História Just a Song - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Visualizações 27
Palavras 1.230
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem tanto quanto eu.

Capítulo 4 - Uma proposta interessante


Fanfic / Fanfiction Just a Song - Capítulo 4 - Uma proposta interessante

 Eu tenho que ir, minha mãe com certeza está muito preocupada - Aviso para ele.

- Então eu te acompanho.

- Não precisa se preocupar, posso ligar para o Pascal vir me buscar.

- Seu namorado? - Shawn pergunta curioso. - Não sabia que namorava.

- Não, ele é meu motorista - Digo rindo.

- Não iremos perturbar o pobre do Sr Pascal, eu mesmo te levo para casa como forma de pedir desculpas pela sua blusa.

- Okay tudo bem, me convenceu, Docinho.

Ao longo do caminho o Shawn estava meio quieto, mas mesmo assim não queria incomodar e dizer algo. Embora não estivesse aquele silêncio constrangedor senti uma sensação estranha:

- Essa é a sua casa?

- Sim, muito obrigada por ter me acompanhado. Gostaria de entrar?

- Não quero incomodar, além do mais minha mãe deve estar me esperando, obrigado pelo convite. Espera só um minuto... Por que o carro da minha mãe está aqui? - Ele fala apontando para o carro estranho parado em frente da minha casa.

- Estranho... Vamos entrar e descobrir. ( Isso não vai dar nada bem )

Entramos em casa e meu pai e minha mãe estavam conversando com a suposta mãe de Shawn, que por sinal ela é bem bonita ( agora sabemos de onde ele herdou essa beleza FOCO VIOLET ):

- Querida vejo que já conhece o filho da Karen, não sabia que você o tinha chamado Karen - Aponta minha mãe curiosa.

- Mas eu não chamei... Pelo visto os nossos filhos são mais íntimos do que a gente pensava - Diz a Karen.

PERA PERA PERA! Elas acham que eu e o Shawn estamos ficando?! O que está acontecendo aqui?!

- Mãe! - Exclama Shawn - Não é nada disso que a senhora está pensando, só vim acompanha-la até em casa.

- Certo meu filho, acredito em você - Diz ela com um tom irônico e Shawn revira os olhos.

- Querida que falta de educação a minha! Sou a Karen e você é mais bonita do que sua mãe falou.

- Sou a Violet e muito obrigada, a senhora é muito gentil.

- Senhora é a minha mãe, pode me chamar de Karen.

Já gostei da mãe do Shawn, ela aparenta ser muito gentil, não sei de onde ele puxou a arrogância ( com certeza do pai ):

- Vamos deixar de formalidades e ir jantar? A comida da Sarah é esplêndida - Aponta minha mãe e ela tinha razão.

Fomos até a mesa e a Sarah começou a colocar a comida. Fiquei quieta o jantar todo e o Shawn também, apenas respondiamos alguns comentários feitos pelas nossas mães e meu pai. Naquele momento a Sarah colocava fim no nosso longo jantar apresentando minha sobremesa favorita: Tiramisù ( para vocês que não sabem Tiramisù é um doce italiano a base de chocolate e café, muito bom por sinal, recomendo ):

- Não acredito Sarah! Você fez meu doce favorito Tiramisù - Exclamo surpresa.

- Tirami o que? Você é estranha Jenkins.

- Tiramisù, Docinho e... - Quando falo isso percebo que todos os olhares estão voltados para mim, droga eu chamei o Shawn de docinho na frente dos meus pais e da mãe dele:

- Docinho? Que apelido gentil - Aponta a mãe do Shawn carinhosamente.

- É só bobagem e muito brega por sinal - Digo envergonhada.

- Adorei a companhia de todos vocês e principalmente sua Violet, espero que coloque juízo na cabeça do meu filho. Precisamos repetir isso mais vezes, nesse final de semana mesmo na minha casa.

- Adeus Jenkins - Eles vão embora.

- Precisamos conversar Violet - Diz a minha mãe e droga tinha até esquecido da detenção é agora que eu morro - Estou orgulhosa de você - É sério vou para um internato na Escócia... Pera que?!

- Orgulhosa de que? - Minha mãe oficialmente está louca.

- Você está saindo com o filho de uma das famílias mais ricas da cidade, com certeza é plausível ter se atrasado por ele. - Gente vocês conhecem algum sanatório em Toronto? Minha mãe com certeza tá precisando.

- Mãe a gente não tá saindo, ele derrubou café em mim e ficamos presos em uma sala, foi só isso.

- Além do mais a mãe dele estava aqui hoje e te conheceu não é incrível?! - Diz ela ignorando tudo o que eu disse.

- Bom vou dormir... O dia foi bem longo - Reviro os olhos.

Subo as escadas e vou direto ao banheiro tomar um banho que me faça esquecer tudo o que aconteceu hoje de manhã.

Acordo, sem estar atrasada dessa vez e sabiamente peço para o Pascal me levar. Tudo ocorre bem pela manhã, Samantha estava mais empolgada do que nunca pelas aulas e descobrimos que ela é muito inteligente e ama matemática. Já a Brooke nos contou que Shawn falou com ela ontem a noite, eu claramente não contei do ocorrido ontem a noite:

- Ele disse que vai ter uma festa nesse final de semana, INCRÍVEL, a gente precisa ir - Diz Brooke empolgada.

- Estou fora dessa - Fala Samantha.

- Desculpa Brooks mas terei que concordar com a Sam. Bebidas, drogas, pegação, dança e música alta não fazem meu tipo.

- Aí vocês são muito chatas! Por favorzinho Violet, não quero ir sozinha, sabe que estou super afim do gostoso do Shawn.

- Eu te odeio - Digo para ela.

- Vou considerar isso como um sim, e você Sam vem com a gente?

- Claro que não.

- Bom, não se pode ter tudo na vida meus amores - Exclama a Brooke.

As aulas terminaram por hoje, porém tenho detenção. A aula de teatro continuava sendo apenas nós 3 e o exercício de hoje foi bem simples : recitar algum trecho de música, poesia, livro ou qualquer coisa do gênero, até que foi bem divertida:

- Pessoal a aula infelizmente acabou, podem ir.

- Aí gente, até esperaria vocês mas tô morrendo de vontade de fazer xixi - Diz a Brooke desesperada.

- Também preciso ir. - Quando falo isso Shawn me interrompe puxando-me pelo braço.

- Tenho que falar com você algo muito importante - Diz sério.

- Fala logo Shawn, não me deixa preocupada.

- Como você sabe estou no time de basquete e meu pai é um grande empresário. Com a ajuda das influências dele, ele conseguiu um patrocinador para a equipe e um sócio para mim, no entanto meu pai sabe do meu histórico com as garotas, as festas e coisas do tipo e... Minha mãe comentou sobre você ontem, talvez bom... Você gostaria de fingir ser minha namorada? É só na frente do Sócio e do patrocinador, o resto do dia eu continuaria minha vida normal e você também - Shawn Peter Raul Mendes acabou de me pedir em namoro? Falso, mas continua sendo um namoro.

Continuo em choque e não consigo responder:

- Jenkins, por favor, é uma grande oportunidade para mim e para o time.

- Por que não a Brooke? Ela adoraria fazer isso - Digo desnorteada.

- Você é a garota mais certinha que conheço, além disso minha mãe te adora e não irá saber de nada dessa farsa. A Brooke é gata e mais o meu estilo, os patrocinadores não iriam gostar nada.

Não é uma má ideia, mas parece tão errado, eu nem gosto dele e muito menos sou amiga, por que eu faria isso?

- Eu sei que não nos damos tão bem... Mas eu preciso de você Jenkins - Shawn implora.

Droga, olhar de cachorrinho não seu idiota:

- Então, você aceita namorar comigo Jenkins?


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo!
Minhas redes sociais são:
Instagram: www.instagram.com/frfernandaramos
Facebook: www.facebook.com/profile.php?id=100005018791494

Nos vemos no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...