História Little darlin' ;; hartwin version - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kingsman: Serviço Secreto
Personagens Gary "Eggsy" Unwin
Tags Daddy, Daddy Kink, Hartwin, Sugar Daddy, Sugarbaby!eggsy, Sugardaddy!harry
Visualizações 19
Palavras 1.461
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas, então, eu não consigo achar fanfics hartwins em português (e também não tem nenhum aqui no site) então resolvi adaptar uma fanfic johnlock minha em hartwin (porque eu tô meio sem inspiração pra escrever, enfim). Eu super shippo Harry e Eggsy, eles tem uma relação muito bonita (e eu amo as fanfics americanas, gente, eles são lindos juntos <3).
Se você não gosta do shipper, não leia e por favor não xingue as pessoas (e eu) que gostam do shipper, isso é errado e feio.
Na história Eggsy gosta de ser tratado como uma garota (até usa pronomes no feminino), porém continua tendo um pau entre as pernas, ele também gosta de se vestir como uma e gosta de coisas doces e meigas, um completo sugar baby. Ademais, boa leitura :)

Capítulo 1 - Unic


 

 

o quarto de eggsy era decorado com as cores pastéis, a sua favorita era o azul. não era azul bebê ou azul anil ou azul claro, era simplesmente azul no tom pastel. ela gostava dos pelúcias que ficavam nas prateleiras e daqueles que ficavam na sua cama, no guarda roupa amarelo pastel guardava suas roupas.

saias de cintura alta que iam até seus joelhos pálidos, meias de diversas cores, e algumas com rendas, sapatilhas meigas, a preta era sua favorita já que combinava com todas as suas roupas, tinha várias blusinhas de várias cores, tinha também uns coletinhos que completava seu visual.

eggsy tinha acabado de completar vinte e dois anos e como dad harry dizia "você está deixando de ser minha garotinha".

o coraçãozinho dela estava abatido, dad harry não havia ido a sua festa. ele teve que ir numa conferência de última hora devido ao trabalho cansativo na alfaiateria kingsman, eggsy ficou só. com o chapeuzinho de festas na cabeça, um biquinhos nos lábios cor de maçã e uma gotinha de lágrima nos olhinhos verdes água, que poderiam se tornar azuis.

mais dad harry fez uma vídeo ligação à noite e eggsy dormiu sorrindo naquela noite.

a cama era tão macia, dad harry sempre lhe dava o melhor, mais sem ele lá era tão solitário que o colchão se tornava concreto. não que eggsy conhecesse a dureza de dormir no chão, dad harry nunca iria fazer isso consigo.

esse ano eggsy ganhou um kit de beleza da gucci, mais não era o que ela queria.

eggsy queria o dad harry na sua festinha do chá de aniversário, junto com o senhor jb e o senhor pickle. oh, e o irmazão merlin. mais o irmazão merlin estava em bradford e o senhor pickle estava com a mãozinha rasgada e senhor jb estava chorando porque eggsy estava tristinha.

e dad harry estava no kingsman.

mais no outro dia dad harry levou eggsy para passear e ela estava sorrindo radiante no parque de londres. de noite eles viram um filme na tv e eggsy acabou dormindo nos ombros de dad harry, o que ela realmente queria.

dad harry era fofo e sempre dava o que eggsy pedia.

"você está ficando tão bonita" dad harry dizia passando os dedos na bochecha macia, enrolando um dos dedos nos caichinhos de eggsy.

eggsy sorria e deitava o rosto no peito de dad harry, "está me deixando vermelha" ela dizia entre risinhos abafados.

uma tiara preta simples estava em seu cabelo loiro claro curto, a saia rosa pastel ia até o joelho, a meia tinha renda na altura do tornozelo, a sapatilha preta estava nos pés e a camisa de botões azul pastel com babados simples e pequenos ia até seu punho que vestia seu busto. dad harry prometeu um jantar fora para recompensar a festa que tinha perdido.

"senhora roxie brigou comigo hoje, ela disse que não posso ficar fazendo badernas dentro de casa" ela comentou durante o jantar agradável "eu estava entediada! minhas aulas só voltam semana que vem" completou com um biquinho nos lábios.

"senhora roxanne se preocupa com você princesa, e eu não quero que se machuque também".

"merlin ligou pra mim, ele disse que sentia muito por não ter vindo".

"merlin é muito atarefado, não se preocupe com isso".

eggsy tinha seus olhos verdes direcionados para seus dedos, ela estava com muita vergonha do que queria dizer a dad harry. ela mordeu o lábio e ele percebeu que algo estava incomodando o seu doce.

"alguma coisa de errado eggsy, foi algo que deixei de fazer?".

"não!" ela respondeu rápido "quero dizer, não" e tomou uma lufada de ar, respirando devagar "daddy, depois podemos ir pra casa e fazer coisas?" ela perguntou tomando coragem para olhar dad harry dos olhos.

"que tipo de coisas eggsy quer fazer?".

"coisas de adulto" ela disse brincando com os dedos "eu quero fazer coisas de adultos com o daddy, eu já sou de maior não sou? eu quero fazer coisas de gente grande".

dad harry sorriu fraco, o que será que está passando na cabecinha de eggsy?, era o que ele pensava.

"andou vendo novelas com a senhora roxanne de novo, princesa?".

"não" ela respondeu sorrindo tomando um pouco de sua água que estava na taça "senhora roxie estava me contando sobre seu marido, ele era dono de cartel e...".

"oh céus, eggsy" dad harry disse colocando uma de suas mãos sob a boca "o que estava conversando com senhora roxanne?".

"ela estava me ajudando a fazer biscoitos para minha festa, e estávamos conversando".

dad harry estava com um sorriso no rosto enquanto cortava e comia o prato do restaurante.

eggsyestava animada e estava contando tudo o que deixou de contar nos últimos dias e dad harry dava algumas risadas, o que deixava ela com as bochechas vermelhas.

a noite de londres estava fria e dad harry sabia disso, então quando saíram do restaurante ele colocou o casaco nos ombros de eggsy e foram andando até em casa. dad harry estava com o braço ao redor do corpo de eggsy para deixar seu corpo mais quente.

a fumaça típica branca que saia de suas bocas durante dias frios estava ali, e o nariz de eggsy estava vermelho devido ao frio.

eles chegaram em casa e dad eggsy ligou o aquecedor, eggsy tirou o casaco e o pendurou em seu lugar, ela sentou no sofá com as pernas juntas e mãos descansando em cima de seu colo. ela passou a mão nos cabelos colocando alguns fios curtos atrás da orelha, dad harry sentou ao seu lado e tocou seu joelho de forma terna, esfregando o dedão no local, e eggsy reprimiu um gemidinho de surpresa.

"está usando meu perfume favorito" ele disse contra o ouvido de eggsy, a vibração da voz de dad harry fez os pequenos pelinhos do pescoço de eggsy se levantasse, ela estava vermelha e brincava com seus dedos de um forma apressada, não sabia se devia falar aquilo para o dad harry.

eggsy respirou fundo e soprou o ar pelos lábios, dad harry estava acariciando de leve sua perna sob a saia rosa.

"o que você quer, princesa?".

ela estava com um sorrisinho no canto do lábio, estava morrendo de vergonha!

"o que minha doce criança quer dessa vez?" ele levantou e ficou em sua frente, sentado com os olhos fitando sua princesa.

"e-eu... bem, eu..." ela brincou mais com os dedos longos.

"se você não me contar, não tem como eu fazer o que eggsy quer" dad harry voltou a acariciar seu joelho de forma doce e eggsy mordeu o lábio com força.

"não se machuque, doce" ele disse tocando seu queixo.

ela deitou a cabeça na mão de dad harry e tocou com a sua, começando a esfregar o rosto na mão dele de forma leve, a bochecha de eggsy era macia. ela deixou beijo na mão de dad harry e ele sentiu a viscosidade do gloss que eggsy usava.

"daddy, eu quero um beijo".

dad harry sorriu mostrando seus dentes brancos, ele levantou um pouquinho e deixou um beijo de leve na bochecha de eggsy o que a fez suspirar, ela passou a ponta da língua nos lábios e deu um sorrisinho leve enquanto brincava com a barra de sua saia e esfregava os joelhos um no outro.

"algo de errado, doce?" ele perguntou acariciando a bochecha de eggsy.

"não é esse tipo de beijo que eu quero".

"e que tipo de beijo eggsy quer?".

as bochechas dela estavam vermelhas, e eggsy sorriu com suas covinhas a mostra, dad harry achava as covinhas de eggsy lindas, fazia o coração de harry se aquecer e o seu sorriso aumentar.

dad harry se sentou mais uma vez ao lado de eggsy e colocou uma mexa do pequeno cabelo atrás de sua orelha, eggsy tinha seus olhos direcionados para suas mãos, e o coração batia forte dentro de si. dad harry deixou um beijo molhado no pescoço de eggsy fazendo um caminho demorado até o queixo.

a respiração de eggsy estava quente e dad harry sentia o ar que saia dá boca de sua princesa, ele beijou os pequenos sinais que tinham no pescoço de eggsy e deu uma mordida de leve que a fez gemer fraco.

"diga para o daddy, eggsy".

"n-na boca, daddy".

dad harry deixou um último beijo no pomo de adão de eggsy, ele acariciou o rosto dela e aproximou devagar seus rostos.

os lábios de eggsy eram macios e tinham gosto de uva roxa.

dad harry os separou e sorriu terno para ela, que correspondeu tocando com sua mão a de dad harry.

"era o que eggsy queria?".

eggsy balançou de leve a cabeça aumentando o sorriso.

"daddy pode dar mais um?".

"claro, tudo para minha pequena querida".

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Mais uma vez: não xinguem. Falo isso pois me xingaram quando postei a johnlock, qualquer coisa eu irei apagar o comentário ofensivo.
Obrigada pela leitura :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...