História Loves Quest - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 29
Palavras 1.399
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Lágrimas


Fanfic / Fanfiction Loves Quest - Capítulo 11 - Lágrimas

 ~JIMIN~

Puxo Yoongi pelo braço trazendo ele para mais perto de mim, e fito seus olhos escuros.

SG- Eu, herr...

JM- Apenas fique caladinho Suga, você não precisa se preocupar, não vou te punir hoje.- Dou um sorriso enquanto faça um carinho em sua cabeça bagunçando todo seu cabelo.

SG- Certo.

Terminamos de tomar o banho e nos vestimos para o jantar, os meus pais já chegaram, e estão apenas nos esperando para poderem começar "eles jantam cedo por aqui, agora que são 7:30 da noite, ou será que nós que jantamos tarde demais? Ah isso não importa". Visto uma calça preta e uma camisa azul, calço meu tênis e Yoongi veste uma camisa vermelha com uma calça branca. Saimos do quarto, passamos pelo corredor e descemos a descada cuidadosamente para não cair "Sim eu sou um desajeitado, já perdi as contas de quantas vezes já caí de uma escada" entro na sala de jantar e os vejo junto com meu irmão, estão todos muito elegantes por sinal.

JM- Boa noite, Jihyun, papai, mamãe. Esse é o Yoongi meu amigo.

SG-Boa noite, Jihyun, senhor e senhora Park

-Boa noite.- Todos três falam ao mesmo tempo.

Nos sentamos em nossos lugares e as empregadas aparecem para nos servir a comida. Todos estão em silêncio e isso me preocupa, por que sexamente eles me chamaram para passar o fim de semana em casa? Pensando bem tem alguma coisa por trás disso. Mas o quê? Quando meu pai ver que todos terminamos de comer ele faz um sinal para as empregadas trazerem a sobremesa.

- Então Jimin, como vai os estudos na faculdade?

JM- Estão indo bem, mas no momento estou de férias.

- Hum, certo, espero que vc não deixe de estudar pra fazer bobagens por aí, ou pra ficar namorando qualquer pessoa por aí entendeu?

JM- Sim pai.

Olho para o meu namorado e ele está de cabeça baixa com uma feição meio triste no rosto "Mas que merda hein pai, você não poderia falar isso outra hora?" A sobremessa é servida à mesa, então eu pego um pedaço de pudim e coloco no prato do Yoongi, e outro no meu.

JM- Coma, você vai adorar o pudim da Neide a cozinheira daqui.

SG- Obrigado.- Ele parece tão triste, meu pai vai me pagar por deixar Yoongi desse jeito.

Finalmente acabamos o jantar e podemos ir dormir, ainda estou muito cansado para ficar acordado.

JM- Boa noite, nós já vamos dormir.

PAI- Boa noite, filho.

JY- Boa noite irmão.

Por algum motivo minha mãe fica calada, ala estava meio estranha a noite inteira, mas por quê? Tem alguma coisa acontecendo e eu não estou gostando disso. Yoongi e eu, entremos no meu quarto, ele ainda está meio triste.

JM- Suga, não pense no que meu pai falou, ele não sabe de nada, eu te amo e nada vai fazer eu te deixar entendeu?- ponho minhas mãos sobre seu rosto e lhe dou um beijo na testa.

SG- Mas.- Ele se afasta de mim.- O que ele disse está certo, eu só estou te atrapalhando, ainda temos que terminar a faculdade então é melhor a gente dá um tempo mesmo...- Ele dá as costas para mim "Ele quer mesmo terminar comigo? Por causa do meu pai? Eu não suportaria isso".

JM- Para, não fala isso, eu não aguentaria ficar nem mais um dia longe de você, eu preciso de você Yoongi.

Ando até ele e lhe abraço, já não consigo mais segurar minhas lágrimas, meu coração dói, dói muito, só de pensar em ficar longe dele, não aguento nem a possibilidade disso acontecer.

SG- Jimin eu.

JM- Promente que nunca vai me deixar.

SG- ...

JM- Promente logo.

O viro para que ele fique de frente para mim e olhe diretamente nos meus olhos. Só agora percebo que ele também está transbordando de lágrimas, então o aperto num abraço forte.

JM- Por favor Suga, promete pra mim.

SG- Eu prometo Jimin. Nunca te deixarei.- Ouvir isso faz meu coração de se acalmar.

JM- Não pense mais nisso entendeu?

SG- Sim.

JM- Vamos tomar banho está quase na hora de dormir.

SG- Vamos.

~SUGA~

Acordo no meio da noite, estou deitado do lado do Jimin, pego meu celular e olho que horas são, 02:25 da madrugada, estou com um pouco de sede então me levanto e cama e saio do quarto, desço pra a cozinha, pego um copo e abro a geladeira, tomo uns dois copos e água.

MÃE- Oi garoto.- Ouço a voz da mãe do Jimin, e viro para ver ela.

SG- Sim?

MÃE- Eu vou ser curta e direta entendeu?

SG- Como assim?

MÃE- Não se faça de tonto, eu sei que você e meu filho estão namorando.- Meu corpo se congela, "Como ela sabe? Nós nem mesmo conversamos muito perto dela" não sei o que fazer, estou sem reação.- Eu quero que você fique longe dele, você deve ser apenas uma diversão para ele, mas mesmo assim isso pode prejudica-lo tanto agora quanto no futuro, então eu te peço que se afaste dele o mais rápido possível, entendeu?

SG- Mas senhora eu.

MÃE- Mas nada, você deve está apenas de olho no dinheiro da familia não é? Seu vagabundo, levando meu filho pra um mundo sem volta e ainda fica aproveitando do dinheiro dele. Apenas fique calado e termina logo com ele, não quero que meu filho tenha um futuro com um homem e sim com uma mulher que é o certo.

Não consigo pronunciar nem mais uma sílaba sequer, não acredito no que acabei de ouvir, por que isso está acontecendo comigo? Eu não quero deixar ele.

MÃE- Espero que tenha entendido o recado garoto, eu não quero ter que interferir nesse "ralacionamento" de vocês dois.

SG- Sim senhora, eu entendi.

MÃE- Já que estamos entendidos, tenha uma boa noite.

Ela sai da cozinha me deixando sozinho, perdido na escuridão dos meus pensamentos, mas tudo que ela falou é verdade, eu sou um peso para ele, vou atrapalhar o desepenho dele na faculdade e se as pessoas descobrirem sobre nós dois a cidade inteira vai ficar contra nós e isso pode prejudicar muito o futuro dele, e sem falar que eu não posso ter filhos, como formariamos uma família? Onde eu estava com a cabeça quanto aceitei seu pedido de namoro? Já não aguento mais isso, mas tenho que aceitar a realidade e terminar com o Jimin. Me sento no chão e começo a chorar como um tolo. Volto para o quarto e deito na cama bem afastado dele e volto a dormir. Quando acordo, Jimin já não está mais na cama.

JM- Bom dia.- Ele aparece na porta trazendo um café da manhã numa bandeja de prata.

SG- Jimin, precisamos conversar.

JM- O que eu fiz agora?

SG- Você não fez nada, eu só andei pensando bem e acho que devemos terminar.- Nunca falei palavras tão duras, isso dói tanto em mim que não consigo aguentar.

JM- Não, não, você não está falando isso. Nós já conversamos e você não precisa se importar com o que meu pai disse, ele é um idiota.- Ele se aproxima e senta na cama.

SG- Isso não tem nada haver com o que seu pai disse.

JM- Então o que te fez pensar assim? Por que você quer terminar comigo?

SG- Jimin para, também é difícil para mim terminar com você mas essa é a coisa certa a se fazer.

JM- Você prometeu, prometeu que nunca iria me deixar, e é exatamente isso que está fazendo agora.- A voz dele fica tremola e ele começa a chorar.

Ele segura meus braços e sobe em cima de mim, me olhando nos olhos com um olhar confuso.

JM- Você não vai me abandonar, nunca permitirei isso entendeu? NUNCA.

SG- Jimin você só está tornando as coisas mais difíceis, me larga agora.

JM-Mas.

SG- Mas nada, sai de cima de mim e me deixe ir embora, acabou.

JM- Você tem certeza de que é isso que você quer?

SG- Sim, eu tenho.

JM- Tá certo então, vai embora e se você se arrepender e quiser voltar eu já não estarei mais aqui para você.- Ouvi-lo dizer isso destrói meu coração em pedaços.

Apenas me visto, pego a chave do carro e vou embora dessa casa, maldita casa, malditos sejam os pais do Jimin, maldita seja essa minha miserável vida. Entro no carro e dirijo de volta para casa. Quando estou bem longe daquele lugar, estaciono e começo a chorar e me debater dentro do carro. Finalmente eu consegui ter o amor do Jimin para mim e isso é me arrancado assim tão rápido e dolorosamente. Continuo chorando dentro do carro.

                         ~FIM~



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...