História Imagine - Diabolik Lovers - Capítulo 134


Escrita por: ~, ~T-Baka e ~luxyeri

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Carla Tsukinami, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Personagens Originais, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Yuma Mukami
Tags Imagine
Visualizações 484
Palavras 1.795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ahhhh me desculpem, era pra sair ontem!
Pra quem não me conhece sou a TB-chan. E eu sou a nova co-escritora dessa fic.
Aconteceu um negocios ai e não deu pra postar...
Mas enfim espero que gostem.
Se notarem algum erro de gramática me digam por favor! Estou escrevendo pelo celular!
Vamo lá pq eu não tenho oque falar...

Capítulo 134 - - Shu Sakamaki - Ao Luar -


Fanfic / Fanfiction Imagine - Diabolik Lovers - Capítulo 134 - - Shu Sakamaki - Ao Luar -

(S/N) lamentava-se por isso. Era aula de Química, e ela estava gazeando aula. Odiava aquela matéria como odiava “ela”. Yui Komori. Esse era o nome da pessoa mais irritante da terra.

Tudo começou quando a garota lhe empurrou na aula de E.F por um ataque de ciúmes só porque ela estava conversando com Ayato Sakamaki, um dos garotos mais populares do colégio. E olha que ela nem conhecia ele, só estavam conversando sobre os idiotas que estavam jogando basquete. Daí começou um confronto, por tudo Yui queria ser melhor. Ela nem ligava, sabia que a garota pensava que ela gostava de Ayato - o que de longe não era - Ela – Yui – se achava dona do garoto, (S/N) nunca vira uma pessoa tão possessiva como Yui, e de fato os dois combinam pois são dois idiotas possessivos.

Mas (S/N) só queria saber de um certo loiro de olhos azuis irmão de Ayato. Shu Sakamaki.

A mesma sabia que aquilo só era uma atração, nunca tinha falado com o garoto nem chegado perto pois as garotas de seu “fã-club” eram muito agressivas com garotas que se aproximassem dele. E isso era com todos os irmãos, Ayato, Kanato, Laito, Reiji, Subaru e Shu que a propósito, era o mais velho dos irmãos. Todos eles eram “famosinhos” e todas as garotas da escola caíam ao seus pés, menos é claro (S/N). Ela preferia ficar de longe, não era uma stalker, só parava para o olhar quando se encontravam, mas não ficava muito tempo e tomava seu rumo.

Nessa escola havia uma votação de “Os 7 reis” que não era nada mais, nada a menos que uma votação dos “7 mais lindos do colégio”.

Eles eram Laito o sétimo, Subaru o sexto, Kou Mukami o quinto, Ruki Mukami o quarto, Ayato o terceiro, Yuma Mukami o segundo e Shu o primeiro.

Mas isso para (S/N) era uma perda de tempo, não se importava nem um pouco com os garotos do colégio, só se sentia atraída por Shuu e nada mais.

Era o que ela pensava.

Andava em direção as piscinas por mais que a noite esteja fria, ela não se importava. Adorava quando o vento batia e levava seus cabelos. Ou quando a brisa fria da noite batia em seu rosto lhe dando um prazer de liberdade.

Chegou na mesma e viu que estava vazia. Se aproximou de uma das piscinas, tirou seus sapatos junto de sua meia, para então sentir a água fria em seus pés.

Havia três piscinas ali; uma pequena para crianças, uma média usada no horário da manhã e uma funda usada para campeonatos. Estava na média.

(S/N) então puxou o ar frio para seus pulmões e soltou em um suspiro. Estava feliz de certo modo. Abriu seus olhos que até agora estavam fechados e olhos para o céu, observando a linda lua-cheia.

Ela então percebeu que não estava aproveitando ao máximo. Então se levantou e olhou mais uma vez para os lados, não desejando que ninguém visse. Tirou então seu colete, e assim foi com todas as suas peças de roupas e só parou então quando ficou completamente nua. E assim pulou então na piscina.

Mas (S/N) não havia visto que lá tinha sim uma pessoa. Um garoto que estava deitado nas arquibancadas. Ele decorava cada pondo do corpo da garota. Ansiava que poderia ser o primeiro a vela desnuda, e assim seria.

(S/N) por outro lado não sentia que está sendo observada, estava concentrada nas sensações que a água lhe trazia. Olhou mais uma vez para o céu e achou que seria o suficiente por hoje. Foi até a escada da saída da piscina e foi em direção às suas roupas. Mas antes de conseguir raciocinar, foi puxada bruscamente por uma grande e gelada mão.

Neste momento se desesperou. Estava surpresa e pensava o que aquele estranho iria fazer consigo.

Quem era aquele homem que lhe segurava? Por conta do escuro só via sua sombra e lindos olhos azuis.

Tentou se debater para sair correndo, mais isso só fez com que ele apertasse seus pulsos. Ela tinha certeza que iria ficar marcado.

Arregalou os olhos quando sentiu lábios gelados em contato com o seu quente. Se arrepiou e suas pernas tremeram.

O homem começou a pedir passagem com a língua e a mesma mordeu seus lábios. Estava se controlando para não agarrar aquele homem que só lhe beijando a fazia ficar louca.

Ao se separarem o homem atacou de novo seus lábios não dando nem tempo para a mesma respira e por conta da rapidez, a fez abrir a boca e o mesmo a invadir com a língua.

Aos poucos estava cedendo. Soltou por fim seus pulsos e com dificuldades, a mesma colocou um de seus braços no pescoço dele – que era incrivelmente alto – e com a sua outra mão, enfiou em seus cabelos.

Com os braços ele rodeou a sua cintura a trazendo mais para perto. Fazendo então se molhar por conta da umidade do corpo dela.

Ela sentia algo esquentar no meio se suas pernas. De fato não era o seu primeiro beijo, quando era mais nova os garotos davam uns selinhos nela. Mas aquilo era completamente diferente.

Sentiu o mesmo tirar uma de suas mãos de sua cintura e descer até a altura de seu ventre, e com força apertar seu clitóris.

Gemeu entre o beijo, sentindo o mesmo lhe estimular, apertou os olhos com força e se deixou levar.

Ele então se separou do beijo, fazendo-a agradecer por um pouco de ar, e começou a gemer baixo. Ele desceu a boca em direção ao pescoço da mesma e inspirou o seu perfume.

Ela se arrepiou mais uma vez e sentiu que algo estava por vim. Suas pernas estavam fraquejaram e ela deu o gemido mais alto daquela noite.

Ela ficou sem forças, e então ele a puxou fazendo-a enroscar suas pernas na cintura do mesmo. Segurou com força suas nadegas e andou em direção a gramado da piscina a colocando no chão.

Ela estava meio desnorteado, sem forças e com a visão embaçada. Percebeu que o mesmo lhe olhava mas não sabia o por que.

Ela estava extremamente sexy ao seu ver. Ele não ligava muito para esse tipo de coisa, mas quando viu ela nadando exibindo seus corpo como se pedisse para ele lhe possuir, sentiu-se excitado. Ela estava deitada com as bochechas coradas, seus olhos estavam entre-abertos e tampava seu corpo com os próprios braços. Isso fez o sentir fisgadas fortes e sentiu-se mais excitado.

Desceu mais uma vez sua mão ao seu ventre vendo-a cobrir. Olhou para o rosto da mesma que lhe olhava indecifrável e então desceu mais uma vez sua mão e ela cedeu.

Ela não reconhecia que estava em sua frente. Mais uma vez o escuro impedia. Sentiu o mesmo posicionar um de seus dedos na sua entrada e gemeu de dor quando ele enfiou, aquilo para ela era doloroso. Ele fazia enquanto beijava e passava mão em cada canto de seu corpo.

Ele vendo que ela parou de apertar mais o seu dedo, posicionou outro e enfiou. A mesma gemeu mais uma vez de dor e mordeu os lábios. Ele olhou para ela é não gostou do que viu.


-Não morda os lábios. – disse com a voz rouca, a fazendo perder os sentidos.


A voz dele era incrivelmente sexy. Só com aquilo ela sentia que poderia ter seu segundo orgasmos. Abriu os olhos e fitou aquelas orbes azuis. E sem perder tempo, o beijou.

Ela pediu passagem timidamente para ele que cedeu. Deixou por fim ele controlar.

Sentiu outra vez àquela sensação, e antes que pudesse ele retirou os dedos vendo a mesma lhe olhar suplicante.

Tirou por fim suas roupas até ficar de cueca. Não tinha problema em ficar nu, aquela era uma parte que ninguém ia a noite. Por isso sempre dormia ali.

Abaixou sua cueca vendo-a arregalar os olhos, sorriu com isso.

Se posicionou entre as pernas dela e viu a mesma ficar tensa. Com um ato de carinho, beijou a sua testa e enfiou.

Ela deu um gritinho ao sentir ele dentro de si. Ele enfiava de pouco em pouco para não machuca-la. Ele estava se controlando.

Quando sentiu que estava dentro dela por completo, esperou ela se acostumar.

Estava doendo mas aos poucos passava. Sentiu que não doía muito e rebolou contra ele.

Vendo que ela não sentia dor, começou a se movimentar. E quando ela gemia ele aumentava a velocidade.

Gemidos eram altos naquela parte. Ela tentava se controlar e quando mordia os lábios, ele aumentava as estocadas como se não quisesse que ela se contesse e então ela deixava escapar.

Estavam suados e gemendo sem parar. Ela sentia aquilo outra vez e ele também. Apertou suas unhas contra os ombros largos dele e fechou os olhos.


-Venha pra mim! – disse isso é os dois soltaram gemidos ao mesmo tempo.


Ouvia-se apenas respirações irregulares naquele momento. Ela fechava seus olhos não acreditando no que acabará de fazer ainda mais com um estranho. Estava pronta para sair quando o mesmo segurou seu braço e a puxou para si.


-Me solte. – falou vendo o mesmo a apertar mais.


Ele não disse nada, e ela estava pronta para ir outra vez mas sentiu outra vez aqueles lábios gelados dele.

Permaneceram assim por um tempo, até que ele a soltou e levantou. Ela o olhou e corou. Quando ia se levantar ele a pegou pelo braço estilo princesa e pulou com a mesma na piscina.

Subiram para o superfície ela já iria reclamar e o chamar de louco mas ao olhar para o seu rosto congelou.

Era ele.

Ela ficou encarando seu rosto e pensou em nadar para a borda pegar suas roupas e correr. Mas o mesmo pareceu ler os pensamentos dela e foi mais rápido. Puxou sua cintura e a colou no seu corpo.


-M-me solte – pedia corada.

-Porque? - falou fazendo o coração da mesma quase parar.


Ela ficou sem palavras. Não queria dizer “ Ah sabe o que é? Eu tenho uma queda por você é agora estou com vergonha.”

Ela não diria mesmo.


-E-eu s-so quero ir e-embora! – pensava em uma desculpa.

-Por que? – perguntou outra vez.


Ela pensou um pouco e falou:


-E-eu tenho q-que e-encontrar meu... Namorado! Isso namorado! – viu o mesmo a olhar mas ela desviou o olhar.


Ele ficou calado por uns segundos e falou a surpreedendo:


-Termine.


-O que? – não entendeu

-Com ele. – completou a frase

-Por que eu deveria? – perguntou

-Por que és minha.


Ela ficou sem reação, seu coração acelerou e ela corou.


-És minha desde o momento que se entregas-te para mim... – a puxou para um beijo que ela cedeu ao perceber.


Ela estava apaixonada por ele.

E naquele momento, eles se amaram outra vez a luz do luar...


Notas Finais


Ah vey não sou boa fazendo Hentai.
Tentei fazer o melhor possível mas sinto que não está bom :/
Mesmo assim, espero que tenham gostado.
Bye bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...