História It's Not So Easy - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Guns N' Roses
Visualizações 64
Palavras 1.865
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei amorecos! espero que gostem do capítulo

Ah tem uma coisinha. Na parte de Axl e Candice recomendo a vocês que coloquem pra tocar a música ''Sexed Up- Robbie Williams'' na dar um clima a mais na leitura, tenho certeza que vão gostar ;)

Capítulo 30 - What are you doing here ?


Pov-Candice​

-Dean?

Eu realmente não estava entendendo o porque dele estar na porta do meu apartamento. Provavelmente me esperando,mas por que? Ele se levantou rapidamente me olhando com um sorriso na canto da boca.

-Oi Candice.- disse me olhando. Fiquei muda esperando alguma manifestação de sua parte, mas parecia que nem ele estava entendendo o porque de estar ali.

-Oque está fazendo aqui Dean?- tomei a iniciativa, estava odiando aquele silêncio.

-Eu também não sei.- disse ele coçando a cabeça.- Na verdade sai de casa e quando me dei conta já estava aqui na sua porta.

-Uau.- falei um pouco impressionada.-Você não quer entrar? 

-Se não for incomodar.

-Não incomoda, vem entra eu faço um café pra gente.

Ele apenas acenou com a cabeça e entramos. Deixei minhas coisas em cima de mesa de centro e fui preparar o café na cozinha.

-Então como você está?- perguntou ele se aproximando e se sentando na mesa da cozinha.

-Eu estou bem, na verdade não mudou muita coisa.

-Ficamos esse tempo todo afastados, eu achei que pelo menos você me ligaria ou coisa assim.

-Dean na última vez que nos vimos você deixou algumas coisas bem claras, achei que não ia querer nem que eu ligasse.- falei me sentando na sua frente.

-Eu fiquei um pouco chateado sim mas não ao ponto de querer que você desaparecesse.

-Eu sinto muito se interpretei errado.

-Ta tudo bem, espero que não esteja se incomodando com a minha visita repentina, eu queris telefonar mas achei que seria melhor vim pessoalmente.

-Não se preocupe você pode aparecer aqui quando quiser.

-E como estão as coisas? a banda?

-Estão todos bem.- falei me levantando indo coar o café.- Do mesmo jeito de sempre.

-Fiquei sabendo que eles fizerem um puta show em Chicago.

De repente as lembranças daquela viagem vieram a tona. Axl e eu. Oh não, não posso pensar nisso!

-Foi sim.- respondi- Foi um grande show.

-Imagino.- disse ele pegando uma xícara de minhas mãos.- Candie, quero te pedir desculpas pelo modo que agi com você por causa de sua relação com Axl.

-Como assim?

-Na festa de julguei por estar lá com ele, mas depois acabei caindo em si e percebi que não tinha nada a ver ter ciúmes de um cara que é apenas seu amigo. Seu que vocês são bem chegados e isso não pode ser mudado por minha causa, mas quero que entenda a minha insegurança ainda mais quando de trata de Axl Rose.

Pisquei alguma vezes tentando digerir todas as palavras de Dean.

-Eu entendo.- consegui dizer.- Na verdade no seu lugar agiria da mesma forma eu acho. 

-Será que podemos esquecer tudo e começar de novo? Fui um babaca em deixar você escapar por uma coisa tão boba. 

-Dean você tem que entender que fiquei bem magoada com tudo que aconteceu, não posso voltar só porque você veio aqui dizer que estava enganado entende? 

-É claro que entendo.- disse ele suspirando tristemente.- Posso ter esperança pelo menos?

-Bom acho que sim- Falei um pouco sem graça com a situação.

-Aceita sair comigo esse final de semana? Sem pressão.

Pensei por um minuto. Eu realmente havia ficado mal quando Dean resolveu sumir por conta do que aconteceu na festa, mas agora ele estava ali na minha frente dizendo que estava arrependido. Não que isso realmente provava alguma coisa mas eu não podia dizer só não. Estava solteira e poderia sim aceita-lo de braços abertos mais uma vez.

-Claro.- falei sorrindo minimamente

-Que bom!- disse ele se levantando.- Agora tenho que ir, está tarde e tenho certeza que está cansada.

-É um pouco.

-Sábado está bom pra você?

-Está ótimo!

Acompanhei até a porta e antes de sair me deu um beijo no canto da boca. Me sentei no sofá assim que ele saiu e não sabia se aquele reencontro seria bom ou ruim. Eu sempre gostei de estar com Dean, ele era um ótimo rapaz e até estava animada quando estavamos saindo. Mas agora as coisas pareciam diferentes. Principalmente depois do lande que tive com Axl. Dean parecia ter perdido um pouco a graça pra mim.

(...)

-Esse cara é muito afim de você, te garanto isso!- disse minha imã depois de eu ter contado tudo a ela sobre Dean na porta da minha casa ontem.

-Eu não sei se estou fazendo o certo Caline.

-E por que não? Devia estar feliz por ele ter voltado isso raramente acontece minha irmã. Olha pense que isso pode ser uma segunda chance que a vida está lhe dando, não é sempre que temos a sorte de encontrar um amor de verdade é você está com isso nas mãos e não aproveita.

-Acontece que não sei se é ele mesmo entende?

-Você nunca vai sabe se não tentar.- Disse ele se aproximando de mim e colocando as mãos sobre meus ombros- Abra seu coração e deixe que isso aconteça.

-Eu vou tentar.- falei sorrindo abraçando minha irmã. Ela sempre quis o melhor pra mim e sempre me avisou quando tinha certeza que eu iria quebrar a cara, não custava nada atender um pedido seu agora.

Mas uma coisa lá no fundo dizia não para qualquer atitude que eu fosse tomar, não sei porque mas nada naquele momento era capaz de me animar em dar essa segunda chance ao Dean.

Eu realmente espero estar tomando a decisão certa agora.

(...)

Alguns dias depois...

Os dias se passaram mais rápido do que eu imaginava. No trabalho tudo estava a todo vapor, os garotos animados com os dois discos e ao mesmo tempo infernizando minha vida. Resolvi não comentar nada sobre Dean pois sabia que daria oque falar, eles não conseguem manter a língua dentro da boca nem se quisessem. 

Axl e eu conversamos pouco durante a semana depois da última conversa que tivemos. Percebi que ele resolveu se isolar de mim e do resto pois de sentia sobrecarregado com tanta coisa. Ele mudou comigo um pouco mesmo dizendo que não. Estava mais distante de mim a cada dia que se passava. Eu preferia acreditar que não era por causa de tudo que havia acontecido, mas mesmo negando para mim mesma eu sabia que sim. Ele odiava ser rejeitado por qualquer mulher, e em relação a mim ele com certeza se sentiu assim, mesmo eu dizendo que não, mesmo tentando explicar que a situação não era esse, ele iria continuar pensando que sim, então o deixei sozinho com seus pensamentos e resolvi neste momento pensar um pouco em mim.

Estava em meu quarto revirando o guarda roupa a procura de um vestido para a noite. Animada eu com certeza não estava mas por outro lado não deixaria de ir, estava curiosa com o fato de querer saber o que Dean planejava para nós dois. Suspirei sentando na cama e passando as mãos sobre meus cabelos. Por que eu havia mudado tanto meus conceitos em relação a Dean?Ele me parecia o cara perfeito no começo mas agora parece que tudo mudou. Uma coisa dentro de mim mudou e eu não sabia o que era.

Deus eu tenho que parar de pensar tanto ou vou ficar louca!

Corri para o banheiro e tomei um banho demorado. Sai depois de um tempo já pegando o vestido vermelho longo que havia em meu guarda roupa. Havia usado poucas vezes  então não seria tão ruim assim. Me arrumei fazendo um coque em meu cabelo e colocando argolas maravilhosas. Um batom vermelho combinando com o vestido. Me olhei com atenção desta vez no espelho e sim eu estava bonita para ver Dean. Acabei suspirando de frustração ao pensar nisso.

Vamos Candice!Não será tão ruim assim. Pensei comigo mesma. Ouço a campainha tocar e olho no relógio. 

Ele está adiantado.

Corri para atender a porta e me deparo com cabelos vermelhos, roupas de couro e olhos verdes na minha porta!

Meu coração dispara. (Colocar música para tocar)

-Axl...

-Oi.-ele diz olhando minha roupa.- Posso entrar?

Olhei para o relógio e ainda faltavam meia hora para Dean chegar então dei passagem para que o ruivo entrasse.

-Você vai sair?

-Bom eu vou...- minha mão suava frio com sua presença.

-Por que Candie?- seus olhos eram pura tristeza

-Por que oque?

-As coisas tem que ser tão complicadas?

-Axl não estamos aqui para entender um ao outro, as coisas são como elas são é ponto.

-Eu não entendo, talvez o erro seja da uma parte, não é?

-Não se culpe por coisa alguma querido, acontece porque tem que acontecer.

-Não quero pensar que posso ter perdido a melhor coisa que me aconteceu por uma bobagem.

-Está querendo dizer o que?

-Que posso ter te perdido por uma coisa que fiz e sei que te magoou.

-Eu prefiro pensar que não era pra ser.

-Já pensou que podemos estar perdendo tempo aqui? Já pensou que a felicidade pode estar a um palmo na nossa frente e podemos estar jogando tudo isso fora?

-Axl isso não iria dar certo.- Senti um nó em minha garganta com suas palavras.- Já pensou que podemos estra enganados com tudo isso e só depois que muita coisa acontecer poderemos olhar para trás e perceber que perdemos anos de nossas vidas tentando fazer funcionar uma coisa que tem total chance de dar errado?

-Uma chance Candice.- disse ele se aproximando e pegando em minha mão.- é só isso que eu quero porque sei que você é a única que poderia me causar felicidade nessa droga de vida.

-Você não me daria felicidade nessa vida Axl. 

-Você não pode falar assim...

-Você que somos de mundos completamente diferentes isso não daria certo.

-Candice...

-Por favor não me faça repetir tudo que eu já disse a você.

-Não faz isso, não desiste assim.

-Não estou desistindo, na verdade não quero tentar. Quero alguém que me dê confiança, que eu possa sentir que estou de verdade, que eu possa ter certeza que vai estar comigo não importa o que aconteça. Você não é essa pessoa Axl.

-Não faz isso comigo.- disse ele balançando a cabeça em negação

-Eu acho melhor você ir agora, Dean pode chegar a qualquer momento.

-Vocês...?

-Sim voltamos a sair. Por favor Axl vai.

-Candice...- ele me olhava e não acreditava nas palavras que saiam da minha boca, pela primeira vez pude perceber que ele não tinha ficado com raiva e sim magoado depois que falei sobre Dean, eu conseguia enxergar a tristeza em seus olhos.

-Eu não quero mais discutir isso Axl, minha irmã tinha razão sobre você me relação á mim.

Ele não disse mais nada apenas balançou a cabeça como se estivesse saindo de um transe e saiu pela porta sem fazer nenhum tipo de drama como todas as outras vezes. Fui até a porta e a fechei direito escorregando até o chão lentamente. Pude sentir meu rosto molhado por conta das lágrimas que estavam caindo e desmanchando toda a minha maquiagem. Era como se e estivesse sando adeus a toda minha felicidade.

Eu não sabia como as coisas seriam agora, não sabia se minha relação com Axl seria a mesma de anos. Mas sabia que eu tinha fechado completamento todas as possibilidades de me envolver com alguém tão anormal como Axl Rose.

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Não me matem!!!! comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...