História Long Dream (Imagine Jungkook) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Jimin, Jungkook
Visualizações 10
Palavras 627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Policial, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


oi gente aisjhvut
primeiro capitulo é meio chato, prometo que vai ficar melhor kkk
espero que gostem aaaa

Capítulo 1 - Tears


Fanfic / Fanfiction Long Dream (Imagine Jungkook) - Capítulo 1 - Tears

“ Essa memória miserável me atormentava todas as noites enquando eu dormia. Seria isso uma punição? Será que deus existe mesmo, e está me punindo pelos meus pecados?”

 

 

 

Caminhava pelas ruas frias de Norgybem. Estava quase chegando na porta principal do hospital. Faz três meses que faço o mesmo trajeto todos os dias, faculdade, hospital, faculdade , hospital, casa, hospital. Bati meus pés no tapete da entrada para tirar a lama que tinha. Vou até a secretaria pegar meu cartão de visitante. Vejo que Juliette está no balcão.

 

-Como esta? Ela pergunta sem me olhar folheando seus papéis

-Mesma coisa, não tem mesmo como nada mudar – dou os ombros

Ela me olha com pena, pega minha mão e fala:

-Ei, não perca a esperança. Vai dar tudo certo. Você precisa ser forte. Ele vai acordar, e você estará ao seu lado.

Dou um sorriso fraco e pego meu cartão. Subo as escadas e vou até o quarto 337. Abro a porta e vejo aquela cena que me deixa todas as vezes com olhos cheios d'água. Ele estava la, quieto e fraco. Os aparelhos que o rodeavam permitiam que ele respirasse. Vou até ele e acaricio seu rosto angelical com minha mão.

-Hoje vai fazer três meses que você está aqui - O olho triste - Sabe...desde que eu comecei a te visitar, os médicos me dizem que você está me escutando...

Eu rio fraco e limpo algumas lágrimas.

-Eles sempre me dizem para ser forte, te passar boas energias, ser positiva, que um dia você vai acordar. Mas você continua aqui…tem tanto tempo ja- Dou uma pausa e olho para baixo -Me desculpa Jimin – digo chorando – Me desculpa por não conseguir fazer isso. Me desculpa por ser a pessoa errada.

Saio do quarto para lavar meu rosto, aproveito e vou comprar um café. Sento em uma das poltronas e vejo que tenho uma ligação perdida do meu pai. Ligo de volta pra ele.

-Oi pai(...)Tem noticias da mãe?(...)Eu estou bem(...)Estou em casa fazendo o dever(...)Eu juro que estou bem pai(...)Não precisa vir aqui não, tá tudo bagunçado e...e-eu tenho muito dever(...)Vou desligar(...)Eu te amo

Desligo o telefone e volto para o quarto do Jimin. Vejo que uma pessoa está no quarto. Vou me aproximando e consigo ver que é Jungkook, o irmão do Jimin , ele franziu sua testa me olhando com nojo . Eu nem sabia o que dizer , eu apenas paraliso em sua frente.

Jungkook desvia seu olhar do meu encarando Jimin - Voce ainda tem coragem de vir aqui Emma? 

-Eu venho aqui todos os dias...Todos os dias depois da faculdade

-Eu nao sei bem se você é o tipo de pessoa que ele gostaria de ver aqui depois do que aconteceu 

Fiquei parada sem dizer nada. Não acreditava que ele estava dizendo isso.  

Jungkook se aproxima de mim -Nao haja como se você nao tivesse entrado na vida dele e tirado tudo o que ele tinha...Ele acreditou em você! - ele se vira para mim e eu  percebo que seus olhos estavam vermelhos e uma lagrima o escapa – Ele confiava em você Emma ... E olha aonde ele está agora ... Jimin e Laura não mereciam isso!

Dou um tapa na cara dele, o que faz ele cambalear para trás.

-Como ousa só me culpar por isso? Você fala como se não tivesse culpa! Se você não tivesse tratado ele como tratou isso nunca teria acontecido! Pare de tentar culpar outra pessoa pelos seus próprios erros!

Empurro ele e saio do quarto. Corro até chegar no meu carro. Entro no mesmo e giro a chave o ligando porém não tinha forças para dirigir. Botei minha testa no volante e me afundei em lágrimas. Eu batia no volante o que fazia o buzinar.  


Notas Finais


<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...