é normal,nas sextas as empregadas limpam até às 22:00.

Desço as escadas me virando para o lado do quarto de Nathalie quando escuto barulho de algo caindo na sala de fotos e manequins do meu pai, vou em direção a porta o mais silenciosamente possível e abro a porta devagar.

-Senhor o Adrien pode escutar! Nathalie diz e ajoelha ao lado dele.

- não Nathalie! Ele se levanta tirando a gravata e o paletó. -eu preciso de ajuda,se eu quiser trazer a Amélia de volta eu preciso de uma parceira.

- mais senhor. Nathalie levanta ajeitando a roupa. - quem irá se juntar para ajudá lo?

-você Nathalie.  Meu pai abre o quadro pegando uma presilha na forma de um pavão e dando a ela.-eu,você é todos os akumatizados que tivemos Ladybug e seu time não serão pareos contra nós.  

Nesse momento fico horrorizado,meu pai é o vilão de Paris que quer todos os miraculous,para um desejo egoísta mesmo que seja para ter minha mãe de volta mais ainda egoísta. 

Saio dali correndo, tropeçando em alguns degraus pela visão embaraçado pelas lágrimas que escorriam pelo meu rosto,entro no quarto trancando a porta e me jogando na cama molhando meu travesseiro de lágrimas, me viro para o lado vendo a foto da minha mãe comigo me sento na cama com a foto na mão. 

- porque mamãe!  Deixo uma lágrima cair no retrato.-porque me deixou,nos deixou. Papai se transformou no maior vilão da nossa amada cidade,eu sou apenas humano com sentimentos. Olho para a janela e para Plagg que se remexe ao meu lado.-My Lady talvez eu seja bobo e tolo mais você é minha luz no meio dessa escuridão, e vamos lutar juntos e com o nosso time salvar Paris,salvar minha família. Porque papai eu só quero seu amor.



Notas Finais


E aí está o capítulo meio triste não?
Também estou chorando aqui com vocês se tiverem também.
Um beijo,um copo de chocolate quente com mashmallows e até.
~♡Jeanne♡~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...