História Love and blood (Castiel-Amor doce) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Agatha, Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charli, Charlotte, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Priya, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Castiel, Loveandblood, Vampiros
Visualizações 45
Palavras 1.444
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


»LEIAM É SERIO«

Oi lindus, enton desculpe a demora, criatividade tirou férias, mais cá estou mesmo assim. Sei que tem gente que não le as notas do autor, nem as finais, gente precisam que vocês leiam pois quando eu for dar os avisos será por aqui, no último cap falei sobre fazer um perguntas e respostas com os personagens, e pedi pra vocês deixarem nos comentários oq acharam e as perguntas mais ninguém, sério, ninguém comentou sobre isso, só sobre outras coisas e tal, então sei que posso estar pedindo demais mais leiam as notas do autor e as finais pfv, titia agradece

Boa leitura ❤

Capítulo 4 - Primeiro toque


Fanfic / Fanfiction Love and blood (Castiel-Amor doce) - Capítulo 4 - Primeiro toque

Pov Castiel 

 Estava lá tranquilo até ouvir....

"Meu Deus como pode ser lindo a esse ponto? Ele é perfeito, minha vontade nesse momento é de apertar aquelas bochechas e beija-lo. Ele já é lindo, fazendo isso só pode estar querendo me matar"

Minha nossa senhora!, e eu achando que Lya era certinha, bem talvez eu possa me aproveitar da situação um pouco...*cara de malicia inserida*

- Sei que sou bonito mais não precisa desse pensamentos impuros - RI

Na hora vi ela entrar em choque e se virar para frente numa velocidade, acho que deixei ela constrangida, é, mais como ela saberia que eu posso saber o que ela pensa? Deveria ter pensado duas vezes antes de falar alguma coisa, não! A culpa não foi minha quem estava pensando em mim era ela Oxê

- O que ela tem? - Falou o Lysandre me cutucando 

- Nada! Só esta meio lelé -

(N/A: Castiel vai a merda! Foi tu que deixou ela assim!/Castiel: E eu tenho culpa de ser tão maravilhoso?)

Depois de pouco tempo me levantei e fui até o canto de seu ouvido

- Saiba que eu não ligo viu? -

Falei aquilo e vi o seu corpo todo se arrepiar, acho que eu devia me afastar dela, pelo menos por um tempo, pelo próprio bem dela...

Pov Lya

Pra que aquele filho de lu resolveu falar isso bem no meu ouvido? Ele só pode ser louco!. Eu ainda não entendi, como ele soube de tudo que eu pensei? Como? Será que eu falei tudo aquilo sem perseber? Não, se não os outros também teriam falado algo. 

Fiquei pensando nisso por muito tempo até tocar o sinal do intervalo, sai da sala em disparada e fui até a biblioteca antes que Rosalya ou qualquer outra pessoa vinhesse me procurar, chegando lá destranquei a porta pois tenho as chaves de toda a escola, entrei e tranquei a porta para não ser interrompida, joguei minhas coisas num mesa que estava ali, então peguei muitos livros sobre humanos, magia ou até sobrenatural, só para saber como ele sabia o que eu avia pensado, mais não achei nada, então guardei tudo em seus devidos lugares e parti para o grêmio para ver se presisavam de mim, presisava de uma desculpa por não ter aparecido no intervalo, chegando lá vi o Armin sentado em uma cadeira com fones de ouvido jogando em seu PSP, para brincar com ele, tirei os fones dele por trás

- Olha só... - Disse tirando o fone

- merda... - ouvi ele sussurrar - Desculpa diretora eu na... - Parou ao me ver, e ver que não era a diretora, não me aguentei e cai na gargalhada

- Hahaha você é Ilário Armin haha -

- Porra vei, não me assusta desse jeito - Falou ele pondo a mão no peito dando um 'efeito' no susto

- Haha... Desculpa, mais e ai, o que você está jogando? -

- Um jogo novo que eu comprei, quer jogar? - 

- Bom não sei... Ninguém sabe que eu estou aqui -

- Olha só! Parece que a representante está ousada! - Ele riu - Ninguém sabe que eu estou aqui também, faço isso sempre, mais então vai jogar ou não? - 

- Nossa!... Bom tá, como joga? - 

Depois disse sentei ao lado de Armin e ele passou o PSP para mim e começou e me orientar conforme eu jogava, ficamos ali jogando e rindo do meu jeito desesperado de jogar, minutos depois o sinal da próxima aula tocou e nós saímos da sala e demos de cara com o Alexy.

- Ora ora, parece que os dois bonitinhos cabularam aula? - Falou ele cruzando os braços e batendo o pé no chão

- Ué o que tem de mais nisso? - Falou Armin com cara de deboche

- Você nenhum, o que me surpreendeu foi ela - Falou Alexy gesticulando na minha direção

- É, não foi só você - Riu Armin

- Gente não precisa desse ezageiro, só por que eu sou representante não significa que eu tenho que ser certinha o tempo todo! - Por que todo mundo acha isso?! - Bom eu vou indo, até mais meninos

- Tchal - Disse Armin

- Tchal gata - Disse Alexy ao se virar para o Armin e dizer: "Ela ficou rebelde depois de pegar o bad boy" e dar risada, quase que eu vouto no modo tipo: 'que que tu disse ai broder?', mais apenas deixei quieto depois eu falo com ele.

Fui até meu armário e peguei minhas coisas da aula de ciências e fui em direção ao laboratório, chegando lá vi o Castiel sozinho na penúltima carteira, ao me ver ele fez um sinal com a mão para eu ir até lá.

- O tábua me desculpe pelo ocorrido mais cedo, mais então, quer fazer dupla comigo? - Falou ele coçando a nuca e depois dando batidinhas na cadeira ao lado dele meio que 'pedindo' para eu me sentar 

- Tábua?! Sério?! - Ele riu

(N/A: Castiel vamo para né?/Castiel: Oq eu fiz?!/N/A: Tábua?!/Castiel: OK OK podemos concordar que ela foi abençoada no quesito peitos ;p/N/A: Então por que tábua?/Castiel: Pq eu quero)

- Eu vou ser sua parceira só por que você pediu com jeitinho - Rimos

Passou um tempo até o professor chegar, quando ele chegou ele nos deu vários produtos químicos e uma tabela de tintas em pó, ele disse que com tudo aquilo é possível fazer dez reações químicas e que todas elas estão no livro, mas nós teríamos que faze-las do nosso jeito e descobrir se formou uma das dez reações, cada dupla teria que fazer pelo menos três reações.

Assim começamos, tudo corria bem até resolvermos começar a usar as tintas em pó, assim que me virei para jogar um pouco de tinta no meu esperimento o Castiel passa seu dedo sujo de tinta na minha bochecha, na hora peguei a tinta que estava na minha mão e joguei nele que acabei errando o seu rosto e pegou metade na roupa dele, depois disso começou uma rebelião de tinta entre eu e o ruivo, tudo estava mil maravinhas até voar um potinho de tinta  em cima do avental do professor. Paramos na hora e olhamos para o professor que nos fuzilava com os olhos *FODEU LEGAL* 

- LYA! CASTIEL! PODEM ME DIZER O QUE É ISSO?! - Bradou ele fazendo a sala toda parar pra olhar

- Bom... Eu acho que... Assim, deve ser tinta né? - CALA A BOCA CASTIEL

- A sim, vão os dois para fora da sala agora! - Falou ele apontando para a porta, Castiel foi tranquilo, mais eu não, não posso sujar(Altora: Hehe sujar, tenderam? Tinta, sujar?... Desculpa)meu histórico perfeito com isso

- Mas prof... - Fui interrompida por um berro

- MAS NADA LYA!, FORA! - Falou novamente apontando para a porta, obedeci - Não esperava isso de você... - Falou ele antes de fechar a porta atrás de mim, sai com a cara mais fechada do mundo (Altora: Castiel tem uma chave que pode abrir essa cara fechada *Cara de malicia inserida novamente* Desculpa gente eu não to bem)

- O que foi representante? - Falou ele meio 'preucupado'

- Depois disso acho que vou ser expulsa... - Ouvi ele dar uma leve risada 

- Olha aqui, eu posso te garantir que já fiz coisa pior do que uma guerra de tinta, e levei no máximo uma convocação, relaxa olha como a gente está! E você se preucupando com isso, parece que a gente esta indo desfilar na parada gay - Na hora eu não me aguentei e cai na gargalhada (Altora: Eu falei que ele tinha a chave)

- Hahahaha pois só você pra me fazer rir numa hora dessas - Eu estava lá no meio do corredor, coberta de tinta com o Castiel, o que mais falta acontecer?

- E você está com mais sorte ainda sabia?.... Está com a pessoa mais legal da escola - Riu exibido

- A claro - Nós fomos até o patio e ficamos conversando até eu entrar na bad

Modo sad on

- E se minha mãe descobrir? Ela vai me matar!, eu não vou ser mais representante de turma?, eu vou ser proibida das aulas praticas?... - Falei desesperada

- Hey, Calma garota, nada disso vai acontecer - Ele falou isso me abraçado, e de novo senti aquele choque que fez meu corpo se arrepiar por inteiro, o jeito que ele me abraçava era como se pudesse me proteger de todo mal do mundo, na hora eu fiquei sem reação até ele pegar meu queixo e erguer o meu rosto até meus olhos encontrarem seu olhar frio

- Vai ficar tudo bem tá? - Falou ele dando um beijo na minha testa

- Tá... - Respondi e abaixei minha cabeça até me aconchegar no seu peito. Eu queria ficar ali para sempre...


Continua?




Notas Finais


Se vocês ainda quiserem fazer as perguntas e respostas deixem nos comentários.
Desculpa pelas piadinhas '-'
Hoje eu to inspirada, 1.444 palavras

Espero que tenham gostado❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...