História Just More One Love History - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Kim Taehyung
Visualizações 6
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Leiam as notas finais!!

Capítulo 3 - Capítulo 3


Chegando na escola, dei a volta no prédio onde ocorriam as aulas convencionais e cheguei até o auditório. Pensei estar atrasada, mas aparentemente ainda tinha tempo: Ninguém ainda estava aqui. Vi uma mesa preparada com três cadeiras, estavam identificadas como juri. 
-Qual é?! Isso é um show de talentos ou algo do tipo? -Murmurei comigo mesma, ouvindo o som se espalhar no eco do cômodo vazio.

- Exatamente! -Ouvi a voz do professor vindo do palco, enquanto me virava para encará-lo. - Vamos testar os talentos dos futuros escritores do jornal! - Apoiei minha bolsa em um dos lugares da bancada do juri e subi até o palco, onde se encontrava o professor. 

- E é sério que alguém se candidatou pra participar disso? -Disse e o olhei encabulada. Ele simplesmente fez um gesto com as mãos para que eu o seguisse e assim o fiz. Me guiou até uma das portas do palco, que dava para os bastidores e abriu a mesma. Fiquei altamente impressionada com a quantidade de pessoas que encontrei ali. Deveriam ser umas 50 ou 70. Era muita gente! 

- Uau! Obrigou eles também, ou... -Fui interrompida.

- Na verdade, eles estão aqui por livre e espontânea vontade... -Concluiu. -Está pronta pra começar? Temos muito trabalho, por hoje! 

- Não temos de esperar o outro aluno? -Disse, ainda confusa. Não que eu quisesse ficar ali, mas parece que ele dependia de mim e a coisa era realmente séria!
- Ele acabou de chegar! -Escuto o barulho da maçaneta abrir, lá de trás de todas as poltronas e olho pra trás. Na hora, meu coração parou... Eu sabia quem era... Sabia que ele iria entrar por aquela porta, mas acho que não estava pronta! 

- O-Ok. Vou me preparar. -Rapidamente me sentei no lugar em que havia colocado a bolsa e analisei alguns papeis que estavam na minha frente. Taehyung passou por mim e subiu ao palco para se comunicar com o professor. Logo depois, se eles se sentaram. O professor no meio e Tae na ponta da esquerda. 
- Seguinte: Temos exatamente 69 cabeças, lá fora! Devemos escolher 10... No máximo 15! -Como eu iria dar conta de ficar 3 dias da semana trancafiada com 16 pessoas? Ahhh!! -Vocês devem trabalhar juntos a partir de agora! Vou entregar a chave da sala de jornalismo a vocês, ok? -Ele disse me entregando uma cópia e a outra a Taehyung. Nossos rostos se encontraram e eu não rapidamente desviei o olhar.

Logo, iniciamos as "entrevistas".


A primeira a entrar era uma menina. Parecia estar um pouco insegura...

- O-Oi! Meu nome é Lalissa! Todos me conhecem por Lisa! Eu escrevi sobre algo que gostaria de falar... Algo que acho que todos deveriam saber! Não foi sobre amor ou algo do tipo, mas como deixaram o tema aberto, preferi fazer algo mais "jornalístico". Espero que gostem! -A garota concluiu seu texto e ficou lá, parada, aguardando uma resposta. Seu texto era de fato, muito bom e esclarecedor! Trazia críticas com muita clareza e respostas e teorias cabíveis a realidade. Na minha opinião, ela merecia estar aqui!
- Iremos tomar nossa decisão... Aguarde um instante! -Disse e olhei para o professor, esperando por uma resposta. Ele somente assentiu e Taehyung fez o mesmo. - Lisa? Pode se sentar em uma dessas poltronas aqui atrás! Parabéns! -Vi ela dar um pulinho de emoção. Parecia estar realmente feliz com isso...
- Ok... Próximo! -Taehyung disse, sem esboçar muito o que sentia sobre aquilo.
O próximo garoto veio, e apresentou-nos um haicai. Sou de exatas, mas sei bem o que é um haicai! Ele não era um dos melhores, mas tbm não era o pior. Já havia escutado algo semelhante, e no momento, estava avaliando por singularidade. O professor olhou pra mim como se esperasse um resposta e eu balancei minha cabeça em um "não". Eles concordaram.
- Infelizmente, você não tem o que procuramos no momento, mas pode ser que futuramente abram novos testes! Aguarde! - Kim disse.
Os testes passaram rápido. Quando percebemos, já haviamos formado uma equipe. O professor subiu ao palco e se pronunciou:
- Sejam todos bem vindos a equipe de jornalismo da escola! Como podemos ver, todos fizeram uma redação de tema livre antes dessa entrevista. Porém, duas me chamaram atenção: a de Kim Taehyung e a de Do S/N. As duas falaram de amor! Um amor que é correspondido, mas não tem diálogos! E sem erros gramaticais, que é o mais importante! -Disse enquanto algumas pessoas riam da última parte. Não sabia que o texto de Kim Taehyung também falava sobre amor... Talvez ele tenha me superado... Ou talvez eu nunca tenha sido nada... -Nada mais justo do que eles virem aqui e lerem o texto deles para vocês! O que acham? -Ele concluiu, enquanto as quinze pessoas gritavam euforicamente para que Taehyung subisse ao palco e lesse seu texto. Eu, simplesmente me escondi na cadeira. Não queria nem estar ali, quem dirá subir num palco?!
Tae estava do lado da cadeira vazia que estava ao meu lado. Pude ver o mesmo engolir seco e logo após, subir ao palco.
- Sou Kim Taehyung, o líder de vocês! E foi com esse texto que eu tive o "prazer" de estar aqui nesse momento. Espero que sintam o que eu senti ao escrever! -Ele deu ênfase na palavra prazer e fez aspas com os dedos enquanto falava. Talvez também estivesse sendo obrigado a fazer isso. Ele começou a recitar seu texto com a mesma destreza e emoção que conversava normalmente.
- "Cara, Sunset..." -SUNSET?! Esse era meu apelido! Eu era Sunset! Ou pelo menos, costumava ser... Talvez ele tenha arrumado outra. Outra pra dar apelidos carinhosos ou abraçar no pôr do sol, como costumava fazer comigo... - Era assim que eu costumava te chamar... Você lembra? -Ok... A não ser que ele tenha conhecido outro alguém e apelidado de Sunset, o texto era pra MIM!!
Analisava cada trecho de seu texto com muita atenção, juntando fatos que comprovavam ser eu ali, descrita no papel. A cada frase que ele fazia, eu tinha mais certeza. Aquilo me doía cada vez mais. Ficar longe dele me doía!
- "Você, que antes era a solução dos meus problemas, agora é o meu maior problema. "
Eu simplismente saí pela porta do auditório depois dessa última frase. Não queria ser, mais uma vez, o problema de alguém! Não queria ser o dano a der reparado, mas ele era o meu! Logo após fechar a porta que estava atrás de mim, sentei-me no chão e chorei -chorei como se não ouvesse amanhã, chorei pela dor de saber que ele ainda gostava de mim, se é que isso era possível, pela dor que eu estava sentindo por ter sido trouxa o suficiente e ter o convidado para o café naquele dia, dor por ainda sentir o que sinto, no mesmo grau de intensidade de tempos atrás...
Não demorou muito para alguém notar minha não-presença. Logo, o professor veio me buscar. Disse que era minha vez de ler o texto. Tentei ao máximo esconder as lágrimas, mas o mesmo notou as mesmas.
- Ei! Seu texto está no mesmo nível do texto do Sr. Kim! Não precisa se preocupar com isso!! -Ri soprado, como se fosse realmente aquela minha preocupação. Ergui minha cabeça e subi ao palco como se nada tivesse acontecido. Não queria ler aquilo na frente dele, mas eu precisava! 


Notas Finais


Hey, galerinha!
Tô pra desistir da história, pelo fato de não saber o que vocês pensam dela!
Me digam, por favor?!
Beijos🔥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...