História Love yourself - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, Ian Somerhalder, Nikki Reed, Nina Dobrev
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Visualizações 51
Palavras 1.828
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 16 - It was still in love with me?


Fanfic / Fanfiction Love yourself - Capítulo 16 - It was still in love with me?

Pvo's Camila

- Dinah, eu juro que se você mostrar mais um cara nessa porra desse tinder pra Lo, eu vou enfiar esse celular num lugar muito difícil de retirar! - Falei puxando Lauren de perto dela. Onde já se viu? Ela terminou um namoro agora e DJ já quer enfiar outro cara na vida dela? Não, não mesmo. 

- Deixa de xaxo, Chancho. Ela é solteira, tem mais é que aproveitar mesmo. - Travei o maxilar, parei de caminhar e olhei pra ela.

- Ela não vai ficar com esses machos! - Ela riu alto. 

- E quem disse que precisa ser macho? - Ela riu passando na minha frente. Estavamos eu, ela, Lo, Mani e Ally, como ainda não estava na hora da sessão, resolvemos andar pelo shopping. - Ai Meu Deus!!!! Eu não acredito nisso, Laur, olha só quem ta vindo ali! - Me virei para ver e não reconheci por quem elas estavam loucas, uma mulher linda, seu cabelo era azul e ela tinha um sorriso enorme em direção a DJ e Lauren.

- Ash!!! - Lo abraçou a menina, que por ser um pouco maior, acabou retirando os pés dela do chão. Fechei a cara. 

- Lo!! - Lo? Como assim? - Como você ta? Nunca mais nos vimos! - Lauren sorriu.

- Acabei de mudando pra Miami. - Ela deu de ombros e a menina assentiu. 

- E você, Jane, sossegou? - Ela abraçou Dinah, pude ver a expressão de Mani se fechar também, ela se aproximou de mim. 

- A gente mata agora ou espera explicações? - Neguei com a cabeça.

- Vamos esperar. - Ela assentiu. Ally parou de olhar as vitrines e veio até nós. 

- Gente, vocês estão com ciumes, disfarcem pelo menos, Ashley é apenas amiga das duas. - Rolei os olhos. 

- Muita intimidade. - Mani e eu falamos ao mesmo tempo. - Olha pra isso, precisa mesmo de tanto toque? Que droga! 

- Hey, Mila, calma. - Mani apertou meu ombro esquerdo. 

Respirei fundo, não seria legal dar chiliques no meio do shopping. 

- Então, essa é a Mani - Lauren apontou pra Mani, a tal Ash sorriu e cumprimentou-a.

- Mas ela é minha, beleza? Sai. - DJ agarrou o braço da Mani, que sorriu deixando um beijo na cabeça da loira. Talvez eu fosse a única babaca com ciúmes ali. 

- Essa baixinha aqui é a Ally - Fez a mesma coisa que fez com a Mani. - E não menos importante, a minha Camila. E não, você não vai abraçar nem vai dirigir a palavra a ela. - Lo passou o braço e me puxou pela cintura, ri disso.

Ficamos ali conversando até dar o horário da sessão e nos despedimos, Ashley nos convidou para a festa que daria em sua casa, algo como boas-vindas a Miami, claro que eu iria, não deixaria Lauren sozinha lá por nada. Andamos até o cinema e antes de entrar compramos comida e logo fomos assistir. 

[...]

- Foi bom encontrar a Ash, faz tempo que nós não nos vimos. - Rolei os olhos. - Hey, eu vi isso! 

- É necessário tanto toque assim? Que idiotice. - Revirei os olhos, vestindo uma cueca box preta e um blusão. Me deitei ao lado da Lo e ela riu, deitando a cabeça sob meu peito. Entrelaçou nossas mãos e eu sorri com isso. 

- Você é muito ciumenta. - Ela bocejou. 

- Só cuido do que é meu. - Ela riu baixinho. - Você vai trabalhar amanhã?

- Sim. - Respirei fundo. - Vai a faculdade? - Assenti. - Então melhor dormimos.. Boa noite, Camz. - Beijei sua cabeça.

- Boa noite, Lo. 

- Camz? 

- Hm? 

- Eu te amo.

- Também amo você, branquinha. - Ela sorriu e nós finalmente dormimos.

[...] 

2 meses depois..

- Mas Camz.. - Rolei os olhos pela décima vez.

- Lo, eu preciso voltar para o hospital. - Ela suspirou.

- Tudo bem. - Ela saiu e foi para a cozinha, terminei de amarrar o meu tênis e me levantei, andando até a cozinha, tomamos o café da manhã em um silêncio quase insuportável.

- Quer que eu te leve para a empresa? - Perguntei enquanto via ela terminar de fechar seu terninho feminino. 

- Vou pegar um táxi. - Ela pegou sua bolsa e veio até mim, beijando minha bochecha. Quando ela se afastou puxei seu braço e colei nossos corpos. - Camila..

- Eu sei que essa falta de tempo está acabando com a gente, mas por favor, Lo.. Tenta me entender, logo logo isso vai acabar. - Ela respirou fundo e assentiu, me abraçou e deixou um beijo em meu pescoço. Me arrepiei com isso.

- Desculpe.. Eu só sinto sua falta, prometo que vou tentar não cobrar tanto de você. - Beijei sua bochecha e ela sorriu, me fazendo sorrir também. 

- Me deixa te levar até a empresa? - Ela assentiu, entrelaçou nossas mãos e ela entrou no meu carro. 

Chegamos na empresa e Charles abriu a porta do carro depois de eu dar o sinal.

- Bom dia, sra Cabello-Jauregui. - Franzi o cenho, como assim?

- Como? - Perguntei e Lauren riu. Charles nos olhou como se tivesse falado algo errado. 

- Não somos casadas, Charles. - Ele sorriu sem jeito.

- Perdão. É que sempre vêem as senhoritas juntas, acabamos supondo que estavam juntas.. Mil perdões. - Sorri com isso. 

- Tudo bem, Charles. Bom dia para você também. - Ele sorriu e cumprimou Lauren, e logo saiu.

- Que estranho hein. - Lo riu, ela abaixou a cabeça e beijou meu rosto. - Tenha um bom dia, meu amor. - Sorri. 

- Tenha um bom dia, baby. - Ela sorriu e se foi. Liguei o carro e fui até o hospital. 

Cheguei ao mesmo um pouco mais cedo que o normal, mas assim era melhor, poderia chegar mais cedo a casa da Lo. Vocês devem estar se perguntando, você não tem casa não, Camila? E sim, eu tenho casa. Mas eu gosto de estar com ela, e bom, ela também passa um tempo no meu apartamento. 

[...]

Peguei meu celular para checar as horas e.. Droga! 23:45! Lauren vai me matar, Lauren vai me matar.. Me arrumei rapidamente e fechei a sala, até que ouvi uma voz não tão desconhecida. 

- Camila? - Me virei e encarei a morena a minha frente, caramba, o tempo só fez bem a ela, Selena sorriu e veio até mim. 

- QUANTO TEMPO, AHHHHH - Abracei ela fortemente, que sorriu e me abraçou na mesma intensidade. - Okay, vou parar de gritar, preciso parecer profissional. - Ela riu. 

- Não deixa de ser idiota nunca. - Ri com ela. - Está fazendo estágio aqui? - Assenti.

- E você? O que faz aqui? - Começamos a andar em direção a saída. 

- Alguns exames de rotina, cheguei um pouco tarde e saí só agora. - Ela revirou os olhos. - Como anda sua vida? Achou alguém melhor que aquela embuste? 

- Caramba, vocês adoram esse apelido/insulto! - Rimos. Chegamos ao que parecia ser o carro dela.

- Vamos combinar que você merece coisa melhor, Mila. - Ela sorriu. - E não é por nada não, mas eu shippo muito Camren, viu? - Arqueei uma sobrancelha.

- Todos deram pra implicar com isso hoje? - Rimos. 

- Talvez seja pq Camren é real, mas você não queira ver. - Ela deu de ombros sorrindo. 

- Okay, Gomez. Vamos parar com essa conversa aqui.. 

- Eu preciso ir, nos vemos novamente por aí, não suma novamente, Cabello. - Assenti sorrindo. Abracei-a e sentir ela deixar um beijo perto da minha orelha, arrepiei novamente. 

- Até.. - Ela saiu com o carro, me deixando ali, olhei o celular novamente e percebi ser 00:00, agradeci aos céus por ser sexta a noite e eu não precisar voltar amanhã, não que eu odiasse trabalhar aqui, mas eu precisava dar atenção a Lo também.

Entrei no carro e arranquei dali, esperando que ela estivesse dormindo. Logo cheguei até sua casa e sai do carro, abri a porta com a chave reserva e me surpreendi ao vê-la ali sentada no sofá, ainda acordada e assistindo algo na TV que eu não me preocupei em saber o que é. 

- Achei que estivesse dormindo. - Ela me olhou e sorriu. 

- Fiquei esperando você. - Seu sorriso morreu ao me encarar. Franzi o cenho, ela se levantou e veio até mim, mas parou subitamente. - Esse perfume não é seu. - Ela franziu o cenho. - E pq tem uma marca de batom em baixo da sua orelha? 

Olhei-a assustada, mas logo lembrei de Selena. Deve ter sido ela. 

- Eu vi uma amiga quando estava vindo e.. - Ela suspirou.

- Já entendi.. Vou dormir. Boa noite, Camila. - Ela me deu as costas e subiu as escadas, cocei a nuca pensando em como iria explicar isso, mas realmente não tinha o que explicar, era Selena e nós somos amigas.

Resolvi subir e tomar um banho, depois de devidamente vestida, deitei ao lado dela e ouvi ela fungar, ela estava chorando?

- Lo? - Ela não respondeu. - Você está chorando? Me diz o que você tem, baby. - Ela se virou e meu coração apertou, seu rosto estava vermelho, puxei ela para perto de mim e ela me abraçou. - Lo.. 

- Eu só.. Você estava com alguma garota, né? - Ela sussurrou. 

- Não, Lo. Eu estava arrumando minhas coisas, perdi o horário e quando sai, encontrei a Selena, ex namorada do Bieber, nós conversamos e ela me abraçou, só que ela acabou me beijando bem ali. Eu não estava com garota nenhuma, não no sentido que você está pensando. - Ela me abraçou ainda mais forte.  

- Desculpa, eu só não.. Droga, Camz, desculpa.. - Beijei seus cabelos, soltando um sorriso. 

- Está tudo bem, baby.. Está tudo bem, hm? Me desculpe por chegar tarde, isso não vai se repetir. - Ela beijou meu pescoço e eu novamente me arrepiei. Porra. 

- Tudo bem.. Você não ta com fome? - Ri assentindo.

- Não iria conseguir comer e dormir sabendo que você estava diferente comigo. - Ela riu e se levantou. 

- Vem, vou esquentar o jantar pra você. - Assenti e descemos as escadas. Depois de comer nós voltamos para o quarto, escovei meus dentes e voltamos a mesma posição. 

- Eu te amo, Lo. - Senti ela sorrir.

- Também amo você, Camz.  - Sorri e acomodei ela em mim, não estava com tanto sono então resolvi pegar "A Seleção" para ler, até que eu estava gostando do livro. 

Mas tinha algo que não saía da minha cabeça, era estranho, quem não convivesse com a gente iria dizer que éramos casadas ou namoravamos, mas não passamos de amigas, melhores amigas. Não que o que eu sentia por ela tinha passado, nada a ver, eu ainda era apaixonada pela Lo. Mas estava tão bom assim que eu ficava com medo de estragar algo, mas tinha outra coisa que não saía da minha cabeça também.

Ela ainda era apaixonada por mim? 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...