História Lembre-se - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~NanaSugar

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Lembre-se, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 159
Palavras 1.161
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Josei, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Esposa de contrato


Fanfic / Fanfiction Lembre-se - Capítulo 9 - Esposa de contrato

Marco com Naruto em um restaurante próximo ao meu escritório, como sempre ele chega atrasado.

— Desculpa a demora Sasuke, o trânsito está péssimo.

Chamamos o garçom e fazemos nossos pedidos, logo o garçom volta com a nossa comida.

— Então Naruto? O que eu faço?

— Sasuke, você tem duas alternativas: ignora esse contrato e segue solteiro curtindo e pegando todas, ou arranja uma esposa e fecha com os chineses. Tem muita mulher por ai que ficaria feliz em casar com você. Nem que fosse de mentira.

Naruto está com a boca cheia de comida.

— Naruto você nunca tinha falado até hoje algo que prestasse. Você é um gênio.

— Sou mesmo! - Ele fala como se fosse a maior verdade do mundo.

— Mas calma cara, o que eu disse que você achou isso?

Então saio de lá as presas, jogo o dinheiro em cima da mesa. Preciso achar uma mulher que tope ser minha esposa só até eu fechar o negócio. Alguém que seja educada e que aceite ser uma esposa por no mínimo um ano. “Mas onde vou achar alguém que tope isso e mantenha sigilo?”.

Me pergunto como está aquela mulher. Desde domingo que penso nela, poderia pedir a ela para ser minha esposa em troca de ter salvo de um estuprador. Mas isso seria chantagem, e me tornaria tão baixo como aquele homem. Sinceramente, espero que ela esteja bem, meu pai pode ser uma merda como pai, mas soube educar eu e meu irmão muito bem, sabemos como tratar uma mulher. Então ver aquela cena, me deixou louco. Nunca se deve forçar alguém a nada.

Mas hoje é terça, e ainda não sei onde vou achar uma mulher que tope minha proposta. Poderia chamar a Karin, mas ela não iria me largar tão fácil. Sem falar que ela iria me chantagear para continuar casada e, com certeza, ela seria um pé no saco vinte quatro horas por dia.

Ontem passei o dia no escritório. O contrato é muito bom, cinco anos de exploração. Conseguindo o contrato com os Chineses seria o ponto alto da minha carreira. Tenho muitos contratos nas Américas, alguns na Europa. Conquista mais esse seria maravilhoso. “Preciso de uma esposa até sexta feira. Mas onde vou arranjar essa mulher?”.

Meu telefone toca no meu bolso, tiro e vejo que é Sai.

— Sasuke Uchiha.

— Fala viado! Só para lembrar que amanhã vai ter uma festinha na minha casa. 10H da manhã hein? Os rapazes vão todos. Apareça.

— Hump. Eu lembro. É para levar algo?

— Traga bebida. Vamos começar amanhã e terminar só no domingo, aproveitar o feriado que começa amanhã.

Porra! Tinha esquecido do feriado estendido!

— Certo.

— Até mais pau pequeno.

Desligo o celular, nem respondo. Sai sempre será a boca suja do grupo.

“Eu vou a essa festa, porque sei que Sai conhece muita gente, e deva ter alguma conhecida que possa me ajudar. Sei que ele é bom em guardar segredo, ao menos nisso.”

Então continuo a ver outras coisas igualmente importante, quando meu telefone toca novamente. É minha mãe.

— Oi mãe, boa tarde.

— Sasuke, que filho ingrato você se tornou! Nem vem mais visitar sua mamãe, não me ama mais é isso?

Essa era dona Mikoto, o drama em forma de gente.

— Mãe, estive ocupado esses últimos dias. Logo assim que folgar mais vou visitá-la.

— Espero. Sasuke, seu irmão vai chegar com Izumi próximo fim de semana. Quero você aqui. Vamos todos conhecer o filhinho de Itachi.

— Certo mãe. Estarei aí no próximo sábado de manhã.

— Ótimo! Vai trazer uma norinha para mim?

— Tchau mãe. Mande um abraço para o papai.

— Tchau querido. Aguardo você ansiosamente.

Desligo o celular e boto na minha mesa. Será bom ver Itachi, faz quase um ano que não o vejo e agora vou vê-lo e ele já tem um filho! “Preciso passar mais tempo com minha família.”.

O resto do dia passa normalmente. Duas reuniões, pilhas e pilhas de documentos para analisar. Alguém bate na minha porta delicadamente e mandou entrar:

— Boa tarde Sasuke, só para lembrá-lo da sua viajem para o Brasil na sexta. Seu Voo está marcado para a madrugada da quinta para a sexta. Passarei um e-mail com sua agenda da semana que passará no Brasil e com os horários de voo de ida e volta. - Então ela se retira da minha sala. Roseli é minha secretária desde que vim para Toronto, ela é bastante eficiente e confiável. Apesar de ser amiga da Karin, sei que ela passa todos os meus passos para a amiga.

 

Resolvo não fica até tarde no escritório, estou indo para casa. Me pego novamente pensando naquela mulher. “Será se devo visitá-la? Saber como ela está. Mas que merda Sasuke! Você tem coisas mais importantes para ocupar a cabeça”. Então sigo para casa, descansarei hoje já que amanhã vou para a casa do Sai e na quinta viajarei. Próxima semana vai ser bastante puxada, preciso do máximo de descanso que conseguir.

Chegando em casa resolvo ligar para um restaurante para eu comprar algo para jantar. Enquanto o pedido não chega vou tomar banho, a água quente escorre por meu peito. Deixo a água escorrer por todo o meu corpo, analiso como farei para achar uma mulher ideal. Já estou precisando de fato arranjar uma esposa e formar uma família. “Quem sabe depois disso eu não possa arranjar uma mulher de verdade? Serei um pai que meu pai não foi. Serei um marido que meu pai não foi. Não cometerei os mesmos erros do meu pai, um dos motivos de eu trabalhar tanto agora é justamente para ter tempo para minha família no futuro.”.

Depois de jantar, me deito e fico mudando de canal. “Deveria ter pego o número dela, agora é tarde.”. Resolvo dormir, amanhã terei que está mais descasado para pega a estrada daqui até a casa de Sai.

Quando acordo já são oito horas da manhã, vou ao banheiro e faço minha higiene matinal. Saindo do banheiro monto uma mochila com roupas para hoje e amanhã, desço para tomar café e lembro que dona Margor já deve ter viajado, então tenho que me virar e fazer meu café da manhã. Uma vez tomado café, pego as chaves do meu carro coloco as coisas dentro e sigo para a casa de Sai, se tem algo que me deixa relaxado é dirigir, e sempre gosto de dirigir pela costa pois tem belas paisagens. “Quem sabe quando eu estiver casado de verdade não compre uma casa pela costa de Toronto?”.

Assim que saio de casa meu telefone começa a tocar, é Naruto. Resolvo ignorar e sigo com destino a casa de Sai. Passo na rua da casa de Sakura, penso em parar e ver como ela está, mas não tenho tempo para isso. Me envolver amorosamente agora seria um empecilho. Tenho que focar em achar alguém para ser uma esposa falsa.


Notas Finais


#carirol
Oi txutxucas e txutxucos, resolvi posta agora por causa do feriado de amanhã, e provavelmente não terei como postar amanhã, então por precaução, postei logo.
Como disse os cap estão aumentando ^.^
Até sexta <3
#nana
Olá pessoas! Eu sou a co-autora e prima da Carirol o/ vim só informar que minha função aqui é apenas de correção. A estória é completamente dela!
Quando ela postar os capítulos eu irei revisar online no mesmo dia, então provavelmente a parte corrigida só vai aparecer algumas horas depois que ela postar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...