História Lírio Branco- Taekook - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Namjin, Sope, Taekook, Vkook, Yoonkook
Visualizações 104
Palavras 1.304
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiee <3
Tudo bem com vcs?

Capítulo 37 - 34- Surpresa do Lírio


//JK//

Antes de abrir a porta do meu/nosso apartamento, virei para ele tirando uma faixa do bolso da calça.

 - O que é isso? - Ele pergunta estranhando.
 - Surpresa - Meu rosto com certeza denunciava o que iria acontecer, mas preferi fingir que não.

Coloquei como uma venda nele e abri a porta, guiei ele devagar até nosso quarto onde o coloquei sentado na cadeira, que se encontrava no centro do quarto. Ele sorriu mas logo parou sem entender nada, quando me sentiu amarrando suas mãos atrás.

 - O que está fazendo? 

Respondi apenas com um sorriso nasalado e deixei um leve encostar de lábios em seu pescoço.

Me aproximei da mesinha que Jimin tinha preparado, ao lado da cadeira, haviam vários tipos de frutas e doces ali em cima. Peguei um morango e mordi um pedaço colocando o outro em sua boca, ele mastigou devagar com um pouco de medo. Me aproximei devagar beijando seus lábios com o gosto do morango e sorri. Peguei mais um, mordi e passei por seu pescoço logo passando minha língua por ele, sentia Tae arfar.

Peguei as uvas colocando uma a uma na boca dele enquanto minha outra mão abria cada botão da sua camisa, deixei uma uva cair de proposito e sorri quando a vi escorregar por seu abdômen, parando entre suas pernas. 

Tae sabia o que ia fazer e segurou a respiração quando me sentiu abaixar e pegar a uva fugitiva com a boca, subi beijando a parte exposta de seu abdômen enquanto terminava de tirar sua blusa da frente, deixando-o totalmente exposto, ainda com a blusa.

Peguei o chantilly e derramei por todo seu abdômen, lambendo e chupando devagar, Tae já estava com a respiração descompensada, subi em seu colo passando a dar cupões por seu pescoço e ombro.

Derramei um pouco de chantilly com seus lábios e o beijei deixando ele sentir o gosto, durante o beijo quente e agitado, comecei a descer minha mão por seu peito até chegar no cós da sua calça. Abri ele devagar e coloquei minha mão por dentro massageando seu membro, ele parou o beijo e gemeu.

 - Sabe Tae, como é seu aniversário amanhã - Sussurrei no seu ouvido - Você vai me ter - Falei mais baixinho ainda, mordendo o lóbulo da sua orelha.

Ele tentou se soltar em desespero com um sorriso malicioso em seu rosto. Eu ri baixinho tirando seu membro, ainda sendo massageado por mim, de dentro da sua calça passando a masturba-lo.

Tirei sua venda e ele sorriu quando seus olhos encontraram o meu, me levantei abaixando minhas calças e ele suspirou em resposta. Me sentei de volta em seu colo, com meu membro já ereto junto ao seu e sorri indo mais para frente.

Comecei a rebolar para frente e para trás, ele jogou a cabeça para trás sorrindo de boca aberta, me levantei um pouco me posicionado no membro dele, que soltou um leve gemido voltando a me olhar.

Comecei com movimentos leves enquanto sorria e beijava o corpo dele, mas logo aumentei e observei o desespero dele tentando soltar suas mãos, ainda com os movimentos, me impulsionei para frente e as soltei, ele passou duas para minha cintura e me ajudou, continuou passando suas mãos por meu corpo enquanto os movimentos eram ainda mais rápidos.

Quando percebi que ele estava chegando ao seu limite, tirei suas mãos entrelaçando elas, ele gozou em mim e eu em seu peito. Prendi suas mãos de volta.

 - Jungkook - Sorri quando ele entrou em desespero mais uma vez.
 

Coloquei o dedo em meus lábios pedindo para ele ficar quieto. Pego a última coisa em cima da mesinha, um pequeno pote de vidro com chocolate branco misturado no musse de marácuja, era minha combinação preferida de doce então porquê não usar aqui?!

Levei uma colher com um pouco no boca dele e depois na minha, derramei um pouco pelo seu corpo e ele estremeceu por estar gelado. Me abaixei voltando a lamber seu corpo, terminei de tirar sua calça e box juntas, aproveitei para tirar o resto da minha roupa.

Me agachei na sua frente colocando seu membro em minha boca, passei a esfregar minha língua na sua glande enquanto bombeava o resto com minha mão, os gemidos dele saiam baixos mais como suspiros, os mais altos ele tentava segurar, mas eu quero ouvir ele gemer.

Aumentei o ritmo dos meus movimentos chupando ele por completo, fazendo ele não se controlar. Meu nome saia pela sua boca tão pornograficamente que me deixava cada vez mais exitado. Percebi que ele estava chegando em seu apíce e parei.

Antes que ele pudesse me reprender o abracei por trás passando minhas mãos por seu abdômen, subi uma delas até seu pescoço, massageando sua mandímbula e passando meu nariz do outro lado, a outra mão desamarrava ele delicadamente e devagar.

Ele estava em puro êxtase, podia perceber isso, soltei de vez suas mãos e antes que ele tentasse algo o puxei por elas, e seu cabelo junto, levando ele até a cama. Joguei ele lá sem a minima delicadeza, o virei de frente para mim sugando seus lábios em um beijo rápido, durante o beijo levei dois dedos até sua entrada.

Ele soltou um gemido alto que me fez sorrir, comecei a movimentar meus dedos e ele me puxou mais para perto aproveitando do meu corpo no seu. 

 - Vira de costas - Pedi falando em seu ouvido.

Ele logo atendeu meu pedido ficando de quatro, começo uma trilha de beijos desde a nuca até o fim de sua costa fazendo ele arquear mais, mordi uma de suas nádegas e me arrisquei a lamber sua entrada, e ele soltou um gemido baixo aprovando, continuei com os movimentos até sentir que não iria mais aguentar.

Empurrei sua cabeça na cama e me posicionei atrás dele, coloquei meu membro lentamente em sua entrada, tirei de novo e dessa vez o surpreendi colocando de volta com um movimento rápido e forte, ele gritou meu nome e eu repeti o ato ouvindo ele gemer mais auto que antes.

Eu puxava seus cabelos enquanto o estocava, nós gemiamos juntos o nome um do outro, e ele soltava alguns gritinho quando eu insistia em ir mais forte, ele bombeava seu próprio membro rapidamente. Logo nós gozamos juntos, eu continuei com o movimentos para prolongar o orgasmo.

Antes de sair dele, beijei sua nuca passando minhas unhas desde o começo do seu ombro até o meio da sua costa. Me joguei ao seu lado cansado e ofegante.

Depois de um tempo deitei de lado observando ele jogado na cama, ainda de barriga para baixo, com a cabeça virada para o outro lado, respirando rápido, passei minha mão pelos arranhões na sua costas e ele virou para me olhar.

Subi minha mão para tirar o cabelo do seu olho, ele se ajeitou de lado juntando nossas mãos e sorriu olhando em meus olhos.
 
- Gostou do presente? 
 - A gente poderia fazer isso mais vezes.

Sorri ainda mais com aquele momento e me aproximei dele, nós beijamos, agora, calmamente e puxei ele para me abraçar. Passei a fazer carinhos em seu cabelo enquanto ele adormecia em meu braço.

Algum tempo depois, levantei pegando o celular para olhar as horas, ele sentou na cama me olhando. Sem dizer nada, levantei e fui até a cozinha, peguei a garrafa de champanhe e duas taças. Voltei para o quarto, coloquei as coisas em cima daquela mesma mesinha, peguei dois roupões, me vesti e entreguei o outro para ele.

Abri o champanhe derramando nas duas taças.

00:00
 
- Feliz aniversário, amor 

Ele sorriu e me beijou, doce e calmo, me afastei ainda segurando sua cintura, deixando ele próximo a mim, dei um beijinho de esquimó nele o que fez sorrir igual uma criança.

Eu estava realmente feliz.


Notas Finais


Essa foi a coisa mais errada q já escrevi
Mas é isso aí
O q acharam? hasuhauh

Beijus<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...