História Imagines com BTS - Capítulo 28


Escrita por: ~ e ~JungyMi

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, J-hope Suga, Jimin, Jin, Jungkook, Nanjoom
Visualizações 193
Palavras 648
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Fantasia, Ficção, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Give a chance to love (imagine RM) 03


| Imagine Kim Namjoon (Rap Monster) |

3.

Assim que o sinal toca, anunciando o fim de todos os horários eu saio em disparada da sala de aula. Rápida como uma flecha.

Meus pés marcham rumo a saída da faculdade onde, provavelmente, eu encontrarei Kim Taehyung. Esbarro em alguns desconhecidos, recebo xingamento, porém, nada irá me parar. Isso só me serve de incentivo para ir mais rápido.

Focar nos estudos foi quase impossível após a conversa com Min Yoongi, suas poucas palavras rondam a minha mente, consumindo toda a minha atenção, entretanto eu me forço a, pelo manos, tentar pensar em algo melhor.

Ao, finalmente, chegar na entrada da faculdade eu respiro aliviada e corro até o meu melhor amigo: Kim Taehyung. Por estar na direção contrária à minha acabo tenho que chamá-lo para conseguir ser notada por Tae.

- Anjinho! – ouço meu apelido e o abraço assim que estou perto o suficiente para tal ato. Taehyung me aperta ainda mais em seus braços e sinto seus lábios selar minha testa.

- Oi – falo ainda abraçada a ele. Ouvimos alguém pigarrear próximo de nos e, ao nos afastarmos, vejo a expressão de Taehyung ir para feliz a irritado. Me viro para ver qual é o problema e acabo por ficar com a mesma expressão que meu amigo. – O que faz aqui?

- Não terminamos nossa conversa de mais cedo – sorri presunçoso. Acabo revirando os olhos. – Namjoon vai adorar saber que sua namorada estar toda assanhadinha nos braços de outro.

- Eu e Namjoon não estamos namorando, Yoongi – afirmo forçando sorrir, e, ao ver a acompanhante do Min acrescento: - Mas, não posso dizer nada sobre Namjoon e sua namorada.

Me despeço com um aceno rápido e, assim que encosto minha mão direita na porta do carro branco do Kim, sinto a mão forte de Yoongi puxar meu braço livre.

- O que quer dizer com isso?

- Pergunte pra assanhadinha da sua mulher – firme, digo sem hesitar. Tão rápido que nem calculei o resultado de minhas palavras.

- Quem você acha que é para falar assim de mim? – ouço a voz irritando da namorada do Min e logo a lanço um olhar intimidador, todavia ela não se acanha – Vamos! Diga! Quem acha que és?

Aquilo já estava tirando a paciência que eu nem mais tinha. Respiro profundamente e, calma, falo:

- A ex do homem para quem você se oferece. – Yoongi arregala os olhos. Apenas sorrio; maldosa. – Vamos, Tae.

Jogo um beijinho no ar como despedida para o casal de irritantes e adentro o carro branco de meu amigo, este por sua vez liga o carro e da partida para bem longe.

- Para onde vamos?

Pergunto curiosa.

- Surpresa.

Ele me responde com um belo sorriso quadrado.

Volto a realidade assim que percebo que chegamos ao nosso destino. No caminho inteiro de Seul para sabe Deus onde estou fiquei pensando em um varinha de 1,81 cujo nome é Kim Namjoon.

Os noventa minutos, coisa que Tae disse que eu achei meio desnecessário de se dizer, dentro do carro passaram relativamente rápidos.

Enquanto ajeitava a alça da mochila em meu ombro, observei Kim Taehyung retirar do porta malas do carro uma mochila, um pouco maior que a minha.

- Chegamos. – Taehyung anuncia o óbvio. Eu, acompanho Taehyung até a entrada do que eu pude ver ser um hotel. Ele pega uma chave e me serve de guia até o vigésimo nono andar, o penúltimo do prédio. – Espero que não se importe em passar a noite por aqui. – o olho surpresa e ele sorri – Não se preocupe, trouxe roupa pra você.

- Bom saber que você anda mexendo no meu guarda roupa. – brinco e observo a tonalidade de suas bochechas irem da pele naturalmente alva para algo mais avermelhado.

- Foi por uma boa causa.

- E que causa é essa?

- Você precisa se distraí meu Anjo.


Notas Finais


Digam se querem continuidade.

Dêem amor pra esse nenem, pfvr:

https://spiritfanfics.com/historia/mad-hatter--twoshot-10195380

Jami♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...