História Juntos para sempre – ABO - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Mari_Moura

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Vmin
Visualizações 55
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee meu amores, sorry pela demora e que eu tive uns probleminhas, mas já trouxe para vcs o capítulo.
Espero que gostem 😘😘😘

Capítulo 3 - Capítulo 03


Fanfic / Fanfiction Juntos para sempre – ABO - Capítulo 3 - Capítulo 03

Pov Autora

– A-a Sook e filha dele? - Perguntou Jimin ao mais velho enquanto olhava para os próprios pés.

– Sim, agora você é surdo. - Disse Jin um tanto brincalhão – Está tudo bem Jimin? Eu tava só brincando, foi ma...

– ‎Tudo bem, não se preocupe não Hyung, mas só de curiosidade quem é o pai da Sook? O namorado do Taehyung?

– Sobre isso eu acho melhor que o Taehyung fale para você quando ele acordar. Se ele acordar... - Respondeu abaixando a cabeça ao lembrar do mais novo em coma – Mas espera, como você sabe do Kwon?

– Kwon? Quem é Kwon?

– E o namorado do Tae, UE! Ah você não sabia quem era ele né!?

– Bom, na verdade verdadeira não, mas agora eu sei. - disse dando uma risada soprada.

– Haha engraçadinho! Mas graças a Buda que ele não é o pai da Sook, por que se ele fosse...

– O que aconteceria se ele fosse o pai dela? - Perguntou sério ao mais velho.

– E que a Sook e o Kwon não se dão muito bem. Tinha vez que quando a briga começava a ficar seria o Tae tinha que interfirir. - Responde Jin indo em direção ao filtro-de-água com um copo de vidro na mão. – Tanto que por causa de uma briga dessas o Taehyung entrou em coma.

– Como? Eu não entendi...

– E que o Kwon e o Taehyung brigaram pouco antes dele sofrer o acidente, pelo menos foi isso que me contaram.

– Eu não acredito! Quando eu encontrar aquele babaca eu vou detonar a cara dele - Disse Jimin dando um soco forte na bancada daquela pequena cozinha, assustando o mais velho que bebericava de pouco em pouco sua água gelada.

– Que isso menino! Quer me matar do coração? - Jin colocou a mão no peito fingindo estar morrendo – Se quiser você até pode bater nele, mas eu acho que você devia encontrar ele primeiro, porque desde do acidente do Tae eu não vi mais o Kwon.

– Espero não ver esse idiota mesmo!

– Ta, agora vamos voltar pra sala, a gente já ficou um tempão aqui. - Os dois foram em direção a sala de está onde se encontravam os meninos conversando e brincando entre si.

{ ... }

Pov Jimin

Acordei cedo de novo, mais ou menos umas 08:45, para ir ao hospital ver Taehyung. Já fizeram dois dias desde do jantar na casa do Jin e eu não paro de pensar na nossa conversa sobre o namorado do Tae ou 'EX' namorado, eu ainda não sei.

Finalmente eu comprei meu próprio carro, já estava mais que na hora, ele é um Audi A3 usado, mas está em ótimas condições, eu estou amando o 'turbo' dele é super rápido, porém ainda não utilizei ele só testei mesmo.

Já do lado de fora, entro no meu carro novo, - sério é muito bom comprar coisas novas - e dirijo até um café aqui perto chamado 'Ti Amo' ele fica no caminho do hospital então aproveito para não ter que pegar outro caminho mais longo. Peço o de sempre que é um americano com calda de mel, é um sonho de leite condensado, pago e volto para o carro indo para o hospital ver Taehyung.

Ao chega na recepção falo com a secretaria que hoje é diferente da mulher que sempre ficava ali, essa é mais nova e tem cabelos tingidos em loiro. Após assinar o papel de visitante vou em direção ao quarto do mais novo que mesmo passando alguns dias - dois para ser exato - continua do mesmo jeito. Quando chego de frente ao quarto, abro a porta vendo Taehyung parecendo que dormia.

– Oi Tae, é o Jimin se lembra de mim? - Puxei uma poltrona que tinha do lado da janela para perto da cama do Taehyung.

Por um momento passou pela minha cabeça tudo o que já passamos juntos, os melhores e piores momentos, até o pior de todos - na minha opinião - o dia em que machuquei o Tae não só sentimental, mas também fisicamente. Não à um dia que me arrependo de ter feito isso com ele, ele simplesmente não merecia isso, mas eu o amava e ainda o amo...

– Tae, eu... eu quero pedir perdão pelo o que eu fiz - Peguei a mão do Kim, já sentado naquela poltrona de cor bege – Você até pode está ou não me ouvindo, mas eu preciso fazer isso. Eu não consigo mais ficar longe de você, me sinto sozinho, e como se eu tivesse perdido algo, e eu sei o que eu perdi, o amor da minha vida Tae, eu perdi você. Estou arrependido de ter te tirado a oportunidade de ser uma pessoa famosa, talvez se eu não tivesse feito isso você iria está acordado e não estaria aqui agora sem poder fazer nada - Nas primeiras palavras meus olhos já começaram a lacrimejar e agora minha visão já estava turva – Por favor me perdoa e volta pra mim, eu preciso daquele seu beijo cheio de amor, e daquele seu abraço que ninguém mais tinha. Vamos Tae eu sei que você consegue, vamos recomeçar a nossa vida.

Já não estava aguentando mais, eu precisava beber um pouco de água para acalmar, estava me levando, ia separar minha mão da Tae só que algo não me deixo, melhor dizendo alguém. Ele estava segurando minha mão nessa hora eu paralisei, será que ele me ouviu? Será que ele está acordando? Fiquei parado em pé por uns três minutos até sair correndo do quarto em busca do médico.

– Doutor, ele... ele se mexeu, ele segurou minha mão - Eu corri tanto que estava sem fôlego para explicar ao homem em minha frente que o meu amor havia dado sinal de vida.

– Calma garoto, eu já estou indo e acho melhor você ir para casa porque se for verdade vamos ter que fazer alguns exames com ele.

Eu estava tão feliz com o ocorrido que nem neguei a minha saída ao mais velho, precisava comemorar, porém agora eu precisava mesmo era almoçar. Vou ao centro de Seul para comprar um presente ao Tae e irei aproveitar para almoçar lá.

{ ... }

Já comprei o presente do Tae, um colar de prata com uma conchinha de prata também já que o mais novo - por alguns meses - adora a praia. Entrei dentro de um restaurante 'Self-Service' e já fui colocando minha comida, por que já era 13:30 p.m e eu tava morrendo de fome. Pesei minha comida e pedi uma 'Coca-Cola' de um litro e meio para tomar.

Terminei meu prato de comida, faltava apenas o resto da garrafa de 'Coca-Cola', o que me faltava mesmo era coragem para bebé-la, por que eu não tava afim de disperdisa-la, mas também estava cheio. Parei meus pensamentos quando um garoto tropeça e esbarra na minha mesa derrubando a garrafa que eu falava - Pensava - a segundos atrás.

– Me desculpa, me desculpa mesmo eu não queria, foi sem quer... - Rapidamente cortei o garoto que parecia está desesperado por ter derramado essa pobre 'Coca', só que não.

– Ei, calma cara na verdade você fez um favor para mim, não aguentava mais tomar essa coisa, provavelmente não vou tomar 'Coca-Cola' por um bom tempo. - Falei parando para pensar que poderia ter simplesmente pedido um refrigerante de seiscentos mililitros.

– Então sendo assim... de nada? Ah e, desculpe os meus modos pode me chamar de Yuh.

– Obrigado pela sua gentileza Yuh! E meu nome é Jimin, Park Jimin - Sorriu.



Notas Finais


Amores oque vocês preferem? Que eu faça um capítulo contando só oque aconteceu com o Jimin e o Tae ou adiciono como uma lembrança em um capítulo qualquer?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...