História Infecction World - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 9
Palavras 1.677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Desculpem pela demora para postar esse capítulo, mas eu acabei tento alguns problemas de saúde e logo em seguida começaram as minhas provas, mas eu espero que vocês gostem desse capítulo que deu muito trabalho para fazer

Capítulo 17 - O Reencontro Parte 1


Pov. Nicolas

Minutos antes do ataque.

Eu estou indo ver o Gared falar sobre o grupo que foi em busca da Lilian, não vi o Reid depois do interrogatório, a última pessoa que o viu foi o Gared.

Acabei de chegar no escritório do Gared, ele não está aqui, mas aonde ele pode estar ?

Nesse momento eu decidir olhar oque estava acontecendo lá fora através da janela, tudo estava normal, tudo parecia calmo.

Mas quando eu olhei novamente, pessoas começaram a cair no chão, uma por uma, só algumas ficaram de pé, e esses que ficaram de pé entraram nas casas que estavam ao seu redor, e começaram a prender as pessoas que estavam dentro das casas.

Mas que merda está acontecendo ? Eu tenho que pegar a Amanda e a Alice.

Ao abrir a porta da sala do Gared, eu fui atacado, e fui jogado para cima da mesa, foi então que eu vi o seu rosto.

Eu: Jones ? Porque você está fazendo isso ?

Jones: Na realidade, porque eu não faria Nicolas ? Vocês são fracos, e fracos devem morrer.

Eu: Seu filho da puta.

Jones: esse lugar nos pertence agora, e nada vai mudar isso.

(Jones puxa a arma)

Jones: Diga adeus Nicolas Cameron.

(Tiro)

Eu: Jones ?

Jones: ...

???: Levanta logo Nicolas.

Eu: Você o matou ?

???: Se eu não tivesse feito isso, você iria morrer.

Eu: Mas quem é você ?

???: Eu me chamo Jane, e sou uma amiga do David.

Eu: Ele nunca falou de você.

Jane: Porque eu pedi.

Eu: Obrigado por me salvar, mas eu preciso ir pegar a minha irmã e a Amanda.

Jane: Pensa direito.

Eu: Como ?

Jane: Você não é um herói Nicolas, se você levar um tiro você morre, você está me entendendo ?

Eu: Mas eu tenho que ajuda las.

Jane: E você vai mas não agora, precisamos sair daqui, se não vamos acabar sendo pegos e se formos pegos já era, ninguém salva a Amanda e a sua irmã.

Eu: Eu acho que isso faz sentido.

Jane: Claro que faz, não tem como nos dois sozinhos ganhar essa guerra.

Eu: Guerra ?

Jane: Sim guerra, mas nesse exato momento nos temos que encontrar o seu pessoal que está do lado de fora desses muros.

(Passos)

Eu: E melhor nos terminarmos a nossa conversa em outro lugar.

Jane: Concordo, não posso morrer ainda.

Pov. Alice

Eu estava com a Amanda quando tudo aconteceu, nos fomos até a casa da Lilian, pois havia uma passagem para o lado de fora da comunidade.

Amanda: Alice oque está acontecendo ?

Eu: Não sei, mas temos que sair daqui antes que eles nos encontrem.

Amanda: Certo, aonde temos que ir ?

Eu: Vamos ao segundo andar.

Subimos as escadas até o segundo andar, abrimos a porta da sacada e colocamos uma escada na parede do muro.

Amanda: E agora ?

Eu: Só precisamos abrir a janela do prédio que está no lado de fora do muro, mas tenha cuidado pois é uma grande queda.

Amanda: Não tem outro caminho ?

Eu: Infelizmente não.

Amanda: A Lilian usa essa passagem muitas vezes ?

Eu: Duas vezes por semana.

Amanda: Só não faz sentido uma sacada aqui, em frente a um prédio.

Eu: E que o prédio foi construído depois, e a casa não mudou a sua estrutura, agora nos temos que ir.

Amanda: Tá bom...

Eu: Você vai primeiro, enquanto eu fico de guarda.

Amanda: Certo Alice.

Eu: Não precisa ter medo, eu vou estar aqui.

???: Procurem por toda a casa, vamos ver se tem algum filho da puta escondido nessa casa !!!

Eu: Droga, Amanda anda logo.

Amanda: Tô indo.

???: Vocês já olharam o segundo andar ?

Eu: Droga.

Amanda: Você já pode vim Alice.

Oque eu faço ? Ele já está subindo até aqui, até eu passar ele já vai estar aqui em cima, oque você iria fazer nessa situação maninho ?

Eu: Eu sei oque você iria fazer.

Amanda: Oque você está falando ?

Eu: Amanda tenta chegar nessa localização.

Amanda: Mas porque você está me dizendo isso ?

Eu: Eu não vou com você

Amanda: Alice, eles vão te matar.

Eu: Que assim seja, eu vou te proteger.

Amanda: Não Alice !

Tirei a escada que estava apoiada no muro e fechei a porta da sacada, puxei a arma e esperei.

Eu: Apareça logo covarde.

Ninguém entrou, mas duas grandes foram jogadas para dentro da sala.

Comecei a ficar tonta, mas tentei me segurar o máximo possível, finalmente alguém entrou, eu só dei um tiro que acabou acertando a perna do soldado.

Eu: Por que você nos traiu soldado ?

???: Porque eu estou lutando para o lado vencedor.

Eu: Sem nenhum motivo ?

???: Óbvio que temos um motivo, precisamos de comida.

Eu: Isso tudo e por comida, não bastava ter uma aliança ?

???: (Risos) Quem disse que nos estamos procurando comida enlatada ? Nos queremos carne, e não qualquer tipo de carne minha jovem, queremos uma carne que está escassa no planeta.

Eu: E qual seria essa carne esfomeado ?

Rogers: Sua carne minha pequena (Tiro).

Eu: AAAAAAAAHHHHH minha perna !!! Seu desgraçado.

Rogers: Calma minha pequena, agorinha essa dor acaba.

Ele só meteu uma coronhada na minha cara que acabou me fazendo desmaiar, agora eu estou presa dentro de uma cela, só esperando para ver oque irá acontecer comigo e com esses traidores canibais que estão dentro desses muros.

Tempo Atual.

Pov. David

No mapa que o Tyler me deu, esta dizendo para eu não voltar para a comunidade.

Eu não sei oque está acontecendo na comunidade mas eu vou confiar nele, já que a última coisa que ele fez foi me salvar, bem ainda falta uns 5km até eu chegar no Matthew.

Mas infelizmente as ruas estão cheias de infectados, a minha única alternativa que é a mais segura no caso e ir pelos prédios da cidade.

Mas eu não vou muito longe fazendo isso, eles estão na área de comércio da cidade não tem prédios naquela direção, eu vou ter que improvisar um caminho ou...

(Olhando para os carros e apartamentos)

E isso... alarmes, atrair os infectados para outra área, e a forma mais fácil de passar por eles.

Fiz o máximo que eu pude, liguei todos os alarmes que eu pode, chegou a me dar dor de cabeça por causa de tanto barulho, esperei até liberarem o caminho.

Estava cheio de infectados, de todos os tipos, Corredores, Alarmes e Copiadores, todas as espécies de infectados que foram descobertas até o momento estavam aqui, mas é óbvio que aqui estaria cheio, ainda estou no centro da cidade, isso é uma merda.

Quando a poeira abaixou eu passei por todos os infectados, sem chamar a atenção desses desgraçados, entrei nos becos e passei por todo o caminho sem nenhum um grande perigo eminente, eu estava chegando até aonde o Matthew e sua equipe estavam, mas foi quando eu comecei a ouvir um tiroteio, fui ver a distância oque estava acontecendo e torcendo para que não tenha nada haver com o pessoal, mas infelizmente eles estavam envolvidos, os infectados estão tentando entrar na loja, mas que merda, eu tenho que fazer algo.

Pov. Matthew

Eu: Merda !!!! Arthur !!!!!

Arthur: Sim ?

Eu: Os infectados estão entrando, pegue a sua arma e vamos mante los afastados.

Arthur: Sem problemas.

Eu: Carson acorde o John, e avisa a ele sobre a situação, acabou o sono de beleza.

Arthur: Caralho, como você pretende acabar com essa multidão ?

Eu: Eu não tenho nenhum plano, eu só consigo pensar em atirar.

Arthur: Sério ????!!

Eu: E caralho !!!

Arthur: Segura eles por um tempo.

Eu: Aonde você vai ?

Arthur: Vê se tem alguma saída de emergência, algo do gênero.

Eu: Então vai logo, MERDA !!!

São muitos, deveríamos ter ido embora o quando antes, mas que merda oque eu posso fazer ?

Eu não sou o cérebro da equipe caralho, eu sou o comediante, como eu vou resolver isso porra ?

Arthur: Matthew.

Eu: Alguma sorte ?

Arthur: Infelizmente não.

Eu: Droga !!!!

Arthur: Oque vamos fazer ?

Eu: Eu não sei !!!

(Buzina)

Eu: Que buzina foi essa ?

Arthur: Não sei mas o som veio em direção a sala aonde está o Carson.

John: Gente vem logo porra !!!

Eu: Acordo bela adormecida ?

Arthur: Eles estão subindo !!!

Eu: Merda.

Corremos em direção ao barulho de buzina.

John: Pule pela janela

Eu: Mas oque ???!!!!

John: Só pule porra !!!

Eu: A Merda !

Nos pulamos pela janela, quando eu pulei eu pensei que eu ia cair em cima de vários infectados.

Mas não foi isso que aconteceu, Invés disso eu saí ileso.

Arthur: Mas oque um caminhão tá fazendo aqui ?

Eu: Não estava isso aqui antes ?

Arthur: Não.

John: Vamos entrar.

Ao entrarmos no caminhão, eu recebi uma baita de uma surpresa.

Eu: Como você está...

David: Vivo ? Bem foi por causa do Tyler.

John: Aonde você conseguiu esse caminhão ?

David: As chaves estavam no veículo.

John: Eu vou dirigir.

Todos ficaram na parte traseira do caminhão, enquanto o John dirigia.

Eu: Então foi o Tyler que te tirou de lá ?

David: Sim.

Arthur: E aonde ele está ? Sabe ele parece ser um cara legal.

David: Ele... Ele... Não conseguiu.

Eu: Merda.

David: O Maldito Bill o matou.

Eu: Bill ?

David: E o Líder dos canibais.

Arthur: Canibais ???!!!!

David: Vocês não sabiam ?

Eu: Não, mano isso é doentio.

David: Eu sei.

Eu: Cara você está acabado, e está sem um dedo !!

David: Passei por péssimos momentos Matthew.

Carson: Você esta com várias queimaduras no seu corpo, a maioria vai acabar virando cicatrizes.

David: Eu sei, então aonde está o resto do pessoal Matthew ?

Eu: O Sato está na comunidade escondido tentando sair de lá, a Amanda fugiu mas está sozinha por aí, a Alice virou prisioneira, e o Nicolas fugiu com a sua amiga Jane.

David: Jane...

Eu: Falando nisso o Carson me disse que era para eu perguntar para você em pessoa.

David: Oque e ?

Eu: Você tá escondendo algo David ?

David: Escondendo ?

Eu: Sim, eu sinto que você está escondendo algo em relação a essa garota Jane.

David: ...

Eu: Então se possível você pode me dizer ?

Pov. Nicolas

Eu: Fugimos da comunidade e agora ?

Jane: Procuramos o seu pessoal que era por aí.

Eu: Vai ser uma grande busca.

Jane: Eu sei que vai ser.

Eu: Mas e oque podemos fazer por enquanto, precisamos o máximo de pessoas possível para retomar a comunidade.

Jane: Concordo.

Eu: Nem tudo está acabado, separados nos podemos ser fracos, mas quando o grupo estiver reunido, nos ficaremos fortes o suficiente para derrubar os nossos inimigos.

Jane: E mataremos o Reid.

Eu: Matar nem sempre é a resposta.

Jane: Eu quero ver se você vai ter esse mesmo pensamento quando ele colocar uma arma na sua cabeça.

Eu: Sim, eu não irei mudar o meu pensamento, mesmo que ele ponha uma arma na minha cabeça.


Notas Finais


Para não perder nenhum capítulo favorite a história


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...