História Interview with one direction - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harrystyles, Imagine
Visualizações 56
Palavras 813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe por algum erro.
Buoua leitura 📖

Capítulo 16 - Havana.



 

          Hey


Havana, ooh na na (ayy)

Half of my heart is in Havana, ooh na na (ayy, ayy)

He took me back to East Atlanta, oh na na na

All but my heart is in Havana (ayy)

There's somethin' 'bout his manners (uh huh)

Havana, ooh na na


He didn't walk up with that: How you doin'?

(When he came in the room)

He said there’s a lot of girls I can do with

(But I can't without you)

I'm doin' forever in a minute

(That summer night in June)

And papa says he got malo in him

He got me feelin' like


Ooh, ooh, ooh oh oh

I knew it when I met him

I loved him when I left him

Got me feelin' like

Ooh, ooh, ooh oh oh

And then I had to tell him

I had to go, oh na na na na na... 


***********


           O clima até que estava agradável. A música eletrônica que tocava não era irritante como costuma tocar nos pubs. É Nathan não estava chato como alguns caras que saio. (ainda) Que sempre fica bêbado rápido e fica falando coisas absurdas no ouvido e de repente tenta me beijar a força. Mas hoje está sendo diferente...


           -Está gostando da noite?

-arrepio ao perceber que pergunta um pouco perto de mim. Mas não me incomodou.


              -Estou... - sorri tímida. (mesmo que já trabalhava um tempinho com Nathan, ainda me surpreendo com ele).


          - Sabe... Não precisa ficar tímida comigo! Você me conhece (s/n), sabe que somos amigos...-sorri de canto.


           -Me desculpe. Nos nunca saímos só nós dois. Sempre tinha alguém lá da revista e tal, mas vou tentar ser mais "solta". 


             - Okay, você vai estar desculpada só... Se você aceitar dançar comigo?! - toma o resto da cerveja que restava no seu copo se levantando.  


        Cerro meus olhos fazendo bico. Suspiro fundo me levantando. 

               - Tudo bem. Mas não me xingue que eu pisar no seu pé! - gargalhou baixo. 

Ele ri também. Caminhamos até uma pista de dança improvisada no pub pelas pessoas que também dançavam ali. Começa a tocar Havana da Camila Cabello. Automaticamente meus quadris começam a se movimentar conforme a música. Sua batida contagiante toca todos que estão presentes. Me viro de costas para Nathan, fecho meus olhos e continuo a dançar do meu jeito.   

        Sinto um calor bater no lóbulo da minha orelha, sorrio levada me afastando um pouco. Uma mão encaixa na minha sobre minha barriga. Sua boca vai para meu pescoço, depositando um beijo. Me arrepio ainda mais ao sentir me virando de vez para si. Com os olhos ainda fechados sorrio de canto. Sua mão agarra minha nuca, sinto um gosto forte de cerveja, então percebo que estou em um beijo quente e molhado. Não retribuo, só deixo rolar. Eu sei, eu sei. Eu disse que não iria rolar nada. Mas acabou acontecendo. (e não passa disso). Confesso... Seu toque é muito viciante, sua mão acariciando minha nuca e a outra minha cintura. E a única coisa que eu faço é puxar seu cabelo curto. 

     Sinto alguém me cutucar por trás. Paro eu mesma o beijo me virando. Arregalo meus olhos quando vejo a pessoa. 


             - Harry? - quase me engasgo. 


       - Posso falar com você? A sós. - ele olha com tédio para Nathan. 


         - Precisa ser agora? - ergo as sobrancelhas. 


           - É, precisa... Não vai demorar muito. - cruza os braços. E como ele está lindo! Seus cabelo bagunçado como sempre, sua blusa branca e uma calça preta colada no corpo o deixava tão sexy. 

         QUE (S/N)??? POR QUE ESTÁ DIZENDO ISSO?!!! CALA ESSA MERDA DESSA BOCA. 


         - Olha só cara ela está comigo não está vendo? Vou ter que desenhar?! - Nathan diz irritado. 


         Harry ri ignorando o que ouviu. 

        - Vem ou não? - ele pergunta sério me estendendo a mão. 


         - Nathan você se importa? - sorrio de lado. 


       - Se eu me importo? - ri irônico- Claro que me importo (s/n)! Eu quem te chamei aqui nesse pub, eu que te paguei a bebida. E você vai me deixar aqui com cara de otario? Por causa desse babaca! Me poupe... Pensava que você era diferente dessas putas de esquinas. - começa a caminhar. Mas não deixo barato. Porque eu não fiz nada para ele. 


          - O QUE EU FIZ PRA VOCÊ NATHAN? NÃO FALA ASSIM COMIGO. OLHA PRA MIM!-Se vira sorrindo com malícia. Anda até mim que estava parada que por idiotice pensava que iria me pedir desculpas. Mas aconteceu algo ainda mais humilhante do que ser chamada de "vadiazinha" ao vivo. 

      Nathan arranca minha blusa do corpo, todos por perto observando assustados. 


           -Carne fresca pessoal!! - É foi como um vulto. Nathan caindo no chão Harry por cima golpeando e o sangue escorre do rosto de Nathan. A minha única reação era eu paralisada no meio de todo mundo ali. Não me lembro como correr, não sei se devo ajudar Harry ou sentar no chão e chorar por ter vindo aqui.   


          


   








Notas Finais


Não gostei mttt por que escrevi outra coisa mar legal. Mas aeeeeeee a liamdonaaa aquiii sem querer apagou. Quase chorei cara. Mas enfim. Comentem ae.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...