História Let Me Love You - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Personagens Originais, V
Tags Drama, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Romance
Visualizações 56
Palavras 1.722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eita me atrasei 32 minutinhos quase o mesmo tempo que o Hope, mas aqui estou eu pra vocês, espalhem pras amiguinhas sobre a fic amores e saibam que em breve uma oneshot do Jimin estará saindo, amo vocês!!

Boa Leitura

obs: Me perdoem os errinhos vou corrigir tudo ta?

Capítulo 3 - Punishment from Hope


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You - Capítulo 3 - Punishment from Hope

 

Após adentrarmos a ambulância, caminhei devagar até a maca onde se encontrava minha mãe. Sabia que não podiam me ver, então tomei a iniciativa de me deitar ao lado dela.

- Eu te amo – Sussurro em seu ouvido – E sempre te amarei – Lágrimas tornam a cair.

Não sei se foi somente impulso ou se realmente ela podia me ouvir. Mas assim que disse tais palavras minha mãe respondeu em um abraço, como se pudesse me ver.

- Você cresceu tanto Hope – Sua voz falha e a dor me toma por completo mais uma vez – Perdoe-me por ter partido sem você, mas a sua omma sempre irá te amar – Ela beija suavemente minha testa, deslizando suas mãos pelo meu ombro apertando-o em um abraço – Jamais esqueça pelo que veio a esse mundo.

- Ela esta delirando doutor – Sussurra a enfermeira.

- Não tem nenhum dado sobre Hope aqui – Afirma o polical.

- Então acrescentem, esquizofrenia paranóica, já realizando em seguida a internação da paciente, e não esqueçam de informar o marido e familiares, certo?

- Okay!

- NÃO É VERDADE ESTOU BEM AQUI! – Grito desesperadamente, meu coração estava acelerando e novamente conseguia sentir minhas mãos tremulas, o que ele queria dizer com esquizofrenia? Internação?

- Hope vai ficar tudo bem! Não é nada demais.

- Eles vão prender você! Omma vão te da rémedios que podem te deixar louca, te fazer ver coisas!

Sua mão toca minha face. Encaro-a por um minuto, levando minha mão ao encontro da sua. Não é facil olhar tudo que aconteceu com minha mãe e não poder interferir como no passado.

- Querido, eu já estou morrendo, e não me importo de ficar presa, porque tenho a certeza de que você esta bem, apenas cuide do seu pai, esqueça que ouviu isso! – Ela deixa lágrimas caírem - Filho todas as vezes que olhar para as estrelas lembre-se, sua mãe estará sempre la te observando, cuidando de você, eu jamais irei te deixar sozinho, porque eu te amo!

- Eu também te....

.................................sonho off...............................

 

Desperto assustado, meu coração estava acelarado, e minha visão se encontrava turva. Precisava beber água, tinha que me levantar dali. Consegui da pequenos movimentos que me levaram a ficar sentado na cama. Minha cabeça ainda dóia muito.

- Aishh... Eu... – Levo minha mão até minha cabeça, e tento respirar devagar afim de recuperar alguma energia em meu corpo, que pudesse me fazer voltar ao normal – Vou...li...gar...pro..T..a...e – Pego o celular.

Jamais imaginei que estivesse tão tarde. Era 2:50 a.m. Estava mais do que atrasado, porém mesmo que tentasse exercer algum movimento, meu corpo falhava não me permitindo ter tal ação. Sem saída, levanto-me forçadamente e caio no chão. Dessa vez minha visão ficou escura, meu corpo esfriou de uma forma estranha que levava meu coração a acelerar. Eu não queria morrer ali.

 

...................................Taehyung On...................................

 

Estava terminando de ajudar a Yara com os outros integrantes do grupo, estava tudo pronto, só restava fazer a chamada para saber se todos estavam lá.

- Taehyung? – Ela me chama.

- Estou aqui, precisa de mais alguma coisa? – Passo a mão no cabelo.

- Não, porém estou tentando não reprovar o Hoseok, mas ele não esta ajudando muito. Só falta ele. Aconteceu alguma coisa? Ou ele dormiu por muito tempo? – Podia parecer engraçado mais de alguma forma ela estava calma e com o semblante de preocupação, o que me fez perder o sorriso imediatamente.

- Não estou sabendo de nada, mas acredito que ele esta a caminho não deve ser possível que ainda esteja dormindo desde do horario que saiu da sala de reuniões.

- Não sei o que aconteceu, mas preciso que vá até ele, porque a equipe de música já esta toda no aeroporto e nós estamos perdendo tempo.

- Certo! Vou verificar o que aconteceu.

- Taehyung?

- Sim?

- Tome cuidado e não demore tanto – Ela sai sem dizer mais nada.

Ainda não tinha certeza do que poderia ter acontecido com o Hoseok, caminhava um tanto confuso, pois ele estava feliz quando nos despedimos e isso era realmente estranho. Um atraso grande desses não era nada normal da sua parte.

- Hoseok? – Bato na porta, porém não recebo nenhuma resposta – Hyung responde! – Insisto em bater.

Quando percebo que não terei resposta alguma, começo a quebra o trinco, minha dedução é de que ele poderia ter desmaiado ou algo do tipo. Já que a mesma cena havia ocorrido horas atrás na sala de dança.

- Vamos droga! Vamos!

Estava começando a me irritar, eu tinha que entrar, eu precisava saber o que aconteceu para que ele não me respondesse.

- HYUNG?!! – Me lanço contra a porta e ela cai.

 

....................................Hoseok on..................................

 

É como se meu corpo inteiro tivesse paralisado, eu comecei a deduzir de que iria morrer bem ali. Sei que tinha que vencer minha dor, mas não conseguia, estava sendo mais forte que eu, eu precisava de ajuda. Eu precisava do Tae.

- Hoseok?

Ouço um estrondo, que fez com que minha audição falhasse, eu estava perdendo todos os sentidos, e meu medo era fazer o Taehyung sofrer com isso, não podia deixa-lo como meu pai fez comigo, eu precisava lutar.

Me perdoe Taehyung eu sou um péssimo irmão. Me perdoe.

- Hoseok? Hoseok?

Minha audição foi voltando aos poucos, assim como os movimentos do meu corpo. Podia sentir as lágrimas do Tae tocar minha face, é como se elas tivessem me feito com que eu voltasse ao normal.

- T-Tae?

- Cara nunca mais faça isso comigo! Porque não me ligou?

- Eu bem que tentei, mas preferi o chão a você – Solto uma gargalhada.

- Então vou deixar o chão arrumar suas malas e cuidar de você, idiota! – Minha visão volta e é assim que consigo observar claramente Taehyung com a face vermelha de tanto chorar.

É justamente por isso que não posso abandona-lo, o Tae é sensível, um garoto estranho mais sensível demais. Ele se importa com as pessoas de uma maneira inexplicável, é fácil perceber a sua inocência, e por isso eu era como um irmão para ele. E a amizade é algo que deve-se ser valorizada, já que quando seu mundo desaba, sempre haverá alguém ao seu lado, nem que seja apenas uma pessoa, mas ela sempre estará la para te apoiar e te ajudar a superar suas dores

- Acontece que o chão não tem braços e mãos, então você terá que me ajudar não acha?

- Larga de graça e me diz de uma vez o que aconteceu aqui!

- Não sei – Suspiro – Eu comecei a me sentir mal, acredito que devido ao pesadelo que tive.

- Pesadelo?

- Sim. Foi com minha mãe, então não preciso entrar em detalhes – Visto um camisa.

- Acho melhor você se preparar para o inverno em Busan – Era por isso que ele é como um irmão, só precisei dizer uma coisa e ele mudou de assusnto – E bom teremos que avisa-la sobre sua queda da cama e estado físico.

- Tudo bem, obrigado por me ajudar – Bato levemente em seu ombro – Agora como um bom irmão que é,leve-me carregado – Subo nas costas de Tae.

- Não acredito, já te falei que você pesa muito Jung Hoseok, desce de uma vez!!

- Vamos cuida, ainda estou doente! – Ele me derruba.

- Nem pensar que vou deixar ela me ver com você assim.

- Entendi, garotas primeiro e amigos depois.

- Nem começa – Tae leva a mão até a face demonstrando uma cara engraçada.

- Vai indo que só vou pegar umas coisas que faltam.

- Tudo bem, te espero la então.

Observo Taehyung carregando uma de minhas bolsas, enquanto puxa minha mala. Ele não é um escravo mais como disse, sempre, ele sempre vai pensar mais nos outros do que em si mesmo.

Caminho pelo quarto tentando lembrar aonde havia colocado meu cordão, mas para minha sorte ou melhor infelicidade, não o achava de maneira nenhuma.

Acho que deixei no banheiro

Corro rapidamente até o banheiro e o encontro dentro de um recipiente onde ficava minha escova e pasta, com certeza sorri da minha inteligência genuína. Já que estava tudo okay, só me restava ir ao encontro da minha equipe.

Esse cordão foi presente da minha mãe antes de partir, é como um amuleto, eu não posso viver sem ele, porque de alguma maneira me traz a sorte que preciso para seguir sempre em frente. É bem complicado colocar um colar sozinho, então enquanto andava não consegui coloca-lo, estava meio complico e por conta disso um imprevisto aconteceu.

- Preste atençao por onde anda! – Resmunga a garota.

- Perdão machuquei você?

- É sempre assim que encontra as pessoas? Se esbarrando nelas? Porque não presta mais atençao, ao em vez de ficar preso em pensamentos idiotas!

Ela não me deixou ver sua face, porém carregava em sua mão esquerda um instrumento que me fazia lembrar um violino, enquanto na mão direito um caderno surrado.

- V-Você é a mesma garota?

- Não. Sou a irmã gêmea dela – A rude seguiu sem dizer mais nada.

É estranho um dos membros de música ainda esta aqui. Todos costumam ser pontuais, trazendo para realidade, eles são do tipo competitivos demais, ou seja, eles são so primeiros e nós o segundo, o que de alguma forma traz uma raiva completa a Yara, por sempre se esforçar e não darem o merecido primeiro lugar para gente.

- HOSEOK????? – Essa é a voz de Deus me chamando – QUE DROGA PENSA QUE AINDA ESTA FAZENDO AÍ? – Viro-me passando a mão na cabeça.

- Bom, eu estav...- Ela caminha até mim e puxa minha orelha – Ai ai ai.... Nonna tenha dó de mim.

- Acha que sou o Taehyung? Que vive passando a mão na sua cabeça? Eu posso te reprovar seu delinquente por me fazer atrasar 30 minutos, e agora você vai pelo mal até o ônibus.

Sim, ela foi puxando minha orelha desde o corredor até chegarmos no ônibus e ainda amarrou meus braços na cadeira.

- Estamos atrasados graças ao amiguinho de vocês, espero que quando forem passar 4 horas de treinamento no campus, não esqueçam de quem os levou a isso – Ela se senta estressada.

- VAMOS TE MATAR HOSEOK!! – Agora eu morro de vez.

- E ANDA LOGO COM ISSO MOTORISTA, QUE ESTOU FICANDO SEM TEMPO! – Ela se deita na cadeira colocando um lenço na face.

 

 

Continua.....


Notas Finais


Amores quando olharem palavras sem travessões e em italico, significa que são pensamentos dos personagens certo? Deixem seus comentários <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...