História In your Shadow - Vkook - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Bunnyvieira

Postado
Categorias 2NE1, Bangtan Boys (BTS), Big Bang, Black Pink, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Cl, G-Dragon, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Rap Monster, Rosé, Sehun, Seungri, Suga, Taeyang, V, Xiumin
Tags Amor Proibido, Chanbaek, Namjin, Vkook, Xiuchen, Yoonseokmin
Visualizações 27
Palavras 1.576
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Survival, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Bunny Unnie na área yo! xD
Vamos lá para mais um capitulo bem gostosin e cheirosin.
Espero que gostem e deixem a vossa opinião nos comentários. Eu gosto de ler e saber se estão gostando ou não, prometo responder a todos os comentários. Só não nos deixem no vácuo.
Beijo da Unnie @Buunyvieira

Capítulo 5 - Eu sou seu Daddy...


Fanfic / Fanfiction In your Shadow - Vkook - Capítulo 5 - Eu sou seu Daddy...

Jungkook On

Depois de me vestir voltei a sentar na cadeira onde anteriormente estava amarrado. Que droga! 

Primeiro me engana na cela da delegacia e agora aqui. O que é que esse cara tem que me deixa doido?

Puxo a minha franja para trás numa tentativa falhada de os tirar da frente do meu rosto, já estava bem grande e precisava de um bom corte.

Acho que isso não irá acontecer tão cedo visto estar preso nessa merda de cela numa casa cheia de criminosos prontos a me matar a qualquer instante, ou assim eu penso.

Sou arrancado de meus devaneios pelo som da porta da cela batendo com força e por um  resmungo de Taehyung.

-Pensei que tivéssemos algo especial Sr. Policial. Mas depois de o ver transando com o Jimin vejo que você não passa de um prostituto pronto a foder qualquer bunda por aí.- ele cruza os braços em frente ao peito com um bico enorme nos lábios. Ciúmes? É sério isso?

-Você só pode estar de sacanagem comigo né? Fala sério seu criminoso imundo. Foi você quem me drogou me fazendo alucinar com você. Não sabia que era o Jimin.- baixo o rosto o apoiando nas mãos e esfrego o mesmo com os meus dedos frustrado pelo o que estava acontecendo na minha vida. Como é que tudo ficou de pernas para o ar assim?

-Você alucinou comigo?- ele pergunta com um sorriso cínico nos lábios.

-Você é lerdo assim todo o dia ou só em ocasiões especiais?- pergunto já saturado.

-Grosso!-rebate.

-E grande. - retruco sorrindo de lado com malicia. Ele sabia perfeitamente que o meu amiguinho era bem grande e grosso. 

-Vou ter que concordar com você. - ele vem caminhando em minha direção depois de fechar e trancar a porta da cela que a meu ver mais parecia uma sala de arrumos. Tinha apenas a cadeira onde estava sentado e um mesinha num canto bem como um colchão no chão e um cobertor em cima do mesmo.

Ele anda devagar parecendo um gato manhoso e senta no meu colo virado de frente para mim com uma perna em cada lado e passa os seus braços em torno do meu pescoço.

Agarro a sua cintura o pressionando mais em cima do meu membro e o beijo. Mano, eu já estava ferrado por ter deixado os criminosos fugirem e ainda por cima virei refém deles, mais valia aproveitar para me satisfazer sexualmente né não? Não me julgue. Tenho minhas necessidades e Taehyung me sacia da melhor forma.

Esse criminoso me deixa louco. Nunca em tantos anos como policial eu havia cometido tantos erros como agora, e para falar a verdade eu estava adorando cada um deles.

-E se, dessa vez a gente trocasse de posição hein?- o olho confuso.

-Como assim trocar de posição?

-Deixa eu te foder gostoso também.- ele sussurra no meu ouvido e logo morde o lóbulo da mesma. Meu membro se animou em excitação pela sua ideia depravada. Nunca antes fui possuido, mas já que tinha que ir para o inferno pelo menos ia podendo dizer que eu experimentei de tudo. Sou foda mesmo!

O empurro levemente e ambos nos levantamos, o faço sentar na cadeira e sento em cima do seu colo na mesma posição que ele estava segundos antes.

Rebolo em seu colo lentamente e ele logo arfa em absoluto deleite.

-Gosta assim criminoso?- ele abana a cabeça em concordância e aperta as minhas nádegas com certa força e sinto um pequeno arrepio subir pela minha coluna e eriçar os cabelos da minha nuca. Beijo os seus lábios com fervor e saboreio o sabor do pecado.

Ele vai tirando a minha blusa e morde o meu pescoço deixando uma marca bem visivel de seus dentes na minha pele. 

Ele ganha impulso e se levanta da cadeira comigo no colo e me senta na bendita mesa e se solta de mim me deixando ali com a maior cara de bunda e sai da cela. 

Suspiro baixo e quando estou para descer da mesa a porta da cela é aberta e ele logo entra com o que me parece ser um chicote e uma caixa com outros objetos.

-Agora vamos brincar Baby. Apartir de agora você é só meu brinquedo e deve apenas ser tocado por mim. Vou mostrar para você quem é seu dono e vou te punir por ter transado com outro. - ele me olha com um ar maniaco e sorri como um psicopata. Eu deveria ter medo dele mas na verdade, aquele lado dele só me deixava mais excitado.

-Tae...- Sou interrompido por uma chicotada no peito.

-Daddy, me chame de Daddy.

-Daddy...

-Bom garoto!- ele volta a ficar entre as minhas pernas e pousa a caixa ao meu lado me beijando de maneira selvagem. Suas mãos mexem dentro da caixa e ele tira um par de algemas e prende as minhas mãos atrás das costas, depois coloca uma venda nos meus olhos, ele me ajuda a descer e me faz dobrar o meu tronco em cima da mesa ficando com a minha bunda empinada para ele. Sinto a minha calça ser puxada para baixo com força e ser retirada junto com os sapatos, ouço o som dos sapatos ecoar pela cela ao serem atirados para um lugar qualquer. De seguida é a minha cueca box que é rasgada e retirada de mim com  certa brutalidade.

Toda essa agressividade me deixa louco de tesão e mal consigo esperar pelo que vem a seguir. Ouço o que parece ser um frasco a ser aberto e logo um líquido frio é despejado em minha entrada traseira e os seus dedos esguios espalham o liquido naquela área e sinto uma leve pressão dos mesmos no buraco, ao principio essa pressão é um pouco desconfortável mas logo que ele me penetra com um dedo e esse desconforto é substituido por uma sensação mais prazeirosa. 

O seu dedo entra e sai de mim com rapidez e mesmo sendo apenas um dedo eu já gemo com o prazer que sinto. Outro dedo entra em mim e o prazer aumenta e logo ele chega até à minha próstata que é o meu ponto sensivel e me estoca aí por um bom bocado.

Ouço ele mexer na caixa e em seguida um zumbido de algo vibrando invade os meus ouvidos. Um  vibrador. Seus dedos saem de dentro da minha entrada e o vibrador é introduzido em mim, o objeto era um pouco grande e de inicio doeu um pouquinho mas a vibração logo faz essa dor desaparecer quando ele toca no meu ponto fraco, visto já estar quase a chegar no meu limite antes com os dedos de Tae, em poucos segundos acabo por gozar.

-Tsc tsc, que vergonha Baby, gozar antes do seu Daddy. - ele estala a lingua e se lamenta. Eu não conseguia dizer nada a vibração constante do brinquedo era demasiado boa e me fazia gemer que nem uma cadela no cio. - Como você não esperou por mim para gozar eu vou te punir. - Ouço o estalar do chicote no ar e depois e forte ardência na minha nádega direta. 

-Ah!- grito com a nova dor proporcionada. 

Outra chicotada, e eu solto outro grito, depois de várias outras chicotadas e da vibração do vibrador eu volto a gozar com a tortura que estou sofrendo nas mãos do criminoso.

-Outra vez? Você gosta de ser punido Baby? Nunca pensei que você fosse tão massoquista assim. - Ele retira o vibrador da minha entrada mas a mesma logo é preenchida por seu membro grosso e tão grande quanto o meu, o calor do seu corpo junto ao meu é relaxante e a sensação de o ter dentro de mim faz o meu coração palpitar com força. 

Será que eu estou me apaixonando pelo bandido? 

Taehyung On

O penetro com força e estar dentro dele é tão bom que fico paralisado com a excitação de o estar dominando desse jeito. Ele está tão entregue que eu podia gozar só com essa imagem. Vê-lo indefeso e me desejando era um pecado.

-Vou te foder tão bem Baby. Quero ouvir você gemer, gritar e chamar por mim. Cada vez que eu ver você se retraindo eu vou lhe dar um tapa na sua bunda maravicherry, ouviu bem? - pergunto enquanto aperto uma das suas nádegas marcadas por vergões avermelhados das chicotadas que desferi na sua pele. 

-S-sim...- lhe dei um tapa.

-Sim o quê?- exijo saber autoritário.

-S-Sim, D-Daddy.- ele fala por entre gemidos enquanto vou entrando e saindo dele devagar.

-Bom garoto, você merece um presentinho meu.- e dito isso começo a me movimentar com mais rapidez fazendo nossos corpos se chocarem, fecho os olhos apreciando o nosso sexo, apenas consigo ouvir o som de minha cintura bater na polpa da sua bunda e os nossos gemidos mesclados uns nos outros. 

Me movimento da forma que mais me satisfaz e depois de vários minutos nos desfazemos nos nossos orgasmos e solto um urro quando gozo poderosamente dentro dele.

Ainda dentro dele o ajudo a se erguer e encosto o meu peito nas suas costas e o abraço com delicadeza depositando um beijo cálido em seu ombro, solto a venda e saio de dentro dele e o viro para mim e nos olhamos nos olhos. Não sabia o que sentia por ele mas sem dúvida que era mais do que atração.

Estaria eu por ventura me apaixonando pelo policial?

Continua?:3



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...