História Impotência - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun
Tags Angst, Baekhan, Baekmin, Baeksoo, Chanbaek, Chenbaek, Kaihyun, Krishyun, Layhyun, Sebaek, Subaek, Taohyun
Visualizações 22
Palavras 315
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Droubble, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Pansexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


a falta de letras maiúsculas é intencional.

Capítulo 1 - .único.


dentre todos os sentimentos, acho que um dos piores é a impotência. foi o que senti quando você foi embora. eu me senti impotente.

quando você me disse que eu não estava tentando, eu quis gritar o quão duro eu estava dando para dar certo. para a gente dar certo.

e quando você foi embora e perguntou se não estava esquecendo nada eu quis chorar porque, porra, você estava me esquecendo, nos esquecendo.

você me deixou como se não fosse nada, alegando que era difícil me amar. e eu sei porra. eu sei que é.

e então eu chorei durante dias rezando para qualquer deus de qualquer religião te trazer de volta para mim, porque ele não podia simplesmente levar um pedaço de mim e esperar que eu continuasse vivendo normalmente.

e você voltou, bateu na porta e alegou que tinha esquecido algo. os deuses sabem como eu esperei você dizer que tinha me esquecido, que estava ali para pedir desculpas, e não que fosse aquele maldito relógio que você ganhou do seu ex.

e você fez questão de levar o relógio que ele te deu, mas deixou o cordão que eu te dei jogado no chão quando foi embora. era nosso cordão, a nossa coisinha idiota de casal que tínhamos desde o primeiro encontro. e você sequer perguntou sobre ele.

eu me senti impotente pra caralho, porque mais uma vez alguém estava me deixando e mais uma vez eu teria que juntar todos os meus pequenos caquinhos e tentar reconstruí-los em algo levemente apresentável.

eu tenho quer ser forte, mas porra, é difícil fazer isso sabendo que todas as pessoas que entram na minha vida vão embora alegando a mesma coisa. que eu sou difícil de amar.

acho que no final o problema deve ser mesmo eu.

porque o amor é um sentimento que tem que florescer, e eu sou esse maldito campo infértil.


Notas Finais


desculpem é que eu to meio triste


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...